NATAL PRESS

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (8) na Região Metropolitana de Natal, a Operação Thanatus visando desarticular uma organização criminosa composta por 15 pessoas, dentre as quais, 10 policiais militares suspeitos de se associarem para cometer homicídios em atividade de grupo de extermínio.

As investigações foram iniciadas há sete meses e conseguiram apurar cerca de 16 assassinatos praticados no período de 2011 a 2015. As referidas mortes, todas com características típicas de execução, foram motivadas por dívidas decorrentes do tráfico de drogas, vingança e até mesmo encomendadas em troca de altas somas em dinheiro.

O inquérito também apurou o cometimento de diversos outros crimes, como extorsão, comércio ilegal de arma de fogo e munições, invasão de domicílio e até mesmo crime de tortura.

Cerca de 165 policiais federais, com auxílio do BOPE e BPCHOQUE, cumprem 25 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão preventiva.

As investigações contaram ainda com a colaboração do Ministério Público Estadual. O nome Thanatus vem da mitologia grega e significa a “personificação da morte”.

pf/rn

pf08dez

A Polícia Federal, com apoio da PM/RN, prendeu nesta segunda-feira (7), em Nísia Floresta, na Região Metropolitana e em Lajes, distante cerca de 130 km da capital, três cearenses, acusados de tráfico de drogas. Com eles, foram apreendidos 22 quilos de crack.

Há meses, a PF recebeu informações dando conta de que um dos homens mais procurados do estado do Ceará, acusado de homicídios e com vários mandados de prisão em aberto, estaria residindo na Grande Natal, onde possivelmente traficava drogas.

Iniciadas as investigações, os policiais localizaram o paradeiro do principal suspeito em um sítio no Distrito de Pium e passaram a acompanhar a sua movimentação.
Na tarde de hoje, um táxi deixou o local e foi seguido até a BR 304, tomando rumo da Região Oeste. Neste momento, a PF pediu auxílio da PM na cidade de Lajes que horas depois abordou o veículo, prendeu o motorista de 28 anos e encontrou 5 quilos de crack.
De posse da informação, o restante da equipe policial adentrou ao sítio em Nísia Floresta, o qual permanecia sob observação, e prendeu em flagrante o principal acusado, 27 anos e mais um outro homem, de 21 anos, encontrando ainda no local, três veículos e 17 quilos de crack enterrados dentro de uma bolsa no quintal da casa.
Levados para autuação, os suspeitos apresentaram versões conflitantes durante os seus depoimentos. A PF acredita que a droga chegou ao RN por via terrestre vinda de Mato Grosso.
Após serem submetidos a exames de corpo de delito no ITEP, os acusados permanecem custodiados na sede da Polícia Federal no bairro de Lagoa Nova, à disposição da Justiça.

luzdenatal

Com a aproximação das festividades de Natal e Ano Novo, os consumidores devem redobrar os cuidados com a aquisição e instalação de iluminação natalina. A Cosern alerta a população para cuidados essenciais com a utilização de energia elétrica e manuseio de ornamentação para comemorar as festas de forma segura, utilizando iluminação eficiente.

A prevenção se dá desde a escolha dos produtos. Os enfeites devem ser resistentes e de boa qualidade e, obrigatoriamente, certificados pelo Inmetro.

No caso dos enfeites luminosos, a informação sobre a potência do produto, fornecida em Watts (W) e contida na embalagem, merece atenção, pois quanto maior a potência, maior será o consumo de energia. Para uma maior economia, opte por lâmpadas de LED, que são mais eficientes, brilhantes e possuem maior durabilidade que as convencionais. Estes hábitos conscientes de consumo evitam desperdícios e proporcionam economia na conta de energia.

Também é importante verificar as condições de objetos antigos que serão reutilizados. Pisca-piscas comprados em anos anteriores podem ter sofrido algum desgaste ou ressecamento do seu material isolante, provocando a exposição direta do fio.

