NATAL PRESS

faceboofd

De acordo com informações divulgadas hoje pela Folha de São Paulo, o INSS passará a adotar efetivamente uma pesquisa virtual por parte de seus servidores sobre a vida do segurado antes da concessão de algum benefício, ou no caso de revisão de alguns deles.

As medidas anunciadas por um médico perito fazem parte de um pente-fino nos casos de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, nos moldes das informações que o próprio segurado posta em suas redes sociais, como o Facebook, por exemplo.

Já não é recente esse posicionamento. A Advocacia Geral da União, que representa a autarquia judicialmente, têm utilizado com frequência em ações judiciais informações divulgadas pelo próprio segurado.

Um dos casos famosos foi o de uma segurada que recebia auxílio-doença por depressão, mas perdeu o benefício do INSS após postar fotos felizes no Facebook, como bem destacado neste artigo.

Fonte: Folha de S. Paulo


Lucas Domingues
Oficial Legislativo
Acadêmico em Direito (Esamc Sorocaba). Ex-estagiário da Receita Federal do Brasil, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo e Defensoria Pública da União. Atualmente, Oficial Legislativo da Câmara Municipal de Sorocaba.

A Polícia Federal extraditou nesta quinta-feira, 4/7, o empresário húngaro de 53 anos que havia sido preso em abril de 2015, na Zona Sul de Natal, por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Quando foi encontrado pela PF, o homem figurava na difusão vermelha da Interpol como um dos foragidos mais procurados do seu país, acusado de ter cometido fraudes em transações comerciais de material eletrônico na Hungria e, também, na Romênia.
O estrangeiro foi escoltado de Natal para São Paulo em um voo comercial e entregue a policiais húngaros no aeroporto de Guarulhos.

divulgação

oppotiguar

Os órgãos e instituições que estão atuando na Operação Potiguar participaram de uma reunião de coordenação das respectivas atividades. O encontro, ocorrido no Centro de Operações da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, estabeleceu as ações estratégicas para a presença da tropa na Região Metropolitana de Natal.

Participaram do encontro membros do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil, das polícias Militar e Civil do Rio Grande do Norte e da Força Nacional. A reunião contou com a presença do Comandante da Operação Potiguar, General-de-Brigada Jayme Octávio de Alexandre Queiroz, além de comandantes de Organizações Militares, os quais tiveram a oportunidade de estreitar os laços de camaradagem e estabelecer ações de cooperação.

A Operação Potiguar, neste momento, está concentrada no patrulhamento dos corredores bancário, comercial, turístico, de fluxo de transporte público e de vias de acesso à região metropolitana da capital potiguar. O objetivo é reestabelecer a ordem pública e o cotidiano de normalidade da população, após o recrudescimento das ações de violência praticados por criminosos.

Rayane Mainara

bandidos

As tropas das Forças Armadas que atuarão nas ruas de Natal e Região Metropolitana já estão oficialmente liberadas para iniciar os trabalhos. A permissão foi dada pelo Ministro da Defesa, Raul Jungmann, que veio a Natal, a pedido do governador Robinson Faria, na manhã desta quinta-feira (04), para a apresentação dos cerca de 1200 homens que irão atuar em conjunto com as policias do Rio Grande do Norte na Operação Potiguar.


O ministro foi recebido pelo governador na Base Aérea de Natal, por volta das 9h40 e, juntos, seguiram para o 16° Batalhão de Infantaria Motorizado, no Tirol. No local, foi realizada uma cerimônia de revista das tropas e uma entrevista coletiva com a imprensa.


Na ocasião, Robinson Faria solicitou a ampliação do prazo de 15 dias de permanência do reforço das Forças Armadas no combate à violência e a retomada do controle pelo Estado do sistema penitenciário no RN. O governador explicou o pedido alegando o tempo necessário para a administração estadual instalar bloqueadores de celular nas unidades prisionais.


O Ministro da Defesa, Raul Jungmann disse que o pleito será analisado pelo Governo Federal e poderá ser atendido após análise da situação nos próximos dias, e, confirmada a necessidade, a presença das tropas será prorrogada.


O Chefe do Executivo também destacou que até agora as forças policiais do Estado têm evitado danos à população, mas precisa do apoio federal para implantar um novo padrão de segurança que devolva a tranquilidade. “Este momento é fundamental para o trato da segurança pública em nosso Estado e no Brasil. O Governo tem o apoio da população, não vamos recuar na decisão de combater o crime e a violência. A união das Forças Federais às nossas forças estaduais vai permitir que o Rio Grande do Norte institua um novo modelo de segurança que servirá de exemplo para os outros Estados”, declarou Robinson Faria. “A população nos dá todo apoio, ela incentiva e encoraja para que o Governo siga adiante”, completou o governador.


O Ministro Raul Jungmann afirmou que a presença das tropas federais vai permitir que as policiais estaduais dediquem maior efetivo ao trabalho nos municípios do interior.


