NATAL PRESS

Em função da gravidade do quadro econômico nacional com expectativas de quedas nas projeções de Produto Interno Bruto (PIBs) para o exercício de 2013, o Rio Grande do Norte, assim como os demais estados e municípios brasileiros, enfrenta crise financeira. Para detalhar os motivos que obrigaram o Governo do Estado a adotar um conjunto de medidas de redução de gastos, o secretário estadual de Planejamento e Finanças, Obery Rodrigues, concedeu entrevista coletiva à imprensa na tarde desta quarta-feira (31), no auditório da Governadoria. Obery estava acompanhado do Consultor- geral do Estado, José Marcelo, do Controlador-geral do Estado, Anselmo Carvalho e do Secretário de Comunicação, jornalista Edílson Braga.

Inicialmente, o Secretário fez uma breve exposição sobre a crise porque passam o País, os Estados e os Municípios e analisou os cortes que atingiram o orçamento dos três Poderes, TCE Ministério Público. Segundo Obery, os cortes promovidos não foram surpresa para nenhum dos Poderes, “até porque a governadora Rosalba Ciarlini se reuniu, individualmente, com o deputado Ricardo Motta, com o desembargador Aderson Silvino, com o Procurador-Geral de Justiça Rinaldo Reis, com o presidente do TCE, Paulo Roberto. Também várias reuniões com equipes técnicos de todos os órgãos e poderes analisando a situação financeira do Estado.”

O Secretário de Planejamento disse que o Rio Grande do Norte vem enfrentando, desde o ano passado, uma situação de frustração de receita na ordem de 5,3%. Isso, segundo Obery Rodrigues, obrigou o Governo do Estado a adotar, de acordo com as previsões legais da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei de Diretrizes Orçamentárias, “um conjunto de medidas com vistas a adequar a programação financeira ao quadro concreto de frustração de receitas do Estado, principalmente, das duas principais fontes que compõem a receita do Tesouro do Estado, o ICMS e o FPE”.

De acordo com o Secretário de Planejamento, as projeções orçamentárias são feitas de acordo com informações passadas pela Secretaria do Tesouro Nacional. “Fizemos o planejamento com relação ao Fundo de Participação dos Estados (FPE), aplicando o índice do Rio Grande do Norte, que era de 4,17%, alcançando o valor de R$ 3,88 bilhões. Porém, a receita orçada com base nas informações da Secretaria do Tesouro Nacional não se realizou neste primeiro semestre”, pontua o titular do Planejamento.

Em maio, o Governo Federal publicou um decreto reduzindo a expectativa do FPE em 8,1%, o que dificultou o planejamento feito. Na última semana, foi publicado outro decreto de reprogramação financeira por parte do Governo Federal, reduzindo ainda mais a transferência do FPE, agora em 12%.

Com a situação de crise que alcança todos os estados da Federação, o RN foi obrigado, em função da frustração de receita, a adotar medidas de readequação do orçamento. Entre as principais medidas adotadas estão a contenção de despesas com pessoal, suspensão da concessão de gratificações, revisão de todos os contratos de locação de veículos, proibição da contratação de cargos comissionados, controle nos gastos com diárias e passagens aéreas. Além disso, todos os órgãos estão levantando, individualmente, as reduções que podem ser feitas de acordo com as especificidades de cada um.

O empreendedorismo potiguar formal está crescendo. Em pouco mais de três meses de atuação, o Programa Mão Amiga mobilizou 1.835 empreendedores autônomos informais da Grande Natal. Mais de 500 deles já solicitaram o financiamento para se estruturar e sair da informalidade. Desse total, 348 operações foram liberadas, totalizando R$ 450 mil; 79 processos estão em tramitação.

A meta do programa Mão Amiga é atender 1.700 contratos na primeira fase, com valor máximo de R$ 1.500. O objetivo do Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte (Sedec), em parceria com a Agência de Fomento (AGN), é fomentar a economia do estado através do apoio financeiro ao empreendedorismo potiguar.

Para isso, um dos diferenciais do programa Mão Amiga é a agilidade. Voltado para pessoas que têm o desejo de abrir o próprio negócio, mas não possuem crédito, o programa também oferece capacitação e suporte para que elas possam prosperar na atividade e crescer.

