NATAL PRESS

 
 

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), inicia na próxima segunda-feira (8) o mutirão de mamografias gratuitas, dentro da programação do Outubro Rosa, mês de conscientização quanto a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Além disso, durante o mês, as unidades de saúde realizarão diversas atividades de promoção à saúde da mulher.  

A Secretaria Municipal de Saúde e o Grupo reviver fecharam uma parceria para conscientizar as mulheres sobre o diagnóstico precoce e o tratamento do câncer de mama. De 8 de outubro a 2 de novembro, a Unidade Móvel Savana Galvão, do Grupo Reviver, estará realizando mamografias gratuitas em Natal. A demanda é aberta para as mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Ou seja, elas poderão fazer mamografias pelo Sistema Único de Saúde (SUS) sem a necessidade de pedido médico. Para as mulheres fora dessa faixa etária, é necessário requisição médica. 

Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde realizará a abertura oficial do Outubro Rosa na próxima terça-feira (9), numa solenidade no auditório da SMS, com a presença do secretário George Antunes, depoimentos de mulheres que venceram a luta contra o câncer e uma palestra com um mastologista. 

As ações acontecerão das 8h às 17h. Confira as datas e os locais:  

08 a 12/10 - UBS Santarém - Avenida Rio Doce nº 12 - Santarém   

15 a 19 /10 - Policlínica Oeste - Avenida Pernambuco nº 166 - Cidade da Esperança 

22 a 26/10 - Unidade Rosângela Lima - Rua Santa Beatriz - Planalto 

28/10 a 02/11 - Policlínica Zeca Passos - Praça Augusto Severo, 281- Ribeira 

 

Programação do Outubro Rosa em Natal 

Além disso, ao longo do mês, as unidades de saúde realizarão diversas ações de promoção à saúde da mulher, com o projeto Mulher 365 - O cuidar passa por todas as estações sendo realizado no dia 20 de outubro.

05/10 - Unidade de Saúde do Alecrim 

09/10 Unidade de Saúde São João 

10/10 - Unidade de Saúde de Cidade Praia 

11/10 - Unidade de Saúde do Passo da Pátria, Mãe Luiza 

15/10 - Unidade de Saúde Planalto, Cidade Satélite, NordelândiaPajuçara 

16/10 - Unidade de Saúde PlanaltoPajuçara 

17/10 - Unidade de Saúde Planalto, SAMU Natal, Cidade Satélite, Pajuçara, São João 

18/10 - Unidade de Saúde PlanaltoPajuçara, Brasília Teimosa 

19/10 - Unidade de Saúde Planalto, Vista Verde, Pajuçara, Aparecida 

20/10 - Mulher 365: Felipe Camarão III, São João, Brasília Teimosa, Planalto, Pajuçara 

22/10 - Unidade de Saúde de Cidade Satélite, 

23/10 Unidade de Saúde de Parque das Dunas 

25/10 Unidade de Saúde de Planície das Mangueiras, Cidade Satélite 

26/10  Unidade de Saúde das Rocas,  

27/10 Unidade de Saúde de Vale Dourado, Unidade Mista de Mãe Luiza,  

29/10 Unidade de Saúde de Cidade Satélite, São João

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reuniu representantes dos cinco distritos sanitários de Natal, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), para discutir a melhoria no processo de trabalho e gerenciamento das salas de vacinas, a fim de aprimorar o programa de imunização municipal, reconhecido a nível nacional, que atende ao público em demanda aberta, em todas as unidades de saúde. 

Ficou acordado na reunião que o DVS realizará o monitoramento do desempenho do serviço, garantindo a infraestrutura e funcionamento das salas de vacina com horários padronizados, de acordo com a necessidade de cada distrito. 

Como método principal de prevenção às doenças transmissíveis e infectocontagiosas, a vacina possui um impacto significativo na saúde pública. Visando a necessidade de melhoria nesse processo de trabalho, a SMS reforçará as questões dos horários de funcionamentos, das estruturas das salas de vacinas, pedidos de estoque dos imunobiológicos e capacitações dos profissionais responsáveis pelo serviço para melhor atender à população. 

