NATAL PRESS

 

 

Por Luziária Machado

O diretor da Escola da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, João Maria de Lima, visitou a Reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) nesta segunda-feira (29). Na pauta, propostas de parceria com a Instituição para a oferta de cursos para capacitação dos servidores da Assembleia Legislativa e à comunidade.

A Escola da Assembleia oferta cursos de capacitação profissional e pessoal, oficinas, especializações e mestrado. De acordo com João Maria, a intenção agora é conseguir ofertar um curso de graduação e um de doutorado. O diretor destacou a importância da parceria com a Universidade, por conhecer a qualidade do serviço prestado pela Instituição e por reconhecer sua importância para o Estado. “Acredito que uma parceria com a UERN pode ser bom para a Escola da Assembleia e para a própria Universidade. Além de estarmos na instância estadual, conhecemos o quadro capacitado e a qualidade da UERN”, afirmou o diretor da Escola.

O reitor Pedro Fernandes agradeceu a confiança depositada na UERN e reafirmou o compromisso da Universidade em capacitar profissionais no Estado. Ele apresentou alguns modelos já praticados pela Instituição em parceria com escolas institucionais como a Escola de Governo e afirmou que a Universidade está aberta para parcerias nesta área. “Ficamos felizes com o reconhecimento da Escola e do seu diretor João Maria de Lima, que é um parceiro da UERN. Ficamos mais felizes por ver uma instituição estadual priorizando a Universidade, que também é estadual, para a capacitação e valorização do servidor estadual”, afirmou o reitor.

Participaram da reunião a chefe de Divisão Acadêmica da Escola da Assembleia, Kássia Kamilla de Moura; a chefe de Gabinete da Reitoria, Cicília Maia; o assessor da Reitoria, Zezineto Mendes e o professor Vinícius Claudino.

image.png

O fortalecimento do projeto Educação Básica no Território Inteligente foi o tema de reunião entre o reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, e a professora do Centro de Educação (CE) da UFRN, Betânia Leite Ramalho, durante a manhã desta terça-feira, 30, no prédio da Reitoria.

A docente explicou que o nome da ação tem raiz na situação de que, para elaborar políticas públicas de educação, há a necessidade de conhecer o território no qual a escola está, e não somente as práticas realizadas dentro da instituição. “A questão da educação é também o entorno do mundo em que o estudante vivencia suas experiências, bem como a questão da utilização das tecnologias para favorecer e otimizar as práticas educacionais, com ferramentas customizadas para as necessidades do estudante e gestão do conteúdo a partir da formação dos professores”, colocou Betânia Ramalho.

Ela acrescentou que a ação é parte do Smart Metropolis e que o projeto piloto está sendo colocado em prática na cidade de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal. No local, a rede municipal já utiliza o Sistema Integrado de Gestão da Educação (SIGEduc), plataforma na qual há um acompanhamento pedagógico similar ao realizado através do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), com o entrelaçamento do georreferenciamento de dados da localidade para informações educacionais provenientes de diversas fontes.

“Com as ferramentas para modernização da gestão escolar, conseguimos dados importantes da educação básica, desde a situação de quanto o aluno desenvolveu as habilidade básicas, de acordo com sua idade, até a análise a respeito de aspectos a serem dimensionados na formação dos professores, dentre outras situações”, explicou a professora da UFRN.

Citando o atual Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), bem como a elaboração do Plano de Gestão e o PDI que será construído para o decênio próximo, o reitor da UFRN identificou que o projeto Educação Básica no Território Inteligente é um exemplo promissor da necessária interface da Universidade com a educação básica, a qual tem implicação na qualificação do ensino da graduação, sobretudo das licenciaturas. Daniel Diniz também pontuou a necessidade de institucionalizar a parceria com a prefeitura de São Gonçalo do Amarante. “Uma vez que o piloto funcione, podemos disseminar a ação para outras cidades”, afirmou Betânia Ramalho.

