NATAL PRESS

PF prende ex-prefeito condenado pela Justiça em Natal

 

pf/rn

Natal/RN - A polícia federal cumpriu nesta sexta-feira (22/9) um mandado de prisão expedido pela 14ª Vara da Justiça Federal/RN e prendeu em Natal, um ex-prefeito de Caiçara do Norte/RN, 55 anos. Ele foi localizado no final da manhã na casa de parentes, no centro da capital potiguar.

O ex-político foi condenado em razão da prefeitura, na época da sua gestão, ter recebido verbas federais para a construção de uma creche e um posto de saúde naquele município e, posteriormente, não ter apresentado a devida prestação de contas junto aos órgãos fiscalizadores.

Levado para audiência de custódia, a decisão da Justiça foi que ele continuará preso.

O homem permanece custodiado na sede da PF e nos próximos dias deverá ser transferido para o Sistema Prisional do Estado.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (12/9), a OPERAÇÃO KODAMA que visa reunir provas dos crimes de prevaricação, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro, bem como, evitar a continuidade de atos lesivos que estariam sendo cometidos contra o meio ambiente no Rio Grande do Norte. Cerca de 50 policiais federais estão cumprindo 11 mandados judiciais de busca e apreensão, além de uma medida cautelar de afastamento de função pública. As buscas acontecem nas cidades de Natal, Goianinha, Ceará-Mirim e Tibau do Sul.

A investigação, iniciada nos primeiros meses deste ano, teve como ponto de partida os dados constantes no Relatório de Auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) e em um Processo administrativo Disciplinar instaurado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), quando várias irregularidades restaram atribuídas ao Superintendente desse órgão no RN. Foram ainda identificadas em um primeiro momento pelo menos 10 condutas de favorecimento ilícito a pessoas físicas e jurídicas, as quais teriam sido beneficiadas indevidamente por meio da anulação de autos de infração, desembargo de atividade e restituição de bens apreendidos. Mediante tais procedimentos, deu-se aparência de regularidade na aquisição de aproximadamente 8 toneladas de lagosta de origem não comprovada, como também, se conferiu legitimidade ao funcionamento irregular de empreendimento hoteleiro construído em área de preservação permanente e localizado na praia de Tibau do Sul.

Diante da gravidade dos fatos, a 14ª Vara da Justiça Federal/RN acolheu a representação policial e determinou o afastamento daquele gestor. Será concedida entrevista coletiva às 10h na sede da Superintendência Regional da PF, sita à Rua Dr. Lauro Pinto, 155 – Lagoa Nova, nesta.

(*) O nome da operação remete ao folclore japonês, onde Kodama é um espírito que habita em árvores e protege o meio ambiente.

 

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. | www.pf.gov.br

(84) 3204.5588

O Procurador-Geral do Estado do Rio Grande do Norte, Francisco Wilkie Rebouças, se reuniu nesta terça-feira (23), com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, na residencia oficial do parlamentar, em Brasília. No encontro, foram apresentadas propostas legislativas que objetivam melhorar a situação da Segurança Pública e a cobrança da execução fiscal nos estados, além de outros temas de interesse de todos.

“São pequenas intervenções legislativas que podem fazer uma grande diferença, sobretudo em relação à Segurança”, salientou Wilkie, que participou do encontro como presidente do Colégio Nacional de Procuradores-Gerais dos Estados e do Distrito Federal (CONPEG). Além do procurador-geral potiguar, a reunião contou com representantes de outros estados. O deputado federal Rubens Pereira Júnior também estava presente.

Entre as medidas propostas, esta um Projeto de Lei para igualar o tratamento jurídico dos crimes de tráfico internacional de drogas e de tráfico interno, de modo que ambos possam ser investigados pela Polícia Federal e processados e julgados pela Justiça Federal, às expensas da União. Outra mudança sugerida é a imposição à União, por meio de lei, do dever de criar e manter centros de detenção de menores federais para os atos infracionais análogos a crimes de competência federal.

O encontro, afirma Wilkie, foi bastante positivo. “O deputado Rodrigo Maia foi muito receptivo, e estamos muito confiantes de que estas pequenas alterações possam mudar a realidade atual dos estados brasileiros”. Este foi o segundo encontro com o presidente da Câmara dos Deputados em menos de um mês.

 

Responsável por prestar o atendimento pré-hospitalar para pessoas em casos considerados graves, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é mais um serviço público que tem sofrido com um hábito frequente na população: os trotes. 

 

Levando em consideração os sete primeiros meses do ano, os atendentes do SAMU Natal 192 já registraram 1.380 trotes em um universo de 31.429 ligações atendidas. Em todo ano passado, foram 2.956 trotes em um total de 63.093 atendimentos. 

