NATAL PRESS

Foto: divulgação

alt


Em alusão ao Dia Mundial da Diabetes, comemorado em 14 de novembro, o programa Nossa Cidade Mais Saudável realizou ação de combate a doença das 5h às 11h da manhã desta quinta-feira. A medida, promovida pela Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e Copa do Mundo (Secopa) em parceria com a Drogaria Paiva, teve o objetivo de alertar a população sobre os perigos da diabetes e da necessidade de realizar exames e diagnosticar a doença precocemente, já que é um mal que entre 2000 e 2010 matou cerca de 470 mil pessoas em todo o Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

Faixas ao lado do canteiro da Avenida Afonso Pena, na região em frente à Drogaria Paiva, foram interditadas pela Semopi (Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infra-estrutura) desde as 4h 30min para que a atividade física da caminhada pudesse ser realizada no local. Além disso, profissionais municipais de educação física prestaram o serviço de alongamento e aquecimento para essa atividade. Durante toda à ação, foram oferecidos serviços de medição de índice glicêmico e massa corpórea e a verificação da pressão arterial. Houve também café da manhã e degustação livre de chá verde, produtos dietéticos, como barras de cereais, biscoitos e suco de uva integral, além da distribuição e sorteio de brindes.

Nossa Cidade Mais Saudável

O programa “Nossa Cidade Mais Saudável” é uma realização da Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer e Copa do Mundo (Secopa) em parceria com a Drogaria Paiva e a DNA Center. Ele foi criado no início do ano e entrou em funcionamento no dia 19 de maio de 2013. É realizado de segunda à sexta nas imediações da Avenida Afonso Pena, onde são interditadas as duas vias das 5h 30min às 6h 30min para que a população possa caminhar livremente com o auxílio de guarda de trânsito para facilitar a travessia de carros e pessoas no local.

Segundo a coordenadora do programa, Jurema Marinho, é importante que as pessoas participem das ações, pois é uma forma de entender que é necessário cuidar da saúde de forma preventiva para que, assim, se possa ter uma melhor qualidade de vida. Jurema ainda informa que a ação foi pensada devido à colocação de Natal, em 9º lugar, na pesquisa inédita realizada pelo Ministério da Saúde que revela mais da metade da população brasileira acima do peso.

O secretário da Sejel/SeCopa, Luiz Eduardo Machado, elogia a repercussão e crescimento do Nossa Cidade Mais Saudável, que hoje conta com um público em torno de 300 pessoas diariamente. Ele explica ainda que o exercício da caminhada já era costumeiramente realizado na Avenida Afonso Pena, mas hoje tornou-se uma atividade física acompanhada, com alongamento, aquecimento, dicas de saúde e alimentação fornecidas por profissionais para uma melhor prestação de serviço à população. Luiz Eduardo reforça que a ideia da SeCopa é ampliar a iniciativa e levar o programa para outras regiões de Natal e, com isso, disseminar a cultura da vida saudável e da prática de esporte por toda a cidade.

O “Nossa Cidade Mais Saudável” tem a participação municipal integrada dos órgãos: SEGAP, SEMOB, SEMSUR, URBANA, SEMURB, SECOPA, SECRETARA MUNICIPAL DE SAÚDE, GUARDA MUNICIAL e SAMU.

Fonte: Assessoria Sejel/SeCopa

O XXXIV Congresso Brasileiro de Urologia, que será realizado entre os dias 16 e 20 de novembro, em Natal (RN), contará com uma extensa programação científica com a participação de 25 convidados internacionais e dezenas de especialistas brasileiros que vão discutir temas como saúde do homem, fertilidade, incontinência urinária e tumores urológicos. O evento ocorre durante o Novembro Azul, uma parceria da Sociedade Brasileira de Urologia e do Instituto Lado a Lado pela Vida, que realiza durante todo o mês uma série de atividades de prevenção e conscientização sobre o câncer de próstata.

O chefe do Centro Oncológico Antônio Ermírio de Moraes da Beneficência Portuguesa de São Paulo, Fernando Cotait Maluf, afirma que um em cada seis homens tem ou terá câncer de próstata. “É um problema de saúde pública de alto grau de importância. Foi o que mais avançou em termos de novidade em prevenção e tratamento”, diz o oncologista. Fernando Maluf aponta novas drogas para câncer de próstata e rim, além de novas formas de tratamento pouco invasivas para tratar o tumor localizado.

