Essa vai quase do tipo sem tirar nem por até por conta do bom entendedor que nem sempre os meios justificam de todo os fins. Se forem do tipo lucrativo, doações de campanha, melhor ainda. Pois sim, só não devemos esquecer o leva e trás ou de quem fica mesmo no prejuízo da bolsa.

Pulem o item das preliminares e vamos ao xis caráter da questão, mas, sem pular o complemento de que na hora da fome a gente come o que tem! Certos casos a gente come até com os olhos e ai do sujeito que desmentir numa só letra, segundo o Francisco de Goya, que o sono dos justos não produz monstros! À exceção de um vasto grupo politiqueiro/politicagem que sequer sabem do resultado disso, pensando nos bens rentáveis e milionários próprios. Propina? Mas quem citou propina? Nesse ponto, desigualdade – social – fala sempre mais que alto e em confusos tons. Dar nó na língua é sempre possível!

Aliás, falamos a mesma língua? Ou que a Torre Babel esteja sempre abrigando mais um na Casa, acobertando – dizem que mesmo blindando – homo sapiens (e mulher sapiens) de púlpito da vez. Noutro sentido, eles se esgoelam pelos cotovelos em nome dos seus Partidos Repartidos. Fazer o que? E haja período de recessão para darem uma resfriada na coisa dos ajustes via finanças que querem fazer em nome da nada ofertada justiça. De classe, né!

Ora essa, nesse começo de calendário morno, água e sal grosso, vamos comer mais o que senão pelas beiradas? Não brincamos apenas do jogo do cágado escondido ou que aquele outro manjado do ´´Não resta Um´´ seja sempre visto no mesmo tabuleiro. Na hora da fome... Ou que ainda teimem em reforçar no caldo Maggi, ´´tudo o que você queria ver, ouvir e rosnar sobre política e tão habilmente postar, bom, está a um click mágico do seu mouse virtual. Bem assim, ó, e desse jeito: ´´Copiar (Control C) e Colar (Control V), sem esquecer os famosos três pulinhos na hora de curtir e se auto emocionar em tempos de Depressão Financeira.

E já que querer explicar o inexplicável continua sendo a válvula emperrada da coisa, quando dizem que nem com uso de muita graxa – de graça – ajuda, a caravana passa. Até o Jaques Wagner passa! Já quanto ao ladrão que rouba ladrão segue ladrão do mesmo jeito. Pois sim, mais novos ataques da nossa querida presidenta Dilma Rousseff versus o senador Aécio Neves com o que mais pode sair da cartola de governo, alhures! Mais ministros eleitos ao cargo de – tipo relâmpago? Os Iluminados honestos? Não sem tamanho, gênero, número e grau, decerto eu não gostaria de pagar para ver. Porém, estamos todos pagando. Ademais, haja propinas em ordem crescente desde o ´´Mundo dos Esquecidos em Vão´´ e que estão aí para o que der e vier...

– Então, amor, foi bom para você?

– Não sei, acho que tinha muito melado nessa contada de entra e sai todo! Se ao menos alguém soubesse detalhar melhor o que seriam as ´´terceiras intenções´´ e finalmente acertarem de novo, ó, assim e ir diretamente no ponto...

Celso Fernandes,jornalista, escritor. Colunista de Moda, TV e Literatura. Assessoria de imprensa. Follow me: http://twitter.com/celsocolunista

www.facebook.com/celsocolunista