NATAL PRESS

 

Eletricidade e movimento. Este é o tema da 3ª oficina criativa do projeto de extensão OCA (Oficinas de Ciências e Arte), do Instituto do Cérebro (ICe), em parceria com o Museu Câmara Cascudo (MCC). A atividade acontece neste sábado, 18, das 9h ao meio dia, na sala de Biologia do Parque das Ciências (localizado no "quintal" do MCC). A atividade é aberta ao público, mas voltada especialmente para alunos do ensino médio da rede pública de Educação (a partir dos 14 anos).

Coordenada pelo professor Claudio Queiroz, a oficina vai discutir o que é a eletricidade, suas aplicações e desafios nos dias atuais e como ela vem sendo utilizada para movimentar as coisas do mundo. Para isso, serão realizadas algumas experiências, além da construção de objetos geradores e consumidores de eletricidade utilizando sucata eletrônica.

O objetivo da oficina, iniciada em setembro, segundo o professor Cláudio, é aproximar o "fazer ciência" das pessoas, promovendo uma educação científica e artística de forma prática e divertida. Os interessados em participar devem realizar suas inscrições através do e-mail do Parque da Ciência: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Serviço:

Oficina Criativa: Eletricidade e Movimento.
Dia 18, das 9h às 12h.
Local: Parque da Ciência/Museu Câmara Cascudo.
Av. Hermes da Fonseca, 1398, Tirol.

 

O Centro Acadêmico Berilo Wanderley (CABW) promove no dia 14 de novembro um ciclo de debates com o tema Os desafios do jornalismo na era digital. De acordo com a organização, o evento tem a proposta de discutir quais as perspectivas de mercado com a imersão do jornalismo nas plataformas digitais, em especial, após o fim da versão impressa do Novo Jornal.

 

O debate vai reunir professores do departamento, profissionais que atuam no mercado e os estudantes do curso. Palestram a professora e jornalista Michelle Ferret, o repórter Rafael Duarte, da Agência de reportagem Saiba Mais, a jornalista Cledivânia Pereira, editora-executiva da Tribuna do Norte e a repórter Natália Noro, do Novo Jornal. O evento é aberto a todos os interessados e tem início às 19h, no auditório Departamento de Comunicação Social (Decom).

A preparação educacional vem sendo cada vez mais fundamental à frente do grande impacto da educação brasileira que cresce todo ano, como o reflexo da evasão escolar e o alto custo mensal nas escolas particulares. Por isso, semear a importância da educação básica de qualidade é a alternativa para modificar esse cenário, porém este investimento tornou-se um desafio aos pais quanto às condições de arcar com a mensalidade integral.

 
Entendendo essa realidade e com compromisso de fazer o mundo melhor por meio da educação, o Educa Mais Brasil em parceria com mais de 18 mil instituições de ensino em todo país, entre elas escolas particulares, torna a educação básica acessível. “Uma das maiores preocupações dos pais é a de não poder oferecer aos seus filhos um ensino qualificado que os impulsionem para um futuro promissor. Com esse benefício, o programa facilita o acesso à escola, aumentando as oportunidades para crianças e jovens”, explica a diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil, Andréia Torres.

 
Para 2018, o programa de inclusão educacional já está com as inscrições abertas e disponibiliza bolsas de estudo com 50% de desconto em todo o Brasil. Só para o Rio Grande do Norte, estão sendo ofertadas mais de 15 mil oportunidades e Natal está entre as cidades contempladas com possibilidades de matrículas para Berçário, Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

 
Os pais ou responsáveis podem realizar a inscrição do candidato por meio do site www.educamaisbrasil.com.br/educacao-basica. As vagas são para quem não possui condições de pagar o valor integral da mensalidade. Em caso de dúvidas ou mais informações consultar a central de atendimento pelos telefones 4007-2020 para Capitais e Regiões Metropolitanas ou 0800 724 7202 para demais localidades.

 

Saiba mais sobre o Educa Mais Brasil

O Educa Mais Brasil já beneficiou mais de 450 mil alunos em todo o país durante os seus 15 anos de atuação e também concede bolsas de estudo de até 70% de desconto para Graduação, Pós-Graduação, Cursos Técnicos, Idiomas, Preparatório para Concursos, Cursos Profissionalizantes, EJA – Educação para Jovens e Adultos e Pré-Vestibular/Enem. Além disso, dispõe do portal “E+B Educação” https://www.educamaisbrasil.com.br/educacao com informações sobre cursos, carreiras, dicas e notícias na área de educação.


