Frente a tantas operações que rondam por aqui talvez enumerá-las desde o seu princípio, meio e continuidade não seja tarefa das mais fáceis ou que caiba num único rolo de papel gráfico todo tamanhas as surpresas do dia e na calada da noite efetuado pela PF sem dar folga para muita gente engravatada.

Em novo capítulo à parte dentro do país que mais tem roubado nos últimos tempos e aprontado seus mirabolantes desvios de dinheiro, na sequência da Lava Jato que promete durar enquanto houver estoque, surge aí a Operação Catilinária: Batida contra poderoso e blindado Eduardo Cunha não só em Brasília, a Capital da Esperança, e sabe-se lá até quando vai durar este benfeitor em seu cargo. E se por via das regras tudo dura, Dura Celsius, também! Ora pois...

Anedotas que não passem folgadas pelo vão da porta, como em terras do nunca antes enlameadas neste país, não custa fixar – no rolo solto – que também temos as orações do Amigo do Lula, o tal e qual de José Carlos Bumlai da fase 21 que até poucos conheciam em meio à fila que não para de crescer. Daqui uns tempos vamos ter que pensar, digo, o governo, em construir um presídio especial só para eles. E nada de uso de tornozeleiras cronometradas.

Daí novamente a frase a ser acolhida e que vamos repetir por muito: ´´Ninguém tem reputação ilibada e biografia limpa para pedir meu impeachment´´, salgou a Dilma. As passeatas viraram um breve ´´esquenta´´ aí? Ora, se não temos ninguém mais competente por esses corredores, então, melhor batermos continência, ajoelhar no milho e pedir clemência à nossa tão ´´mulher sapiens´´ Clementina em fase de ser caçada por tempo de (des)serviço à nossa nação falida.

Certamente os ritos, sim, os ritos! Mas quais a serem definidos por Excelências e Presidentes que andam pra lá de devedores no cartório, heim? A lista é enorme, não rasuremos as dívidas sequer na ponta da esferográfica bic e/ou na ponta do lápis de caderneta de empório. São milhões, bilhões de reais, inclusive aqueles convertidos em ´´verdinhas´, francos suíços.

Coisa que tempos remotos abusar da paciência e loucura de alguém aos extremos tinha lá os seus limites e por que não um breve e encaixado subtítulo no alto da coluna, ´´Ó! Admirável Mundo Político Tenebroso Novo´´, só para encerar o assunto! Perdemos o rumo da nossa amarga pré-história? Decrescemos tanto assim na escalada da pátria educadora, rica, iluminada? Cadê a descoberta do Pré-sal? Talvez tenham ido mesmo parar no Texas!

– Como? Mais algum escândalo multimilionário que não seja a partir do pessoal de confiança, diretores, da Petrobrás? De repente o BNDES? A doença parece não ter fim, os companheiros parecem mesmo um exército muito bem treinado e armado para lesar a Mãe pátria...

– Nada, não! Estamos na lista e herdamos o título de Campeões em Corrupção do Mundo! Isso não e uma maravilha merecida de prova Olímpica? Porém, vamos atentar para os nossos ritos presidências da atualidade. Dizem até ser supermodernos, pois, só temos gente honesta, de elite e togas tamanho U nas Três Casas de Alto Padrão que regem o país! Não fosse a voz do povo...

Celso Fernandes,jornalista, escritor. Colunista de Moda, TV e Literatura. Assessoria de imprensa. Follow me: http://twitter.com/celsocolunista

www.facebook.com/celsocolunista