NATAL PRESS

 

O Aedes aegypti foi introduzido em Natal em 1996 e desde então tem tido uma população vetorial significativa. Foi durante a epidemia de 2015 que foi implementado a nova metodologia, o Vigiadengueutilizada pela Secretaria de Saúde. Hoje, essa metodologia é reconhecida nacional e internacionalmente, pelo Ministério da Saúde, Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Organização Panamericana de Saúde (OPAS).  

Esta metodologia consiste em um monitoramento permanente e sistemático dos dados epidemiológicos, que dizem respeito ao número de casos em seres humanos, e entomológicos, que diz respeito a situação da população do vetor, que no caso é o Aedes aegypti. Esses dados são coletados, cruzados e alisados.  

É a partir desta análise que os especialistas podem classificar diferentes partes da cidade em quatro cenários de risco. Essa classificação se dá baseada em indicadores. No primeiro cenário, os indicadores estão normais ou indicam uma situação leve. No segundo cenário, há o destaque de algum indicador de risco; no terceiro, de dois; e por fim, no quarto, a situação é considerada de epidemia.  

A principal diferença entre o Vigiadengue e a metodologia utilizada no resto do país, é que o primeiro trabalha com diferentes ferramentas, procurando abarcar o monitoramento, controle e prevenção da doença. 

Segundo o chefe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Alessandre Medeiros, Natal atualmente se encontra em um período de baixa recorrência de casos, que necessariamente segue uma epidemia, como a que ocorreu em 2015 na cidade e no país.  

“Fazer projeções para o ano seguinte é sempre complicado. O que a gente observa são indícios. Fatores que começam a disparar. O nosso objetivo é, ao disparar esses fatores, responder de forma imediata, diminuindo o risco de epidemia e do impacto dela” pontuou o Alessandre 

Dentre as ferramentas do Vigiadengue, está o Gabinete de Crise, reuniões quinzenais realizadas no CCZ que tem como objetivo promover a intersetorialidade entre os distritos sanitários e as secretarias, analisando e debatendo os atuais cenários da cidade em relação aos casos epidêmicos e entomológicos de zoonoses. 

As outras ferramentas utilizadas são o controle vetorial por meio da visita do agente comunitário de saúde, a borrifação e os monitoramentos e análises citados.   

 

O Projeto Saúde na Praia – realizado pela Unidade de Saúde de Ponta Negra - promove nesta quinta (30/11) e sexta-feira (01/12) ações preventivas na praia de Ponta Negra. As ações são realizadas em função da comemoração do quarto ano do projeto e ocorrerão no calçadão da praia, entre os quiosques 7 e 8, das 8h da manhã até as 13h da tarde.

O projeto teve seu início em novembro de 2013, quando a equipe da Unidade de Saúde de Ponta Negra percebeu a dificuldade de certos moradores da área em acessar o serviço, uma vez que eles estavam quase sempre na praia trabalhando. Assim, surgiu o projeto Saúde na Praia, que tem como objetivo aproximar o atendimento de saúde dos moradores da vila e redondezas.

Os atendimentos terão como foco a saúde do homem, devido ao novembro azul, e a prevenção contra HIV/Aids, por causa do Dia Mundial de Combate a Aids, comemorado no primeiro dia de dezembro.

Serão realizadas ações de rastreamento de hipertensão e diabetes; além de orientações preventivas de câncer de próstata, pênis e pele, que são os mais comuns entre os homens nordestinos. Em combate às ISTs e outras doenças transmissíveis, serão oferecidos testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites, cujos resultados são entregues meia hora depois de realizados.

Até hoje, o projeto Saúde na Praia alcançou cerca de três mil pessoas, inclusive detectando crucialmente casos já avançados de hipertensão e diabetes.

 

Os principais procedimentos de assistência a casos de urgência e emergência realizados pelos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do município (Samu Natal) foram apresentados ao público nesta quarta-feira (15), durante evento comemorativo ao Dia Mundial da Filosofia, promovido por organização internacional Nova Acrópole, no Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte.

A coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do Samu Natal, Esmeralda Mattoso, explicou que o órgão foi convidado para falar sobre primeiros socorros ao público presente, visando as noções básicas de assistência aos principais casos de urgência recebidos no município.

“Foi um momento muito rico de informações e orientações para todos. Tivemos apresentação de como agir nos primeiros socorros às vítimas caídas ao solo, como comprimir o tórax corretamente e o que fazer em casos de engasgos de bebês, crianças e adultos”.

Ela disse que as orientações foram repassadas de forma simples e didática, o que possibilita um maior entendimento por parte de pessoas leigas. “Essas manobras de primeiros socorros, mesmo aplicadas por leigos bem orientados, contribuem de forma eficaz para o sucesso dos atendimentos”.

 

O bruxismo é uma atividade parafuncional do sistema mastigatório que inclui apertar ou ranger os dentes, continuamente, tanto no período diurno ou noturno, geralmente de maneira inconsciente. É um problema que afeta muita gente e isso não exclui as crianças. O hábito de ranger ocorre frequentemente durante o sono, períodos de preocupação, estresse e excitação, acompanhados por um ruído notável.  Já o apertamento, em geral sem ruídos, é mais comum durante o dia e pode ser considerado mais destrutivo, uma vez que as forças são contínuas e menos toleradas.

O bruxismo infantil pode ser causado por ansiedade e stress decorrentes de diferentes situações às quais a criança é exposta, uma rotina agitada ou uma mudança de rotina, como a chegada de um irmão, a separação dos pais, uma mudança de escola, o tratamento do câncer ou de uma doença hematológica, por exemplo. Além dos motivos emocionais, também pode estar relacionado a diferentes problemas físicos, como a má oclusão ou mordida desalinhada, que pode ser provocada pelo uso excessivo de mamadeira e chupeta, problemas de respiração como asma ou rinite, deficiências nutricionais ou até fatores hereditários.

É de fundamental importância realizar a anamnese completa da criança em ambiente tranquilo, contando com a participação dos pais para obter informações sobre a história médica geral, hábitos, queixa de dor, relacionamento familiar, social e avaliação do perfil psicológico da criança. Existem algumas maneiras de tentar minimizar ou prevenir o bruxismo nos pequenos. Uma delas é incentivar a mastigação desde cedo. Tentar estabelecer uma rotina de atividades que não seja pesada, estabelecer um ambiente tranquilo na hora de dormir para diminuir a tensão e evitar o bruxismo.

O bruxismo infantil pode ser tratado da mesma forma que em adultos, com placa de bruxismo como alternativa para minimizar o atrito entre os dentes superiores e inferiores. Também pode envolver exercícios e técnicas de relaxamentos orientadas por um psicólogo que ajudam a criança a lidar com o estresse, a ansiedade ou a hiperatividade, que são algumas das principais causas de bruxismo infantil noturno.

 Dentista - Casa Durval Paiva 

CRO/RN 3663

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) se reuniu, nesta segunda-feira (16), no auditório da própria SMS, com representantes de diferentes para discutir a elaboração de uma Linha de Cuidado para Pessoas Vítimas de Violência.

 

Estiveram presentes o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (Semul), além de outras instituições, como Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDECA) Casa Renascer.

 

Durante o encontro, a SMS apresentou a minuta de um projeto de Lei que define as unidades de saúde em que as pessoas devem ser encaminhadas em diferentes casos de violência, como a sexual e interpessoal/autoprovocada. O documento também determina os locais de atendimento por faixa etária e gênero.

 

“O documento é apenas uma minuta. Como a saúde é uma porta de entrada para esses casos, trouxemos o documento exatamente para fazer essa discussão com diferente órgãos que estão diretamente ligados com o atendimento de pessoas vítimas de violência”, destacou Ana Paula Queiroz, diretora do Departamento de Atenção Básica (DAB) da SMS.

Norteados por fatores como diagnóstico precoce, tecnologias, técnicas e tratamentos, profissionais se reúnem em Natal-RN até esta sexta-feira (13), no Centro de Convenções, para o 42º Congresso Brasileiro de Angiologia e de Cirurgia Vascular – CBACV, realizado pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular – SBACV e presidido pelo potiguar Dr. Gutenberg Gurgel. Considerado o maior da categoria, o evento deixa legados ao Rio Grande do Norte.