Entre as novidades no tratamento, Fernando Maluf destaca um tratamento pioneiro, apontado como saída para pacientes com câncer de próstata em estado de metástase. Uma pesquisa inglesa avaliou o impacto da injeção de radium-223, composto radioativo cujo alvo preferencial são células tumorais alojadas em ossos, metástase comum em casos de câncer de próstata avançado. “Diferentemente da quimioterapia, o radium-223 é uma partícula radioativa que se liga ao osso, quando libera uma radiação chamada partícula alfa, que pode ser letal para as células malignas do câncer de próstata alojadas no arcabouço ósseo. Os efeitos colaterais foram brandos”, ressalta Maluf.

O oncologista também será o chairman no simpósio satélite GSK, que vai debater as Novas Estratégias no Tratamento do Câncer Renal, na terça-feira, dia 19/11 Conduta Atual nos Tumores Renais Localmente Avançados e Metastáticos.

XXXIV Congresso Brasileiro de Urologia
Centro de Convenções de Natal
16 a 20 de novembro de 2013
www.cbu2013.com.br

Facil Comunicação

alt

Na manhã desta terça-feira (12), o vereador Aroldo Alves (PSDB) presidiu Audiência Pública na Câmara Municipal, na qual foram discutidas as condições de trabalho e a qualidade do serviço prestado pelo Samu Natal. “Essa audiência foi proposta para medir a qualidade do serviço do Samu, pois percebemos que a cada dia que passa ele está caindo. Hoje, esse é um serviço que está entrando em colapso”, afirmou o parlamentar.

Há 11 anos atendendo a população natalense, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência tem enfrentado sérias dificuldades estruturais, tendo apenas seis das nove ambulâncias em funcionamento, motolâncias paradas e base de apoio com problemas estruturais. Para a coordenadora geral do Samu Natal, Renata Moreira Campos – que assumiu o cargo em 16 de outubro deste ano –, ninguém conhece mais a dificuldade do serviço do que as equipe técnica que atua diariamente lá, fato que incentivou a participação dos profissionais na Audiência Pública. “Estamos entrando em campo não só para resgatar o Samu Natal, mas toda a estrutura de saúde do município”, disse Renata.

Para a coordenadora de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Maria Valéria, “o Samu merece ter condições de trabalho dignas por ser um serviço relevante”. Assim, ela afirmou que a gestão municipal tem total interesse de melhorar as condições de trabalho para que os profissionais possam prestar um atendimento de qualidade à população.

Após a Audiência Pública, foi elaborado um documento com os tópicos discutidos e com as observações feitas pelos profissionais que estiveram na Câmara Municipal, o qual será encaminhado à Procuradoria Geral do Município para que sejam tomadas as devidas providências.

alt

Na próxima terça-feira (12), as condições de trabalho vivenciadas pelos profissionais que atuam no Samu Natal serão discutidas em Audiência Pública na Câmara Municipal. A discussão, proposta pelo vereador Aroldo Alves, acontecerá a partir das 9h e vai reunir membros da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, além de parlamentares.

Células-tronco na incontinência urinária, cirurgia robótica no SUS, novo remédio para a Doença de Peyronie são alguns dos temas. No evento, SBU lança compêndio de 120 páginas com as novas recomendações para o câncer de próstata

16 a 20 de novembro – O uso de células-tronco para tratamento da incontinência urinária de esforço, o risco da cirurgia bariátrica para a formação de cálculos renais e as novas recomendações em câncer de próstata são alguns dos temas do 34º Congresso Brasileiro de Urologia, organizado pela Sociedade Brasileira de Urologia, de 16 a 20 de novembro, em Natal (RN). São 30 palestrantes internacionais, um recorde em relação às ultimas edições do evento, que acontece a cada dois anos. São esperados cerca de 3.500 especialistas.

“Teremos a apresentação de algumas inovações tecnológicas e da indústria farmacêutica, o debate dos temas controversos e a reunião das sociedades internacionais de urologia como a americana e a
europeia, que terão espaço na plenária para mostrar seus pontos de vista”, explica o presidente da Comissão Científica, Valdemar Ortiz.

