NATAL PRESS

Assessoria de Imprensa SMS

alt

 A campanha de vacina antirrábica volante já vacinou 2.500 animais, desde que foi iniciada no dia 23 de julho. A camapnha volante realizada pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), objetiva aumentar a cobertura vacinal de cães e gatos, proporcionando mais comodidade à população e reduzindo as filas no dia “D” da campanha, que acontece no dia 14 de setembro.

Segundo o chefe da Divisão de Controle da Raiva e outras Epizootias do CCZ, Canindé Carlota, já foram vacinados 2.500 animais. A vacinação com postos volantes nos cinco distritos sanitários da Capital segue até a campanha nacional, que acontece de 14 de agosto a 14 de setembro.

A vacina é indicada para cães e gatos a partir dos três meses de idade, não tem contra indicação, é gratuita, e estar disponível durante todo o ano no CCZ e nas campanhas da Secretaria Municipal de Saúde.

Locais de vacinação antirrábica em agosto:
Distrito Sanitário Leste:
01/08/2013 – Escola Municipal – EM - Laura Maia, Rua do Motor s/n Praia do meio.
02/08/2013 – Escola Estadual – EE - Estela Gonçalves, Rua Ferreira Nobre s/n Alecrim.
05/08/2013 - E.E. Jerônimo Queiroz, Rua Antônio de Melo, 1250, Barro Vermelho
06/08/2013 - Centro de Saúde Aparecida, Rua Guanabara 195, Mãe Luiza.
07/08/2013 - E.E. Izabel Gondim, Rua Largo Professor Acrisio Freire - Rocas.

Distrito Sanitário Norte:

08/08/2013 - Centro de Saúde da África, Rua João Medeiros Filho S/N Redinha.
09/08/2013 - Nega Rações, Rua Itaboraí, 73, Santarém.
12/08/2013 - Vádson Rações, Rua dos Caboclinhos, 982, Nova Natal.
13/08/2013 - Escola Estadual Alceu Amoroso, Rua do Baião S/N – Nova Natal.
14/08/2013 - Escola Estadual Rômulo Wanderley, Rua Piratininga S/N – Soledade I.
15/08/2013 - Centro de Saúde do Panatis, Rua das Pimenteiras S/N – Panatis II.
19/05/2013, Farmácia Mayara, Av. dos Expedicionários S/N – Pq. Dos Coqueiros.
20/05/2013 - Lar Mãe Lúcia, Av. Tomaz Landim, S/N – Paraíso.
21/08/2013 - André Rações, Rua Dr. Álvaro Ozório, S/N – Pajussara.
22/08/2013, Hugo Rações, Av. Maranguape, 3837 – Jardim Progresso;
23/08/2013 - Branca Rações, Rua Abimael Florêncio, 1597 – Jardim Primavera.

Distrito Sanitário Sul:
03/09/2013 – Pronto Clínica Veterinária, Rua Romualdo Galvão, 1503 – Lagoa Nova.
04/09/2013 - Escola Estadual Nestor Lima, Rua São José S/N – Lagoa Nova.
05/09/2013 - Centro de Saúde de Mirassol, Rua das Violetas, S/N – Mirassol.
06/09/2013 - Escola Municipal Josefa Botelho, Rua Manoel Congo, S/N – Vila de P. Negra.

Outras informações:
Francisco Canindé Carlota - Chefe de Divisão de Controle da Raiva e outras Epizootias / CCZ / SMS
Fone: 3232 8235 / Cel: 8873 6811

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal repassou ao Hospital Infantil Varela Santiago os recursos financeiros provenientes do Ministério da Saúde e que se destinavam ao hospital como prêmio por este atender 100% SUS. Os recursos se encontravam na conta da SMS desde março deste ano, mas não podiam ser repassados ao Varela Santiago por falta de condições legais. O convênio de prestação de serviço daquela unidade hospitalar não possibilitava um novo aditivo.

