NATAL PRESS

O Instituto Ágora, que tem como objetivo atuar para a internacionalização da UFRN, aperfeiçoando conhecimentos de línguas e culturas estrangeiras dos seus alunos, docentes, pessoal técnico administrativo e da comunidade em geral, dá continuidade a oferta de cursos, disponibilizando para este primeiro semestre de 2019, os cursos de Português Língua Estrangeira, visando desenvolver habilidades de leitura, compreensão oral, produção da escrita e discurso falado em português.

O público-alvo destes cursos são os alunos (graduação/pós-graduação) estrangeiros da UFRN, e a comunidade externa com visto adequado. Os cursos oferecidos são: Português 1, Português 2, Português 3, Leitura, Escrita e Conversação. Para a inscrição, alguns pré-requisitos devem ser seguidos conforme estão publicados no edital (anexo). 

Será realizado um teste de nivelamento, no dia 13 de fevereiro, das 9 às 13h, no Auditório 3 do Ágora. A inscrição no teste deve ser feita através de solicitação pelo email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., até às 23h do dia 12 de fevereiro.

As matrículas ocorrerão nos dias 21 e 22 de fevereiro, no horário das 8 às 17h, na secretaria do Instituto Ágora, com atendimento em inglês disponível. O valor do semestre é de R$ 250,00, pago a vista no ato de matrícula.

Nossos cursos visam a proporcionar as condições necessárias para que as comunidades estrangeiras desenvolvam sua proficiência em língua portuguesa, através de uma abordagem interativa de ensino. Em nossas aulas, também se apresentam aspectos fundamentais da cultura brasileira e se contemplam as habilidades de compreensão e produção oral e escrita.

Currais Novos recebe no próximo domingo (03/02), o V Encontro do Fórum Potiguar de Cultura (FPC, das 8h às 18h, no auditório do IFRN – Currais Novos. A pauta principal evento se a implementação e melhorias do Sistema de Financiamento Estadual à Cultura, no que diz respeito ao Fundo Estadual de Cultura e a Lei Câmara Cascudo.

A programação do encontro conta, pela manhã, com uma mesa redonda sobre: “Sistema de Financiamento à Cultura: como a mobilização civil pode garantir recursos para a manutenção das práticas artísticas – da produção a fruição, passando pela educação.” A tarde está prevista uma mesa aberta sobre “Efetivação da participação do Fórum Potiguar de Cultura na construção de Po líticas Públicas”, seguido de debates e nomeação de representantes de cada linguagem artística.

“Desde o fim do ano passado a Comissão Executiva do FPC busca realizar suas atividades fora da capital potiguar como um exercício de descentralização das atividades abrindo espaço para protagonismos de diferentes agentes culturais de diversas regiões do RN. É um processo que amplia a visão das reais demandas do setor cultural por trazer maior diversidade e formas de pensar, de se expressar e ainda de enxergar e propor soluções”, afirma Tatiane Fernandes, integrante da Comissão Executiva do FPC.

A participação de produtores, artistas, gestores, arte-educadores e os mais diversos agentes e atores culturais é aberta, gratuita e fundamental para a realização e êxito de ações coletivas e autogestionárias como essa. Para participar basta se inscrever no link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf6sBwOLdpalzIPBlNnXfZo3qEPt6uPxOqZpNjtQe_BBZneFw/viewform


SOBRE FÓRUM POTIGUAR DE CULTURA

Criado em 2011, o Fórum Potiguar de Cultura é uma organização da sociedade civil com participação de dezenas de artistas, produtores, rede s setoriais, grupos e movimentos culturais e tem se proposto a ser um espaço para dialogar questões relacionadas a produção, gestão e política cultural no âmbito estadual.


A atuação do FPC tem sido através da promoção de encontros e espaço de diálogos. Em 2012 a realização do primeiro Encontro Potiguar de Cultura gerou a ‘Cartilha de Diretrizes para a Cultura Potiguar’. Em 2014, realizou um debate entre os candidatos ao governo e tomou a iniciativa de indicar ao eleito uma lista tríplice com nomes para a gestão da área. Também foi responsável pelo terceiro (2016) e quarto (2018) Encontro Potiguar de Cultura onde se gerou uma proposta para o Sistema de Financiamento Cultural, que vem sendo discutida desde então.

