NATAL PRESS

divulgação

pfsind

Por todo o Brasil, a Polícia Federal dá demonstrações de apoio à operação Lava Jato. Aqui no Rio Grande do Norte, como em todos os estados, os Policiais Federais se posicionam e DESMENTEM A FALÁCIA de uma suposta PEC da autonomia, PEC 412, que na verdade mascara os objetivos obscuros dos que tentam se aproveitar do trabalho feito na Lava Jato e da comoção social para emplacar objetivos escusos e corporativistas.

Somos todos contra o uso político da Operação Lava Jato. A Policia Federal está unida pela PEC 361, conhecida como a PEC do FBI, que verdadeiramente moderniza e coloca a PF nos moldes e estrutura das polícias mais desenvolvidas no mundo, como o FBI, nos Estados Unidos, e a Scotland Yard, no Reino Unido.

SINPEF/RN

Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no RN

A Polícia Federal cumpriu nesta terça-feira,15, no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, Zona Norte de Natal, um mandado de prisão expedido pela 12ª Vara Criminal contra um mecânico de 31 anos, foragido da Justiça. Ele cumpria pena no regime semiaberto, mas deixou de comparecer ao presídio.

A ação que resultou na sua prisão aconteceu após ele ter prestado depoimento, no começo deste mês, na superintendência da PF. Naquela dia, o homem foi conduzido para dar explicações devido ao fato de ter sido encontrado na companhia de um grupo suspeito de praticar assaltos contra agências dos correios no RN. No entanto, foi liberado horas depois por não existirem provas do seu envolvimento nos crimes.

Ainda naquela data, mesmo tendo apresentando uma carteira de identidade, a PF fez a sua identificação datiloscópica e, para surpresa dos policiais, ao sair o resultado dos exames, restou comprovado que o nome verdadeiro daquela pessoa era outro e que existia, contra ela, um mandado de prisão da Justiça Estadual.

De posse da informação, os policiais iniciaram novas buscas e ele foi localizado na manhã de hoje no interior de um estabelecimento comercial.
Conduzido para a sede da PF, o preso declarou que utilizava documento falsificado e deixou de comparecer ao presídio porque havia sofrido um atentado a bala e, desde então, com medo de morrer, adquiriu na feira do Conjunto Nova Natal, uma nova cédula de identidade.

Além do mandado de prisão hoje cumprido, o homem agora passa também a responder processo pelo crime de uso de documento falso.
Submetido a exame de corpo de delito no ITEP, ele permanece custodiado na sede da PF, à disposição da Justiça, onde aguarda transferência para o Sistema Prisional do estado.

pf/rn

pfect

A Polícia Federal prendeu na tarde desta segunda-feira, 14, no bairro de Neópolis, zona sul da capital, um auxiliar de produção e um autônomo, respectivamente, de 24 e 25 anos, ambos potiguares, acusados de tráfico de drogas. Com a dupla, foi apreendido um quilo de cocaína que chegou ao RN através de uma encomenda postada no Acre.

A ação teve início quando os policiais receberam a informação dos Correios dando conta de que uma encomenda suspeita de conter algo ilícito estava no Centro de Triagem para ser entregue no dia de hoje.

Os policiais, então, resolveram acompanhar o momento em que o carteiro entregaria o objeto e viram quando dois homens chegaram de carro no endereço apontado como destinatário, sendo que um deles desceu e entrou na casa. Instantes depois, quando ele saía com uma encomenda na mão, foi abordado e revistado. Ao ser examinado o conteúdo da caixa foi encontrado um tablete com aparência de droga, tendo os homens recebido voz de prisão.

Em seguida, eles foram levados para autuação na sede da PF, onde a substância, submetida a exames periciais, apontou resultado positivo para cocaína.
Durante o depoimento, os suspeitos se mostraram dissimulados ao afirmar que não sabiam que a encomenda continha substância entorpecente, pois “aguardavam o recebimento de livros” que haviam sido comprados pela internet.

Indiciados por tráfico de drogas, os acusados permanecem custodiados na sede da PF, à disposição da Justiça. Um deles possui antecedentes criminais e já foi condenado por crime de roubo cometido no RN. Atualmente, cumpre pena no regime semiaberto e está usando uma tornozeleira eletrônica.

Esta foi a segunda apreensão de cocaína feita pela PF este ano na Região Metropolitana de Natal.

 
    

pfdia13

Recentemente pessoas com objetivos espúrios tentaram atirar na lama o nome do Policial Federal FLÁVIO WERNECK, que atualmente ocupa a posição de vice-presidente da Federação dos Policiais Federais e de Presidente do Sindicato dos Policiais Federais do DF, divulgando inverdades em revista de circulação nacional, tentando tumultuar a Operação Lava Jato e jogar o nome dos Policiais Federais contra a opinião pública.


Sobre esse fato já estamos tomando as medidas jurídicas necessárias e garantindo o direito de resposta nos veículos de imprensa, mostrando aos mentirosos que os verdadeiros Policiais Federais não se dobram à corrupção e nem a interesses escusos.