No início de junho, um novo convênio foi assinado entre a SMS e o Varela Santiago para que o hospital pudesse receber os recursos relativos à prestação de serviço, os repasses da Rede Cegonha e o 100% SUS. Na segunda-feira, 22, foram pagos àquela unidade hospitalar R$ 1.458.344,05. No total, foram repassados este ano ao hospital infantil R$ 4.064.411,88.

O Departamento de Regulação, Avaliação e Controle (DRAC/SMS) está trabalhando um aditivo ao novo convênio para viabilizar mais um repasse financeiro, por prestação de serviço, ao Varela Santiago. Os recursos, no valor de R$ 150 mil mensais, são provenientes da Portaria 1.002 do Ministério da Saúde e vai possibilitar ao hospital realizar cirurgias neuropediátricas. Este repasse foi uma reivindicação conjunta dos secretários de Saúde de Natal, Cipriano Maia, e do Estado, Luiz Roberto, ao ministro da Saúde em recente visita ao RN.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) iniciou a discussão na comunidade acadêmica da área da saúde sobre o Programa Mais Médicos do Governo Federal, cujo objetivo é ampliar o número de vagas dos cursos de graduação e pós-graduação (residências) em Medicina, investir em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde e levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência desses profissionais.

Nesta segunda-feira, 22, a reitora Ângela Paiva reuniu-se com professores, coordenadores de cursos e chefes de departamentos do Centro de Ciências da Saúde e do Centro de Biociências, para apresentar a proposta do governo federal e ampliar a discussão com a comunidade acadêmica. Na ocasião, foi constituída uma comissão que se encarregará de coordenar a discussão e apresentar propostas, que serão encaminhadas, posteriormente, à Comissão Nacional instituída pelos ministérios da Educação e da Saúde.

O pró-reitor de Planejamento, João Emanuel Evangelista apresentou o programa e afirmou que um dos pontos mais polêmicos diz respeito à proposta de acrescentar ao curso de medicina mais dois anos, com atividades acadêmicas nas Unidades de Atenção Básica.

Dentro do Programa Mais Médicos está inserido o Projeto Mais Médicos para o Brasil, que tem a finalidade de proporcionar o aperfeiçoamento profissional a médicos na atenção básica em saúde em regiões prioritárias para o Sistema Único de Saúde (SUS), mediante oferta de curso de especialização por instituição pública de educação superior e atividades de ensino, pesquisa e extensão, que terá componente assistencial mediante integração ensino-serviço.

As universidades federais que fizerem adesão coordenarão os cursos de capacitação (especialização em Atenção Básica), com duração de três anos, que serão oferecidos aos médicos participantes.

A UFRN, segundo Emanuel Evangelista, deverá indicar tutores acadêmicos para acompanharem os supervisores (médicos do SUS) e estes farão o acompanhamento dos médicos contratados para o programa. “O tutor é o responsável pelo plano de trabalho que vai definir as atividades de integração entre a parte acadêmica e a de serviço, e definirá as atividades desenvolvidas pelos médicos supervisores e médicos participantes”, afirmou.

O Projeto prevê a participação, prioritariamente, de médicos formados no Brasil ou com diploma revalidado, médicos brasileiros formados no exterior e médicos estrangeiros com habilitação da medicina no exterior.

Na busca por uma solução urgente para a situação da saúde pública no Rio Grande do Norte, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS), a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o Ministério da Saúde (MS), o Conselho Estadual de Saúde (CES) e o Ministério Público (MP/RN) estiveram reunidos na manhã de ontem (18), no auditório da Escola de Enfermagem da UFRN, durante o Seminário de Atenção Hospitalar na Região Metropolitana de Natal. Na pauta a Política de Atenção Hospitalar Brasileira, as Redes de Atenção à Saúde Hospitalar na Região Metropolitana e a situação atual do Sistema de Regulação de Leitos Hospitalares e UTI na Região Metropolitana de Natal.