No evento, será lançado o livro “Recomendações em câncer de próstata 2013”, com as indicações atualizadas dos procedimentos que devem ser adotados pelos médicos, de acordo com os parâmetros da Sociedade Brasileira de Urologia. Entre as novidades a nova recomendação de visitar um urologista para avaliação da próstata a partir dos 50 anos, e não mais dos 45 anos. Já para quem tem casos na família ou tem descendência negra a idade passa de 40 para 45 anos. “É uma tendência mundial essa mudança. Ela é baseada nos trabalhos científicos publicados nos últimos anos”, diz o presidente da SBU, Aguinaldo Nardi.

Organizado pelo chefe do Departamento de Uro-oncologia, Antonio Carlos Pompeu, e por Aguinaldo Nardi, a obra tem 120 páginas e contou ainda com o apoio de 23 especialistas –urologistas, oncologistas e radioterapeutas – para elaboração de seu conteúdo. O livro aborda a posição da SBU frente ao screening (rastreamento) da doença, até as últimas novidades terapêuticas.

Outros temas de destaque são: as novidades nas cirurgias renais, o futuro da uro-oncologia, novos parâmetros da OMS para o espermograma, a influência da nutrição e da obesidade no câncer de próstata,
como diagnosticar e tratar o desejo sexual hipoativo do homem, o transplante renal no Brasil e no mundo, entre diversos outros.

Células-tronco para tratar incontinência urinária de esforço

No tutorial de Urologia Feminina serão debatidos os estudos experimentais sobre o uso de células-tronco para tratar a incontinência urinária de esforço. “Descobriu-se que as células-tronco induziriam a regeneração de tecidos musculares, o que poderia melhorar a resistência da uretra de mulheres que sofrem com o problema. Mas ainda estamos em uma fase experimental”, diz o chefe do departamento de Urologia Feminina da SBU, Júlio Resplande. Também será discutido o uso da robótica para tratamento das doenças urológicas femininas.

Cirurgia bariátrica aumenta incidência de cálculo renal

No Congresso, serão apresentadas as novidades em cirurgias minimamente invasivas para tratar o cálculo renal. “As cirurgias percutâneas estão cada vez mais menos agressivas e com menor número de
complicações com a chegada de equipamentos mais modernos”, afirma o chefe do departamento de Endourologia da SBU, Ernesto Reggio. De acordo com ele, hoje se conhece mais sobre a formação do cálculo renal, o que tem ajudado na indicação de uma dieta mais adequada para evitar seu surgimento.

Um fato curioso e que será debatido no evento é o risco de cálculo renal em pessoas que realizaram alguns tipos de cirurgia bariátrica. “Algumas técnicas desviam o trânsito intestinal, alteram o
metabolismo e causam um aumento de oxalato na urina. Os pacientes também logo após o procedimento ficam mais desidratados, pois não conseguem ingerir muito líquido”, ressalta Reggio. Cerca de 90% das pedras são formadas por oxalato.

Nova droga para Doença de Peyronie

Caracterizada pela curvatura do pênis em estado ereto devido a uma placa fibrótica, a Doença de Peyronie, relatada pela primeira vez em 1740, ainda não tem uma cura absoluta. Mas novas drogas chegam
ao mercado para tratar o problema e evitar, inclusive, a intervenção cirúrgica. O problema pode dificultar e até mesmo impedir o relacionamento sexual.

A novidade é um medicamento injetável aplicado diretamente na fibrose do pênis. “Os estudos têm mostrado o amolecimento e reabsorção da fibrose, diminuindo a curvatura. Em alguns casos o medicamento
pode evitar o tratamento cirúrgico”, explica o chefe do Departamento de Sexualidade Humana, Geraldo de Faria. O produto ainda precisa receber o FDA para ser comercializado nos EUA. Não há previsão de quando estará no Brasil, mas ele já está em discussão entre os médicos brasileiros.

Experiência da robótica no SUS

O chefe do serviço de Urologia do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro, Franz de Campos, vai apresentar no dia 20 a experiência de um ano do uso da cirurgia robótica para extrair o câncer de próstata na unidade. “Já operamos 60 pacientes e vamos agora começar a realizar a cirurgia de câncer de rim com o aparelho”. O Inca foi a primeira e única instituição pública a receber o robô.

