NATAL PRESS

alt

A Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde) coloca o seu segundo box móvel de informações turísticas a disposição dos turistas. No início do ano, o secretário Fernando Bezerril, determinou a colocação diária da van em Ponta Negra e, neste mês de março, a segunda van está estacionada na Praia do Meio, das 8h às 12h. Nos boxes, os estudantes do curso de turismo, recepcionam os visitantes e moradores e fornecem informações sobre transportes, serviços e passeios disponíveis na cidade. Segundo Paulo Macedo Filho, responsável pelo setor de informações turísticas da Seturde, neste mês de março, as vans estão disponíveis apenas no horário da manhã, das 8 às 12h, em Ponta Negra e na Praia do Meio, mas já em abril, os boxes estarão funcionando também no turno da tarde.

alt

Após o período carnavalesco e o descanso da Semana Santa, o projeto Costeira Viva será implementado para dar vida à Via Costeira – o principal corredor turístico de Natal e um espaço praticamente morto à sociedade natalense.

A data da estreia foi definida na manhã desta segunda-feira (18), durante reunião na Secretaria de Estado do Turismo (Setur). O projeto visa tornar a avenida Dinarte Mariz, conhecida como Via Costeira um local mais atrativo aos turistas e, sobretudo, ao natalense.

O projeto visa interditar uma faixa da avenida, das 16h às 20h, durante todos os domingos, com estreia dia 7 de abril, para reservar um espaço de lazer, prática de esporte e entretenimento ao natalense ou turista. Tudo com vista para o mar de Ponta Negra.

“A intenção é dar vida a um local pouco usado pela sociedade natalense. Que a Via Costeira possa servir de ponto de encontro para caminhadas, diversão, lazer e convivência; que esta via expressa possa ser devolvida com vida ao natalense”, comentou o titular da Setur, Renato Fernandes.

O secretário também frisou a importância da movimentação no local. A consequência natural será o melhoramento da infraestrutura da via, com investimentos em mais linhas de transporte público e aumento da segurança da população que transita pela Via Costeira. “Tudo se traduz em mais conforto à população”.

Neste projeto piloto, a proposta inicial prevê interdição da faixa voltada à praia, no trecho do Centro de Convenções ao Hotel Pestana (2,5 quilômetros). Vários parceiros participam do projeto, a exemplo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que ficará responsável pela distribuição de água aos participantes.

Ainda está em aberto a participação de organizações e entidades, além de shows culturais. “A intenção é que novos atrativos surjam à medida que o projeto se concretize. Este é apenas um primeiro momento”, ressaltou Renato Fernandes.

A parceria entre a Setur com hotéis da região permitirá o uso de parte das vagas de estacionamento deles aos frequentadores do Costeira Viva. Além disso, o estacionamento do Centro de Convenções de Natal, com capacidade para mil veículos, também será disponibilizado.

Participaram da reunião representantes da Abrasel, do Corpo de Bombeiros, Fundação José Augusto/Secultrn, Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde), e dos hotéis Imirá Plaza e Vila do Mar. A Polícia Militar, o Comando de Polícia Rodoviária Estadual e o Samu também farão parte do projeto, para orientar e proporcionar total segurança aos caminhantes.

Principal corredor turístico
A Praia da Costeira, como é chamada a faixa oceânica às margens da Avenida é pouco frequentada pelo natalense. Já foi verificado em estudos que a presença de hotéis, a ausência de transporte público eficiente e a insegurança inibem a presença do natalense no local.

“Por essas e outras queremos movimentar a Via Costeira com este projeto para que ela se torne não só um corredor turístico ou um parque hoteleiro, mas uma via pública para o lazer do natalense e, porque não, também do turista”, lembrou o secretário.

O Comitê Estadual Polo Cerâmico para o Desenvolvimento do RN se reuniu mais uma vez nesta segunda-feira (18) na Assembleia Legislativa. Neste encontro, novamente mediado pelo deputado estadual Hermano Morais (PMDB), foram discutidos os últimos ajustes no Termo de Ajustamento de Conduta que deverá ser assinado pelos empresários do setor ceramista, que tem como objetivo regularizar a atividade no estado.

Todos as instituições do Comitê (Idema, Ibama, Ministério Público, UFRN, CTGás, associações e sindicatos de ceramistas de todo o RN) estiveram presentes na reunião de hoje, que contou também com a participação de representantes do Ministério do Meio Ambiente e do deputado federal João Maia.

O ponto mais importante levantado nesta reunião foi a dificuldade de adaptação das cerâmicas às normas ambientais. As associações e sindicatos argumentaram que embora haja interesse em regularizar a situação, poucos empresários teriam condições de custear essas modificações. Para continuar debatendo sobre o assunto, uma nova reunião foi marcada para o dia 26 de março.