Ao apresentar as Redes de Atenção à Saúde e o Sistema Hospitalar, a Diretora do Departamento de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, Maria do Carmo, ressaltou que a necessidade de redefinição do perfil dos hospitais, incluindo os de pequeno porte, é premissa para a estruturação eficiente das redes de atenção à saúde. “A manutenção, dentro da Rede, de um hospital de pequeno porte, que na concepção do Ministério da Saúde é aquele que possui número menor que 50 leitos, só se justifica se ele tiver um determinado nível de resolutividade. Assim, os gestores devem avaliar a relevância do hospital considerando custo e produção, para assim incluí-lo na Rede, adequá-lo a um novo perfil ou, se for o caso, desativá-lo. Há exceções, mas esta é a regra geral.”, explica.

Segundo os dados apresentados, mais da metade dos estabelecimentos hospitalares do País tem menos de 50 leitos. Os leitos de UTI (Terapia Intensiva) representam menos de 4% do total de leitos do País. O Rio Grande do Norte possui mais de 60% dos hospitais com menos de 30 leitos. O Promotor de Justiça da Saúde, Carlos Henrique Rodrigues, lembrou que uma auditoria do Ministério Público encontrou dados condizentes com o que diz o MS. “Nossos números demonstram a fragilidade da atenção básica e a baixa resolutividade de unidades hospitalares no interior do Estado”.

SESAP PROPÕE PERFIL DOS HOSPITAIS DA REGIÃO METROPOLITANA

A Coordenadoria de Hospitais e Unidades de Referência (COHUR) da Sesap apresentou a proposta de perfil dos hospitais da Região Metropolitana de Natal, que já vem sendo discutida e passa agora para a fase de ajustes, considerando as observações dos diretores das referidas unidades. O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, que foi estruturado para ser um hospital geral de urgências e emergências, infantil e adulto, voltado para o atendimento de demandas ocasionadas por causas externas na área de traumato-ortopedia, deve passar a ter um atendimento referenciado.

O Secretário de Estado da Saúde Pública, Luiz Roberto Fonseca, reforçou que o atendimento referenciado não significa o fechamento da porta de entrada do hospital. “Todo paciente que chegar ao Walfredo Gurgel será acolhido, classificado e, no caso de não pertencer ao perfil da unidade, será contra-referenciado, de forma que a porta será aberta para o trauma e referenciada para os hospitais de outras especialidades”. O Secretário ressaltou que as medidas devem ter celeridade e impacto direto no atendimento à população. “As mulheres que estão parindo no chão e as crianças que estão morrendo por falta de assistência no pré-natal clamam para que nossas ações sejam imediatas.” Segundo o Secretário, a assistência à população só será garantida quando o SUS efetivamente funcionar como rede, com cada ente assumindo suas responsabilidades.

Um dos maiores desafios da saúde pública atual é superar a "fome oculta", que se caracteriza pela deficiência de micronutrientes, vitaminas e minerais essenciais.

Dois bilhões de pessoas sofrem da desnutrição de micronutrientes, comprometendo seu desenvolvimento físico, cognitivo e imunológico e acarretando uma perda de 2% do PIB dos países em desenvolvimento.

Soluções para a fome oculta tenham sido consideradas a prioridade máxima do desenvolvimento global pelo Consenso de Copenhague 2012.

No Brasil, 40% das crianças ainda sofrem de anemia e 20%, de hipovitaminose A. Somadas, essas carências afetam milhões de brasileiros, quase a metade da população de crianças e gestantes. Embora tenha propiciado um declínio marcante do deficit estatural, o processo de transição nutricional do Brasil no passado recente contribuiu, também, para a emergência epidêmica da obesidade, que está frequentemente associada à carência de micronutrientes.

O problema não é restrito às classes C, D e E. Mesmo uma dieta adequada em calorias, proteínas e carboidratos pode ter sérias deficiências de micronutrientes.
A fortificação de alimentos básicos é uma das estratégias de melhor custo-benefício, preconizada pela OMS e pela Unicef. Comparada à suplementação, a fortificação tem custo mais baixo e aceitação mais fácil, pois não requer mudanças nos hábitos alimentares.