 

Segundo a coordenadora do serviço, Cecília Picinin, as ligações são as mais absurdas possíveis. “São ligações de todos os tipos, desde que vão fazer coisas com os atendentes, até indicação de uma ocorrência que não existe. Infelizmente, algumas vezes acabamos enviando a viatura e chegando lá não existe nenhum problema. Ou seja, uma viatura que poderia prestar socorro para uma vítima real, acaba sendo deslocada para esses casos”. 

 

Para não acabar enviando uma viatura para o local desnecessariamente, os atendentes fazem uma série de questionamentos. “Os atendentes precisam pegar a maior quantidade de informações, no menor tempo possível. Muitas vezes nesse processo, os profissionais acabam percebendo que se trata de um trote”, explicou.Para contornar essa situação, o SAMU trabalha com dois pontos: o primeiro é a conscientização, principalmente das crianças e adolescentes. “O nosso Núcleo de Educação Permanente (NEC) está sempre recebendo estudantes de escolas públicas e privadas na nossa sede. Em algumas oportunidades, indo até as escolas. Fazemos palestras e demonstrações do funcionamento do serviço, como proceder ao ligar para o SAMU, como agir em determinadas situações. No final, esses estudantes acabam se interessando e se conscientizando”, afirmou Cecília.

]

Outro procedimento adotado são as investigações policiais, já que os números que ligam para o SAMU ficam registrados no sistema, ajudando a identificar de onde parte os chamados.  

A Policia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, (19/7), a operação Força e União visando desarticular movimento arquitetado em unidades prisionais federais que tinha como objetivo o assassinato de Agentes Públicos em resposta ao que internos do Primeiro Comando da Capital (PCC) chamam de “opressão”, o que na verdade é a aplicação de regime disciplinar mais rígido, legalmente imposto dentro das Penitenciárias Federais.

Cerca de 30 policiais federais estão cumprindo 8 mandados de busca e apreensão, sendo 4 no Rio de Janeiro, 4 em São Paulo, 1 mandado de condução coercitiva no Rio de Janeiro, além de 5 mandados de prisão preventiva, 1 em Mossoró e 4 em São Paulo.

De acordo com os levantamentos, a facção criminosa PCC assassinou dois Agentes Penitenciários Federais, em menos de um ano: Alex Belarmino Almeida Silva em setembro de 2016, na cidade de Cascavel/PR e Henry Charles Gama Filho em abril de 2017, em Mossoró/RN.
No decorrer da investigação do homicídio do Agente Federal de Execução Penal Alex Belarmino, foi descoberto que a facção tinha planos de executar dois Agentes Públicos por unidade prisional.

Já em relação ao Agente Henry, as investigações apontaram que sua morte havia sido planejada há dois anos na cidade de São Paulo e teve início através de integrantes do PCC envolvidos na coleta de dados, preparo da ação e com participação de pessoas próximas da vítima.

As investigações demonstraram, também, que não há pessoalidade nas ações do PCC, que escolhe seus alvos em razão das informações e de uma maior vulnerabilidade com o fim de se executar um plano preciso e sem deixar indícios de autoria.
Será concedida entrevista coletiva, às 10h30, na sede da Delegacia da PF em Mossoró.

O Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Estado do Rio Grande do Norte – SINPEF-RN, que integra o Fórum de Segurança Pública do RN, convoca todos os agentes policiais e servidores da Segurança Pública para uma Assembleia Geral Extraordinária nesta sexta-feira (7), às 9h, em frente à Governadoria, no Centro Administrativo, em Natal. Integrantes da diretoria e sindicalizados já confirmaram presença.

A decisão do Fórum de Segurança Pública no RN para realização do evento foi tomada durante reuniu na última quarta-feira (05), na sede do SINPEF-RN, onde também foram discutidas estratégias de atuação sobre o alarmante número de policiais assassinados no Estado.

“Em um momento em que o Estado tem se mostrado incompetente para garantir a segurança dos próprios operadores de segurança pública, em virtude da péssima gestão da mesma, necessário se faz que os próprios agentes discutam ações e alternativas a esse absurdo estado de coisas”, afirma o presidente do SINPEF-RN, José Antônio Aquino.

O RN registrou mais de mil homicídios só no primeiro semestre deste ano, tendo destaque negativo nos meios de comunicação nacionais, inclusive com matéria no Jornal Nacional. Só este ano, foram 16 policiais mortos por bandidos no Estado.

A Polícia Federal, com apoio da PM/RN, prendeu na tarde deste sábado (17/6), em Ponta Negra, zona sul de Natal, um comerciante, pernambucano, 32 anos, residente em Carapicuíba/SP, acusado de tráfico de drogas. Com ele, os policiais encontraram oito quilos de cocaína e uma pistola calibre 380, escondidos no painel de um veículo com placa de São Paulo.