Na próxima sexta-feira (10), a Escola Lápis de Cor promove a I FLIARTELC – Feira Literária e Artística da Escola Lápis de Cor.  A Feira reunirá diversas linguagens artísticas com o objetivo de aproximar ainda mais os alunos dos livros e do hábito de leitura, além de diversos e diferentes modos de expressão por meio da arte, valorizando, assim, autores, artistas e acadêmicos de nosso país. As apresentações ocorrerão das 8h às 11h30, para os alunos do turno matutino e das 14h às 18h para o turno vespertino.


Os alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental Anos Iniciais irão vivenciar o melhor da literatura infanto-juvenil e expressão artística por meio de uma programação que envolve exposições dos projetos literários, no II Vernissage, bem como apresentações de peças teatrais e a I Mostra de curta-metragem.


A FLIARTELC contará com stands de livros e jogos educativos para divulgação e aquisição dos alunos e seus convidados, como também a participação de convidados que realizarão apresentações artísticas, oficinas, sessão de contação de histórias, teatro, dança, shows musicais e momentos de muita interação entre os alunos.


Estes são alguns dos nomes confirmados na primeira edição da FLIARTELC:

* Cia Marmitaria de Teatro (Grupo de animações, teatro e arte circense);

* Gláucia Lima (Autora do livro Minijardins: uma Terapia para a Vida, Pós Master em Programação Neurolinguística – PNL - e Life Coach);

* Ivan Cabral (Chargista, ilustrador e quadrinista, autor do livro: Humor Sustentável, Uma Coletânea de Charges sobre o Meio Ambiente e Mestre em Educação);

* Josivan Alves (Contador de histórias e interpreta vários personagens dos quais ele faz releitura de obras literárias);

* Marise Costa (Professora da UFRN, procuradora do município e autora de livros sobre meio ambiente e urbanismo, dentre os quais, os livros infantis: " A casa do telhado branco" e "A história das minhocas");

* Manoel Cavalcante (poeta escritor, autor de livros infantis);

* Mel Costa (Cantora mirim);

* Valiene Oliveira (Palestrante e autora do livro: O Poder de Gui e Sofy);

* Vinícius Viramundos (Violeiro, contador de histórias, escritor de diversos livros de literatura infanto juvenil e compositor).

Tendo como principal proposta a discussão sobre “a voz dos que são silenciados, ou seja, o discurso e a autoria daquelas e daqueles que pertencem a grupos minoritários”, o Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, promove de 8 a 10 deste mês, a IV Semana de Letras da UFRN, com o tema: “As Entrelinhas do Silêncio”. O evento é voltado para os estudantes e professores de letras do Rio Grande do Norte, principalmente os discentes da UFRN. Inscrições pelo sigaa, abertas até o dia 08.

 

Para mais informações sobre o evento, acesse: https://ivsemanadeletrasufrn.tumblr.com/?og=1

Serviço:

IV Semana de Letras da UFRN – As Entrelinhas do Silêncio

Local: Instituto Ágora - UFRN

Data: 08, 09 e 10/11

Programação:

DIA 08.11.17

17h-  Credenciamento

18h30 - Mesa de abertura

19h - Mesa-redonda com Profª Conceição Flores, Profª Ana Santana e Profª Rosanne Araújo

DIA 09.11.17

8h - Grupos de trabalhos

14h - Minicursos

18h - Mesas-redondas

DIA 10.11.17

9h - Oficinas

14h - Minicursos

18h - Palestra com o Prof. Marcos Bagno

 

A Escola Lápis de Cor promoverá na próxima sexta-feira (3) a primeira edição da FLIART, Feira Literária e Artística da escola. O evento vai reunir diferentes linguagens artísticas para incentivar ainda mais o hábito da leitura entre os alunos. Serão apresentados trabalhos e abordados assuntos que valorizam autores, artistas e acadêmicos de nosso país. Artistas convidados participarão de apresentações artísticas, oficinas e sessões de contação de histórias com os alunos e professores da instituição.

 

 

 

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) obteve 7,6 milhões de inscritos na edição 2017, e será aplicado nos próximos dias 5 e 12 de novembro. O número parece bastante significativo, porém, é menor que o da edição anterior e já era esperado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), afinal a partir deste ano, o Enem não servirá mais para certificar o ensino médio.