A experiência brasileira com a fortificação inclui sucessos como o controle do bócio, mediante a iodação do sal, e dos defeitos do tubo neural, graças ao enriquecimento das farinhas com ácido fólico.

A tecnologia do Ultra Rice foi desenvolvida pela Bon Dente International e transferida em 1997 para a PATH, que em parceria com a GAIN, promove a fortificação de alimentos básicos em diversos países.
No Brasil, o protagonista na fortificação do arroz no Brasil e no mundo é o Centro de Excelência em Fortificação de Alimentos da Universidade Federal de Viçosa (UFV).
Essa tecnologia combina vitaminas e minerais selecionados com farinha de arroz para produzir grãos com formato de arroz que são misturados ao arroz tradicional em uma proporção entre 1% e 5%.

A Urbano Agroindustrial (RS), terceira maior beneficiadora de arroz e feijão do Brasil, é a primeira indústria a lançar o Arroz Vitaminado, seguindo a tecnologia da PATH e GAIN e os apoio da UFV, que enriquecido com vitaminas B1 (Tiamina), B9 (Ácido Fólico) e minerais Ferro e Zinco, supre, aproximadamente, 1/3 das necessidades diárias destes micronutrientes para adultos, quando consumido uma porção de 50 g.
Em troca da licença, a Urbano reduziu sua margem de lucro e está sugerindo a mesma política para os varejistas, com o objetivo de tornar o produto acessível e de baixo custo a todos os níveis de renda. Além disso, a Universidade será responsável pela verificação da qualidade do arroz fortificado.

O arroz também está compondo a merenda das escolas da rede pública municipal de Vespasiano(MG), em um estudo realizado pela UFV, com efeitos positivos já mensurados.

Abaixo a lista de cidades e estabelecimentos que vendem produtos Urbano. Em alguns é possível encontrar o Arroz Vitamino nas versões branco e parboilizado, outros só trabalham com o branco.

Cidade e estabelecimento
ALTO DO RODRIGUES
SUP. SOBERANO

APODI
SUPERMERCADO QUEIROZ

MACAIBA
SUPERSHOW VITORIA

MACAU
MINI BOX MEDEIROS LT

MOSSORO
A L URBANO E CIA
CENTRAL DISTRIBUIDOR
CEREALISTA QUEIROZ
COMERCIAL QUEIROZ
HORIZONTE SUPERMERCA
I L URBANO
MARIA ERTA
MERCANTIL 6 DE JANEI
MINI BOX REDENCAO
REBOUCAS SUP - LJ 01
SUPERM SAO LUIZ

NATAL
SUPER MAIA
SUPERM. NOVA VIDA
NOVA CRUZ
SUP GOMES

PARNAMIRIM
SUP. SERIDO
SUPER. CASA NOSSA

PAU DOS FERROS
SUPERMERCADO QUEIROZ

SANTO ANTONIO
JOSA DISTRIBUIDORA

SAO GONCALO DO AMARANTE
SUPER TELA QUENTE

SAO JOSE DE MIPIBU
MERC ANDRADE

SAO PAULO DO POTENGI
ATACADISTA AZEVEDO

A Liga Norte-Rio-Grandense Contra o Câncer comemorou os 64 anos nesta quarta-feira (17) com a inauguração de um novo acelerador linear, adquirido por meio de uma parceria entre o Governo do Estado e a Liga. Com um investimento total de R$ 4 milhões, sendo R$ 2,7 milhões de contrapartida do Governo do RN, o equipamento Varian Clinac I-X será utilizado nos tratamentos radioterápicos e permitirá modernas técnicas de aplicação, como radioterapia de intensidade modulada e radioterapia guiada por imagem, com possibilidades maiores de controle da doença com a menor toxicidade possível. 


Este aparelho é único no Nordeste e vai aumentar em 25% a capacidade de atendimento da instituição, algo em torno de 5 mil aplicações a mais por mês. Agora a Liga passa a contar com quatro aceleradores em funcionamento.

