NATAL PRESS

pf/rn

pf11set

A PF prendeu em flagrante na madrugada deste sábado, 10/9, no aeroporto internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Natal, dois homens, um paulista, 23 anos e um roraimense, 25 anos, ambos residentes na capital potiguar, suspeitos de tráfico de drogas. Com eles, foram apreendidos 1306 comprimidos de ecstasy.

A ação aconteceu quando os policias federais realizavam uma fiscalização de rotina junto ao terminal de desembarque doméstico e passaram a observar um passageiro que havia desembarcado de um voo procedente de Florianópolis/SC, tendo este sido recepcionado por um outro homem, ainda no saguão.

A dupla foi abordada e revistada quando se dirigia para o estacionamento. Na mochila do viajante, dentro de um saco plástico, estava a droga, sendo também encontrado, um cartão de crédito em nome de terceiros.

Os acusados receberam voz de prisão e foram conduzidos para autuação na sede da PF, em Lagoa Nova, onde a droga foi periciada.
Durante o depoimento, o paulista, que trazia o ecstasy, confessou que recebeu os comprimidos em um hotel de Florianópolis, mas disse não sabia identificar quem fez a entrega e nem quem o contratou em Natal.

Já o outro suspeito, que possui antecedentes criminais e condenação por tráfico de drogas, declarou não ter envolvimento no caso, apenas foi “dar uma carona” a um amigo a quem havia emprestado o cartão de crédito do seu pai para que custeasse as despesas da viagem, quando acabou preso.
Os suspeitos estão custodiados na superintendência da Polícia Federal, onde permanecem à disposição da justiça.
Esta foi a primeira apreensão de droga sintética realizada pela PF nas dependências do aeroporto Aluízio Alves desde a sua inauguração.

pf/rn

ph06set

A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira, 5/9, na Zona Leste de Natal, uma cabeleireira, maranhense, 45 anos e um técnico em contabilidade, paraense, 36 anos, acusados de tentativa de fraude contra a Caixa Econômica Federal mediante a utilização de documentos falsificados com o objetivo de obter saques no Programa de Integração Social (PIS).

A ação ocorreu quando os funcionários de uma agência da CEF, situada em um shopping da capital, desconfiaram da autenticidade das carteiras de trabalho apresentadas por um casal que pretendia receber o abono do PIS. Acionada, uma equipe da Polícia Federal compareceu ao local e, após rápida entrevista, conseguiu descobrir a verdadeira identidade dos suspeitos, os quais receberam voz de prisão e foram conduzidos de imediato para autuação na sede da PF. Com o homem, além dos documentos falsos, também foram encontrados e apreendidos cartões de crédito em nome de terceiros, celulares e cerca de R$ 1.200,00 em espécie.

Durante a lavratura do flagrante, a mulher, que reside em Belém/PA e o outro envolvido, morador na Zona Sul de Natal e que já possui antecedentes criminais por falsificação de documentos, afirmaram que há dias haviam acertado toda aquela trama durante uma conversa mantida com desconhecidos em um restaurante desta cidade, tendo tais pessoas, também, providenciado a confecção dos documentos apreendidos por ocasião das suas prisões.

Ainda segundo declaração do casal, houve a promessa de uma recompensa financeira caso o plano desse certo. Por outro lado, ambos negaram saber como localizar ou mesmo entrar em contato com os seus contratantes.
Enquadrados nos crimes de tentativa de estelionato e uso de documento falso, o casal encontra-se custodiado na sede da PF, onde permanece, à disposição da Justiça.

O Governo do Estado entrega nesta terça-feira (6), às forças estaduais da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), novos veículos e armamentos viabilizados junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) do Ministério da Justiça. Ao todo, serão 15 veículos – sendo 13 Pick Ups modelo L200 Triton Mitsubishi ano 2015/2016 e dois Sedans – e dezenas de armas do tipo carabina calibre 5,56.

O repasse é um cumprimento do Termo de Convênio de Cooperação Federativa nº 21/2012 com o Ministério da Justiça e é legado da atuação integrada da Sesed com o Departamento da Força Nacional de Segurança Pública (DFNSP). Os equipamentos serão distribuídos para Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiro Militar, reforçando as ações de segurança realizadas no estado.
A solenidade de entrega será realizada às 10h desta terça-feira, na sede do Comando da Polícia Militar no Rio Grande do Norte e contará com a presença do governador Robinson Faria.

Rayane Mainara

robincomando

O governador Robinson Faria recebeu nesta segunda-feira (22) visita de cortesia do novo Comandante Militar do Nordeste, General de Exército Artur Costa Moura. O Comando Militar do Nordeste (CMNE) tem sede em Recife e jurisdição sobre quatro Grandes Comandos e duas Grandes Unidades: 6ª Região Militar (BA e SE), 7ª Região Militar (AL, PE, PB e RN), 10ª Região Militar (CE e PI), o 1º Grupamento de Engenharia, a 7ª Brigada de Infantaria Motorizada (7ª Bda Inf Mtz) e a 10ª Brigada de Infantaria Motorizada (10ª Bda Inf Mtz).