 

divulgação

 

Atletas de Karatê da equipe do colégio CEI Zona Sul se destacaram no VI Campeonato Nacional de Karatê-Dô Tradicional, evento realizado em João Pessoa (PB) e que contou com a presença de 457 atletas, que representaram vários estados brasileiros. A competição foi uma seletiva para o campeonato pan-americano que acontecerá no México, nos dias 25 e 26 de outubro.

Disputando com atletas de alto nível nos torneios que foram realizados no período de 11 a 14 de julho do ano em curso, os alunos da escola potiguar obtiveram um excelente resultado.

Integrantes da delegação potiguar, todos os alunos do CEI Zona Sul inscritos no campeonato trouxeram medalhas. A equipe ficou entre os melhores competidores em todas as categorias.

Entre os medalhistas se destacaram Heitor Dias de Medeiros (3° kata Individual, 3°kata equipe e 3° kumitê), Maria Eduarda Lacava Kroeff Pires: (3° kata individual, 3° Tira Bolinha e 2° kata equipe), Luiz Vinicius de Carvalho Dantas ( 3° kata individual – 3° kata equipe), Dante Fernandes (2° kata equipe), Luiz Felipe Lins de Albuquerque Alencar Peixoto: (1° kata individual e 2° kata equipe), Pedro Harry de Oliveira Lima Leite: (1° kata individual e 2° kata equipe), Tomás Sena de Almeida: (3° kata individual, 3° kumitê e 3° kata equipe), Caio Gomes (2° kata individual) e Betina de Medeiros Costa (2° kata individual, 3° kumitê e 2° kata equipe)

Segundo a professora Cynthia Cinara, integrante da comissão técnica da seleção do RN e responsável pela preparação dos atletas, o resultado dessa conquista é consequência de muita dedicação e esforço em prol do Karatê do Rio Grande do Norte.

 

divulgação

 

Atletas de Karatê da equipe do colégio CEI Zona Sul se destacaram no VI Campeonato Nacional de Karatê-Dô Tradicional, evento realizado em João Pessoa (PB) e que contou com a presença de 457 atletas, que representaram vários estados brasileiros. A competição foi uma seletiva para o campeonato pan-americano que acontecerá no México, nos dias 25 e 26 de outubro.

Disputando com atletas de alto nível nos torneios que foram realizados no período de 11 a 14 de julho do ano em curso, os alunos  da escola potiguar obtiveram um excelente resultado.

Integrantes da delegação potiguar, todos os alunos do CEI Zona Sul inscritos no campeonato trouxeram medalhas. A equipe ficou entre os melhores competidores em todas as categorias.

Entre os medalhistas se destacaram Heitor Dias de Medeiros (3° kata Individual, 3° kata equipe e 3° kumitê), Maria Eduarda Lacava Kroeff Pires: (3° kata individual, 3° Tira Bolinha e 2° kata equipe),  Luiz Vinicius de Carvalho Dantas ( 3° kata individual - 3° kata equipe),  Dante Fernandes (2° kata equipe), Luiz Felipe Lins de Albuquerque Alencar Peixoto: (1° kata individual e 2° kata equipe),  Pedro Harry de Oliveira Lima Leite: (1° kata individual e 2° kata equipe), Tomás Sena de Almeida: (3° kata individual, 3° kumitê e 3° kata equipe),  Caio Gome (2° kata individual) e Betina de Medeiros Costa (2° kata individual, 3° kumitê e 2° kata equipe).

No mundo do Karatê, os torneios são realizados em duas modalidades, kata (apresentação) e kumite (luta). Na competição de kata, pontos são concedidos de acordo com a qualidade do desempenho do atleta, de maneira análoga à ginástica olímpica. No kumite, dois oponentes (ou duas equipes de lutadores) enfrentam-se por um tempo, que pode variar de dois a cinco minutos. Pontos são concedidos tanto pela técnica quanto pela área do corpo em que os golpes são desferidos.

