NATAL PRESS

alt

 O livro “Yoga Massagem Ayurvédica – A Transformação pelo Toque” apresenta método e benefícios da técnica O livro da terapeuta corporal Alda Martinelli será lançado no dia 14 de junho, na Livraria Saraiva – Midway Mall , contando com um bate papo da autora com o público. Ciências milenares da cultura indiana, Yoga e Ayurveda tiveram seus conhecimentos combinados pela mestra Kusum Modak ao longo das últimas décadas, para dar vida à Yoga Massagem Ayurvédica.

Ainda pouco conhecida no Ocidente, ela já é considerada por especialistas uma das mais completas técnicas de massagem existentes. O livro é uma introdução aos seus resultados transformadores, reunindo à descrição das principais manobras que compõem a massagem, informações históricas e o relato de suas vivências para adquirir estes conhecimentos. Jornalista e terapeuta, Alda Martinelli se aprimorou na prática da Yoga Massagem Ayurvédica na cidade de Pune, Índia, com a própria mestra indiana Kusum Modak, criadora da técnica há mais de 30 anos.

Desconhecida por muitos e sem referências (mesmo estrangeiras) no mercado editorial, a YMA mescla duas disciplinas – Yoga e Ayurveda – que se interligam e fazem parte de um dos mais antigos sistemas filosóficos indianos: o dos Vedas, desenvolvidos pelos brâmanes há mais de cinco mil anos. O método consiste em deslizamentos e amassamentos da massagem tradicional indiana, com posturas e torções da yoga e foco na circulação sangüínea, respiração e energia vital. A publicação belamente ilustrada, além de abordar os aspectos da prática corporal e seus benefícios, transporta o leitor, de uma forma leve e objetiva, à filosofia e ao método desenvolvido por Kusum Modak.

A respiração e o toque tem papéis fundamentais na YMA e são destrinchados nas páginas do livro, explicados em cada manobra ilustrada com texto e imagens. O conteúdo contempla ainda a história da mestra indiana, introduções sobre as ciências da Yoga e da Ayurveda, além de dicas e depoimentos de praticantes. Sem o caráter de um guia técnico, mas trazendo um bom passo a passo para ilustrar os fundamentos da YMA, o livro já é considerado uma referência para praticantes e estudantes das terapias corporais. Sobre Alda MartinelliAlda Martinelli é jornalista e terapeuta corporal. Depois de mais de trinta anos dedicados ao jornalismo, fez da Yoga Massagem Ayurvédica sua atividade principal.

Esteve diversas vezes na Índia, onde aperfeiçoou as técnicas diretamente com a mestra Kusum Modak. Este livro é o resultado do convívio produtivo dessas duas vertentes de sua carreira: a comunicação e a massagem. Alda, que atualmente atende em São Paulo, fará alguns atendimentos em Natal entre os dias 6 e 15 de junho. Sobre a Editora OlharesConstituída em 2006, a Olhares se especializou na publicação de livros ilustrados de arte e história. Com a preocupação central de transformar conteúdos pesquisados com rigor em narrativas agradáveis e dinâmicas, está sempre em busca de formas originais de contar a história e olhar o mundo, primando por um tratamento visual que vá ao encontro desses princípios e enriqueça a obra Serviço:Lançamento do livro “Yoga Massagem Ayurvédica – A Transformação pelo Toque” e bate papo com a autora.Autora: Alda MartinelliLocal: Livraria Saraiva – Midway MallQuando: 14 de junho, sexta, às 19hEntrada FrancaInformações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.">Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

alt

O deputado Gustavo Carvalho, defendeu através de requerimento, encaminhado pela mesa diretora da Assembleia Legislativa, a governadora Rosalba Ciarline, a criação na rede estadual de saúde do Programa de Vacinação contra o HPV (Papiloma Vírus Humano), o maior causador de câncer de colo de útero.

No Brasil, a doença mata uma mulher a cada duas horas, conforme dados divulgados pela Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Coloscopia. O índice de mulheres acometidas pela doença é muito alto. Alarmante. “Com essa importante proposta pretendemos reduzir esse número no Rio Grande do Norte”, justifica o parlamentar.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que a vacinação rotineira contra HPV seja incluída nos programas nacionais de imunização e prevenção do câncer de colo do útero e de outras doenças relacionadas ao vírus. Para a OMS, as vacinas contra o vírus devem ser introduzidas como parte de uma estratégia coordenada para a prevenção desse tipo de neoplasia e de outras doenças relacionadas ao Papiloma Humano.

Segundo Gustavo Carvalho, essa imunização ainda não está amplamente disponível na rede pública, sendo necessário um investimento financeiro para quem deseja se prevenir. Se estivesse disponível na rede pública de saúde, a vacina estava sendo aplicada em mulheres na faixa etária de nove a vinte e seis anos.