A Cosern alerta ainda que o uso de várias ligações em uma mesma tomada, através do chamado “T” (benjamins), pode provocar aquecimento e curto-circuito e, consequentemente, interromper o fornecimento de energia elétrica. Se o incidente ocorrer próximo a materiais inflamáveis (cortina de tecido, papelão, fibras, isopor e etc), pode até causar incêndio. Além dos riscos, o aquecimento da tomada também gera perda de energia e o consequente aumento na fatura.

O consumidor deve lembrar ainda que a decoração desperta a atenção das crianças que tendem, naturalmente, a querer tocar nos enfeites. Outra recomendação importante é não instalar objetos decorativos próximos à rede de distribuição de energia.

Confira outras orientações abaixo:

• Antes de iniciar a decoração, providencie uma revisão nas instalações elétricas, bem como nos fios decorativos e piscas;
• Desligue os aparelhos e enfeites de Natal ao sair de casa ou na hora de dormir. Esta prática evita consumo desnecessário de energia e acidentes;
• Dê preferência aos enfeites impermeáveis, pois são mais seguros, têm maior durabilidade e podem ser reaproveitados nos próximos anos;
• Evite deixar a instalação em área sujeita à chuva ou alagamento;
• Não instale o conjunto de lâmpadas em estrutura metálica;
• Siga corretamente as instruções do fabricante do produto;
• Nunca desligue aparelhos elétricos puxando pelo cabo ou fiação. Para desligá-los da tomada, utilize o plugue;
• Ao comprar uma árvore de Natal procure a etiqueta “resistente ao fogo”;
• Não utilize enfeites de papel em árvores com iluminação elétrica;
• Evite as árvores natalinas de metal se pretende utilizar iluminação ou piscas.

O Governo do Estado instala amanhã, terça-feira, 1º de dezembro, o programa Ronda Cidadã nos bairros Planalto, Guarapes e Pitimbu, na zona oeste de Natal, às 10 horas, na Escola Municipal Estudante Emmanuel Bezerra, na avenida Miramangue, 1187, Planalto.


Nesta nova etapa, o Ronda Cidadã irá atender 73 mil habitantes numa área de 20,74 quilômetros quadrados.

“Recebi pesquisa recente que aponta que nos bairros onde o Ronda Cidadã já foi implantado, 87% da população se sente mais segura e aprova o projeto. E vamos continuar atuando em outras frentes, porque só vai existir segurança pública com presença do Estado nas áreas de saúde, educação, esporte e cultura”, afirma o governador Robinson Faria.

No ato de instalação, o governador fará a entrega de equipamentos como armas e coletes à prova de bala, e duas bases móveis de segurança, adquiridos em convênio com o Governo Federal, sendo uma para atuar na zona sul de Natal e outra para o município de Parnamirim.

O programa Ronda Cidadã já foi instalado em Natal no bairro de Mãe Luíza e, além do policiamento ostensivo atua com ações proativas de segurança visando a paz e a prevenção da violência.

"A Carla ela referência em eficiência e honestidade e extrema confiança por parte de todos os desembargadores e funcionários", afirmou Godeiro. Apesar de negar ter qualquer relacionamento próximo ou sequer conhecer a servidora, o desembargador manteve Ubarana no cargo de chefe do setor de precatórios, uma função comissionada. A servidora havia sido nomeada na gestão anterior, do desembargador Osvaldo Cruz, também acusado de integrar o esquema.

De acordo com Godeiro, a sua equipe de transição indicou que a servidora deveria continuar por sua "competência". "Com Carla, o setor de precatórios fluía muito em", acrescentou.

Segundo os autos do processo, o desembargador teria mantido o sistema de desvio de dinheiro dos precatórios ao ordenar o pagamento a laranjas por meio de ofícios. Com o esquema, Godeiro teria desviado R$ 5,4 milhões durante os dois anos de gestão. Ele negou as acusações. A defesa apresentou dados de movimentação oriundos de documentos contábeis, que foram apensados ao processo. O Ministério Público solicitou prazo de 48 horas para análise da documentação, o que foi negado pelo juiz.