Ainda nesta semana, o deputado estadual Hermano Morais irá a Brasília junto com o diretor geral do Idema, Manoel Jamir Fernandes Júnior, para audiência no Ministério do Meio Ambiente para discutir sobre o custeio da adaptação e outras questões relacionadas à indústria ceramista do RN.

alt

O turismo potiguar está em alta este ano. Além da promoção da novela Flor do Caribe, na Rede Globo, a Secretaria de Estado do Turismo tem se mobilizado para aproveitar o momento favorável também pela proximidade da Copa da Fifa 2014. O titular da pasta, Renato Fernandes, além de ter firmado parceria para a volta dos cruzeiros marítimos em Natal e de ter encaminhado projetos ao PAC Cidades Históricas da ordem de R$ 104 milhões, discutiu esta semana com empresários franceses a construção de uma marina na costa natalense, entre outros investimentos.

O contato entre o grupo francês New co Marine e a Setur RN foi motivado pela viagem de Renato Fernandes à Goal to Brasil, em Milão, em fevereiro. O empresário italiano Sérgio Azeredo, da Anteagroup, fez a “ponte” entre a Setur e o grupo empresarial New co Marine. Tanto os CEOs da companhia francesa quanto Azeredo estiveram reunidos com Renato Fernandes na Setur RN esta semana para discutir a viabilidade do projeto da marina. O local para construção ainda está indefinido. Problemas ambientais impedem algumas propostas. A mais viável, segundo os empresários, é próximo ao restaurante Tábua de Carne, na Via Costeira.

O grupo empresarial New co Marine é responsável pela construção de todos os portos italianos e boa parte dos franceses. Com know how para outros investimentos, eles também ouviram outras ideias propostas pelo titular da Setur. Entre elas, a construção de terminais de granéis em Porto do Mangue e uma plataforma para consertos de embarcações no Porto Ilha de Areia Branca. Como explicou o secretário, hoje os navios buscam esse serviço apenas na costa do Uruguai.

FOTO: DIVULGAÇÃO

alt

Além do aspecto envolvendo a questão da moda e tendências para 2013, a realização em Natal, da “Feira 40 – Calçados e Acessórios”, que se encerra nesta quarta-feira, dia 6, no Centro de Convenções, representou não só o incremento da economia local, durante o seu período de realização, como também abriu espaço para a possibilidade de atrair para o Estado indústrias do sul do País.

Segundo Nailson Azevedo, diretor da Coohotur, a cooperativa que administra o Centro de Convenções, o evento ofereceu uma boa oportunidade para que as áreas de fomento do governo atuassem no sentido de captar para cá a vinda de indústrias do ramo, mostrando uma política de incentivo atrativa. Este fato já foi evidenciado pela Secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, através do seu secretário-adjunto, Silvio Torquato.

“ Foi uma oportunidade ímpar para o governo captar indústrias para o RN. Afinal, contamos aqui com a presença de expressivos representantes da elite econômica nacional, explica Azevedo.

Um efeito imediato da realização da “Feira 40 Graus” em Natal foi sentindo pelo setor de turismo. Somente para alojar os seus convidados, os organizadores do evento reservaram cerca de 800 apartamentos de hotéis, impulsionando a ocupação hoteleira em pleno período de baixa estação, iniciado após o carnaval.

Para Azevedo, “um evento dessa magnitude colaborou para, de certa forma, ‘prolongar’ a temporada turística.

Durante os últimos três dias um contingente superior a duas mil pessoas movimentou a economia natalense, consumindo produtos e serviços locais, movimentando restaurantes, shoppings e toda a engrenagem que envolve a cadeia produtiva do turismo.

Natal está de volta à rota dos cruzeiros marítimos. A Secretaria de Estado do Turismo (Setur), em conjunto com a Codern e a companhia Brazilian Cruises Representation (BCR) firmaram parceria para 24 escalas com embarque e desembarque no Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Natal. A primeira escala do navio da companhia – com capacidade para 750 passageiros – está agendada ainda para este ano, em 5 de dezembro.

“Esta parceria para a sonhada retomada dos cruzeiros marítimos regulares no Porto de Natal é fruto de conversas iniciadas no último Workshop da CVC, em São Paulo. Prometemos ajudar no que fosse possível para concretizar esta iniciativa e divulgar o destino Natal já a partir do Terminal Marítimo, para que este turista desça do navio e venha conhecer o que nossa cidade tem a oferecer de melhor”, comentou o titular da Setur, Renato Fernandes.

Durante a reunião, ocorrida na Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) na manhã de ontem (4), também foi acordada a promoção do “Reveillòn de Natal”, com celebração de virada do ano a bordo do navio, das 8h do dia 31 de dezembro até às 13h do dia seguinte. Renato Fernandes, também sugeriu a possibilidade de uma comemoração semelhante durante o período natalino, aproveitando a vocação de Natal, descoberta em 25 de dezembro.