Serviço:
V Encontro do Fórum Potiguar de Cultura
03 de fevereiro – 8h às 18h – auditório do IFRN – Currais Novos

“Este é um momento carregado de simbolismo, pois é a primeira vez que adentro a Secretaria de Educação como governadora do RN”. Com essas palavras, a governadora Fátima Bezerra iniciou seu discurso na cerimônia que marcou a posse dos 16 novos diretores nomeados para as Diretorias Regionais de Educação e Cultura (Direcs), realizada na manhã desta quinta-feira (24), no auditório da Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC).

 

A solenidade - presidida pelo secretário da Educação, Getúlio Marques Ferreira - também oficializou a nomeação da professora Márcia Cristina como nova diretora do IFESP (Instituto de Educação Presidente Kennedy). Professora por formação e líder sindical da categoria antes de ser eleita pela primeira vez deputada estadual e iniciar sua carreira política (1995), Fátima Bezerra sempre pontuou sua atuação pelo viés da Educação e não escondeu a emoção ao encontrar com colegas de todo o RN. “Ao entrar aqui e olhar para cada um de vocês, companheiras e companheiros, confesso que desde então minha cabeça é um álbum de recordação”, revelou.

 

A governadora demonstrou familiaridade com cada um dos 16 novos diretores, que são professores “da velha guarda”, como ela fez questão de frisar, e também profissionais mais novos, resultando numa mistura intencional de gerações, que favorece a troca de experiências. “Vocês sabem o papel de liderança que vão exercer e por isso foram escolhidos. Todos vão precisar de habilidade, paciência, humildade, capacidade de mediação e muita abertura ao diálogo”, destacou.

 

Para a chefe do Executivo, o maior desafio dessa gestão é elevar a posição do Rio Grande do Norte nos indicadores da educação, porque o Estado tem ocupado as posições mais baixas há vários anos. “Não podemos ver o RN entre os piores Idebs do Brasil”, refere-se ao Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, criado em 2007 como forma de diagnosticar o ensino em todo o território nacional.

 

Fátima enfatizou que os novos gestores empossados devem desenvolver ações que correspondam aos anseios da população, principalmente dos jovens, que almejam uma boa educação para serem inseridos mais facilmente no mercado de trabalho. Ela adiantou que o Estado vai estabelecer parcerias com os IFs (institutos federais) e Sistema “S” para reforçar a educação profissionalizante e tornar o Ensino Médio mais atraente para os alunos. “Também temos o compromisso de ampliar o ensino em tempo integral, não só em quantidade, mas sobretudo em qualidade”.

 

Com relação aos profissionais, a chefe do Executivo estadual evidenciou que o compromisso do estado é valorizar os educadores no que se refere à remuneração e formação continuada.  Ela afirmou também que sua gestão vai fortalecer a UERN (Universidade Estadual do RN) e o IFESP pelo relevante papel que essas instituições desempenham em relação à educação superior. E ainda se comprometeu a estabelecer um regime de colaboração com as prefeituras, no sentido de cobrar das gestões municipais a ampliação de acesso às creches e educação básica.

 

Confira a lista de novos diretores empossados: Joás Ferreira de Andrade (1ª DIREC-Natal); Alcione Flávia F. das Oliveiras (2ª DIREC-Parnamirim), Marcelo Júnior de Assis da Silva (3ª DIREC-Nova Cruz), Manoel Amador Soares Neto (4ª DIREC-São Paulo do Potengi), Débora do Nascimento Felipe (5ª DIREC-Ceará-Mirim), Patrícia Carol Rodrigues de Melo (6ª DIREC-Macau), Meirison Fernandes de Farias (7ª DIREC-Santa Cruz), Francisca das Chagas Marileide Matias da Silva (8ª DIREC-Angicos),  Agnaldo Cassiano de Brito (9ª DIREC-Currais Novos), Suenyra Nóbrega Soares (10ª DIREC-Caicó), Maria Aldeíza da Silva (11ª DIREC-Assu), José Jadson Arnaud Amâncio (12ª DIREC-Mossoró), Lusia Gomes Pinto (13ª DIREC-Apodi), Francisco Leopoldo Nunes (14ª DIREC – Umarizal), Maria Aparecida Vieira Diógenes (15ª DIREC- Pau dos Ferros), Romeyka Priscila de Andrade Pereira (16ª DIREC-João Câmara).

Faltam poucas semanas para o início do período letivo 2019 em Natal. Mesmo assim, é comum os pais apresentarem dúvidas sobre o que consideram como a “escola ideal” para os filhos. “O que deve ser levado em consideração?” e “Qual o melhor momento de colocar a criança no colégio?” são alguns dos questionamentos que surgem antes de realizar a matrícula.