Diferentemente do colega Osvaldo Cruz, Rafael Godeiro não desqualificou a servidora, nem se exaltou. Manteve-se calmo durante o depoimento, e optou por ressaltar que durante a gestão da desembargadora Judith Nunes também foi registrado desvio, embora a magistrada não tenha sido punida. "Como Judith já afirmou, os três desembargadores foram ludibriados", acrescentou o advogado de defesa Caio Graco.

Rafael atribui as acusações de Ubarana ao fato de ter exonerado três irmãos da servidora que atuavam no TJRN na sua gestão. "Ela se dizia minha inimiga pessoal. Você acha que assim havia clima para conluio?", questionou durante o julgamento.

Com a Tribuna do Norte

PF/RN

pfrn28

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (27) no bairro de Santo Antônio, em Mossoró/RN, Região Oeste do estado, uma comerciante, 26 anos, acusada do crime de descaminho. Ela estava de posse de mercadorias de origem estrangeira sem a devida comprovação de importação.

A prisão em flagrante aconteceu durante o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 8ª Vara da Justiça Federal. Na primeira residência, onde se encontrava a comerciante, foram apreendidos 234 óculos, 30 vidros de perfume, 18 bolsas, 4 telefones celulares, 2 GPS, além de roupas, cintos, carteiras de cédulas e acessórios para aparelhos eletrônicos.

De imediato, a acusada recebeu voz de prisão e foi conduzida para autuação na Delegacia da PF. Quando do seu interrogatório, ela confessou que há pelo menos 3 anos vendia esse tipo de mercadoria através de um site criado na internet, sendo que os clientes, após a compra virtual, se deslocavam até a sua residência para receber os produtos.
A mulher disse ainda que toda a mercadoria encontrada em seu poder era adquirida e enviada por uma pessoa da sua família que mora na Europa.
Indiciada, ela pagou fiança no valor de 20 salários mínimos e vai responder pelo crime cometido em liberdade.
Já na segunda casa vistoriada pela PF, localizada no centro da cidade, não houve prisão, mas foi apreendida uma pistola que estava com a validade do registro vencida.

PF/RN

pfenem

A Polícia Federal prendeu em flagrante na noite deste domingo (25), em uma universidade particular na Zona Sul de Natal, um técnico administrativo, cearense, 28 anos, suspeito de utilizar artefato eletrônico durante a realização da prova do ENEM.

A ação aconteceu quando os policiais foram acionados pelos fiscais que desconfiaram de um candidato no momento em que esse retornava do banheiro faltando poucos minutos para o encerramento do certame. O homem andava de modo estranho, como se estivesse com algum objeto nos bolsos da roupa, o que é terminantemente proibido pelas regras do concurso. Naquele momento, perguntado se conduzia algum tipo de material proibido, ele negou, mas ao ser submetido ao detector de metais, o aparelho soou o alarme e o candidato foi convidado para se dirigir até a sala da coordenação.

Durante a revista pessoal foi encontrado sob suas vestes, um fio ao redor do pescoço que descia pelo corpo acoplado em um equipamento eletrônico e chegava até ao interior do seu tênis, onde estava um aparelho celular sem a capa traseira.

O acusado recebeu voz de prisão e em seguida foi levado para ser autuado na Superintendência da PF, porém ao ser interrogado, invocou o direito constitucional de permanecer calado, negando-se a responder todas as perguntas que lhe foram dirigidas.

Indiciado por fraude em concurso público, o suspeito irá responder pelo crime em liberdade. Ele foi solto ainda na noite de ontem, após o pagamento de fiança, conforme dita a Lei.

Fonte:Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte
Telefone: (84) 3204.5588

PF/RN

genesis

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (22), no Rio Grande do Norte e em mais 7 estados (AL, CE, ES, GO, MA, PE e RR) , a segunda fase da Operação Gênesis*, com o objetivo de combater a distribuição de pornografia infanto-juvenil pela internet.

