NATAL PRESS

No dia 21 de setembro é comemorado mundialmente o Dia Mundial do Alzheimer. Caracterizada como uma doença degenerativa, progressiva e irreversível, a doença de Alzheimer não tem cura, mas pode ser tratada a fim de amenizar os sintomas. Para marcar o Dia, o grupo “Cuidando de quem cuida”, da Unidade de Saúde de Candelária, promove durante esta semana ações de sensibilização para a conscientização sobre a doença.  

O projeto desenvolve ação pioneira, desde 2001, entre familiares de pessoas com a doença de Alzheimer e outras demências. A proposta do grupo é formar uma roda de conversa para a troca de informações e experiências acerca dos cuidados com as pessoas que têm a doença.   

O trabalho é desenvolvido na abordagem holística, que visa equilibrar estados mentais-emocionais negativos, desbloquear a energia dos centros, trazer mais autoconsciência corporal, emocional, mental e espiritual, entre outros, para minimizar o sofrimento.  

  

Sobre o Alzheimer  

A Alzheimer é uma patologia do cérebro de causa desconhecida, com agravamento progressivo, lento e irreversível, que afeta principalmente as funções intelectuais: a compreensão, a orientação, a atenção, o pensamento, a memória. É a forma mais comum de demência, surgindo principalmente a partir dos 65 anos. A doença ataca metade da população a partir dos 85 anos.  

No Centro Especializado de Atenção à Saúde do Idoso (Ceasi), da Prefeitura do Natal, que funciona dentro do Centro de Especialidades Integradas José Carlos Passos, na Ribeira, os idosos de Natal conseguem atendimento prioritário e especializado.  

Para receber atendimento, o usuário pode fazer o agendamento na própria unidade de saúde do seu bairro, e receber o encaminhamento para o Ceasi. 

Mais informações através dos telefones: 3232-8580 ou 3223-5882.



Twitter