Em conjunto com o distrito, checklists com os pontos principais tratados na reunião a serem cumpridos, serão encaminhados para os gestores locais das unidades, com a intenção de dar continuidade ao fluxo do programa de imunização do município de forma positiva e satisfatória ao público. 

 

divulgação

Reunidos na manhã desta terça-feira, 25, no Centro de Saúde do Encanto, os profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) com atuação no município foram orientados em relação ao Setembro Amarelo. O propósito foi preparar as equipes, principalmente os agentes comunitários, para uma abordagem adequada de jovens e adolescentes sobre o tema da campanha: o suicídio.

A ação, realizada pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), pertence à listagem de mobilizações desenvolvidas pelo Executivo, neste mês, visando auxiliar na manutenção do bem-estar físico e psicológico da população. “Quando nós falamos de prevenção, o que é que acontece?! Nós não levamos o cliente, o paciente, o usuário, como queira chamar, a ter o sofrimento da cura, porque se ele necessita desta significa que ficou doente”, explicou a secretária Maria Daluz Maia, ao enfatizar que as cidades nordestinas são destaques nesse quesito, servindo como exemplo para outras regiões do país.

Participando do encontro, Daluz também aproveitou para tecer elogios ao Nasf pelo empenho. “Ele vem dar brilho e destaque a essa necessidade que nós temos de trabalhar um assunto que ainda tem muitos tabus. As pessoas têm medo de falar, têm vergonha. De repente um jovem vem passando por problemas na escola, na vida pessoal, desestruturação familiar e fica entre quatro paredes, não se abre, vendo como única saída a morte”, declarou.

A transmissão de informações claras e precisas, considerando contexto social, econômico, dentre outros, colabora para a construção do conhecimento de um povo; consequentemente, até reduz custos mais elevados no setor.

Como forma de melhorar as condições de saúde e promover a autoestima feminina, a Unidade de Saúde de Brasília Teimosa, localizada no Distrito Sanitário Leste, realizou nesta quinta-feira (20), na unidade o Dia da Saúde da Mulher, com diversas atividades de promoção e prevenção. 

De acordo com a diretora da UBS de Brasília Teimosa, Josineide Barbosa, a intenção é promover a melhoria das condições de vida e saúde, reduzir a morbimortalidade, especialmente por causas evitáveis, ampliar, qualificar e humanizar a atenção à saúde da mulher no SUS. 

Durante a ação foram realizados 55 exames preventivos; 44 exames de mama; 33 solicitações de mamografia; 53 testes rápidos de HIV/Sífilis/Hepatite; 42 testes de glicemia e diversas aferições de pressão arterial; Além disso, foram realizadas atividades de autoestima como, corte de cabelo e design de sobrancelhas.

A Unidade Básica de Saúde de Mirassol, localizada no Distrito Sanitário Sul, deu início nesta quarta-feira (19) as reuniões de escuta e acolhimento do Grupo Antitabagismo. Ao todo, serão seis encontros, sempre às quartas-feiras. 

De acordo com a diretora da UBS de Mirassol, Edilânia Cunha, o objetivo do grupo é apoiar os participantes no processo de cessação do fumo. “Fazemos uma abordagem comportamental e se necessário introduzimos o apoio medicamentoso, com a intenção de sensibilizar os participantes a abandonarem o vício do tabagismo.” 

O Grupo Antitabagismo na Unidade de Mirassol que existe desde 2011, já conseguiu nesse tempo a recuperação de dezenas de pessoas que abandonaram o vício de fumar efetivamente. A iniciativa faz parte das ações do Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT). O grupo atualmente tem dez participantes.  

As reuniões acontecem sempre às quartas-feiras, no horário das 14h às 17h, com acompanhamento de uma equipe multiprofissional formada pelo médico, Milton Cirne, a psicóloga, Geovana Gomes e a nutricionista, Poliana Cacho.