Os verdadeiros Policiais Federais sempre estarão ao lado do povo brasileiro buscando diuturnamente um país mais justo, livre da corrupção e uma polícia moderna e isenta, nos moldes das melhores instituições policiais do mundo.


No dia 13/03, os Agentes Federais estarão na rua ao lado do povo, esclarecendo que a Polícia Federal é uma Polícia de Estado e não de Governos e que, já possui de sobra, AUTONOMIA INVESTIGATIVA e que NUNCA deve ser USADA como MOEDA DE TROCA política, pois sempre iremos estar vigilantes.


Muitos defendem a PEC 412 como a “salvação” da Polícia Federal e usam para isso o nome dos verdadeiros Policiais Federais, sendo esse um MERO ENGODO PARA ATINGIR OBJETIVOS OBSCUROS.


A PEC 361 é a proposta defendida por 90% dos Policiais Federais, pois começa a transformar o modelo atual, arcaico e burocrático, num modelo moderno e ágil. Se em uma Operação Lava Jato conseguimos alcançar os objetivos expostos pela mídia nacional e internacional, imaginem uma dezena de operações “Lava Jato” pelo Brasil afora. Com certeza viveríamos, em pouco tempo, um Brasil que desejamos para nossos filhos e netos.


APOIE a PEC 361, faça valer a sua opinião com o parlamentar de seu Estado, valorize o trabalho dos Policiais Federais, eles representam o povo brasileiro.


#SOMOSTODOSAGENTES

SINPEF/RN

Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no RN

sinpefren

NOTA DE REPÚDIO SIPEFR-RN


Tendo em vista a reportagem da revista Veja, publicada na edição do dia 04 de março do corrente ano, que repercutiu negativamente a imagem dos Policiais Federais, os representantes dos Policiais Federais no estado do Rio Grande do Norte, vem a público explicar que as informações trazidas pela reportagem não tem qualquer relação com a realidade.


Nenhum dossiê foi elaborado, ou sequer entregue, pelo Policial Federal Flávio Werneck. No encontro oficial mencionado pela revista, à época, novo Ministro Chefe da Casa Civil e o referido Policial, como já explicado na mídia, foram tratados assuntos de interesse da reestruturação e aprimoramento da Polícia Federal, tendo sido entregue documento oficialmente elaborado pela Federação que tratava da reestruturação da carreira Policial Federal. Mostrando ao novo ministro o quanto já haviam avançado as tratativas com seu antecessor.


Entendemos que a publicação denigre de maneira acintosa e denota de forma extremamente pejorativa um membro muito respeitado da Polícia Federal. É fato que a notícia tenta desestabilizar a Federação dos Policiais Federais, bem como os policiais Federais como um todo, por perceberem os avanços registrados junto a todos os setores,  político, governamental, imprensa, judiciário, ministério público e sociedade.


Ao contrário de tentar denegrir a imagem do Juiz Sérgio Moro ou prejudicar de qualquer maneira os trabalhos relacionados à Operação Lava Jato, como já tem sido veiculado pela imprensa, o Policial Flávio Werneck muito contribuiu para a não desestabilização da operação Lava Jato, fato que é de conhecimento dos Procuradores da República que estão trabalhando na mesma.


Na certeza que a verdade dos fatos virá à tona, aparentemente a revista Veja publica informações enganosas plantadas por pessoas com interesses escusos, esses possivelmente buscando criar um ambiente desfavorável dentro da Polícia Federal e assim dar margem para ilações inverídicas e maliciosas para macular inclusive a imagem da operação Lava Jato. A Polícia Federal é forte e segue tranquila buscando que a verdade prevaleça.

SINPEF - RN

Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal do Rio Grande do Norte

O governador Robinson Faria conheceu na manhã deste sábado (27) em Medellín, na Colômbia, alguns dos projetos sociais implementados pelo Governo do país que tem realizado transformações sociais nas comunidades mais carentes e com históricos de violência da cidade. Acompanhados do consultor de relações internacionais da Agência de Cooperação e Investimento de Medellín e Área Metropolitana (ACI), Juan Esteban Sosa, a comitiva do Rio Grande do Norte pôde ver de perto as Escadas Rolantes da Comunidade 13 (Escaleras Eléctricas), uma bem-sucedida ação de urbanismo, referência em inovação e na inclusão social que tem permitido que a Comunidade de San Javier, no Bairro das Independências, construídas sobre ladeiras, possa crescer com melhor funcionalidade.

Sobre os projetos, o governador disse: "Neste desafio de reduzir as taxas de criminalidade em Medellín pudemos conferir o quanto os investimentos em projetos sociais, infraestrutura, urbanismo, saúde e educação são fundamentais no processo de pacificação. Com essas visitas é possível constatar que o fortalecimento da segurança pública na Colômbia, além da relação policial, também passou pela cidadania”, declarou Robinson Faria, destacando que alguns projetos conhecidos, apesar de realidades diferentes, poderão servir de inspiração para a aplicação no Rio Grande do Norte.

