NATAL PRESS

Nota de pesar


A Prefeitura de Pau dos Ferros vem, em nome do povo pauferrense, manifestar votos de profundo pesar pela morte de um ilustre cidadão, o médico Aliatá Chaves de Queiroz.
O Baiba, como era mais conhecido, faleceu na noite desta quinta-feira, 20, no Hospital Wilson Rosado, na cidade de Mossoró, onde se recuperava de um ataque cardíaco, sofrido há vários dias.
Ele foi vice-prefeito no mandato de José Fernandes de Melo no período de 1982 a 1987, assim como foi Prefeito de Pau dos Ferros por um mandato, entre os anos de 1993 a 1996, prestando relevantes serviços à sociedade pau-ferrense ao longo de toda sua vida.
Foi um homem conhecido e respeitado em Pau dos Ferros, enquanto político, pai, médico e cidadão.
O Prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, através do decreto N° 1284/13, decretou luto oficial na cidade, por três dias.

Pau dos Ferros, 21 de junho de 2013

Luiz Fabrício do Rego Torquato
Prefeito Municipal

Escalados para comandar o Programa “Trocando Ideias” na Esperança FM, 87,9, programa semanal. Os jovens comunicadores deram graça e muita diversão a todos os ouvintes. Com estilo despojado e tiradas inteligentes, eles falam tudo de supetão e sem ensaio. Tiram onda com o povo, criam personagens hilários, e não poupam de suas tiradas nem os entrevistados.

Devido a esse enorme sucesso de audiência e interatividade, a frente do “Trocando Ideias”. A dupla agora está encarando as telinhas, estendendo o programa do rádio para TV.

Logo na estreia o Programa Trocando Ideias emocionou a população ielmo-marinhense. Também não poderia ser diferente, essa dupla mostrou que é do bem e tem um coração gigante.

O programa teve uma estreia ousada, realizando um dia de Rainha, com uma mãe muito humilde do distrito de Umari. Gustavo Santos e Fernando Bilro reuniram um grande número de parceiros. “Saímos pedindo e também tiramos do nosso bolso. O que para muitos é simples, como ir ao cabeleireiro, para poucos é mais que especial. O sonho da Zélia e de sua família é um dia possuir uma casa para morar, e vamos tentar realizar”, destacou a dupla.

O programa foi emocionante, porém, os detalhes vocês só ficaram sabendo ao assistirem na íntegra.

Segundo o apresentador do “Trocando Ideias, Gustavo Santos, as novidades estão só começando. “O resultado da nossa estreia foi muito positivo. Apostamos que poderíamos fazer o bem a uma família carente, e no final de tudo saímos de alma lavada. Inicialmente foi muito difícil ver a situação daquela família. Mas o nosso objetivo foi alcançado”, disse. “Não existe coisa melhor do que ver o sorriso no rosto de uma mãe batalhadora”, finalizou Fernando Bilro.

O “Trocando Ideias” será exibido uma vez por semana no canal do Youtube e na FanPage do programa.

alt

O deputado estadual Tomba Farias (PSB) está solicitando à Superintendência do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT), a realização de obras de construção da "Estrada do Sal", cujo traçado esburacado dificulta o tráfego de veículos e compromete a segurança dos seus usuários. A precária situação da rota, que faz parte da BR 104 e atende as cidades de Campo Redondo, Coronel Ezequiel e Jaçanã, também prejudica a economia desses municípios.

Para Tomba Farias, a obra, uma vez realizada, irá favorecer a economia dos municípios, que têm na agropecuária uma das principais atividades econômicas. Segundo ele, o investimento irá ainda facilitar o acesso das cidades de Jaçanã e Coronel Ezequiel aos municípios de Campo Redondo, Currais Novos e ao estado da Paraíba.

alt

A comemoração da tradicional festa da padroeira de Santa Cruz, conhecida como a “Festa de Maio”, prossegue na noite desta terça-feira (21), com a apresentações das bandas Ferro na Boneca, Bonde do Forró e Saia Rodada. O evento terá início inicio às 22h, no Pátio da Igreja Matriz, onde a prefeita Fernanda Costa e o deputado estadual Tomba Farias vão participar da festividade, como acontece todos os anos. Amanhã, encerrando as festividades, será realizada uma missa campal que será celebrada pelo arcebispo de Natal, Dom Jaime. Após o ato litúrgico, haverá a procissão de Santa Rita de Cássia que irá percorrer as principais ruas da cidade.

Depois de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros, Assú poderá ser a próxima cidade do Rio Grande do Norte a receber um campus da Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Pelos menos, no que depender dos assuenses a instalação está praticamente certa. Para mobilizar a sociedade e a classe política, a Prefeitura local promoveu audiência pública para discutir a expansão do ensino superior no Vale do Açu e Região, tendo como convidados o reitor da Ufersa, professor José de Arimatea de Matos, e a reitora da UFRN, professora Ângela Paiva.