A ação ocorreu quando os policiais investigavam informações dando conta de que organizações criminosas da região sudeste do país estariam enviando para o Rio Grande do Norte, drogas e armas através de transportadoras em caminhões do tipo “cegonha”. Os policiais então, na última sexta-feira, utilizando um cão farejador do BPCHOQUE, fiscalizaram uma empresa localizada na zona sul da capital. Pouco tempo depois, um veículo, com indicativo de droga no seu interior, foi encontrado.

A PF passou a vigiar o local e ficou aguardando a chegada da pessoa que receberia o carro, que só apareceu 24h depois. Ele foi seguido até o conjunto Ponta Negra onde, depois de abordado, foi conduzido para a sede da PF. Ali, após uma minuciosa vistoria os policiais acharam ocultos numa cavidade do painel do carro, enrolados em sacos plásticos, os tabletes da cocaína, a arma e um carregador parcialmente municiado. O homem recebeu voz de prisão e em seguida foi autuado em flagrante, indiciado pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma.  Ele permanece custodiado na superintendência da PF, à disposição da Justiça, e negou saber que transportava qualquer tipo de material ilícito. Esta foi a 3ª. apreensão de cocaína que a Polícia Federal fez este ano em Natal.

pf/rn

A Polícia Federal informa o balanço da OPERAÇÃO MOISÉS que foi deflagrada nesta sexta-feira, (26/5), na região metropolitana de Natal, com apoio da Polícia Militar, visando combater o tráfico de drogas.

MANDADOS JUDICIAIS DE BUSCA E APREENSÃO CUMPRIDOS: 5

Nº DE PRESOS: 2 - Um autônomo, 32 anos, paraibano, preso em flagrante na Zona Norte da capital por posse ilegal de arma e munição. Possui antecedentes por crime de homicídio;
Um comerciante, 58 anos, paraibano, preso em Macaíba, suspeito de tráfico de drogas. Possui antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime e já foi preso pela PF, anteriormente, em Brasília, no ano 2000.

APREENSÕES: Uma pistola calibre 380 (com 71 munições).
Aproximadamente 7 quilos de cocaína que estavam enterrados no terreno de uma granja em Macaíba, além de celulares, veículos, dinheiro, joias, petrechos e insumos que sugerem o possível processamento de drogas.
A PF, também, representará pela indisponibilidade dos bens imóveis de propriedade dos investigados.

pf/rn

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (17/5), na capital potiguar, a OPERAÇÃO ANJO MAU, que visa obter provas da existência de uma organização criminosa suspeita de fraudar vínculos trabalhistas, bem como, apurar a suposta participação de servidores do INSS, os quais teriam atribuído à terceiros, a falsa condição de "segurado", com a consequente obtenção de benefícios previdenciários fraudulentos.

Cerca de 20 policiais estão cumprindo quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal/RN em endereços residenciais e na Agência da Previdência Social, bairro de Nazaré.

A investigação que resultou nesta operação foi fruto de um trabalho em parceria realizado pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Representação da Inteligência Previdenciária - REINP.

Não haverá entrevista coletiva.


(*) O batismo da operação faz referência ao significado (acrescido de adjetivo) do prenome de origem grega de um dos implicados na trama criminosa.


Natal/RN – Uma ação conjunta realizada pela Polícia Federal e a PM/RN na madrugada deste domingo (7/5), entre os municípios de Afonso Bezerra, Ipanguaçu e Angicos

resultou na desarticulação de uma Organização Criminosa suspeita de ser responsável por diversas explosões contra bancos e caixas eletrônicos no RN. A ação teve início a partir de informações obtidas pela PF dando conta da existência de uma quadrilha reunida em uma propriedade rural nas imediações daquelas cidades e que estaria se preparando para realizar um assalto a banco.

Diante do fato, a PF, com apoio do BOPE, se deslocou para a região na tentativa de localizar os acusados e impedir a ação criminosa, tendo a abordagem acontecido por

volta das 3h, numa estrada carroçável em Angicos, no exato momento em que eles iniciavam o deslocamento para a prática do crime. Os suspeitos reagiram e durante o

confronto, três deles vieram a óbito, enquanto outros dois foram presos. Ao todo, os homens estavam em cinco veículos, sendo que quatro carros foram interceptados no local e um conseguiu furar o cerco, não mais foi localizado.

Um dos veículos que foi apreendido estava carregado com baldes contendo grampos que geralmente são espalhados durante as fugas para dificultar a aproximação das forças

policiais. Também foi encontrado de posse dos acusados, material explosivo, arma de fogo, balaclava e outros apetrechos.

Os presos foram encaminhados e autuados em flagrante na Superintendência Regional da PF em Natal, onde permanecem à disposição da Justiça. Eles responderão por associação criminosa armada e receptação, pois um dos veículos tem queixa de roubo e estava com a placa clonada.

A PF prossegue com as investigações visando identificar, localizar e capturar os outros membros da quadrilha que conseguiram se evadir.



Twitter