 

Cerca de um milhão de candidatos, equivalente a 11%, usavam a prova para obter o diploma dessa etapa de ensino. Agora, isso será feito exclusivamente pelo Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

 

Além desse percentual, 872.105 fizeram as inscrições, mas não efetuaram o pagamento da taxa de inscrição, ou seja, não poderão fazer as provas. Outro fator são os alunos não terem conseguido a isenção da taxa, que este ano custou R$ 82 atingindo um aumento relevante de 20%.

 

Diante deste cenário e faltando pouco menos de uma semana das provas, muitos estudantes que buscavam no resultado do Enem a possibilidade de ter acesso em instituições públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas de estudo em instituições privadas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), estão de fora deste processo.

 

Uma boa alternativa e esperança para muitos estudantes é recorrer a programas de inclusão educacional, a exemplo do Educa Mais Brasil, que concede bolsas de estudo no País, com descontos que chegam até 70% nas mensalidades para a Graduação, em cursos de Direito, Engenharia Civil, Medicina Veterinária, Arquitetura e Urbanismo, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, em instituições de ensino privadas como: Estácio de Sá, Unopar, Fael, Unip  e Anhanguera.

 

“O programa de bolsas de estudo é uma ótima alternativa de ingresso no Ensino Superior para àqueles que não têm condições de arcar com 100% nas mensalidades e não fizeram a inscrição em programas do governo, afinal, nós inserimos esses alunos nas melhores instituições do País”, pontua Andréia Torres, diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

 

A inscrição é gratuita e feita exclusivamente pelo site www.educamaisbrasil.com.br. No portal é possível ver os demais cursos e instituições parceiras do programa, além da porcentagem de desconto. Mais informações podem ser obtidas por meio da central de atendimento, pelos telefones 4007-2020 para Capitais e Regiões Metropolitanas ou 0800 724 7202 para demais localidades.

 

 

 

De 30 de outubro a 1°de novembro, a Biblioteca Central Zila Mamede da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), promove a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca com o tema: A Biblioteca e a Produção Científica na UFRN.

A programação conta com mesas-redondas, minicurso, e palestras seguindo temáticas como: Períodos Científicos e Linguagem XML; Editoração Científica: Políticas, Gestão e Questões Éticas; A Importância da Biblioteca na Visão do Pesquisador, e o SISBI e sua Produção Científica.

O evento é aberto a todos os interessados e acontece na BCZM, que está situada no Campus Central da UFRN. Os horários das atividades podem ser conferidos na página do Facebook da biblioteca.

 

Acontece neste sábado, no Salesiano Dom Bosco, em Nova Parnamirim, o quarto e último aulão gratuito, de preparação para o Enem. História, Geografia, Sociologia e Filosofia serão as disciplinas desse sábado. Os aulões, quatro no total, voltados para estudantes de escolas públicas e ligadas à Anec – Associação Nacional de Educação Católica, começaram em setembro.

Os aulões, de todas as disciplinas, estão sendo ministrados pelos professores das duas unidades do Salesiano no RN (Dom Bosco e São José), sempre das 14 ás 19h. Os aulões são gratuitos, mas as vagas são limitadas. É preciso se inscrever pelo site www.salesianorn.com.br, e no dia das aulas, levar uma lata ou pacote de leite de pó, que serão doados ao Instituto Juvino Barreto, em Natal.

Os desafios que envolvem o desenvolvimento, surgimento e gestão de empresas serão vivenciados na próxima sexta-feira (22), por alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, da Escola Lápis de Cor. Os alunos do turno matutino apresentarão seus projetos a partir das 10h, já a apresentação do vespertino ocorre às 16h. Na quadra da escola as crianças vão expor e explicar a ideia de seus negócios e vendas de produtos e serviços aos visitantes do evento.  

A Feira chega em sua segunda edição com o objetivo que os estudantes desenvolvam o comportamento empreendedor e vivenciem as etapas de um plano de negócios, estimulando a criatividade e o pensamento crítico. As empresas constroem suas identidades a partir de temáticas abordadas em sala de aula. 

 

Serviço:

Feira do Empreendedorismo

Data: 22/09/2017

Horário: Manhã - Às 10h | Tarde: - Às 16h

Local: Escola Lápis de Cor (Av. Amintas Barros, 2823, Lagoa Nova)

 



Twitter