Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/natalpre/public_html/site/templates/ja_purity/ja_templatetools.php on line 86

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/natalpre/public_html/site/templates/ja_purity/ja_templatetools.php on line 106
Campanha de Vacinação Contra Influenza entra na última semana  

NATAL PRESS

Iniciada em 10 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza segue até a próxima sexta-feira (31). Em Natal, um total de 182.609 pessoas que fazem parte do público alvo já foram imunizadas.  

Os idosos foram os mais imunizados até o momento, com 70.539. Outros grupos prioritários, como crianças (39.555), comorbidades (31.771), trabalhadores da saúde (20.212) e professores das redes pública e privada (8.537) também apresentam grande procura.  

O público alvo da campanha é composto por: crianças na faixa etária de seis meses a menos de 6 anos de idade; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); idosos a partir dos 60 anos; trabalhadores da saúde; professores de escolas públicas e privadas; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; e funcionários do sistema prisional. 

A chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica, Aline Delgado, destaca a importância da vacinação. “É importante que as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários não percam a oportunidade de receber a vacina. Todas as unidades estão munidas com doses suficientes para atender a demanda da população”.  

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais e também podendo causar pandemias. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.   



Twitter