Um destes legados ocorreu antes mesmo do início do Congresso. No último sábado (07), aconteceu no Shopping Via Direta, atendimento gratuito à população, com o ‘Check -up Vascular’ que levou mais de 800 pessoas ao local.


E, durante os cinco dias de Congresso foram mais de 2 mil inscritos, 381 sessões, em torno de 70 expositores e 200 palestrantes, sendo mais de 30 internacionais, entre eles, o espanhol Dr. Vicente Riambau, “Tecnicamente falando, é um encontro importante para a troca de experiências, uma vez que os profissionais são de níveis elevadíssimos e, assim, podermos levar todo o conhecimento para aplicar na melhoria dos pacientes, além de envolver categorias diversas como a indústria, que traz equipamentos e produtos auxiliares à nossa especialidade”, relata.


Tratamento de varizes, pé diabético, trombose, trauma vascular, medicina regenerativa, doença linfática, arterial, venosas e doença carotídea estavam entre os assuntos discutidos pelos profissionais. O Dr. Antônio Simi, atuante no Hospital Sírio Libanês (SP) explica “O fundamento maior da medicina para a obtenção de bons resultados está diretamente proporcional a precocidade do diagnóstico. A exemplo da Doença Carotídea, que é degenerativa e progressiva, quanto antes realizado o seu diagnóstico, mais fácil de ser evitado ou tratado.


Para a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular no Rio Grande do Norte – SBACV/RN, é o evento mais importante da categoria. “Esse momento é destinado ao aprimoramento da nossa especialidade, pois podemos nos conectar com o que há de mais moderno na área e com especialistas do mundo todo”, explica o presidente da SBACV/RN, Dr. Márcio Villar.


O Congresso traz relevâncias ao Estado no âmbito científico, humano, econômico e empregatício. Mais de 400 pessoas de 20 empresas envolvidas na organização. Já o setor hoteleiro recebeu mais de 4,5 mil hóspedes entre congressistas e familiares.

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Norte (Coren-RN), vem a público reiterar a orientação do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) acerca da decisão liminar deferida, no dia 20/09/2017, pela 20ª Vara/DF em processo movido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Diante dos questionamentos, o Cofen elucida que a Lei 7.498/1986, que regulamenta o exercício da Enfermagem, encontra-se em plena vigência, sendo privativa do enfermeiro a realização de consultas de Enfermagem e “a prescrição de medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela Instituição de Saúde”.

A solicitação de exames de rotina e complementares é realidade consolidada no Brasil desde 1997, quando foi editada a Resolução Cofen 195/97 (em vigor), contribuindo para a melhoria da qualidade da assistência à Saúde da população brasileira.

A restrição imposta pela decisão liminar proferida no processo movido pelo CFM prejudica a efetividade do atendimento na Atenção Básica e no pré-natal de baixo risco, atrasando ou inviabilizando exames essenciais como VDRL, em um momento crítico no qual o Brasil enfrenta uma epidemia declarada de sífilis, associada a complicações graves, inclusive cegueira e morte neonatal.

O atendimento realizado por enfermeiros (as), dentro dos protocolos de saúde pública, nas linhas de cuidados prioritárias na atenção primária em saúde (APS), vigentes hoje no Brasil, são por exemplo: doenças crônicas não-transmissíveis (HAS e DM), tuberculose, hanseníase, saúde da mulher (rastreio para CA de colo de útero e mana – citologia e mamografia), abordagem sindrômica para as ISTs dentre elas sífilis. Estas ações sofrerão descontinuidade na assistência, além de ferir um princípio básico do SUS, a acessibilidade do usuário, apenas para garantir uma reserva de mercado para a categoria médica brasileira, causando prejuízos graves à população.