Ao completar cinco anos da chegada do robô Da Vinci ao Brasil para a cirurgia do câncer de próstata, já é possível avaliar seus estudos de mais longo prazo. “Ele parece ter uma pequena vantagem sobre a
cirurgia aberta em relação à disfunção erétil e a incontinência urinária”, diz Ortiz. O robô será tema de algumas mesas-redondas.

Serviço:

34º Congresso Brasileiro de Urologia

Data: 16 a 20 de novembro de 2013

Horário: das 7h às 18h30 (podendo variar)

Local: Centro de Convenções de Natal - Av. Sen. Dinarte Mariz, s/nº

Mais informações: www.cbu2013.com.br

alt

Paciente de 70 anos é o primeiro a receber um Cardioversor Desfibrilador Implantável (CDI) com tecnologia de ponta, que permite a realização de ressonância magnética. O dispositivo foi implantado para o tratamento de uma arritmia ventricular, uma alteração no ritmo normal do coração. O paciente foi operado no dia 30 de outubro, no Hospital Unimed, e já se recupera em casa.

“Com este aparelho, o paciente e outros terão uma limitação a menos para fazer através de um exame cada vez mais comum”, destaca o médico Ormuz Dumont, responsável pela cirurgia. Um exame de RM possibilita ao médico realizar um diagnóstico correto e, consequentemente, escolher a melhor terapia para o tratamento.

Mundialmente, segundo dados da Organização Mundial da Saúde, a população de pacientes que necessitam de um CDI cresce a uma taxa de 10 a 15% ao ano. Ao mesmo tempo, a necessidade de diagnósticos mais precisos de traumas e doenças também cresce anualmente cerca de 10%. Os médicos estimam que aproximadamente de 50% a 70% dos pacientes portadores de dispositivos cardíacos implantáveis tenham indicação para um exame de ressonância magnética.

Líder do mercado brasileiro de tecnologias médicas inovadoras, a BIOTRONIK desenvolveu os primeiros CDIs – Cardioversores Desfibriladores Implantáveis com a tecnologia ProMRI, condicionais para ressonância magnética. Trata-se de uma tecnologia inédita, que permite aos pacientes se submeterem a um exame diagnóstico de alta resolução que até então era uma contraindicação absoluta para portadores de CDIs. Esses desfibriladores são utilizados em pacientes que sofrem de determinadas arritmias cardíacas que podem provocar morte súbita.

“Permitir ao portador de CDI realizar um exame como esse é a inovação mais importante e útil dos últimos quinze anos. Os produtos Lumax 740 ProMRI marcam uma era inovadora em tecnologia de dispositivos cardíacos implantáveis“, comenta Daniel Santos, diretor geral da BIOTRONIK.

BIOTRONIK apresenta segunda geração de CDIs condicionais para Ressonância Magnética no XXX Congresso Brasileiro de Arritmias Cardíacas

A BIOTRONIK , líder mundial de tecnologia médica cardiovascular, apresenta no XXX Congresso Brasileiro de Arritmias Cardíacas, entre os dias 06 e 09 de novembro, em Natal (RN) o Ilesto, a nova geração de Cardioversores Desfibriladores Implantáveis (CDIs) com tecnologia ProMRI®, (aprovados para ressonância magnética). A série Ilesto, além de possuir dimensões reduzidas melhorando o conforto e a qualidade de vida dos pacientes, reduz choques e hospitalizações graças ao sistema único BIOTRONIK Home Monitoring®.

Essa nova geração traz a opção de conexão DF-4, facilitando e reduzindo o tempo de procedimento, além de contar com uma maior longevidade do dispositivo.
Mundialmente, segundo dados da OMS, a população de pacientes que necessitam de um CDI cresce a uma taxa de 10 a 15% ao ano. No Brasil, em 2012, foram implantadas pouco mais de cinco mil unidades destes equipamentos - número irrelevante se comparado com EUA e países Europeus - os CDIs seriam uma via de tratamento para os 250 mil casos de morte cardíaca súbita que acontecem no Brasil anualmente. No ranking entre os 10 países com maior incidência de morte por doença cardíaca, ocupamos a 9ª posição.