O governador agradeceu o apoio do Exército na ação para restabelecer a segurança no Rio Grande do Norte e ressaltou que “a atuação das Forças Armadas foi fundamental, dando uma resposta rápida e eficiente no combate à insegurança”. O general Moura afirmou que “sempre que se faz necessário o Exército mostra sua ação, tanto no plano federal, quanto estadual, como agora no Rio Grande do Norte, para proteger a população”.


O comandante militar do Nordeste destacou que o Exército também atua em ações de apoio à sociedade civil, como nas campanhas de combate ao Aedes aegypti e Carro Pipa para minorar as dificuldades da população afetada pela falta de chuvas. “Atuamos em todo o Nordeste, levando água de boa qualidade e entregando dentro dos prazos previstos no planejamento”, afirmou.


O General Moura é natural da cidade de Jequié, na Bahia. Antes de ser nomeado Comandante Militar do Nordeste, comandou a 6ª Região Militar e foi secretário geral do Exército. Foi declarado Aspirante-a-Oficial da Arma de Infantaria, em 14 de dezembro de 1978. Ascendeu ao posto atual em 31 de julho de 2016. É bacharel em ciências militares e entre os cursos realizados estão o de Aperfeiçoamento de Oficiais, de Comando e Estado-Maior, de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército, MBA Executivo, na Fundação Getúlio Vargas, Pós-Graduação em Assessoramento Parlamentar e Relações Executivo-Legislativo (UNB) e Pós-Graduação em Ciência Política (UNB).


O governador Robinson Faria recebeu o Comandante Militar do Nordeste na Governadoria e esteve acompanhado dos secretários de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, general Ronaldo Lundgren, o secretário de Estado da Justiça e Cidadania, Walber Virgolino, da secretária de Comunicação, Juliska Azevedo, do comandante geral da Polícia Militar do RN, coronel Dancleiton Pereira, coronel Otto Saraiva, comandante do Corpo de Bombeiros Militar do RN, do delegado geral de Polícia Civil, Claiton Pinho e do delegado Lenivaldo Pimentel. Ainda participaram do ato general de Divisão, José Luiz Jaborandy Rodrigues, general de Divisão Márcio Roland Heise, general de Brigada, Jaime Otávio Queiroz, coronel Erland Mota.

divulgação

edmilfenavist

Empresas de segurança de todo o país já acumulam milhões de reais em prejuízos decorrentes decorrente de assaltos a agências de bancos e correios. No Rio Grande do Norte a situação não é diferente, segundo revelou o diretor nacional da Federação Nacional de empresas de segurança e transporte de valores (Fenavist), o potiguar Edmilson Pereira de Assis, durante reunião da Federação, realizada essa semana na sede da CNC, em Brasília.

Edmilson Pereira destaca que no estado o prejuízo das empresas já atingiu nos últimos 12 meses a cifra de R$ 1 milhão, como consequência da ação de quadrilhas que roubam armas (escopetas e revólveres calibre 38, de fabricação especial), coletes a prova de bala e munição durante assalto a bancos ou as próprias bases operacionais das empresas. “Nos últimos seis meses, essas ocorrências aumentaram significativamente, principalmente em Pernambuco, que é o estado que mais sofre com esse tipo de ação no Nordeste”, destaca Edmilson Pereira.

O diretor da Fenavist destaca ainda que, além do prejuízo material, há um prejuízo invisível, que é o fato de criminosos se equiparem com os armamentos roubados. Edmilson Pereira estima que no Rio Grande do Norte esteja circulando, atualmente, cerca de 90 armas roubadas de empresas de segurança. “São armas na mão de bandidos, que vão fazer girar o mercado do crime e dos assaltos a bancos e agências dos Correios”, explica.

divulgação

oppotiguar2

Após uma semana do início da Operação Potiguar, o Comando da Operação Potiguar avalia que a população do Estado vem retomando a sua rotina de normalidade. Até o momento, o Exército Brasileiro, Marinha do Brasil e Força Aérea Brasileira desenvolveram, em cooperação com os Órgãos de Segurança Pública, mais de 1.300 ações operacionais na Região Metropolitana de Natal.

Esse número compreende 880 operações de patrulhamento motorizado, blindado e a pé, 362 pontos estáticos, 11 Postos de Controle e Bloqueio de Vias Urbanas, 66 ações de reconhecimento, 16 operações costeiras e fluviais, controle de áreas estratégicas, dentre outras ações. Com essa presença no cotidiano da população, as ocorrências relacionadas aos ataques caíram drasticamente, segundo os números que estão sendo divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte.