O papiloma vírus humanos (HPV) é um vírus da família Papovaviridae, capaz de induzir lesões de pele ou mucosa, as quais mostram crescimento limitado e habitualmente regridem espontaneamente. O HPV é transmitido durante a relação sexual por alguém que esteja infectado, mas, como depende apenas do contato com a pele, não é necessária a penetração para que haja contaminação.

Existem mais de 200 subtipos de HPV, entretanto, somente os subtipos de alto risco estão relacionados a tumores malignos, dentre os quais o câncer de colo uterino. O câncer de colo uterino é o terceiro tipo de câncer mais comum no país, atrás apenas do câncer de pele e do câncer de mama. O HPV é responsável por 95% dos casos registrados.

A vacina é indicada para meninas e mulheres de 9 a 26 anos de idade e é realizada via intramuscular e sob prescrição médica, administrada em três doses, aplicadas em um período de seis meses, mostrou-se eficaz em 99% das lesões pré-cancerosas e no câncer da área genital, em 70% dos condilomas anogentais e em 80% de prevenção.

Pacientes transplantados de medulas e portadores de outros órgãos afetados clinicamente podem fazer o exame gratuito de Galactomanana no Núcleo de Hematologia e Hemoterapia (NHH) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Esse tipo de exame identifica a presença de infecções fúngicas em pacientes imunossuprimidos, ou seja, com defesas baixas. As amostras são encaminhadas ao NHH-UFRN no mesmo dia da coleta e o resultado é disponibilizado via online para acesso pelo médico solicitante.
Para fazer o exame de Galactomanana basta se dirigir ao NHH às segundas e ou quartas-feiras. Mais informações pelo telefone: 9167 6540.

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), segue com inscrições abertas para o processo seletivo de doutorado no segundo semestre de 2013 até a próxima quarta-feira, 12 de junho.

São 23 vagas distribuídas de acordo com as linhas de pesquisa. As inscrições devem ser feitas via internet, pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), no link: http://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/public/processo_seletivo/lista.jsf;jsessionid=B0B007DAFCB2D57B52F1947BD2F99E4D.sistemas3i1, observando a documentação necessária que consta no edital.

Os documentos exigidos devem ser entregues pessoalmente dentro do período de inscrição na secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCSa), localizada no 2º andar do Prédio do CCS, na Avenida Gustavo Cordeiro de Farias, s/n, Petrópolis, Natal RN, CEP 59.012-570, no horário das 8h30 às 11h30.

Residentes de outros estados podem entregar a documentação por intermédio de um procurador com documento autenticado. Informações adicionais podem ser obtidas através do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou ainda pelo telefone 3342-9776.

O Programa Nossa Cidade Mais Saudável organizado pela Prefeitura do Natal teve sua segunda edição no último domingo (26) na Av. Itapetinga, zona norte. A iniciativa, que visa trazer mais opção de esporte e lazer ao cidadão, liberou uma das faixas da avenida para poder ser executada. A programação ocorreu pela manhã, das 7h às 11h.

Na edição deste domingo, a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel/Secopa) levou para a Itapetinga educadores físicos e profissionais de saúde que coordenaram as atividades com a população. Houve aferição de pressão, testes de glicoses e atividades de alongamento e aquecimento com os participantes do evento.

Além da Av. Itapetinga, as ações do “Nossa Cidade Mais Saudável” ocorrem também na Av. Afonso Pena, entre às 5h e às 6h30 de segunda à sexta-feira. Participam do “Nossa Cidade Mais Saudável” os seguintes órgãos: SEGAP, SEMOB, SEMSUR, URBANA, SEMURB, SECOPA, SECRETARA MUNICIPAL DE SAÚDE, GUARDA MUNICIAL e SAMU.

O Núcleo de Hematologia e Hemoterapia (NHH) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza o exame de Galactomanana a partir desta quarta-feira, 29. Os exames serão feitos todas as segundas e quartas-feiras no próprio NHH.

O procedimento identifica a presença de infecções fúngicas em pacientes imunossuprimidos, ou seja, com defesas baixas. Édestinado a pacientes que fizeram transplantes de medulas e órgãos e pacientes clinicamente enfermos.

As amostras são encaminhadas ao NHH-UFRN no mesmo dia da coleta. O resultado está disponível on-line e poderá ser acessado pelo médico solicitante. Não será cobrada taxa para realização do exame. Mais informações pelo telefone: 9167 6540.

O Ministério da Educação liberou 60 vagas para o curso de Medicina na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). A boa notícia foi comunicada hoje ao reitor Jose de Arimatea de Matos, por meio de um ofício do Governo Federal. A primeira turma deverá ingressar em 2016, com trinta alunos, e, no ano seguinte (2007), mais trinta vagas serão ofertadas.