No dia 21 de setembro é comemorado mundialmente o Dia Mundial do Alzheimer. Caracterizada como uma doença degenerativa, progressiva e irreversível, a doença de Alzheimer não tem cura, mas pode ser tratada a fim de amenizar os sintomas. Para marcar o Dia, o grupo “Cuidando de quem cuida”, da Unidade de Saúde de Candelária, promove durante esta semana ações de sensibilização para a conscientização sobre a doença.  

O projeto desenvolve ação pioneira, desde 2001, entre familiares de pessoas com a doença de Alzheimer e outras demências. A proposta do grupo é formar uma roda de conversa para a troca de informações e experiências acerca dos cuidados com as pessoas que têm a doença.   

O trabalho é desenvolvido na abordagem holística, que visa equilibrar estados mentais-emocionais negativos, desbloquear a energia dos centros, trazer mais autoconsciência corporal, emocional, mental e espiritual, entre outros, para minimizar o sofrimento.  

  

Sobre o Alzheimer  

A Alzheimer é uma patologia do cérebro de causa desconhecida, com agravamento progressivo, lento e irreversível, que afeta principalmente as funções intelectuais: a compreensão, a orientação, a atenção, o pensamento, a memória. É a forma mais comum de demência, surgindo principalmente a partir dos 65 anos. A doença ataca metade da população a partir dos 85 anos.  

No Centro Especializado de Atenção à Saúde do Idoso (Ceasi), da Prefeitura do Natal, que funciona dentro do Centro de Especialidades Integradas José Carlos Passos, na Ribeira, os idosos de Natal conseguem atendimento prioritário e especializado.  

Para receber atendimento, o usuário pode fazer o agendamento na própria unidade de saúde do seu bairro, e receber o encaminhamento para o Ceasi. 

Mais informações através dos telefones: 3232-8580 ou 3223-5882.

Quando falamos de câncer, estamos nos referindo a um problema de saúde pública no Brasil e que compreende um grupo de várias doenças que tem em comum a multiplicação de células, de forma descontrolada e que podem acometer qualquer local do organismo.

Na infância, os tipos mais comuns são: os relacionados ao sistema nervoso central, linfomas, leucemias, osteossarcomas, neuroblastoma, dentre outros. O que vai determinar como o tratamento se dará, será o tipo de câncer, a idade do paciente e se a intervenção foi iniciada precocemente ou não. Durante o processo de intervenção, as crianças passam por diversos procedimentos, e estes, são na maioria das vezes invasivos e dolorosos, que ocorrem com certa frequência e interferem diretamente na recuperação do quadro clínico.

A intervenção pode ser realizada por anos, com frequentes internações, além de proporcionar efeitos adversos, como baixa imunidade e predisposição a infecções, dentre outros. É comum, nessa fase, acontecer algumas alterações e interferências no desenvolvimento da criança, pelo rompimento da sua vida nos mais diferentes aspectos, como a rotina, que foi completamente modificada, o afastamento da escola, a separação dos pais, irmãos, amigos e ainda precisar se ausentar das brincadeiras, principal ocupação infantil. 

E quando falamos em hospitalização, consideramos o impacto que esse momento causa na criança e em seu contexto familiar, neste caso, a necessidade de ter um olhar globalizado se torna imprescindível, de forma que envolva, não somente os aspectos médicos, mas também as questões sociais e emocionais. Dessa forma, é imprescindível que o período de internação seja pautado pela humanização e integralidade do cuidado à criança. O terapeuta ocupacional pode favorecer o mínimo de impactação durante essa fase, junto à criança com câncer, auxiliando na organização do cotidiano, buscando atividades significativas, no tratamento da fadiga, autoestima, autoconfiança, estabelecendo metas e expectativas, ajudando a manter sua vida social, para que mesmo durante o processo de tratamento, o atendimento vise o acolhimento humanizado, tanto para a criança, quanto para os familiares, que estão diretamente envolvidos no método terapêutico.

A prática da terapia ocupacional no contexto hospitalar é importante devido à visão que se tem na adaptação do cotidiano das crianças e de seus familiares, intervindo na retomada de atividades ocupacionais que são essenciais nessa fase da vida, como o brincar e a educação.

