NATAL PRESS

As comunidades de Lagoa de Dentro e Assentamento Roseli Nunes, na zona rural de Ielmo Marinho, foram indicadas para o Programa Água Doce, do Ministério do Meio Ambiente. A pretensão é que elas sejam beneficiadas com a instalação de dessalinizadores de poços, minimizando os efeitos da estiagem e melhorando a qualidade de vida de cerca de 500 moradores das duas comunidades.

Consultores do Ministério estão aqui no Estado, realizando visitas técnicas nas unidades já implantadas e conversando com técnicos da Semarh. Os engenheiros da secretaria serão responsáveis pela elaboração de um relatório, que será enviado à Brasília para definição das comunidades beneficiadas.

O convênio firmado entre o MMA e a Semarh, no valor de R$ 19,9 milhões tem como meta implantar 103 sistemas de dessalinização em comunidades rurais do semiárido potiguar, 02 unidades demonstrativas, 02 sistemas de dessalinização movidos a energia solar e a revitalização da unidade demonstrativa de Caatinga Grande, cuja execução deverá ocorrer até outubro de 2017. Na primeira etapa do convênio, 68 comunidades já foram beneficiadas.

O Programa Água Doce é uma ação do Governo Federal coordenada pelo MMA, e desenvolvida aqui no Estado pela Secretaria de Recursos Hídricos, e tem como objetivo estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para consumo humano, através dos dessalinizadores. Os equipamentos atendem aos municípios, de acordo com o critério adotado pelo MMA que é o Índice de Condições de Acesso à Água (ICCA). Este índice leva em consideração os seguintes fatores: pluviometria, intensidade de pobreza, taxa de mortalidade infantil e o índice de desenvolvimento Humano (IDH).

Até agora o programa já atendeu mais de 9 mil pessoas e até o final desse convênio, serão beneficiadas 30 mil.



Twitter