“O MEC faz questão que o curso já comece em pleno funcionamento. Por isso a primeira turma já irá iniciar depois que toda a estrutura estiver pronta”, repassa o reitor, informando ainda as obras para a infraestrutura necessária já irá começar em 2014, com o primeiro repasse do Governo Federal.

O próximo passo da Universidade será a elaboração do orçamento necessário para implantação do curso pela Pró-reitoria de Planejamento. A planilha de investimentos será incorporada ao Orçamento do Ministério da Educação para 2014, que deve ser fechado já no mês de junho. “Todos os esforços serão feitos pela Universidade para acelerarmos as solicitações”, garantiu o magnífico.

A expectativa é que a estrutura já esteja pronta em 2015 e, dessa forma, as primeiras 30 vagas sejam ofertadas no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para ingresso em 2016. O Centro de Saúde da UFERSA será composto por 60 docentes, e uma estrutura dotada de biotérios, sala de aula, sala para professores, laboratórios, auditórios e acervo bibliotecário.

No último dia 10 de maio, o reitor José de Arimatea de Matos se reuniu no Ministério da Educação com o secretário Executivo da pasta, Henrique Paim, e Paulo Speller, de Educação Superior. A reunião, articulada pelo presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Alves, contou com a participação da deputada, Fátima Bezerra, cujo centro da discussão foi a criação das vagas de Medicina para a UFERSA.

“O município de Mossoró e a Ufersa cumprem todas as exigências, como, por exemplo, 661 leitos disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS), suficientes para atender 133 vagas. Hoje, por meio da UERN, são apenas 26 vagas para medicina”, justificou Arimatea. Além dos leitos, a cidade dispõe de cinco Centros de Atenção Psicossocial – Caps e, certificação do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica. Outra exigência é a residência médica em medicina comunitária.

Medicina será o 32º curso presencial da UFERSA, que já conta hoje com 20 graduações no Campus Centra, 5 em Angicos, 4 em Caraúbas e 2 em Pau dos Ferros. A UFERSA também já recebeu a autorização para a implantação do curso de Educação do Campo, que deverá ser implantado em Mossoró.

A Coordenação de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) comemora o alcance, na manhã desta segunda-feira (20), do percentual de 80,29% de cobertura vacinal no Rio Grande do Norte na Campanha de Vacinação contra a Gripe Influenza, totalizando 412.992 doses aplicadas.

Mesmo com a meta alcançada no Estado, municípios como Natal e Mossoró, que estão com os percentuais de 74,95% e 73,44% de cobertura, respectivamente, ainda trabalham para alcançar a cobertura vacinal esperada. Segundo Helena Santana, Coordenadora de Imunização da Sesap, as doses estarão disponíveis nos postos até o dia 31 de maio. "Muitas pessoas pertencentes ao público alvo da campanha ainda não foram aos postos para receber a dose da vacina, por isso o trabalho precisa continuar".

A população alvo é composta por indivíduos com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores de saúde que atuam em unidades com atendimento para a influenza, crianças na faixa etária de seis meses até menores de dois anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, além da população privada de liberdade.

O Banco Mundial doou ao Rio Grande do Norte 700 mil dólares para serem aplicados na melhoria da gestão da saúde pública do Estado. O repasse foi formalizado, na tarde dessa quinta-feira (16), durante a reunião da governadora Rosalba Ciarlini com a diretora do Banco Mundial para o Brasil, Deborah Wetsel, em Brasília. O projeto será implementado no RN com o apoio da Secretaria do Planejamento e das Finanças.

A doação do Banco Mundial decorreu do reconhecimento dessa instituição quanto ao esforço desenvolvido pelo governo estadual no enfrentamento da crise da saúde pública e destina-se à melhoria dos processos de gestão, com a identificação dos principais gargalos e implementação de medidas de curto e médio prazos na organização da Secretaria de Saúde Pública. Na sua execução, o projeto contará com o suporte de especialistas internacionais contratados segundo as normas de aquisição do Banco Mundial.

O Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (PPGCF) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza a palestra “Natural clays as pharmaceutical excipients for drug delivery” nos dias 21 e 22, terça e quarta-feira, 22, às 9h, na sala do CONSEC, 2º andar do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

A palestra é ministrada pelo professor associado da Faculdade de Farmácia da Universidade de Granada-Espanha, César Antônio Viseras Iborra. O evento é destinado aos alunos de graduação, pós-graduação e pesquisadores da área da saúde.

Mais informações através dos telefones 3342-9824 e 3342-9833.



Twitter