Na vivência terapêutica ocupacional com os pacientes assistidos pela Casa de Apoio Durval Paiva, é possível intervir minimizando os efeitos que a internação pode proporcionar, favorecendo um meio humanizado, criando espaços mais sociáveis e menos angustiantes, utilizando recursos lúdicos e atividades, considerando a história, os valores, respeitando a singularidade de cada criança, além de intervir nas atividades cotidianas, onde a independência pode ter sido afetada em função do estado clínico, como as limitações clínicas até as questões emocionais, comprometendo diretamente algumas áreas de ocupação das crianças, neste caso, o terapeuta ocupacional cria condições para promover a autonomia e participação da criança através de recursos terapêuticos.

Os recursos utilizados são os lúdicos, como jogos, livros, uso do ‘faz de conta’, com intuito de auxiliar na mudança de comportamento da criança, como por exemplo, a diminuição da ansiedade frente aos procedimentos que realizará, além de permitir sair do foco da hospitalização, já que a brincadeira possibilita descobrir o mundo, o resgate do prazer, da criatividade, da expressão, facilitando a adaptação psicossocial da criança ao processo de adoecimento, possibilita ainda a expressão de pensamentos e sentimentos sobre o momento vivenciado, oferece escuta e suporte terapêutico e estimula o resgate de habilidades.

Através do brincar, a criança expressa seus sentimentos, medos, angústias, desejos, relacionados ao processo de hospitalização e a sua vida, favorecendo o desenvolvimento infantil no momento em que se encontra no contexto hospitalar, assim como, continua evoluindo suas habilidades motoras, cognitivas e psicossociais de uma forma prazerosa e muito mais agradável. O acolhimento, a escuta, a criação de vínculo, também são fundamentais para a integralidade da saúde da criança e de seus familiares.

 

*Terapeuta Ocupacional - Casa Durval Paiva

Crefito:14295-TO

No dia Nacional de conscientização e incentivo ao Diagnóstico Precoce do Retinoblastoma (18/09) a Casa Durval Paiva realiza dentro da programação da Campanha Setembro Dourado uma ação educativa de panfletagem e distribuição de laços dourados no cruzamento das avenidas Alexandrino de Alencar e Prudente de Morais, das 9 às 11h, em Natal. O objetivo é chamar a atenção de pedestres e motoristas para a detecção dos principais sinais do câncer infantojuvenil.

O Retinoblastoma é um dos tipos do câncer da infância, também conhecido como ‘reflexo do olho de gato’, em referência quando aparece uma mancha branca no olho da criança em algum registro fotográfico feito com flash.

De acordo com o Ministério da Saúde, esse tipo de câncer pode causar cegueira e até levar à morte, mas se diagnosticado precocemente, pode ter cura em até 100% dos casos. O retinoblastoma é um tumor maligno que se desenvolve na retina e pode ser hereditário ou não. Não existe uma causa determinada para essa patologia.

O teste do olhinho deve ser realizado logo após o nascimento do bebê e até os cinco anos periodicamente, sendo esta a faixa etária mais atingida pela doença. O teste é simples e pode detectar qualquer alteração no eixo visual, levantando a suspeita da existência de um tumor, que pode ser confirmado pelo exame de fundo de olho.

 

Sobre o Setembro Dourado

O Setembro Dourado é uma mobilização nacional, promovida pela Confederação Nacional de Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC). No RN participam da campanha a Casa Durval Paiva, o GACC – em Natal e a AAPCMR – em Mossoró. Além de alertar para os sinais da doença, as ações visam diminuir a taxa de mortalidade ressaltando a relevância do diagnóstico precoce e o tratamento prévio como fatores essenciais para a cura.