Segundo a professora Cynthia Cinara, integrante da comissão técnica da seleção do RN e responsável pela preparação dos atletas, o resultado dessa conquista é consequência de muita dedicação e esforço em prol do Karatê do Rio Grande do Norte.

image.png

Por Luziária Machado

Aproximadamente 200 estudantes dos cursos de Enfermagem, Educação Física, Odontologia e Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) farão as provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), dia 24 de novembro deste ano.

O Enade é um instrumento de avaliação do rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências desenvolvidas em sua formação e um componente curricular obrigatório, sendo realizado em cada ciclo/área avaliada a cada três anos. Neste ano, estão sendo avaliados os cursos na área da saúde.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), as avaliações de cada ciclo do ENADE são orientadas por indicadores de qualidade e geram conceitos de avaliação de instituições e cursos superiores. Tais conceitos de avaliação são classificados em uma escala de cinco níveis, que variam de um a cinco, onde os níveis iguais ou superiores a três significam qualidade satisfatória.

Dada à relevância do exame na qualificação dos Conceitos Preliminares dos Cursos (CPC) e no Índice Geral de Cursos (IGC), a Avaliação Institucional, o Pesquisador Institucional, a Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PROEG) e professores têm realizado ações para implantação de uma cultura à participação efetiva dos estudantes no exame.

Entre as várias estratégias estão as reuniões de sensibilização com os alunos, o acompanhamento no preenchimento do questionário socieconômico, a aplicação de simulados periodicamente (Enadinho), a discussão dos componentes curriculares com os alunos e o apoio no dia da realização das provas.

Também está sendo disponibilizado um banner itinerante com importantes informações sobre o ENADE nas dependências dos cursos envolvidos e vídeos explicativos sobre o processo, que podem ser acessados nos links abaixo.

O projeto de extensão da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN), Soltando a Voz, está com inscrições abertas até o dia 31 de julho. São oferecidas 40 vagas para interessados com idade mínima de 15 anos.

A ação apresenta uma proposta alternativa para aprendizado do canto. A abordagem para a realização das atividades consiste em possibilitar a todos os participantes o uso da voz para cantar de forma terapeutizante, com o objetivo de que os alunos aprendam, através de práticas de consciência corporal, exercícios respiratórios e exercícios vocais, os conhecimentos básicos da voz para o canto.

As inscrições são realizadas na Secretaria de Extensão da EMUFRN. O custo é de R$ 600, podendo ser dividido em duas parcelas. O projeto começa no dia 1º de agosto, nas quintas-feiras, das 19 às 20h25.

A primeira professora da história do Departamento de Matemática (DMat), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Estela Maria Araújo de Carvalho, é uma das 64 homenageadas na exposição visual Um Olhar Singular: Contribuições de Mulheres à Matemática Brasileira, realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), do Rio de Janeiro (RJ) durante o Encontro Brasileiro de Mulheres Matemáticas. O evento acontece neste final de semana: sábado, 27, e domingo, 28, na sede do IMPA.

A exposição visual é composta por pôsteres com foto e descrição de algumas contribuições de Estela Araújo para o desenvolvimento da Matemática na UFRN, além de um vídeo com depoimentos de pessoas da instituição sobre a professora.

Estela nasceu em 1944, em Belém de Maria, interior de Pernambuco. Nos anos 1960, veio para Natal com sua família. Ingressou em 1966, na primeira turma de Matemática da UFRN, como uma das poucas mulheres que faziam parte do curso, e finalizou sua graduação em 1969, na primeira colação de grau conjunta da UFRN.

“Normalmente, quando terminava meu ano letivo, ia descansar em Pernambuco”, conta Estela. De férias na casa da tia, recebeu uma ligação de seu pai: “Venha embora pra cá, estão te chamando da Universidade”. Ela ficou surpresa. “Quando cheguei aqui, eram seis turmas para dar aula”. E assim foi contratada, sendo a primeira professora mulher do DMat. Em 1972, participou de um concurso e foi efetivada.