Com efeito, após a realização de audiências emergenciais efetivadas pela Presidência do Coren com o Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte, a Secretaria de Saúde do Município de Natal e o Sindicato, o Coren-RN orienta que, enquanto perdurar os efeitos da decisão liminar no âmbito do referido processo, as demandas assistenciais relacionadas à solicitação de exames, incluindo testes rápidos para HIV, hepatites e sífilis não sejam realizadas pelos enfermeiros, devendo-se encaminhá-las as Direções de cada Unidade, para que seja assegurada a continuidade do tratamento de saúde da população.

O Coren-RN orienta ainda que os profissionais de enfermagem promovam normalmente as suas atividades no serviço de atenção primária à saúde, com exceção da prática de requisitar exames. Segue algumas recomendações para que sejam norteadas as práticas na Unidades e nas ESF:

As consultas de enfermagem continuam ocorrendo, pois não se resumem à requisição de exames. E, nada alterou quanto a efetivação da Sistematização da Assistência de Enfermagem, que abrange a coleta de dados (anmenese e exame físico), diagnóstico de enfermagem, planejamento, implementação (prescrição de enfermagem) e avaliação, que devem ser devidamente registradas no prontuário do paciente; orienta-se que a primeira e a segunda consulta de pré-natal, por ser vital a solicitação de exames, seja realizada pelo médico, sendo as demais realizadas pelo enfermeiro. E, nesse caso, havendo necessidade de solicitar exames, o enfermeiro deve direcionar o paciente para a consulta médica e ainda respeitando a Lei do Exercício profissional, permanece a conduta prescritiva dos protocolos do Ministério da Saúde.

O Acompanhamento de Crescimento e Desenvolvimento que esteja vinculado a consulta de enfermagem, atividades educativas e visita domiciliar, bem como a antropometria, vacinas, cuidados de higiene, cuidados de enfermagem, entre outros, estão mantidas, sendo que a 1ª consulta deverá ser realizada pelo médico, sendo as subsequentes realizadas pelo enfermeiro, formalizando que outras, ainda no primeiro ano de nascimento deverão ser realizadas outras pelo médico;

Planejamento sexual e reprodutivo: As ações podem ser realizadas mediante atividades educativas ou consulta de enfermagem. Quanto a prescrição do método, que depende da solicitação do teste rápido de gravidez ou beta HCG, deve ser realizada pelo médico. O encaminhamento para a realização de laqueadura tubária ou vasectomia se mantém, pois não exige a solicitação de exames e/ou diagnósticos;

Temporariamente os enfermeiros não deverão requisitar/coletar o exame Papanicolau, visto que o instrumento utilizado unifica requisição, registros do exame e coleta;

A solicitação dos testes rápidos também deverá ser realizada pelo médico, assim como a consulta para que este, informe o resultado ao paciente;

Os atendimentos aos casos de tuberculose, hanseníase e doenças crônicas, vinculados à consulta de enfermagem, atividades educativas e visita domiciliar estão mantidos, exceto a solicitação de exame, devendo haver uma agenda compartilhada com o médico;

A avaliação de exames pelos enfermeiros deve ser restrita apenas para a realização a de diagnóstico de enfermagem, visando subsidiar a prescrição de enfermagem, conforme definido pela Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)

Pondere-se que, nesta quarta-feira (04/10), o juiz que assinou a liminar autorizou ao Cofen o ingresso no processo. A partir de agora, será solicitada a reconsideração da decisão. Além disso, este Regional, por meio de sua Procuradoria Jurídica, acompanhará pessoalmente a tramitação do processo em Brasília.

 

Reforça-se que estamos respaldados pela Lei do Exercício Profissional em todos os atos acima elencados e estamos imbuídos em assegurar a prestação dos serviços de enfermagem pautados na Legislação. Estamos juntos com as SMSs, o SINDERN e os Enfermeiros da Atenção Básica, auxiliando a construção de uma Nota Técnica, orientando os Enfermeiros a permanecerem nas Unidades e cientificando os usuários, da nossa limitação legal. Seguimos preocupados com os prejuízos assistenciais resultantes da determinação judicial.   