Na apresentação das tropas, também estiveram presentes o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional do Brasil, Sérgio Etchegoyen; o chefe do Estado maior das Forças Armadas, Aldemir Sobrinho; o secretário da Segurança Pública do RN, Ronaldo Lundgren; o comandante Militar do Nordeste, Manoel Pafiadache; o presidente do Tribunal de Justiça, Cláudio Santos; o presidente da Assembléia Legislativa, Ezequiel Ferreira; a secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha; além de representantes da cúpula da Segurança Pública do Rio Grande do Norte.


Link: https://goo.gl/ZqjNRa

simpol

simpols

A manhã desta quarta-feira (4) foi marcada pela reunião dos representantes da classe dos servidores da Segurança Pública no Rio Grande do Norte (FOSEG-RN). Em pauta, a onda de violência que tem sombreado o Estado desde a última sexta-feira (29) com ataques em diversos pontos da capital e no interior. O objetivo do Fórum de Servidores da Segurança é de montar estratégias e planejar as devidas cobranças para levar ao Governo do Estado.


A reunião foi realizada na sede do SINPOL-RN (Sindicado dos Policias Civis do Rio Grande do Norte), com presença do SINPEF (Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal do RN), além das: Associação de Cabos e Soldados (ACS PM-RN), Associação de Subtenentes e Sargentos (ASSPMBM-RN), Associação dos Bombeiros Militares (ABM-RN), Sindicato dos Policiais Federais (SINPOF-RN), Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp-RN), Sindicato dos Guardas Municipais (SINDGUARDAS), Sindicato dos Agentes de Trânsito  e Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais (SINPRF).

“Ninguém melhor do que os próprios operadores da Segurança Pública para identificar as raízes dos problemas e apontar os caminhos no resgate da ordem pública e da sensação de segurança”, declara o presidente do SINPEF-RN, José Aquino, presente na reunião do FOSEG.

NOTA SINPEF- RN


O SINPEF-RN vem em nota parabenizar todo o trabalho e empenho desenvolvido pelos órgãos de segurança que lutam incansavelmente para restabelecer a ordem e a paz no Estado. Cada servidor, independente das limitações e condições de trabalho, têm se esforçado para melhor servir a população e, mesmo com a desvalorização profissional, estão em busca da paz e da segurança social, honrando a farda e as atividades, assim, destinadas. Valorização, união e força restauram a ordem!

O governador Robinson Faria recebe nesta quinta-feira (4) o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen. Ambos vêm ao Rio Grande do Norte para acompanhar o primeiro dia de trabalho e contribuir com o plano de ação das tropas militares que atuarão no enfrentamento à onda de ataques criminosos registrada no RN nos últimos dias.


Após participarem na solenidade de aprestamento da tropa e de reunião fechada com a cúpula da segurança púbica do Estado, os ministros acompanharão o governador em uma coletiva de imprensa marcada para as 11h30, no 16º Batalhão de Infantaria Motorizado, na Avenida Hermes da Fonseca, em Natal.


SERVIÇO:

Coletiva de imprensa

Horário: 11h30

Local: 16º Batalhão de Infantaria Motorizado, Avenida Hermes da Fonseca, Natal.

Rayane Mainara

crise1

A logística e estratégias de segurança pública para conter os atos de vandalismo no Rio Grande do Norte começaram a ser traçadas pelo Governo do RN, através das Secretarias de Estado da Segurança e da Justiça e Cidadania, com os comandos do Exército e Marinha na noite desta segunda-feira (1º), em reunião liderada pelo governador Robinson Faria. No domingo, a Presidência da República autorizou o envio de 1.200 militares para reforçar a segurança e reprimir as ações criminosas que ocorreram em 21 municípios no estado.

A reunião, ocorrida no Gabinete de Gestão Integrada (GGI), que agrupa profissionais em ações de monitoramento, investigação e inteligência, contou com os secretários de Segurança Pública, Ronaldo Lundgren, da Justiça e da Cidadania, Wallber Virgolino, com o comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Dancleiton Leite, e os comandantes da 7ª Região Militar em Recife e da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada.

O governador Robinson Faria, que havia afirmado mais cedo em entrevistas que não recuaria da decisão de instalar bloqueadores de telefone celular nos presídios potiguares, reiterou que as ações ostensivas de repressão continuarão a ocorrer em vários pontos do estado, mas agora de forma mais intensa em virtude da participação dos militares.

“Essa parceria da força militar com os nossos policiais é essencial para esse momento que estamos enfrentando os bandidos. Discutimos aqui qual o papel de cada um, as responsabilidades, para definirmos a logística e garantir a volta da normalidade”, assegurou o governador.

O chefe do Executivo Estadual, que vem recebendo apoio massivo da população pela forma como vem conduzindo as ações, falou também da sensação de segurança para os cidadãos. “Já houve uma melhora da percepção de segurança. Os ataques estão diminuindo porque as facções criminosas estão perdendo força. As prisões estão aumentando, as investigações acontecendo e a sensação de tranquilidade voltando”, ressaltou.

Dentre as medidas contundentes adotadas pelo Governo e pontuadas pelo governador está, por exemplo, a remoção de cinco chefes de facções para o presídio federal em Mossoró. O objetivo é desarticular os grupos e impedir que sejam ordenados crimes de dentro das penitenciárias, como depredação do patrimônio público, explosões de caixas eletrônicos, arrastões e homicídios.