Nos primeiros três meses de atuação na Grande Natal, 929 empreendedores receberam capacitação através dos agentes de crédito, e cerca de 600 se cadastraram. O apoio, concedido através de incentivo financeiro e capacitação, é destinado a qualquer comerciante, de qualquer ramo de atividade, desde que seja para gerar renda.
O programa Mão Amiga conta com o investimento inicial de R$1,3 milhão. Parte dos recursos será destinada para a bonificação dos juros que será concedida ao empreendedor que pagar o empréstimo em dia. “Alguns fatores como a bonificação de juros zero para o cliente que pagar em dia e a própria característica do programa em atender um nicho de clientes que não tem acesso a outros tipos de financiamentos são justificativas para o sucesso do Mão Amiga”, destaca João Augusto Melo, diretor-presidente da AGN.

Os interessados em obter outras informações sobre o programa Mão Amiga devem se dirigir à sede, que fica na Avenida Hermes da Fonseca, 1009, ou podem solicitar a visita de um agente de crédito na comunidade, através dos telefones: 3232-0824, 3232-0651, 3232-6107, 3232-6108 e 3232-6106.

A Host Broadcast Services (HBS), emissora anfitriã da Copa do Mundo, promove workshop para estágio remunerado na empresa em diferentes funções. O público alvo são universitários das áreas tecnológica e de comunicação. O minicurso acontece das 9h às 11h desta quarta-feira, 31, no auditório de Infraestrutura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Esse será o primeiro treinamento para os estudantes universitários, que proporcionará a possibilidade de apresentar a empresa e prepará-los para desempenhar diferentes funções no Mundial de 2014 da Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Os interessados poderão estagiar na empresa HBS como assistente do gerente de logística local nas áreas de Turismo, Administração e Gestão de Eventos; assistente do local manager broadcast para Recursos Humanos, Administração, Gestão e Produção de Áudio Visual; e assistente do gerente técnico local para Engenharia Eletrônica, Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

E também nas funções de IS/IT assistente para Tecnologia da Informação e Informática; assistente de comentarista para Comunicação, Línguas Estrangeiras, Engenharia Eletrônica, Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Produção Audiovisual; assistente de transmissão de informações para Gestão de Eventos e Comunicação; e FBST assistente local, para Gestão de Eventos e Comunicação.

As inscrições poderão ser feitas 30 minutos antes do curso no local do evento. Mais informações estão disponíveis no site do UFRN na Copa: www.ufrnnacopa.ufrn.br

A HBS é uma organização anfitriã especialista em radiodifusão de eventos esportivos, originalmente estabelecida com o mandato de produzir os sinais de televisão e rádio para a Copa do Mundo de 2002. A HBS é responsável por produzir a cobertura multilateral, a transmissão, os comentários e os serviços associados para emissoras mundiais. Para conseguir isso, ela constrói, instala e gerencia um Centro Internacional de Transmissão.

Contenção de despesas com pessoal, suspensão da concessão de gratificações, proibição da contratação de cargos comissionados e suspensão de viagens são algumas das medidas adotadas na noite de hoje (29) pela governadora Rosalba Ciarlini, durante reunião com o secretariado para avaliação de metas.

Durante três horas de reunião, a governadora ouviu de cada um dos secretários relato das metas que se propõem a executar para ajudar na redução do custeio da máquina. Semanalmente essas reuniões serão realizadas quando o cumprimento das metas serão cobradas pessoalmente pela governadora, que ficará na linha de frente no controle dos gastos.

Entre as medidas adotadas ficou determinado que haverá um rígido controle nos gastos com diárias – estão preservadas as consideradas extremamente essenciais –, com combustíveis e uma revisão em todos os contratos de locação de veículos. Todas as secretarias terão de reduzir a sua frota, menos Segurança.

Outras medidas anunciadas durante a reunião: na próxima semana terá início um mutirão na saúde para a realização de cirurgias, como uma forma de desocupar leitos; mais agilidade na conclusão de obras para aumentar a oferta de leitos nos hospitais públicos, e maior rapidez na construção de cisternas pela Secretaria de Ação Social.

Será assinado nesta terça-feira (30), às 16 horas, no salão nobre do Palácio Felipe Camarão, o contrato entre a Prefeitura de Natal e a empresa Falconi Consultores de Resultado. A ideia da contratação deste serviço é levar a administração a recuperar a sua capacidade de investimentos com ações de redução de despesas, aumento na arrecadação, sem aumentar impostos, e corte dos cargos comissionados, gerando uma economia necessária para equilibrar as finanças municipais.