A partir de 05 de agosto, áreas que, antes estavam ameaçadas pelas ações de vandalismo, tais como escolas, hospitais, bancos, pontos turísticos, corredores de mobilidade de transporte público e principais vias de acesso à capital, retomaram a sua rotina de normalidade.

Para este balanço positivo , as tropas das Forças Armadas têm contado com o apoio das populações natalense e da área metropolitana, as quais têm demonstrado nas ruas o apoio e a confiança na atuação dos militares envolvidos na Operação Potiguar.

divulgação

helicoptero

A Operação Potiguar passa agora a contar com um helicóptero modelo Pantera, do Comando de Aviação do Exército, sediado em Taubaté/SP. A aeronave chegou no dia 9 de agosto, ao 16º Batalhão de Infantaria Motorizado, uma das bases operacionais da missão de Garantia da Lei e da Ordem constituída pelo Exército Brasileiro, Marinha do Brasil, Força Aérea Brasileira e órgãos de segurança pública, com o objetivo de restabelecer a ordem pública e o cotidiano de normalidade da população do Rio Grande do Norte.

O helicóptero Pantera pode ser empregado em ações de reconhecimento, observação, evacuação aeromédica e transporte de tropa. A sua presença possibilita mais mobilidade, segurança e rapidez no cumprimento das missões operacionais das tropas do Exército Brasileiro que estão atuando na área metropolitana de Natal.

A aeronave chega após uma semana do início da Operação Potiguar, que já apresenta resultados favoráveis para a segurança pública da área metropolitana de Natal. Após mais de mil ações de patrulhamento motorizado e a pé, pontos estáticos, Postos de Controle e Bloqueio de Vias Urbanas (PCBVU), operações fluviais e controle de áreas estratégicas, como o aeroporto, as ocorrências relacionadas aos ataques caíram drasticamente e a cidade, aos poucos, vem retornando à normalidade.

faceboofd

De acordo com informações divulgadas hoje pela Folha de São Paulo, o INSS passará a adotar efetivamente uma pesquisa virtual por parte de seus servidores sobre a vida do segurado antes da concessão de algum benefício, ou no caso de revisão de alguns deles.

As medidas anunciadas por um médico perito fazem parte de um pente-fino nos casos de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, nos moldes das informações que o próprio segurado posta em suas redes sociais, como o Facebook, por exemplo.

Já não é recente esse posicionamento. A Advocacia Geral da União, que representa a autarquia judicialmente, têm utilizado com frequência em ações judiciais informações divulgadas pelo próprio segurado.

Um dos casos famosos foi o de uma segurada que recebia auxílio-doença por depressão, mas perdeu o benefício do INSS após postar fotos felizes no Facebook, como bem destacado neste artigo.

Fonte: Folha de S. Paulo


Lucas Domingues
Oficial Legislativo
Acadêmico em Direito (Esamc Sorocaba). Ex-estagiário da Receita Federal do Brasil, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo e Defensoria Pública da União. Atualmente, Oficial Legislativo da Câmara Municipal de Sorocaba.

A Polícia Federal extraditou nesta quinta-feira, 4/7, o empresário húngaro de 53 anos que havia sido preso em abril de 2015, na Zona Sul de Natal, por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Quando foi encontrado pela PF, o homem figurava na difusão vermelha da Interpol como um dos foragidos mais procurados do seu país, acusado de ter cometido fraudes em transações comerciais de material eletrônico na Hungria e, também, na Romênia.
O estrangeiro foi escoltado de Natal para São Paulo em um voo comercial e entregue a policiais húngaros no aeroporto de Guarulhos.

divulgação

oppotiguar

Os órgãos e instituições que estão atuando na Operação Potiguar participaram de uma reunião de coordenação das respectivas atividades. O encontro, ocorrido no Centro de Operações da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, estabeleceu as ações estratégicas para a presença da tropa na Região Metropolitana de Natal.

Participaram do encontro membros do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil, das polícias Militar e Civil do Rio Grande do Norte e da Força Nacional. A reunião contou com a presença do Comandante da Operação Potiguar, General-de-Brigada Jayme Octávio de Alexandre Queiroz, além de comandantes de Organizações Militares, os quais tiveram a oportunidade de estreitar os laços de camaradagem e estabelecer ações de cooperação.

A Operação Potiguar, neste momento, está concentrada no patrulhamento dos corredores bancário, comercial, turístico, de fluxo de transporte público e de vias de acesso à região metropolitana da capital potiguar. O objetivo é reestabelecer a ordem pública e o cotidiano de normalidade da população, após o recrudescimento das ações de violência praticados por criminosos.



Twitter