“Uma decisão bem acertada impactará em um excelente aprendizado, especialmente a partir dos quatro meses de vida, quando os bebês podem ingressar no berçário”, afirma a pedagoga da Escola Lápis de Cor, Luciana Fortunato.

Para dar mais segurança à família antes da efetivação da matrícula em qualquer instituição de ensino, a especialista separou algumas dicas importantes que vão além de valores da mensalidade, caso a escola seja privada:

1 – primeiro é importante estabelecer quais os valores e objetivos que a família quer que sejam repassados para os pequenos;

2 – em seguida visite a escola e inspecione os espaços oferecidos pela instituição - se possível, leve a criança para este primeiro contato;

3 – conheça e converse com profissionais da equipe pedagógica;

4 – avalie o Projeto Político Pedagógico (PPP) e examine se ele está em consonância com as diretrizes do Ministério da Educação (MEC);

5 – observe a formatação do ensino e os recursos tecnológicos que facilitam o aprendizado dos pequenos;

6 – perceba se a escola é acolhedora e se ela aparenta ser segura;

7 – analise se a instituição apresenta cases de sucesso ou pioneirismo no ensino oferecido.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) já dispõe de chamada pública direcionada para prefeituras de municípios do Estado, com até 15 mil habitantes, interessados em participar do Programa Trilhas Potiguares em  2019.

Os municípios interessados devem Indicar um representante municipal, denominado coordenador local, para acompanhar o desempenho do programa no município, assim como viabilizar as ações, fornecendo alimentação, hospedagem e transporte local à equipe.

A inscrição deve ser feita até o dia 18 de fevereiro de 2019, por meio do preenchimento da Ficha de Inscrição, a qual deve ser encaminhada, preferencialmente, para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ou entregue na Coordenadoria de Ações Comunitárias da Pró-Reitoria de Extensão da UFRN.

A ficha de inscrições e outras informações podem ser conferidas neste documento.

Trilhas Potiguares

O Trilhas Potiguares consiste em um Programa de Extensão com efetiva interação entre a Universidade e a comunidade de pequenos municípios do Rio Grande do Norte. O objetivo é  propor novas formas de aplicação do conhecimento gerado na Universidade, a partir do contato com as demandas da comunidade externa.

O ano de 2019 começará com novidade para os técnicos em contabilidade que estão em dia com o Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRC-RN). A partir do ano novo, esses profissionais poderão cursar a graduação em Ciências Contábeis em formato de turma especial, com um prazo mínimo de dois anos e seis meses de duração, na Faculdade Metropolitana de Ciências e Tecnologia (Famec), em Parnamirim, região Metropolitana de Natal. Para informações sobre matrículas e início das aulas, os interessados devem entrar em contato com a instituição de ensino superior através do telefone (84) 2030-0101 ou de forma presencial na Rua Capitão Luiz Gonzaga, 56, Nova Parnamirim.

A ação é mais uma conquista do CRC-RN em benefício da classe contábil potiguar que, neste mês de dezembro, assinou um Termo de Cooperação Técnica e Cultural com a Famec. A iniciativa representa o fortalecimento e a atualização do profissional da contabilidade na categoria técnico em contabilidade e seu constante aperfeiçoamento, bem como, o cumprimento legal do Programa de Educação Continuada (PEC) destinado aos profissionais contábeis, visando a melhoria de seus serviços à sociedade.

Alunos do curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foram contemplados com bolsas do Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD), Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico. O programa tem como objetivo oportunizar aos estudantes brasileiros o aprofundamento em conhecimentos do idioma alemão.

A conquista é resultado da soma de esforços da Secretaria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (SRI) da UFRN, em parceria com a Coordenação de Língua Alemã do Instituto Ágora e do Departamento de Direito da instituição, que juntos puderam proporcionar aos discentes cursos preparatórios no idioma, além de disciplinas de Direito Alemão. Ações como essas foram fatores essenciais para o sucesso obtido na seleção.

Durante seis semanas, os alunos Amanda Larissa Guedes e Melo, Diego Alonso Barbosa de Albuquerque Pereira e Leonardo Cardoso Rezende dos Santos farão um curso em instituições de ensino superior na Alemanha, com aulas de idioma e sobre a cultura do país. A bolsa inclui o auxílio financeiro e de transporte. As aulas começam em janeiro de 2019.

A CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação divulgou na quinta-feira (20/12) os novos cursos de Mestrados e Doutorados do Brasil. Na lista, o Rio Grande do Norte figura como pioneiro com o 1º Doutorado Profissional do Norte-Nordeste em Biotecnologia da Saúde.