“Permitir ao portador de CDI realizar um exame como esse é a inovação mais importante e útil dos últimos quinze anos”, comenta Daniel Santos, diretor geral da BIOTRONIK no Brasil.

Os pacientes também se beneficiam de monitoramento remoto seguro via BIOTRONIK Home Monitoring ® , o primeiro e exclusivo sistema de controle remoto sem fio com aprovação das agências de saúde dos Estados Unidos e Europa para detecção precoce de eventos clinicamente relevantes.A proteção complementar do Home Monitoring ® reduz significativamente choques inapropriados (em 71%), bem como consequentes hospitalizações.

XXX Congresso Brasileiro de Arritmias Cardíacas
Centro de Convenções – Natal
De 06 a 09 de novembro de 2013

Sobre a BIOTRONIK
Uma das líderes de dispositivos médicos cardiovasculares, a BIOTRONIK está em mais de 100 países. Desde o desenvolvimento do primeiro marcapasso em 1963, lançou produtos inovadores no mercado - incluindo o sistema de monitoramento remoto Home Monitoring® e o primeiro cadioversor-desfibrilador implantável com tecnologia ProMRI®, aprovada para exames de ressonância magnética em 2012.

alt

Nesta quarta-feira (06), o Centro de Convenções de Natal recebe o XXX Congresso Brasileiro de Arritmias Cardíacas, que segue até o dia 09 de novembro. O evento, já consagrado pela sua alta relevância científica e atuação dos maiores expoentes nacionais e internacionais no domínio das arritmias cardíacas e estimulação cardíaca artificial, conta com o esmero de uma programação científica atual, elaborada pelas diretorias e comissões científicas da SOBRAC e do DECA.

De acordo com o diretor executivo da Cooperativa de Desenvolvimento da Atividade Hoteleira e Turística - Coohotur (entidade que administra o Centro), Nailson Azevedo, o congresso deve movimentar durante os quatro dias um público estimado de 3 mil pessoas. “Será com total certeza mais um sucesso de nosso Centro de Convenções. Sucesso esse que também foi confirmado na última semana, com o Congresso do Ministério Público”, ressaltou.

Segundo Álvaro Roberto Barros Costa, Presidente do XXX Congresso Brasileiro de Arritmias Cardíacas, “Deixaremos o capítulo de pausa dos trabalhos por conta da imaginação de todos os colegas que virão à nossa cidade com um cenário de lindas praias, ar sem poluição e um lindo sol acompanhado de uma brisa refrescante vinda do Atlântico, além da receptividade calorosa de todos nós que fazemos parte da organização do evento e do povo potiguar”, finalizou.

alt

Outubro passou e novembro chegou, com ele mais uma campanha de mobilização contra o câncer, porém é a vez dos homens. No Dia 17 de novembro, é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata e a partir daí surgiu o Novembro Azul.

O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência nos homens. As taxas da manifestação da doença são cerca de seis vezes maiores nos países desenvolvidos. Cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem em homens com mais de 65 anos. Quando diagnosticado e tratado no início, tem os riscos de mortalidade reduzidos. No Brasil, é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo.

A Construtora Hazbun se veste de azul e acredita poder contribuir para mais essa campanha de mobilização. “Essa doença precisa ser evitada com campanhas de prevenção, a participação e engajamento neste tipo de ações é quase um dever de todos. A Hazbun está sempre atenta a campanhas como essa e faz questão de fazer a sua parte, afinal para lidar melhor com o sofrimento é importante entender que ele também faz parte da nossa vida”, acrescenta a gerente de marketing da construtora, Carly Hasbun.

O juiz Cícero Martins de Macedo Filho, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Natal, condenou um ex-encarregado do setor de Componente de Medicamentos de Dispensação Excepcional da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) por ato que caracteriza improbidade administrativa.

O Ministério Público informou na ação judicial que ficou apurado no Inquérito Policial nº 0007533.63.2009, que o réu, à época encarregado do setor de Componente de Medicamentos de Dispensação Excepcional da Unicat, foi preso por policiais federais com a posse de vários medicamentos de receituário obrigatório.

O MP disse que após diligências junto à Unicat, foi verificado que inexistia qualquer receita para tais medicamentos, e foi feita uma revista no local de trabalho do réu, ocasião em que foram apreendidos várias guias e receituários médicos, cartões de créditos, celulares, dentre outros materiais.