“Esse é o principal legado, o de abrir portas para as mulheres matemáticas”, diz o atual chefe de Departamento, Jacques Silveira. O DMat atualmente contém cerca de 40 pessoas no seu corpo docente e apenas um terço é composto por mulheres. “A ausência da mulher na Ciência, de modo geral, e mais especificamente na Matemática, trouxe um prejuízo muito grande. Mulheres brilhantes, com talento imenso, não conseguiam espaço na Universidade”, afirma o professor.

Nos seus 53 anos de participação na UFRN, Estela Araújo também esteve presente no curso de Ciências da Computação, sendo a primeira mulher a assumir um cargo de gestão no Departamento de Informática e Matemática Aplicada (DIMAp).

A docente recebeu importantes homenagens, como a Medalha de Mérito Funcional e  o reconhecimento à dedicação e aos serviços prestados em prol do crescimento do DIMAp. Ainda foi assessora administrativa do programa de Reestruturação das Universidades Públicas Federais (Reuni), no qual o tamanho da UFRN foi dobrado e fez com que a graduação e a pós-graduação crescessem, ajudando na consolidação de obras de laboratórios, bibliotecas, de salas de aula, entre outros espaços.

Reitora da UFRN de 2011 a 2019,  ngela Maria Paiva Cruz afirma que a professora tem uma grande contribuição para o que a Universidade é hoje. “Estela está na nossa história tanto da Matemática quanto da construção dos projetos de ensino, pesquisa e extensão, da pós-graduação da nossa Universidade, da estruturação administrativa, na criação de departamentos e cursos. Também a grande expansão que esta Universidade teve nos últimos anos tem tido na participação diária, efetiva, qualificada e muito amorosa da professora Estela. É com muito carinho que recebemos a notícia dessa homenagem à professora, muito digna e muito devida”, declara.

Confira aqui o vídeo que será exibido na exposição.

A edição 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio está chegando e, como forma de facilitar o acesso à educação, o Partage Norte Shopping promove, em parceria com o CDF Zona Norte, aulões preparatórios para o exame. Realizados aos domingos, das 8h às 11h, a cada encontro, são ofertadas disciplinas integrantes da grade curricular, para proporcionar uma revisão do conteúdo aos alunos que irão prestar o Enem.

Neste domingo (28), serão oferecidas as disciplinas de redação, ministrada pela professora Roseli Silva, e literatura, pelo professor Josivan. As aulas acontecem na Praça de Alimentação do Partage.

Como vertente social do projeto, para ter acesso às aulas, o aluno deve doar leite em pó (pacote ou lata), que será doado às instituições carentes da cidade, com inscrições pelo site do Partage Norte Shopping (www.partagenatal.com.br).

Em parceria com a Livraria Câmara Cascudo, serão realizados sorteios de gramáticas, entre os participantes do aulão, para ajudar na revisão dos conteúdos.

 

 

Serviço:

Aulão Enem

Data: 28 de julho de 2019;

Local: Praça de Alimentação do Partage Norte Shopping;

Endereço: Av. Doutor João Medeiros Filho, 2395 – Potengi;

Horário: 08h às 11h;

Telefone: (84) 3674-8200 | 98189.8899 (WhatsApp)

Redes Sociais: @partagenatal

Sitewww.partagenatal.com.br

divulgação

 

O sonho da aprovação em um concurso público foi realizado para dois alunos do curso Técnico em Agronegócio, promovido pela Rede e-TEC e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional do Rio Grande do Norte – SENAR-RN. Luiz Gurgel Alberto Junior  e  Francisco Wagner da Silva – receberam recentemente o certificado de Técnico em Agronegócio e a notícia da aprovação em um concurso público. O Senar-RN já certificou 97 técnicos em Agronegócio, 11 turmas concluíram e cinco (5) turmas estão em andamento.