A ideia é acelerar o processo com a aprovação no próximo de recursos provenientes de emendas de bancada. “Precisamos da união política em prol do desenvolvimento da região”, afirmou o prefeito de Assú, Ivan Lopes Júnior. Durante a audiência também foi instalado um comitê com representação de todas as entidades envolvidas para um levantamento sobre as demandas de de cursos mais viáveis para a região do Vale do Açu. A criação do curso de medicina multicampi, com instalação em Mossoró e Assú, foi uma das possibilidades apresentadas. “Antes, precisamos fazer um estudo mais aprofundado”, considerou o reitor José de Arimatea sem especificar os cursos que poderão ser criados no futuro campus da Ufersa.

Realizada na tarde desta segunda-feira, 20, na Câmara de Vereadores, a audiência pública lotou o Plenário João Marcolino de Vasconcelos, com a participação de estudantes e professores, além de vários prefeitos que compõe os municípios do Vale, como Assú, Ipanguaçu, São Rafael, Carnaúbas e Afonso Bezerra. Além de outras autoridades como o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Mota, e os deputados estaduais Nelter Queiroz e George Soares. A deputada federal Fátima Bezerra intermediou os trabalhos.

“Essa plenária traduz de maneira intensa o sonho de ver ampliadas as oportunidades de ensino superior na região do Vale do Açu”, afirmou a deputada Fátima Bezerra, presidente da Comissão da Educação na Câmara Federal. Segundo ela, em dez anos o governo do PT avançou na educação no país e no Rio Grande do Norte. “O Plano Nacional de Educação, que está prestes para se aprovado, prevê um aumento de 7 para 14%, o acesso de jovens no ensino superior”, lembrou, acrescentando que a instalação de mais um campus da Ufersa representa “possibilidade real”.

A proposta para a redistribuição dos royalties do petróleo na educação também é vista com otimismo pela deputada. “Estamos dando hoje um passo importante para a instalação da Ufersa em Assú”, acredita. Fátima Bezerra disse ainda que a união da força política será fundamental para essa conquista que beneficiará todos os municípios que compõem a região do Vale do Açu.

O anfitrião, o prefeito de Assú Ivan Lopes Júnior, garantiu a doação de terreno pela Prefeitura para a instalação do campus. Segundo ele, mais de 500 estudantes se deslocam diariamente para outros municípios para cursar o ensino superior. “A instalação da universidade federal é um passo importante para o desenvolvimento da nossa região”, considerou. Ivan Júnior acredita ainda que a instalação da Ufersa representa o fortalecimento econômico da região com possibilidades concretas para a instalação de uma Zona de Processamento de Exportação – ZPE. “A educação é o caminho para um melhor aproveitamento das riquezas da região”, considera o prefeito.

REITORES – Tanto o reitor da Ufersa, José de Arimatea, e a reitora da UFRN, Ângela Paiva, reconhecem que o município de Assú fica situado na área de abrangência da Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Daí, a proposta mais viável é de que o município venha a receber um campus da Ufersa.

Na ocasião, o reitor Arimatea de Matos afirmou que mais de 73% dos jovens com idade entre 18 a 24 anos continuam fora do ensino superior por falta de vagas. “Anualmente, 2.500 estudantes concluem o ensino superior no Vale do Açu, mas apenas 6,93% entram na universidade”, explanou. Pegando como exemplo a Ufersa Angicos, das 400 vagas oferecidas anualmente, 26% são ocupadas por jovens do Vale do Açú.

O reitor disse ainda que para continuar com o processo de expansão se faz necessário um estudo para identificar a demanda dos cursos na região. “Tenho a convicção de que em pouco tempo a Ufersa Assú será realidade”, afirmou o professor José de Arimatea.

Para a reitora de UFRN, professora Ângela Paiva o maior desafio das universidades federais é prosseguir o crescimento com qualidade. “O importante nesse momento é discutir um futuro mais seguro e sustentável para a região do Vale do Açu”, afirmou. Segundo a reitora, quase 90% dos estudantes que cursam o ensino médio estão em escolas públicas. “De cada 100 jovens, manos de 10 estão na universidade”, afirmou, adiantando que “a educação é o maior antídoto para se combater a pobreza”.

A reitora da UFRN considera legítima a reivindicação dos municípios do Vale do Açu ao buscarem alternativas para mudar essa realidade. “A área é da Ufersa, mas conjuntamente, vamos apresentar ao MEC nos próximos dias um projeto para a continuidade da expansão do ensino superior no Rio Grande do Norte”, revelou. Ainda segundo Ângela Paiva uma das principais condições exigidas pelos reitores para a expansão será a garantia da qualidade federal, que inclui orçamento, professores, técnicos e investimentos para custeios das novas unidades.



Twitter