NATAL PRESS

alt

O CDF Colégio e Curso é comprometido com a educação. Quem diz o contrário, não conhece o CDF

O CDF Colégio e Curso vem a público esclarecer que a UMES Natal tem um entendimento equivocado e distorcido da mensagem de sua campanha publicitária “Turmas de maio”.

A campanha publicitária do CDF tem como tema “Cota não garante vaga. Estudar sim.”. Quem afirma “Para quê cotas se você pode estudar?” é a UMES Natal, em nota publicada neste domingo, 05 de maio, em sua página no Facebook e em seu perfil no Twitter. Para confirmar o equívoco, basta conferir a mensagem no anúncio da campanha publicitária, publicado acima.

O CDF Colégio e Curso acredita, sim, que mesmo o candidato sendo cotista não há garantia dele entrar na Universidade Pública, por uma razão simples: existe mais candidatos do que vagas. A campanha publicitária é clara: por existir concorrência entre candidatos cotistas, é preciso estudar, se preparar bem.

Prova disso, é que a busca de candidatos cotistas pelo Cursinho CDF aumenta ano após ano. Ao contrário do que afirma a nota da UMES Natal, a criação de cotas para a Universidade Pública aumentou a procura de novos alunos pelo nosso cursinho – isso é o reconhecimento da sociedade pela qualidade dos serviços e produtos do CDF Colégio e Curso, e do seu incontestável comprometimento com a educação do Rio Grande do Norte.

Há dez anos o CDF é a rede de ensino com maior número de candidatos aprovados no vestibular da UFRN. Isso é comprometimento com a educação, um dos poucos valores que nossos alunos terão consigo por toda a vida.

Não bastasse isso, o CDF Colégio e Curso oferece aos candidatos, cotistas ou não, diversos serviços ao longo do ano, com valores simbólicos, acessíveis a praticamente todas as classes sociais – com valores que oscilam entre cinco e dez reais, como os aulões do 100% CDF – realizados ao longo do ano, sempre aos domingos -, os aulões de véspera do vestibular, o Simula ENEM e os aulões temáticos. Tudo isso, contribui para uma melhor performance dos alunos, cotistas ou não, no vestibular e no ENEM.

O CDF Colégio e Curso reafirma seu comprometimento com a educação. Quem diz o contrário, realmente não conhece o CDF.

Até 9 de agosto, estudantes regularmente matriculados no 8º e 9º anos do ensino fundamental e demais séries do ensino médio, de escolas públicas e privadas de todo o Brasil, poderão se inscrever na 5ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), uma iniciativa da Unicamp. Alunos do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) também poderão participar. A primeira fase iniciará em 19 de agosto, Dia do Historiador.

Como nas edições anteriores, a competição acontecerá em cinco fases online, com duração de uma semana cada, e uma etapa presencial, entre equipes compostas por três estudantes e, obrigatoriamente, um professor de história. Entre as novidades deste ano, está a realização de um curso on line de formação continuada para os professores orientadores das equipes e que deverá abranger participantes em todos os estados brasileiros. O curso ocorrerá simultaneamente à realização das fases online da prova e estará disponível a todos os professores interessados.

As inscrições acontecem pela internet, no site da Olimpíada (www.olimpiadadehistoria.com.br). A taxa de inscrição é de 21 reais para as equipes de escolas públicas e 45 reais para as equipes das escolas particulares. O valor da inscrição corresponde à inscrição de todos os membros da equipe (incluindo o professor-orientador).

A ONHB premiará escolas, alunos e professores, com medalhas de ouro (15 equipes), prata (25 equipes) e bronze (35 equipes) . Todas as outras equipes participantes da fase presencial receberão medalhas de honra ao mérito e certificados de participação para todos os inscritos e também para as escolas.

Sobre
A 5ª Olimpíada Nacional em História do Brasil é uma iniciativa da Universidade Estadual de Campinas. O evento conta com o apoio do CNPq/MEC/MCT. A última edição, realizada em 2012, contou com mais de 43 mil participantes e reuniu cerca de duas mil pessoas na final presencial, realizada na Unicamp.
A ONHB é desenvolvida pelo Departamento de História da Unicamp e as provas são concebidas e elaboradas por historiadores, professores e pós-graduandos em História da Universidade. Como proposta, os participantes têm a oportunidade de trabalhar com temas fundamentais da história nacional e de conhecer de perto as práticas e metodologias utilizadas pelos historiadores.

+ Informações

Camila Delmondes

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre, na próxima segunda-feira, 6 de maio, as inscrições do concurso para o  preenchimento de  4 vagas de professores substitutos para os Departamentos de Engenharia de Produção, Fisioterapia, em Natal e para a Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Campus de Santa Cruz.