Conforme o secretário de Administração e Gestão Estratégica, José Dionísio Gomes, com a consultoria da Falconi inaugura-se uma nova fase na Prefeitura: “Será auditada uma nova folha de pagamento e as distorções corrigidas”.

Ele informou que o valor do contrato é de R$ 904 mil pelo período de seis meses. Ainda de acordo com o secretário, a consultoria da Falconi trabalhará em conjunto com uma equipe técnica da Prefeitura e o trabalho será executado por etapas, de acordo com as metas definidas.

Reconhecida pela capacidade de ajudar as organizações a construir resultados excepcionais pelo aperfeiçoamento de seu sistema de gestão, a consultoria Falconi atua há mais de 30 anos no mercado nacional. Em Natal, a Falconi vai trabalhar para alcançar no período de 12 meses o aumento das receitas tributárias em R$ 12 milhões, reduzir despesas correntes em R$ 24 milhões e reduzir as inconsistências da folha de pagamento com uma ampla e minuciosa consultoria.

O Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) entrou com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF), como interessado na causa no processo sobre Desaposentação, defendendo os interesses dos segurados que continuam contribuindo após a aposentadoria.

O que está em discussão é a troca de uma aposentadoria com menos tempo de contribuição e menos idade, por uma nova aposentadoria com mais idade e mais tempo de contribuição, o que geralmente resulta em valor maior.

Apesar do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ter julgado o recurso repetitivo reconhecendo o direito à desaposentação, esta decisão apenas orienta os cinco Tribunais Regionais Federais (TRFs) do País a julgarem dessa forma os recursos que ficaram sobrestados à espera de uma posição. “Mesmo com essa orientação, a maioria dos TRFs continua negando o direito à desaposentação”, explica Adriane Bramante, vice-presidente do IBDP.

A palavra final será dada pelo STF - guardião da Constituição Federal – que ainda não julgou o Recurso Extraordinário (RE) 661256, que trata da validade jurídica da chamada desaposentação.

Por esse motivo, os segurados que estão com seus processos parados na justiça estão ansiosos aguardando um parecer favorável. “O IBDP, que já teve decisões importantes este ano, ingressa nesse processo como Amicus curie, a favor dos interesses dos segurados, o que permitirá participar da decisão e contribuir efetivamente na defesa desse direito”, completa Adriane.

alt

Em reunião realizada na Secretaria da Agricultura, com as presenças dos organizadores da EXPOLAJES - César Militão e Idalécio Pinheiro (representantes da Acosc e Sindicato dos Produtores de Lajes), do presidente da Emater, Henderson Magalhães, do presidente da Ancoc, Alexandre Confessor, do Diretor técnico da Emparn, Alexandre Wanderley, e do presidente da Federação da Agricultura, José Álvares Vieira, o Secretário da Agricultura, Junior Teixeira, informou aos presentes que o Estado não teria disponibilidade de recursos para promover a realização da XX EXPOLAJES, que estava prevista para o último final de semana de agosto.

“Uma triste notícia para a nossa cidade, a para a caprinovinocultura da Região Central e um fim melancólico para uma exposição constante do Rank nacional, no ano em que completaria vinte anos sem interrupção, ressaltou o presidente do Sindicato dos Produtores de Lajes, César Militão.

De acordo com o presidente da Faern, José Vieira, quem perderá com o cancelamento da ExpoLajes serão os produtores rurais. “Fiquei muito triste com essa informação. A Federação da Agricultura, entidade que sempre ajudou na feira, sabe da importância da exposição para a economia local e para os negócios de nossos produtores. O Governo deve uma resposta aos produtores. Deve uma resposta concreta a cidade de Lajes”, finalizou Vieira.

alt

Reunindo sempre relevantes nomes da política, do empresariado e do entretenimento em geral, com reconhecimento, para abordar temas importantes no cenário estadual e nacional, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Norte (FCDL-RN) e a CDL Mossoró mantêm a tradição e traz para XVI Convenção do Comércio e Serviços do Rio Grande do Norte um mix de palestras que pretendem atender diversos segmentos da economia potiguar.