Participaram também da visita o procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte (PGJ), Rinaldo Reis Lima, o Procurador Geral do Estado, Francisco Wilkie, o secretário de estado da Justiça e Cidadania (Sejuc), Cristiano Feitosa e o secretário adjunto da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Caio Bezerra.

Agentes da Polícia Federal prenderam, no final da tarde desta terça-feira (16), na cidade de Galinhos, o colombiano Juan Carlos Velasquez Builes, em cumprimento ao Mandado de Prisão Preventiva expedido pelo STF.

O colombiano é ex-prefeito da cidade fronteiriça de Letícia/Colôbia e atualmente trabalhava como médico na cidade de Galinhos, no Rio Grande do Norte. Procurado pela INTERPOL em todo mundo, Juan Carlos Builes é acusado, em seu país, por diversos crimes, dentre os quais crimes contra a Administração Pública, desvio de verbas públicas, exercício irregular de medicina, inclusive com envolvimento nas atividades das FARCs.

Juan Carlos está preso na superintendência da Polícia Federal, em Natal.

Informações do Sindicato dos Servidores do Departamento da Polícia Federal no Rio Grande do Norte - SINPEF/RN

pf/rn

pf15fev

Natal/RN - A Polícia Federal prendeu no início da tarde desta sexta-feira, 12, na Zona Norte de Natal, uma ajudante de cozinha, 41 anos, residente em Extremoz/RN, acusada de utilizar documentos falsos para tentar obter um empréstimo consignado junto a Caixa Econômica Federal.

A mulher procurou a Agência Reis Magos, na Av. das Fronteiras, se passando por professora da Rede Estadual e interessada em abrir uma conta corrente para fazer um empréstimo consignado no valor de R$ 30 mil. Após análise da documentação apresentada, surgiram indícios de que os dados poderiam não ser verídicos e a PF foi acionada.
Instantes depois, policiais federais chegaram ao local e abordaram a acusada que logo confessou o crime. Em seu poder, foram encontrados diversos documentos falsificados, tais como: Carteira de identidade, contracheque, comprovante de endereço, dentre outros.

De imediato, a mulher recebeu voz de prisão e foi conduzida para a superintendência da PF. Ao ser interrogada, revelou o seu verdadeiro nome e disse ainda que um homem conhecido “apenas de vista” havia confeccionado os documentos falsos que estavam em seu poder. Em seguida, tal pessoa, pediu para que ela se dirigisse até a agência da Caixa e tentasse receber o empréstimo.

A presa declarou, também, que a pessoa que lhe contratou havia prometido uma gratificação de 10% do total do empréstimo que ela viesse a receber.
Indiciada nos crimes de tentativa de estelionato e uso de documentos falsos, a mulher encontra-se custodiada na PF, à disposição da Justiça.

divulgação

pfassoc

Na manhã desta segunda-feira (01), em Natal, Agentes da Polícia Federal prenderam uma quadrilha responsável por vários assaltos a agência de Correios no Rio Grande do Norte. O trabalho de investigação dos Agentes Federais conseguiu mapear a atuação da quadrilha. A prisão dos quatro integrantes aconteceu no bairro de Cidade Satélite, próximo a Agência dos Correios. Os bandidos estavam na eminência de invadir a agência para mais um assalto. Os presos estão na Superintendência da PF para serem autuados em flagrante.


Informações fornecidas pelo Sindicato dos Servidores do Departamento da Polícia Federal no RN – SINPEF/RN.

O Governo do Estado está trabalhando para enviar à Assembleia Legislativa um projeto que amplia em cerca de 70 o número de vagas nas unidades de internação de menores infratores no Rio Grande do Norte. O projeto foi discutido em reunião com representantes do Ministério Público e da Justiça da Criança e do Adolescente, realizada na manhã desta quinta-feira (28), na Governadoria.

A meta, explicou o procurador-geral do Estado, Francisco Wilkie, é vencer os trâmites burocráticos e submeter o projeto aos deputados estaduais o quanto antes. Contudo, ainda estão sendo analisadas questões de cunho legal.

“Foi determinado um estudo para ver se existe algum impacto financeiro e, caso haja, dada a essencialidade do serviço, vamos tentar fazer um Termo de ajustamento de conduta com o Ministério Público e de gestão com o Ministério Público de Contas, para que a gente possa colocar em prática esse projeto que é muito importante para a sociedade”, afirmou Wilkie.

O governador Robinson Faria realçou que haverá total agilidade do governo neste processo em razão da importância que essas vagas representam. “Essa reestruturação refletirá diretamente na diminuição do número de menores cometendo delitos nas ruas. Só no Ceduc Mossoró serão 26 vagas a mais. O que estiver ao nosso alcance será feito”, afirmou Robinson.

Estavam na reunião o juiz da Infância e da Juventude, Homero Lechner, os promotores de justiça da Infância e da Juventude, Manoel Onofre de Souza e Marcus Aurélio Freitas, o presidente da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente, Ricardo Souza Cabral, e a secretária adjunta de Assistência Social, Maira Almeida.



Twitter