As inscrições ocorrem até quinta-feira, dia 9, e deverão ser realizadas nas Secretarias Acadêmicas dos Departamentos correspondentes à área de interesse do candidato.

Outras informações no link: http://www.progesp.ufrn.br/noticia.php?id=10232222.

Durante toda sexta-feira (03), o Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), vai receber os participantes da Conferência Municipal de Educação de Natal, que este ano tem como tema central “O PNE na articulação do sistema nacional de educação”. O evento vai discutir o futuro da educação, além de ser uma preparação para a Conferência Estadual de Educação.


A organização espera a participação de aproximadamente 500 pessoas dos segmentos de educação básica, superior e profissional. A população – representação de pais e alunos – também está sendo esperada. A abertura do evento acontece às 8 horas. O CEMURE se localiza na Rua Coronel Estevam, 3705 Nazaré (vizinho ao Terminal Rodoviário da Cidade da Esperança).

Unir o saber da academia com o poder de execução municipal. Essa será a premissa de um termo de cooperação técnica a ser firmado entre a Universidade Federal Rural do Semi-Árido e a Prefeitura de Mossoró. Nesta terça-feira, 30, o reitor da Ufersa, professor José de Arimatea de Matos, foi recebido em audiência no Palácio da Resistência, pela prefeita Claudia Regina. Na ocasião, os gestores trataram dessa cooperação que será voltada para o desenvolvimento rural e o desenvolvimento econômico.

“Essa parceria é recomendável pelo Ministério da Educação”, afirmou o reitor expressando o interesse da Universidade em se aproximar mais das ações desenvolvidas pelo município. Durante a audiência, o professor explanou a prefeita Claudia Regina alguns números que refletem o crescimento e a importância da Ufersa para Mossoró.

Segundo o professor, a Universidade do Semi-Árido, campus de Mossoró, tem um orçamento anual de R$ 182 milhões, sendo R$ 85 milhões para pagamento de pessoal. Só com obras e equipamento, disse, estão sendo investidos esse ano mais de R$ 35 milhões. O gasto com passagens aéreas ultrapassa os R$ 800 mil. “Hoje, temos 22 alunos nossos no exterior e mais 42 estão selecionados pelo Programa Ciências Sem Fronteiras”, frisou.

Ainda com relação aos estudantes a Universidade conta no Campus Central de Mossoró com mais de 5 mil alunos. “Só com bolsas para assegurar esse estudante na universidade investimos por ano mais de R$ 7,5 milhões”. O reitor disse ainda que a Ufersa tem mais de 200 funcionários terceirizados, representando investimento superior a R$ 7 milhões/ano. Quanto ao número de servidores concursados, entre professores e funcionários, ultrapassa 750.

O reitor destacou ainda a importância de estreitar o relacionamento da Universidade com a Prefeitura de Mossoró com a união de forças para novos projetos voltados para o desenvolvimento local e regional. A conclusão do Expocenter, a construção da Avenida Universitária, a duplicação da Avenida Francisco Motta e a criação do parque tecnológico foram assuntos tratados na audiência. O professor Arimatea de Matos aproveitou e solicitou o apoio da prefeita Claudia Regina na luta pela criação do curso de medicina na Ufersa.

A prefeita, por sua vez, reconheceu a importância da Ufersa sugerindo ao reitor uma parceria contínua com a universidade. “Somos duas grandes instituições, sérias e voltadas para o bem comum da população”, adiantou acenando para uma cooperação técnica abrangente envolvendo todas as áreas de atuação da Universidade. “Não se trata de ações pontuais, mas de ações duradouras a médio e longo prazo”, argumentou.

Para elaboração do termo de cooperação técnica, por parte da prefeitura, Claudia Regina designou o secretário Betinho Segundo, de Desenvolvimento Regional e, Segundo de Paula, Subsecretário de Trabalho, Turismo e Comércio. Já por parte da Universidade, o reitor Arimatea Matos, designou o vice-reitor, professor Odolberto de Araújo e os pró-reitores de Extensão e Cultura e, Pesquisa e Pós-Graduação. Uma reunião para tratar os pontos do termo foi marcada para a próxima terça-feira, 07.

Mesmo antes da assinatura do Termo de Cooperação Técnica, prevista para o final de maio, algumas ações estão sendo viabilizadas pela prefeitura com o apoio da Ufersa, como por exemplo, a participação de estudantes de medicina veterinária na Clínica Veterinária Móvel da Prefeitura, e a Horta Didática na Escola, projeto de extensão da Ufersa, com a participação de estudantes de agronomia.