Luiz Junior, 28, mora em Apodi-RN, foi aprovado no concurso público da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do estado do Ceará  (Ematerce) para o cargo de sua formação.  Luiz explica que percebeu que área do Agronegócio estava em alta e sabia que a formação profissional na área era importante para o desenvolvimento do Agronegócio no Brasil. “Foi então que apareceu a oportunidade desse curso na minha cidade, de imediato fiz minha matrícula, pois, além de ser uma área que sempre gostei, percebi que era um curso novo, com poucas turmas formadas pelo país, e eu já visava que surgiria oportunidade de concurso público”, destaca o aprovado.

A rotina não era fácil para o técnico em Agronegócio que também cursava em outra cidade o curso de Ciências Contábeis. “De segunda a sexta eu ia a Mossoró e, aos sábados, tinha aula do curso Técnico em Agronegócio, que era um curso muito exigente, principalmente com relação à presença dos alunos”, falou o aluno que relata que a faculdade ajudou em muitas disciplinas como: Economia Rural, Administração Rural, Gestão de Custos, Finanças Aplicadas ao Agronegócio, Gestão de Projetos, Contabilidade Rural e outras disciplinas que estão diretamente vinculadas com a contabilidade.

Já Francisco Wagner da Silva concluiu recentemente o curso Técnico em Agronegócio, e está aguardando sua convocação para assumir a vaga de Técnico em Agronegócio do Município de Lajes-RN. Formado em Licenciatura Geografia, ele fez quatro (4) concursos públicos, mas foi o para Técnico em Agronegócio que ele obteve aprovação.

“No decorrer do curso de Agronegócio eu me identifiquei com o setor e descobri a importância do Agronegócio para minha cidade e, a partir desse momento, intensifiquei os estudos, comecei a procurar estágios e locais de trabalho com a ajuda dos professores. O curso proporcionou uma experiência ímpar, pois, o curso foi completo  com aulas teóricas e práticas e com um sistema pedagógico voltado para o mercado de trabalho”, destacou.

 

OPERADOR DE MÁQUINAS PESADAS

Também morador de Apodi, Dário Felipe Pereira de Oliveira, 26, foi alunos de cursos promovidos pelo Senar-RN na sua cidade, Operação e Manutenção de Motoniveladora, Operação e Manutenção de Tratores e Arados Agrícolas, Operação e Manutenção de Retroescavadeira e Suinocultura Básica. Com o certificado de um deles, Felipe conquistou a aprovação, sendo o primeiro colocado no certame para o cargo de Operador de Máquinas Pesadas da Prefeitura de Apodi. “O Senar-RN forneceu uma experiência muito boa, onde foi 50% da minha aprovação, não tinha muito habilidade na área, mas após o curso eu fui capacitado”, disse Felipe, que agora visa ingressar no ensino superior.

 

O projeto Práticas Integrativas da PRAE, realizado pelo Setor de Assistência Estudantil da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PRAE/UERN), chegará ao Campus de Natal na próxima quinta-feira, 25. A atividade será realizada das 8h às 12h.

O projeto consiste em desenvolver ações integradas de promoção e prevenção à saúde, favorecendo o bem-estar biopsicossocial dos estudantes da UERN, possibilitando, dessa forma, a melhoria na qualidade de vida e o incentivo à adoção de comportamentos saudáveis.

A programação iniciará às 8h, com a oficina “Inteligência emocional e sua aplicação nas rotinas de estudo”, contando com a participação da psicóloga Lenna Indyara, chefe do Setor de Assistência Estudantil/PRAE; e Gregória Clotilde, psicopedagoga/PRAE.

Os atendimentos psicológicos, com a psicóloga clínica Leni Andrade e a psicóloga educacional Katarine Andrade, iniciam às 8h e vão até as 11h. As vagas são limitadas e o agendamento deve ser feito na secretaria do Campus de Natal.

Também será realizado o I Encontro de Residentes Universitários da UERN/Natal. O tema será “Vivência nas Residências Universitárias: Desafios para a consciência social”.

Veja: PROGRAMAÇÃO



Twitter