“Nós agimos rápido, como demanda a situação atual. Identificamos e removemos os líderes para que eles fiquem incomunicáveis e impedidos de emitir qualquer tipo de ordem. Esse foi um avanço e demonstra uma melhora no padrão de segurança. Não vamos recuar no combate à criminalidade”, disse o governador, garantindo que em até 90 dias bloqueadores de sinal de celulares serão instalados nas outras unidades prisionais do estado, todos adquiridos com recursos próprios.

pf/rn

pfpecs

A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira (18), em São José de Mipibú, Região Metropolitana de Natal, uma natalense, 22 anos, acusada de tentar obter um empréstimo consignado no valor de R$ 11 mil, utilizando-se de documentação falsificada. A mulher foi presa em flagrante quando se encontrava no interior de uma agência da Caixa Econômica Federal.

A ação aconteceu quando a PF investigava uma informação dando conta de que, na semana passada, uma pessoa havia procurado a agência da Caixa naquele município buscando obter um empréstimo consignado. No entanto, dada as características dos documentos apresentados, tais como: cédula de identidade expedida recentemente e o tipo de benefício requerido (pensão por morte), além do fato desse estar vinculado a um outro município, levantou-se a suspeita de que a transação poderia se tratar de uma fraude.

Assim, quando a mulher regressou a agência no dia de ontem para receber o dinheiro, uma equipe da PF já estava a sua espera. Ao ser abordada, ela mostrou-se visivelmente nervosa e na rápida entrevista a que foi submetida, apresentou três cidades distintas como sendo o seu local de nascimento, além de ter caído em contradição em várias outras perguntas.

Desmascarada, a acusada recebeu voz de prisão e foi conduzida para autuação na superintendência da PF, em Natal.
Durante o seu depoimento, a mulher confessou que se utilizava dos dados de uma pensionista do INSS, mas perguntada sobre como obteve a documentação, quem seriam os seus comparsas e qual a porcentagem que teria direito caso houvesse recebido o empréstimo, reservou-se ao direito constitucional de permanecer calada.

Indiciada nos crimes de estelionato, falsa identidade e uso de documento falso, ela encontra-se custodiada na sede da PF, onde vai permanecer, à disposição da Justiça.

divulgação

cbtu123

A Superintendência de Trens Urbanos de Natal (CBTU/STU-NAT) participou na tarde desta quinta-feira, 14, de reunião com o Secretário Estadual da Segurança Pública e Defesa Social (SESED), General Ronaldo Lundgren. O encontro, solicitado pelo Superintendente Leonardo Diniz, teve como pauta a melhoria da segurança no sistema ferroviário da Grande Natal.

“Nos últimos meses recebemos uma série de reclamações de nossos usuários, no tocante a insegurança nas estações e nos trens. Através desta visita a SESED, estamos buscando o apoio das polícias civil e militar para acabar com os problemas relativos à segurança em nosso sistema”, afirmou Leonardo Diniz.

A CBTU E SESED entraram em entendimento e firmaram parceria para a implantação de um plano de segurança no sistema de trens, que atende a Região Metropolitana de Natal. Em breve, o policiamento será intensificado tanto nas estações, quanto no interior do VLT.

Também participaram da audiência, o Secretário Adjunto da SESED, o corpo técnico operacional da CBTU e os Diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias do RN.

pf/rn

pfpeqrio

A Polícia Federal, deflagrou na manhã desta sexta-feira (15), na Região Metropolitana de Natal, a Operação Pequeno Rio* destinada a apurar atos de corrupção e lavagem de dinheiro atribuídos a um ex-secretário de Parnamirim/RN, além de reunir provas de corrupção ativa, relacionadas a contratos diversos celebrados entre empresas e aquele município.

Na ação, a PF mobilizou 65 policiais e está cumprindo 13 mandados judiciais de busca e apreensão em Natal e São Paulo/SP.

A investigação teve início com a notícia de que o então secretário apresentava um patrimônio expressivo e incompatível com os seus rendimentos.
Como a Promotoria de Defesa do Patrimônio Público daquela cidade já tinha procedimento investigativo sobre o caso, a Polícia Federal, obteve o compartilhamento de dados com o Ministério Público do RN. Além disso, reuniu indícios de corrupção passiva do investigado, supostamente praticada no interesse de uma empresa contratada pelo município de Parnamirim, a partir de repasses de recursos federais.

A apuração preliminar veio confirmar as suspeitas, tendo ainda sido constatado que parte dos bens do ex-secretário estaria em nome de terceiros.
Com a instauração do inquérito policial, ao longo da investigação, surgiram, evidências de que o investigado, com certa regularidade, também recebia vantagem indevida de outras fontes.

Haverá coletiva na superintendência Regional da PF, às 10h de hoje.

(*) O batismo da operação, traduzido da expressão “Paranãmirim”, em tupi-guarani, é alusivo ao significado do nome da cidade onde ocorreram os fatos.



Twitter