O Núcleo Interdisciplinar em Diversidade Sexual, Gênero e Direitos Humanos (Tirésias) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promove, no período de 18 de maio a 22 de junho, no Praiamar Natal Hotel, o curso de Capacitação, Gênero e Diversidade Sexual com o tema “Educação para o respeito às diferenças”.   O evento é coordenado pela professora Berenice Bento, do Departamento de Ciências Sociais da UFRN, e tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão da UFRN (PROEX) e da Secretaria de Educação do Município de Natal. O público-alvo são professores das escolas públicas municipais de Natal das regiões Norte e Oeste que trabalham com alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental.   De acordo com a organização do evento, o curso tem como objetivo promover o conhecimento e o debate que envolve essa temática, além de conscientizar professores para que seja criado no ambiente escolar um lugar de respeito a toda diversidade humana.   O curso será dividido em duas turmas. A primeira realiza seus encontros nos dias 18 e 25 de maio e 1º de junho. Para a segunda, os dias previstos são 8, 15 e 22 de junho. Todos os encontros acontecem no Praiamar Natal Hotel.   Os professores interessados em participar do curso devem realizar a inscrição, gratuitamente, através do site http://www.nucleotiresias.ufrn.br/. Para os inscritos que obtiverem maior frequência haverá entrega de certificados.

O Núcleo Interdisciplinar Tirésias da UFRN já vem desenvolvendo trabalhos com a temática gênero e diversidade no âmbito a universidade através da exibição de filmes e palestras, como também de orientação de dissertações e teses e de disciplinas de graduação e pós-graduação.   Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3215-3433 ou pelo site http://www.nucleotiresias.ufrn.br/ .

alt

O XXV Fórum de Assessorias das Universidades Brasileiras para Assuntos Internacionais (FAUBAI) foi aberto oficialmente na noite deste domingo, 28, no auditório do Hotel Praiamar. A reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Ângela Paiva Cruz, destacou o momento como muito singular para as universidades brasileiras, em especial para a UFRN, “onde há uma diretriz muito forte de alargar o processo de internacionalização”.


Ângela Paiva também falou da grande contribuição do programa Ciência sem Fronteiras para esse processo e completou: “apesar de estímulos anteriores, nunca tivemos um momento como este”. Ela destacou também a participação do Brasil no BRICS (grupo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Participaram, ainda, da abertura do evento o secretário de Relações Internacionais e Interinstitucionais da UFRN, professor Márcio Venício Barbosa, e o presidente do FAUBAI, José Celso Freire Júnior. Durante a solenidade, foram homenageadas as ex-presidentes do Fórum, Luciana Stallivieri e Susana Queiroz.

A programação do XXV FAUBAI continua até esta quarta-feira, 1º de maio, com uma série de palestras que abordam temas como: Criação de uma política de internacionalização para o ensino superior brasileiro; A cooperação Brasil-Alemanha: exemplos e aprendizado com o programa Ciência sem Fronteiras; Erasmus Mundos: desafios e sucessos da participação brasileira; Relação entre os BRICs e as universidades brasileiras; Língua Portuguesa como língua global; É possível internacionalizar sem ensinar em inglês?; e Cooperação Brasil-França: exemplos e aprendizado com o programa Ciência sem Fronteiras. Todas as palestras acontecem no Praiamar Hotel.

O evento é uma oportunidade para a troca de experiências entre os setores de Relações Internacionais das Universidades do Brasil e do mundo, assim como para a visualização do andamento de programas de mobilidade, com destaque para o Programa Ciência sem Fronteiras.

Acordos interinstitucionais

A escolha do tema “As Universidades Brasileiras no Contexto dos BRICS”, segundo o presidente da FAUBAI, José Celso Freire, deve-se “à nossa intenção de realizarmos acordos de cooperação com as instituições de ensino desses países”. O BRICS é um acordo de caráter informal entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

José Celso falou, ainda: “a internacionalização das universidades está em desenvolvimento, algumas já trabalham realizando acordos institucionais e promovendo eventos para estimular isso. E outras ainda estão iniciando esse processo”.

Segundo ele, a UFRN está entre as melhores universidades do País nesse aspecto, pois “está bem estruturada em relação à política de internacionalização.”

alt

A Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN) está com inscrições abertas até o dia 14 de maio para o minicurso em baixo livre com o músico Sérgio Groove.

São 10 vagas disponíveis e os interessados em participar devem realizar a inscrição na Secretaria de Extensão da EMUFRN, das 8h às 12h ou das 14h às 17h. O investimento necessário é de R$ 200.

O minicurso será composto por quatro aulas, que acontecem no estúdio da EMUFRN nos dias 15, 22 e 29 de maio e 5 de junho, das 9h30 às 11h30.