A governadora Rosalba Ciarlini participou da solenidade de inauguração do novo equipamento e aproveitou para parabenizar toda a equipe da instituição. “Este é um exemplo de dedicação da equipe médica, dos administradores e de todos que fazem parte da Liga”.

A chefe do Executivo Estadual citou ainda os benefícios trazidos pelo moderno aparelho. “Vamos conseguir zerar a fila de espera pela radioterapia. Isso significa um avanço grandioso para o RN em termos de tratamento contra o câncer. Um aparelho como esse só encontramos nas regiões Sul e Sudeste do país e agora pacientes da rede pública terão acesso a esse equipamento”.

Para o superintendente da Liga, Ricardo Curioso, “há coisas que não podem esperar, e o tratamento contra o câncer é um desses exemplos. Nos últimos quatro anos colocamos dois novos aceleradores lineares em funcionamento, a custa de pesados investimentos, mas tendo o entendimento da necessidade inadiável de investimentos”.

O evento contou também com a presença do diretor presidente da Liga, José Américo dos Santos; o coordenador do Centro Avançado de Oncologia, Maciel Matias; da chefe do serviço de radioterapia, Rosa Maria Najas e do Aluísio Bezerra de Oliveira, primeiro radioterapeuta da instituição, que recebeu a homenagem de ter o seu nome dado a Unidade de Radioterapia que vai abrigar o novo acelerador, além de técnicos, funcionários e equipe médica da instituição.

Divulgação SMS

alt 

O secretário municipal de Saúde, médico Cipriano Maia, visitou na manhã desta terça-feira (16), as obras de reforma da Maternidade Leide Morais acompanhado da chefa do Departamento de Engenharia e Infraestrutura da Secretaria Municipal de Saúde, Marília Vasconcelos. Com vários problemas na parte física, a maternidade foi fechada no dia 13 de junho depois de ter sua situação agravada com as chuvas do período.

As obras de reforma da Leide Morais estão sendo executadas pela Faço Construções, empresa ganhadora do certame público, terão um custo de aproximadamente R$ 500 mil e duração de três meses. A reforma consta da recuperação de estrutura, recuperação da cobertura, troca de piso, retirada de infiltração e pintura geral.

Para suprir a falta da Leide Morais na rede municipal de Saúde, a SMS reforçou as equipes médicas e de enfermagem das maternidades de Felipe Camarão e das Quintas, além de manter uma equipe de retaguarda na Maternidade do Amor Divino, em Parnamirim para partos cesáreos. Foram abertos 17 novos leitos nas maternidades municipais e disponibilizado um carro para transportar gestantes que procuram o Hospital Santa Catarina, até as maternidades.

A Maternidade Leide Morais fica na Avenida das Fronteiras, bairro Potengi, Distrito Sanitário Norte II. Foi inaugurada em 2008 com a capacidade de realizar partos normais e cesáreos. Dispunha de 35 leitos, número que foi sendo reduzido à medida que os problemas se acumulavam. Quando foi fechada no mês passado, a maternidade mantinha em funcionamento apenas 13 leitos. Mesmo assim, mantinha uma média de atendimento em 1.350 urgências, 113 partos normais e 60 partos cesáreos.

Foto: Flávio Rezende

alt

Wanderléia Firmino com novo tratamento no spa

O SPA Termas Center, que funciona na praia de Rio do Fogo, tem nova turma no período de 19 a 28, tendo ainda a opção de mini spa para os mais ocupados. O SPA está com novo ambiente, ideal para o encontro de grupos, jogos diversos, uma conversação agradável e com visão privilegiada no oceano Atlântico.

Outra novidade é o tratamento opcional de redução de medidas e gordura localizada, com utilização de moderno equipamento de ultrassom, num tratamento denominado lipo cavitação, que não é invasivo.

Mais informações sobre o SPA Termas Center são passadas pelos fones 3211-7308, 9135-3820 ou 9986-3418 ou pelo site www.spatermascenter.com.br

Durante o II Congresso de Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho (QVST), que acontece nos próximos dias 03 e 04 na Escola de Governo, o Instituto Pedro Cavalcanti (IPC) realiza de forma gratuita exames de Espectrografia Vocal, método computadorizado de avaliar a voz.

