NATAL PRESS

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) segue trabalhando forte para combater as arboviroses em Natal e o resultado pode ser constatado através de números.  Até a 21ª semana do ano, a baixa no número de casos foi em toda a capital potiguar foi de 30,3% em relação ao mesmo período do ano passado. A maior queda foi de zika, passando de 145 para 77, uma redução de 46,9%. Em seguida vem os registros de dengue, que caíram de 6.624 para 3.877 (-41,5%).  

Em Natal, atualmente funcionam duas metodologias: O Vigiadengue, que já foi apresentado, inclusive, em feiras internacionais; e as Estações Disseminadoras de Larvicidas, técnica desenvolvida pela Fiocruz do Amazonas.  

Além disso, sempre que ocorrem aumentos em determinados locais, como o que ocorreu em uma região do bairro do Tirol, o CCZ promove ações específicas, como a intensificação da visita dos agentes de endemias nas residências, mobilização da população e operações com UBV portátil e carro fumacê.  

Mesmo com os índices apresentando resultados melhores, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reafirma a necessidade da população continuar os cuidados para que os mosquito Aedes aegypti, transmissor dessas doenças, não se prolifere, principalmente com a continuidade do período chuvoso na capital potiguar.   

   

Confira algumas dicas:   

 - Mantenha a caixa d’água fechada   

 - Mantenha tampados tonéis e barris d’água    

 - Lave com semanalmente com escova e sabão os tanques utilizados para armazenar água   

 - Encha de areia até a borda os vasos das plantas   

 - Coloque no lixo todo objetivo que não será mais utilizado e que possa acumular água (latas, garrafas..)   

 - Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada   

 - Mantenha as calhas das casas limpas   

 - Não deixe água acumulada sobre a laje 



Twitter