Solicitamos ainda que notifiquem ao Coren-RN através da nossa ouvidoria, todas as situações e circunstâncias que acarretem a descontinuidade na atenção aos usuários em decorrência desta decisão, para que possamos junto ao Cofen subsidiar no contraditório da liminar.

 

O Ministério da Saúde empenhou, nesta semana, emenda do deputado federal Beto Rosado (PP) no valor de R$ 300 mil para a aquisição de equipamentos e material permanente em Unidades de Natal. A emenda foi solicitada pela vereadora Nina Souza (PEN).

 

 Os recursos irão atender o Hospital Municipal de Natal, a Maternidade Araken Irerê Pinto e a Maternidade Leide de Morais. "Esses recursos serão importantes para melhorar a estrutura de atendimento dessas unidades de saúde", enfatizou Beto.

Os visitantes do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte passam a contar com mais um serviço oferecido gratuitamente para quem quer cuidar do corpo e da mente e obter qualidade de vida. A partir deste sábado (09), às 8:30h, a professora Stephany Campanelli Esmaile estará dando orientações para a prática de relaxamento do corpo e da mente. Para participar, os interessados devem fazer inscrição pelo telefone 3232-3207, ou pessoalmente na biblioteca do Parque. “A cada sessão, serão admitidas até 25 pessoas, que é a capacidade da sala de aula, e podem participar jovens e adultos que consigam fazer a prática no chão. Cada um deve levar um tapete ou toalha e uma almofada para ficar confortável”, explica a professora.

A yoga é um conceito originário da Índia e refere-se às tradicionais disciplinas físicas e mentais, estando associada com as práticas meditativas tanto do budismo quanto do hinduísmo. Os praticantes são chamados de iogue. As aulas no Parque da Cidade acontecerão quinzenalmente, sempre às 8:30h e já estão marcadas algumas datas que podem ser agendadas pelos interessados. Anote aí: 09/09; 23/09; 07/10; 28/10; 11/11; 25/11.

Para o gestor do Parque da Cidade, as parcerias só acrescentam na qualidade dos serviços prestados aos visitantes, além do que já é oferecido como educação ambiental na Unidade de Conservação. “Por ser uma Unidade de Conservação e de Proteção Ambiental, o Parque da Cidade já oferece, normalmente, a educação ambiental aos visitantes e nós estamos sempre buscando parceiros e aliamos outros interesses como o estímulo à leitura, a prática de exercícios, música, dança e outros serviços como aluguel de bicicleta. No pórtico da Cidade Nova nossos parceiros oferecem aulas de capoeira e de exercícios funcionais aos sábados e domingos. E a professora Stephany só vem acrescentar com a Yoga, que vai beneficiar muito as pessoas que têm uma rotina diária muito estressante”, comenta Carlos da Hora.  

O Parque da Cidade funciona diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados, das 5h às 8h para a prática de exercícios nas trilhas pavimentadas e das 8h às 17:30h no Centro de Visitantes, que é equipado com biblioteca, sala de exposição de animais, banheiros e bebedouro. A torre panorâmica funciona da quarta-feira ao domingo, das 14h às 17:30h.  O telefone para informações é o 3232-3207 ou 3232-3028. 

 

 

​A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde de Natal convoca 46 novos profissionais classificados em vagas remanescentes do Processo Seletivo Simplificado, Edital nº 001/2015. A convocação atende à necessidade temporária de excepcional interesse público de não interromper a prestação dos serviços da Rede de Atenção à Saúde do município.

As categorias convocadas são para agente administrativo, técnico de enfermagem, técnico de informática, técnico de radiologia, assistente social, cirurgião dentista, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta e psicólogo. A lista está disponível no Diário Oficial do Município desta quarta-feira, dia 30 de agosto de 2017. 

Os candidatos deverão comparecer ao Setor de Acolhimento no andar térreo da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, localizada na Rua Fabrício Pedrosa, 915, Petrópolis, Natal, no prazo de 72 horas, a contar os dias úteis, a partir da publicação do Diário Oficial do Município (DOM), de 30 de agosto de 2017, no horário das 8h às 14h.



Twitter