Relatou que em seguida a Polícia Federal fez diligências na casa do réu e lá foram encontrados vários medicamentos, todos de venda somente com prescrição médica. Foi apurado que o réu tinha acesso irrestrito, com uso de senha pessoal, ao sistema informatizado da Unicat, e o fraudava com a inserção de dados falsos de pacientes, para que pudesse retirar e apropriar-se dos medicamentos.

A petição inicial lista todos os medicamentos que foram apreendidos, em quantidades expressivas, e o réu confessou na PF a prática da subtração, apropriação e venda dos remédios, em sua maioria de alto custo. Segundo o órgão autor tal fato causou um prejuízo ao Estado superior a R$ 180 mil.

Para o magistrado, ficou comprovado o malefício de sua conduta, haja vista a gravidade maior do fato se for considerado que esses remédios desviados poderiam aliviar o sofrimento de muitas pessoas.

Condenações

Entre as penalidades aplicadas ao agente público estão o ressarcimento integral do dano causado ao erário relativo aos valores dos medicamentos desviados da Unicat, os quais devem ser apurados em liquidação de sentença.

O réu também foi condenado à perda da função pública, uma vez que praticou o ato na condição de servidor público estadual em detrimento do patrimônio estadual, já que os remédios desviados faziam parte do acervo da Unicat, órgão estadual, e tal penalidade não foi fixada na sentença penal.

O servidor deve ainda pagar uma multa de R$ 10 mil, considerando que ele ocupa o cargo público de ASG, percebendo vencimentos equivalentes ao salário mínimo, e desta forma, não terá condições de arcar com a multa civil no limites previsto no inciso I do art. 12, da LIA.

Por fim, o réu está proibido de contratar com o Poder Público, receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, pelo prazo de 8 anos. O magistrado deixou de aplicar a pena de suspensão dos direitos políticos por já ter sido aplicada pelo Juízo Criminal.

(Processo nº 0801266-03.2013.8.20.0001)

Fonte: TJRN

alt

Dr. Hildo Fernandes, cirurgião plástico, alerta sobre escolha do profissional na hora de realizar a cirurgia

 Quem não quer se livrar definitivamente daquela gordurinha localizada em alguma parte do corpo? Para acabar de uma vez por todas com o excesso de gordura que acumula, principalmente, no abdome, quadris e coxas, a lipoaspiração ou arte de esculpir o corpo é um dos procedimentos mais recomendados, mas não é indicado a qualquer pessoa e a operação não pode ser feita por qualquer profissional da saúde. Somente através de uma correta avaliação feita por um médico especialista é que se decide se é possível ou não realizar a cirurgia.

Com a aproximação do verão e carnatal, épocas sazonais onde as pessoas ficam mais à vontade para exibir o corpo, a procura pela cirurgia plástica aumenta consideravelmente, o que preocupa os profissionais ligados à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, uma vez que é muito comum encontrar médicos não especializados na área realizando o procedimento com poucos critérios de avaliação técnica.

Como em toda cirurgia, os riscos de infecção, hemorragias e outros problemas estão presentes. “O paciente deve ser submetido a uma avaliação clínica detalhada e exames pré-operatórios devem ser solicitados pelo médico cirurgião. É preciso fazer um verdadeiro check-up antes da operação e um acompanhamento criterioso pós-operatório, por isso o alerta de procurar um médico que realmente esteja capacitado para orientar o paciente”, explica Dr. Hildo Fernandes, cirurgião plástico.

O médico deixa claro que a lipoaspiração não é uma cirurgia para emagrecimento, e sim para melhorar o contorno corporal. “Mesmo depois de passar por uma reeducação alimentar com práticas regulares de atividade física, e ainda assim persistir a gordura localizada, nesse caso a lipo é recomendada”, enfatiza.

Apesar de a lipoaspiração ser considerada uma cirurgia de baixo risco, é de suma importância a escolha de médicos treinados para fazer a operação. Os profissionais preparados para realizar essa intervenção cirúrgica são os médicos que passaram por cinco anos de treinamento em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica, após os seis anos do curso de Medicina. Recomenda-se a consulta ao site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (http://www.cirurgiaplastica.org.br/)..



Twitter