Em 2019, o novo Doutorado passa a compor o rol de cursos de stricto sensu da Universidade Potiguar, integrante da Rede Laureate, e consolida o programa de Biotecnologia como uma força no novo mercado em crescimento. Seguindo as linhas de pesquisa dos “Biofármacos e Biomateriais” e “Bioprospecção Molecular e Melhoramento Vegetal”, o Programa forma o estudante tanto para área da pesquisa e academia, quanto para o mercado profissional de trabalho.

De acordo com a Coordenadora da Pós-Graduação Stricto Sensu da UnP, Professora Amália Rego, o Doutorado vem reafirmar os esforços da Universidade em contribuir com desenvolvimento regional. “A visão que se descortina a partir desta iniciativa, é que o Nordeste gradativamente se consolida como núcleo de excelência em Biotecnologia, fazendo convergir sua competência no sentido da utilização plena de seus recursos”, comentou.

NOVA MODALIDADE
O Doutorado Profissional é uma nova modalidade no Sistema Nacional de Pós-Graduação criada em 2017 através da Portaria n° 389 do Ministério da Educação, e traz como grande novidade a entrega de um produto final à sociedade no momento conclusão da pesquisa, indo além da tese (teoria).

divulgação

A comunidade de humanas chega ao fim do ano com mais um motivo para comemorar. Depois da nota 4 do Curso de História – Licenciatura a distância – com seu consequente reconhecimento pelo INEP, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRN, acaba de aprovar - por unanimidade, proposta de criação do Instituto de Estudos Integrados Humanitas.

Segundo a professora do CCET, Jeanete Alves Moreira, relatora da proposta, “o projeto tem como intuito cumprir com atividades basilares, a realização de pesquisas, contribuindo assim com a internacionalização da instituição de ensino”.

Sobre o assunto, a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, se manifestou dizendo que o instituto é uma forma de dar relevância e de mostrar à sociedade a importância dos estudos das ciências humanas, “visto que as pesquisas em outras áreas necessitam do suporte social para estabelecer pressupostos e consequências na vida das pessoas”.

Para a diretora do CCHLA/UFRN, professora Maria das Graças Soares Rodrigues, o Instituto de Estudos Integrados Humanitas é uma grande vitória da área, com o espaço servindo para “a promoção e fortalecimento da visão das humanidades na sociedade, seja nas esferas do aparelho de Estado e de governança política,seja na esfera da vida social”.

O Instituto Humanitas servirá ainda para promover estudos estratégicos de longo prazo, definindo cenários de futuro para o estado, regiões, municípios e suas atividades, além de ofertar cursos de graduação e pós-graduação (projetos futuros), oficinas, cursos livres, promoção da ampliação da inserção e do protagonismo da UFRN no debate público estadual e nacional, contribuindo ainda para à estruturação de sistemas de monitoramento e análise e informações (Observatórios), buscando maior coerência e melhoria do impacto da gestão institucional.

O Instituto Humanitas utilizará espaços físicos no prédio administrativo do CCHLA, contará com infraestrutura já existente como as bibliotecas Central e Setorial, salas de aulas e laboratórios, tendo na equipe  professores do quadro permanente da UFRN, visitante estrangeiro e bolsistas do PNPD/PPGCS/UFRN. Ademais, agrega vários grupos de pesquisa e parcerias nacionais e internacionais. 

 

As ações previstas são oferta de disciplinas eletivas para cursos de graduação; cursos livres, Ateliê de Escrita Científica em Humanas; pesquisas longitudinais; criação do Observatório de Pesquisa em Ciências Humanas no Nordeste; criação de um curso de graduação a ser ainda concebido e criação de Programas de Pós-Graduação (acadêmicos, profissionais, latu senso, stricto senso).

Mais informações pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), divulgou, nesta quarta-feira, 19, os resultados dos Testes de Habilidades Específicas (THE) referentes a processo seletivo dos cursos de Licenciatura em Dança, Bacharelado em Música Instrumento, Licenciatura em Música e Licenciatura em Teatro, com ingresso em 2019.

Para acessar as informações, os candidatos devem entrar na página da Comperve e selecionar a lista de resultados desejada. Os estudantes que pretendem interpor recursos contra os resultados do THE têm o prazo de até 48 horas contadas a partir da data e horário da divulgação dos resultados. Os detalhes sobre esse processo podem ser conferidos no edital da seleção.

O resultado final com o nome dos aprovados será publicado no dia 25 de janeiro de 2019.



Twitter