As investigações no RN foram iniciadas há quase um ano através de um trabalho de inteligência que identificou contas de usuários que utilizam as redes sociais, serviços de e-mails e de armazenamento de arquivos para distribuir fotos e vídeos de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

62 policiais da Superintendência de Natal e da Delegacia de Mossoró, cumprem 13 mandados de busca e apreensão em endereços residenciais nos bairros de Cidade Alta, Tirol, Neópolis, Capim Macio, Planalto, Nossa Senhora da Apresentação e Nazaré, todos na capital potiguar e em mais duas cidades do interior: Parnamirim, na Região Metropolitana e Canguaretama, no Litoral Sul.

Os crimes investigados preveem penas que podem chegar até a 6 de anos de reclusão.

*O nome Gênesis significa na mitologia grega “nascimento, princípio” e, neste contexto, a PF busca resguardar os direitos dos cidadãos desde a sua infância combatendo crimes tipificados no Estatuto da Criança e do Adolescente.

GÊNESIS I
Durante a primeira fase da operação, também deflagrada no RN e em mais 7 estados da Federação na data de 02 de setembro de 2015, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão nas cidades de Mossoró, Parnamirim, Natal e Fortaleza, sendo que no decorrer da ação, os policiais encontraram material de pornografia infanto-juvenil armazenados e sendo compartilhados, o que resultou na prisão em flagrante de 6 acusados: 1 em Natal, 4 em Mossoró e 1 na capital cearense.

A Polícia Federal prendeu em flagrante no final da manhã deste sábado (17) em uma das salas do campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal, um equatoriano, 26 anos, acusado de uso de documento falso. O homem fazia um teste de proficiência e se passava por um brasileiro nascido em Minas Gerais.

A ação aconteceu quando a PF foi acionada pela UFRN, a fim de acompanhar o teste de proficiência em língua inglesa que é aplicado semanalmente naquela Universidade. Os policiais então passaram a conferir a documentação e entrevistar informalmente os concorrentes quando estes preenchiam a ficha de inscrição, sendo que um deles ao ser abordado, mostrou-se visivelmente nervoso e confessou que estava com documentos falsos.

De imediato, o suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado para autuação na superintendência da PF, onde, ao ser interrogado, não respondeu a nenhuma das perguntas, reservando-se ao direito constitucional de permanecer calado e só se pronunciar em juízo.
O estrangeiro vai permanecer sob custódia na sede da PF, aguardando o pronunciamento da Justiça.


A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira (7), em Parnamirim/RN, Região Metropolitana de Natal, uma operadora de telemarketing, potiguar, 26 anos, acusada de tráfico de drogas. A ação aconteceu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça da Bahia.

Há pelo menos dois meses, os policiais do Núcleo de Operações/DREX e do Grupo Especial de Rastreamento e Capturas (GECAP), investigavam o paradeiro da foragida, a qual foi procurada diversas vezes em endereços nesta capital, mas sem sucesso. Com o prosseguimento das buscas, a sua localização ocorreu na manhã de hoje quando ela, utilizando-se de documentos falsos, estava em uma fila para “visita íntima” na Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), pois pretendia se encontrar com o namorado que está preso e é apontado como um dos líderes de uma facção criminosa com atuação no RN.

Ressalte-se que a mulher hoje presa, havia sido flagrada pela PF, no ano de 2013, nas proximidades de Simão Dias/SE, região fronteiriça com o estado da Bahia, numa operação que resultou ainda na prisão de mais quatro pessoas, além da apreensão de 550 quilos de maconha que estavam escondidos no interior de carros “zero km” que eram transportados por um caminhão cegonha.

A acusada, que possui também antecedentes criminais por furto, encontra-se custodiada na superintendência da PF, à disposição da Justiça e deve ser transferida para Sergipe nos próximos dias.

Fonte:
Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte
Telefone: (84) 3204.5588



Twitter