“Por esse tipo de exame é possível alcançar uma melhor compreensão acústica do sinal vocal, possibilitando a associação entre as análises perceptivo-auditiva e acústica”, explica a fonoaudióloga Andressa Trindade.

O exame quantifica de forma objetiva e concreta a qualidade vocal por uma prática tecnológica que permite, fazendo uso de computador e software específico, estabelecer parâmetros para padrões vocais.

A avaliação pode ser feita das 13h30 às 15h, na quarta-feira, 03, e das 08h30 às 10h30, na quinta-feira, dia 04.

Palestra
Além de exames e diversas outras atividades, o Congresso oferece debates e discussões com especialistas em várias áreas da Saúde. "Qualidade de Vida Relacionada à Voz e Audição" é o tema de palestra que vai ser proferida pelo otorrinolaringologista, Dr. Pedro Cavalcanti, no dia 04, das 9h30 às 10h30, no auditório Master da Escola.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), entende-se por qualidade de vida um conjunto de fatores e percepções individuais de vida dentro de um contexto cultural e de valores em que vivem as pessoas, e em relação a suas metas, expectativas, padrões e preocupações. São ativos importantes envolvendo dimensões física, intelectual, emocional, profissional, espiritual e social.

“A qualidade de vida está correlacionada ao nosso desempenho comunicativo. Práticas inadequadas no ambiente de trabalho geram impacto negativo na saúde da voz e audição, no emocional dos empregados e, consequentemente, na saúde financeira das empresas”, explica o Dr. Pedro Cavalcanti.

O médico destaca ainda a importância da medicina preventiva com o auxílio desse tipo de programa, uma vez que gera estratégias que promovem um ambiente que estimula e dá suporte ao indivíduo e à empresa, conscientizando sobre como sua saúde está diretamente relacionada à sua qualidade e produtividade.

O principal objetivo do II Congresso de Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho é promover discussões e reflexões sobre a necessidade do programa e a inserção de novas ações de QVST nas diversas instituições públicas do Estado do Rio Grande do Norte, preservando a saúde dos servidores, melhorando o estilo de vida deles, propiciando condições que possibilitem o bem estar.

A programação completa do evento pode ser consultada neste link: http://www.searh.rn.gov.br/congressoqvst/programacao.asp.

Serviço: Exames de Espectrografia Vocal e Palestra “Qualidade de Vida Relacionada à Voz e Audição”
Onde: Escola de Governo do RN – Centro Administrativo
Quando: Dias 03 e 04 de julho
Horário: Tarde do dia 03 (das 13h30 às 15h ) e manhã do dia 04 (das 8h30 às 10h30 )

A programação do 2º Congresso Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho, que acontece nos dias 3 e 4 de julho na sede da Escola de Governo Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales, no Centro Administrativo já está completa.

O tema do congresso deste ano será “Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho: Suas Repercussões na Cultura Organizacional no Serviço Público”. Toda a programação busca apresentar ações que ajudem na preservação da saúde dos servidores através de melhorias no seu estilo de vida, tanto no ambiente de trabalho, quanto nas ações cotidianas em sociedade.

A programação contará com palestras, minicursos e oficinas, com renomados especialistas em qualidade de vida e saúde no trabalho, buscando apresentar métodos de implantação de programas e atividades de QVST, assim como boas práticas que podem colaborar para uma vida com mais saúde, além de cases de sucesso apresentando programas já existentes com atuação prática e bons resultados nas organizações públicas.

O evento é uma realização da Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos (SEARH), através da Escola de Governo / Grupo QVST.

Mais informações sobre o Congresso de Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho podem ser obtidas pelo site do evento, onde se encontra toda a programação e o link para realização das inscrições, tanto para servidores públicos, quanto para sociedade civil.

Link para o site do 2º Congresso QVST: www.searh.rn.gov.br/congressoqvst/



Twitter