A companhia BCR já operou cruzeiros marítimos em Natal tempos atrás. Após a queda da demanda, cancelou a rota e agora retoma as atividades com a possibilidade de serviços de qualidade oferecidos pelo novo Terminal Marítimo de Passageiros e a proximidade dos jogos da Copa de 2014, onde Natal será uma das 12 cidades sede. As rotas para Natal farão escalas em Recife, Cabedelo, Fortaleza e Fernando de Noronha.

O acordo inicial prevê as 24 escalas no período entre dezembro e março – correspondente à alta estação no Rio Grande do Norte. O diretor-presidente da BCR, Milton Sanches, se mostrou satisfeito com a retomada do destino Natal e abriu a possibilidade de abranger também os meses de abril e maio. A BCR é uma empresa especializada em cruzeiros e um dos principais receptivos marítimos de Fernando de Noronha.

alt

Foi aberta na manhã desta segunda-feira (04), pela Governadora Rosalba Ciarlini, a Feira de Calçados 40 Graus, que até o dia 6 de março reunirá no Centro de Convenções de Natal as principais marcas de calçados do Brasil. O evento é responsável pelo lançamento das novidades para os lojistas das regiões Norte e Nordeste do país, aquecendo o mercado atacadista. Esta é a primeira edição da feira realizada fora do eixo Sul/Sudeste. Em novembro passado, a governadora Rosalba Ciarlini foi até a cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, onde acontecia a edição 2012 da feira, para conversar com lideranças sindicais do setor de calçados, empresários e conseguir realizar a feira no RN. A expectativa da organização é abrir um novo momento do setor calçadista nacional a partir da Feira realizada no Rio Grande do Norte.

Acompanhada do secretário adjunto do Desenvolvimento Econômico, Sílvio Torquato, e do secretário de Turismo, Renato Fernandes, a governadora disse que essa é uma oportunidade de traçar negócios que futuramente podem transformar o Rio Grande do Norte em um polo do setor calçadista. Destacou, ainda, a importância da realização de uma feira deste porte para o trade turístico da cidade. “Essa feira tem uma importância muito grande porque são as maiores indústrias calçadistas do nosso Brasil que estão expondo aqui, além da importância de termos essa referencia de uma feira que é nacional, estamos recebendo pessoas de diversas partes do país que vão poder conhecer as nossas belezas naturais e isso faz parte também do turismo de negócios. Atrair feiras de negócios é também uma forma de atrair turistas”.

A negociação entre a Merkator Feiras e Eventos e o Governo do Estado garante a realização da Feira por pelo menos mais quatro anos. “Até 2017 o Rio Grande do Norte vai sediar, mas vamos nos esforçar para que ele fique sempre aqui. A partir de agora o Brasil inteiro vai poder conhecer de perto o nosso potencial, nossa mão de obra qualificada e talentosa, nós queremos atrair investimentos para o nosso estado através da área calçadista”.

Guiada pelo diretor da Merkator, organizadora da feira, Frederico Pletsch, Rosalba visitou os stands, conferiu as novidades e elogiou a organização. O secretário de Turismo, Renato Fernandes também acompanhou o passeio e destacou que a realização da Feira 40 graus vai trazer um saldo positivo para o turismo do RN. “Quando nós temos a oportunidade de trazer um evento do porte da Feira 40 graus para o RN, como fez a governadora Rosalba Ciarlini, a gente sabe que cada vez mais o turismo é prioridade para o Estado. A principal reclamação da rede hoteleira e também dos operadores do turismo é para que o estado viva os 365 dias do ano, e é isso que essa feira faz. O turismo de eventos é fundamental, mesmo para uma cidade com a vocação turística de Natal. A meta é manter o Rio Grande do Norte vivo, turisticamente e economicamente, durante os 365 dias do ano”.

Já o secretário-adjunto de desenvolvimento econômico, Sílvio Torquato essa Feira vai movimentar o setor calçadista e chamar a atenção de indústrias que podem até se instalar em solo potiguar. “Nossa expectativa é que nós voltemos a ter no RN um polo calçadista, hoje já temos algumas indústrias no Seridó, mas ainda não temos nada forte no estado, então trazendo a Feira para cá, isso pode mudar e em um futuro próximo, voltemos a ter uma mentalidade calçadista no RN”.

A Feira 40 Graus tem programação destinada a lojistas e profissionais do setor e segue até o dia 06 de março, das 10h às 18h, no Centro de Convenções de Natal. O evento conta com o apoio e parceria de diferentes sindicatos do setor calçadista da região Sul do país.

Texto: Luiza Mendes



Twitter