 

Programação:

18/09 – 09h - distribuição de panfletos e laços dourados (Alexandrino com Prudente de Morais)

19/09 – 13h30 – Pecinha, distribuição de panfletos e laços dourados (CRAS Ponta Negra)

20/09 – 14h - Audiência Pública na Assembleia Legislativa do RN

21/09 – 08 às 12h – (Oeste) Reunião de sensibilização profissionais de saúde, distribuição de panfletos e laços dourados (UnP Floriano Peixoto)

24/09 – 15h30 - Pecinha na escola E. M. Josefa Botelho sensibilizando professores, alunos e pais

25/09 – 14h – Pecinha, distribuição de panfletos e laços dourados (CRAS Felipe Camarão)

27/09 – 14h - Audiência Pública na Câmara Municipal de Natal

28/09 – 08 às 12h - (Leste e Sul) Reunião de sensibilização profissionais de saúde, distribuição de panfletos e laços dourados (UnP Floriano Peixoto)

29/09 – Encerramento - Cidade da Criança

- 09h às 10h – Palestra sobre qualidade de Vida com alongamento

- 10h às 11h30 – Caminhada, distribuição de panfletos e laços dourados

A Prefeitura do Natal fechou nesta terça-feira (11) com a Cooperativa Médica do Estado (Coopmed/RN) um acordo que suspende a paralisação dos serviços programada pela entidade para iniciar nesta quarta-feira (12). O prefeito Álvaro Dias recebeu representantes da Coopmed na sede da Prefeitura e coordenou a negociação que levou à suspensão do movimento. O secretário municipal de Saúde, George Antunes, também participou da audiência.
 
Pelos termos do acordo, a Prefeitura vai repassar neste mês R$ 6,7 milhões do valor devido à cooperativa. O valor cobre a maior parte da dívida acumulada neste ano pelo Município, um montante de aproximadamente R$ 8 milhões. A proposta feita pelo prefeito foi acatada pelos dirigentes da Coopmed, que se comprometeram a defendê-la e a referendá-la em assembleia com os seus membros na noite desta terça.
 
O prefeito Álvaro Dias ressaltou ter prevalecido o bom senso no diálogo estabelecido com a Coopmed. “Fizemos todo o esforço possível para atender ao pleito da cooperativa, de modo a cumprirmos com nossa prioridade de manter o atendimento aos usuários que precisam dos serviços médicos e das cirurgias, muitos deles em situação de urgência. Mesmo com todas as dificuldades financeiras que estamos enfrentando, buscamos as melhores soluções para que a população não seja desassistida. Felizmente, conseguimos esse bom termo com a Coopmed”, definiu o prefeito.

 

  

A Campanha de Vacinação Antirrábica segue acontecendo em Natal até cinco de outubro, com o Dia D ocorrendo em 29 de setembro. Durante o período, o Centro de Controle de Zoonoses segue trabalhando em estratégias para imunizar a maior quantidade de cães e gatos na capital potiguar. 

Um desses trabalhos, que acontece mesmo fora do período de Campanha, são os chamados ‘bloqueios vacinais’. Em casos suspeitos de raiva, o CCZ não realiza a intervenção apenas no imóvel, como também nos arredores, promovendo a vacinação dos animais que estejam em um raio de até 300 metros de onde o caso suspeito foi encontrado. 

“A vantagem desse trabalho é que não ficamos dependendo do resultado do exame para saber se o animal estava ou não infectado. Tivemos um caso, há cerca de quatro meses, que uma criança teve contato com um morcego. Fizemos todo o bloqueio e vigilância. Quando o resultado do exame chegou, deu que o morcego estava infectado com o vírus da raiva”, destacou Ciro Fagundes, coordenador do Núcleo de Vigilância de Reservatórios e Animais Amplificadores. 

O bloqueio ocorre em situações de suspeitas do vírus em humanos e em animais. Considerado o principal transmissor da enfermidade, o morcego tem uma atenção especial, principalmente depois que oito animais foram diagnosticados positivamente. Caso a população encontre algum desses animais sobrevoando no ambiente em comportamento atípico, caído ou moribundo, deve isolá-lo, evitando qualquer contato e ligar imediatamente para o CCZ, através dos telefones 3232-9788 ou 3232-8235. 

Já em caso de mordida ou arranhão, a população deve proceder da seguinte forma: 

1: Lave o local com bastante água e sabão; 

2: Não mate e não jogue fora o animal; 

3: Procure a Unidade de Saúde mais próxima; 

4: Ligue para o CCZ. 



Twitter