Sérgio Groove

Sérgio transita em vários segmentos da música contemporânea, tocando do forró ao jazz. É participante da banda Camba, grupo que toca música latina, e do Candeeiro Jazz, trio de música instrumental.

Como instrumentista, ele já participou de cinquenta discos de vários artistas, entre eles: Jubileu Filho, Gilberto Cabral, Antônio de Pádua, Fábio Fernandes, Valéria Oliveira, Eri Galvão e Walkyria Santos. Como compositor lançou seu primeiro álbum, intitulado Brincando com os dedos.

A deputada Fátima Bezerra participou, juntamente com deputados membros da Comissão de Educação e o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação- CNTE, Roberto Leão, de uma audiência com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Na reunião, foi solicitado aos presidentes a aprovação imediata do Plano Nacional de Educação –PNE com 10% do PIB para educação pública, em tramitação no Senado, e a destinação de 100% dos royalties do petróleo para o setor, além do cumprimento integral da Lei do Piso Nacional dos Professores e a valorização da carreira com salário digno, carreira atraente, jornada compatível com as demandas profissionais e condições adequadas de trabalho.

Segundo a deputada Fátima Bezerra, o presidente do Senado, Renan Calheiros, assumiu o compromisso de cuidar pessoalmente da tramitação do PNE naquela Casa, para que o plano seja votado imediatamente. “O Congresso tem que fazer seu dever de casa, aprovando o PNE”, disse.

Para o presidente da CNTE, Roberto Leão, a audiência foi muito produtiva. “Mais uma vez, nós conseguirmos mostrar o reconhecimento da educação como uma prioridade nacional”, disse.

Estiveram também presente na reunião os deputados Paulo Rubens Santiago (PDT-PE), Alice Portugal (PCdoB-BA), Jean Wyllys (PSOL-RJ), Angelo Vanhoni (PT-PR) e o quarto-secretário da Câmara, Antonio Carlos Biffi (PT-MS). Além desses, participaram do encontro a senadora Lídice da Mata (PSB – BA) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), e o coordenador-geral da campanha nacional pelo direito a educação, Daniel Cara.

Ato Público

Após a reunião com os presidentes, os deputados e os representantes da CNTE seguiram para o hall da taquigrafia da Câmara dos Deputados, onde realizaram um ato público com mais de 600 trabalhadores em educação, do qual renovaram o apelo para que o Congresso Nacional aprove o PNE e destine 100% dos royalties do petróleo para a Educação.

Segundo a deputada Fátima Bezerra, o ato teve a finalidade de cobrar do legislativo o seu compromisso com a educação pública. “No Congresso Nacional, tramita matérias decisivas para o presente e para o futuro do País, como o plano nacional da educação, que precisam ser aprovada urgentemente”, afirmou Fátima Bezerra.

A realização desse evento faz parte da programação da 14ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, que está sendo realizada desde ontem e vai prosseguir até amanhã, 25, por todo o país.

A Secretaria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (SRI) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), juntamente com a Fundação Nuffic Neso Brazil, realiza, na próxima segunda-feira, 29, no anfiteatro 6 da Escola de Ciência e Tecnologia, às 13h, palestra intitulada “Oportunidades de Estudo e Bolsa na Holanda”.

Na ocasião, o diretor da Nuffic Neso Brazil, Remon Daniel Boef, apresenta as oportunidades de bolsas, mostrando como funciona o Ciência Sem Fronteiras na Holanda, além de abrir espaço para os estudantes exporem suas dúvidas e curiosidades sobre o país.

A Holanda tem se mostrado um destino cada vez mais visado pelos alunos de diversas partes do mundo, ofertando mais de 1.700 cursos, cujas aulas são ministradas em inglês. Em 2012, mais de 500 estudantes brasileiros foram estudar nas universidades holandesas através do programa Ciência Sem Fronteiras.

Canadá

No dia 30, das 14h às 16h, também na ECT, a Embaixada do Canadá no Brasil realiza a palestra “Imagine estudar no Canadá”, com o objetivo de divulgar as oportunidades de intercâmbio acadêmico para esse país.

A palestra será ministrada por Luiz Miguel da Rocha, assessor para Assuntos de Educação da Embaixada do Canadá, e contará com a presença da diplomata canadense Camille Ruest, segunda-secretária da Embaixada.

Eles abordarão o tema da excelência do ensino e da pesquisa no país, bem como as vantagens de escolher o Canadá como destino para o programa Ciência Sem Fronteiras e os recentes avanços tecnológicos canadenses.

Para mais informações, acesse: www.nesobrazil.org.



Twitter