Para esta edição, que acontecerá nos dias 16 e 17 de agosto deste ano no Teatro Dix-Huit Rosado, na cidade de Mossoró, a Convenção Estadual leva para a capital do oeste nomes como: Cassiano Arruda (Jornalista), Rodrigo Pimentel (Tropa de Elite), Angela Hirata (Havaianas), Kléber Nóbrega (Especializado em Serviços), Angelina Basílio (Rosas de Ouro), Fred Alecrim (Consultor), André Macêdo (Tributarista) e Astênio Araújo (Consultor).

Conheça um pouco mais sobre estes nomes

Cassiano Arruda (Jornalista)
Formado pela Faculdade de Jornalismo Elói de Souza, a segunda do Brasil, Cassiano Arruda tem uma carreira bastante movimentada. Sua trajetória teve início na agência Vésper Propaganda, em 1963, onde atuou como redator e assistente do diretor Fernando Cascudo. No mesmo ano, Arruda ingressou no jornal Tribuna do Norte, onde trabalharia como repórter, chefe de reportagem e também de redação e editor geral até 1970. Cassiano Arruda atuou ainda no Diário de Natal, onde lançou a coluna Roda Viva, que circulou até 2009, quando passou a ser publicada nas páginas do Novo Jornal – com tiragem de 3,5 mil exemplares diários e dirigidos pelo próprio Arruda.

Rodrigo Pimentel (Tropa de Elite)
Rodrigo Rodrigues Pimentel, mais conhecido como Capitão Pimentel, foi capitão da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Ex-integrante do Bope, hoje consultor de segurança, Pimentel entrou para a polícia com 18 anos e pediu demissão aos 29 anos. Seu primeiro contato com o cinema foi durante a produção de Notícias de uma Guerra Particular. Foi durante as filmagens do documentário Ônibus 174, sobre o sequestro do ônibus 174 no Rio de Janeiro, que Pimentel comentou seu interesse de fazer uma ficção sobre a polícia do Rio, baseados em relatos de amigos e na sua própria experiência no Bope. Nascia ali a ideia do Tropa de Elite.

Angela Hirata (Havaianas)
Angela foi diretora de Comércio Exterior da São Paulo Alpargatas, no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2004. É formada em administração de empresas, com especialização em comércio exterior. Tem vasta experiência na representação de negócios internacionais, vendas e desenvolvimento de mercados. Na São Paulo Alpargatas assumiu o desafio de promover uma expansão internacional. Hoje, os produtos são exportados para mais de 80 países, com posicionamento "top" e ênfase na valorização da marca.

Kléber Nóbrega (Especializado em Serviços)
Consultor, pesquisador, conferencista internacional, professor de gestão empresarial, enfocando temas como serviços, gestão estratégica, gestão da qualidade. É Doutor em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP (POLI-USP); Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Engenheiro Mecânico pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Angelina Basílio (Rosas de Ouro)
Angelina Basilio é formada em Administração de Empresas pela Faculdade FASP (Faculdade de Administração São Paulo). Quando tinha 14 anos a escola foi fundada por seu pai e mais 3 amigos. Os primeiros ensaios foram realizados na rua, em frente casa aonde morava. Participou do primeiro desfile oficial da escola, em 1972, na Avenida São João, como componente de ala.Em 1974, desfilou como 1° porta-bandeira da escola, ostentando o pavilhão oficial. Em 75, 76, 77 e 78 desfilou como destaque de chão. Em 2003, assumiu a presidência em decorrência de um trágico fato, o falecimento de seu pai.

Fred Alecrim (Consultor)
Graduado em Administração de Empresas; Especialista em Marketing e Gestão empresarial; Pós em Pedagogia Empresarial Estratégica; Certificado em Social Media Marketing e Content Marketing. Palestrante e Capacitor da Ponto de Referência; Cofundador da EITA! Sistemas Apaixonantes; Cofundador da Companhia do Intercâmbio; Criador do blog UaugoMais; Autor do livro UaugoMais: Uau’s pra Ins-pirar você e seu negócio.

André Macêdo (Tributarista)
André Luís Miranda de Macêdo, Advogado e Contador, Pós-Graduado em Direito Tributário e Gestão Pública. Bacharel em Direito e Ciências Contábeis. Sócio da Conta Contabilidade e Consultoria Ltda. Sócio de Macêdo & Fernandes Advocacia Empresarial. Assessor Técnico da Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais. Ex-Secretário de Tributação do Município de Natal/RN.

Astênio Araújo (Consultor)
Astênio Araújo é fundador e CEO da Inovai Consultoria. É consultor de empresas, especialista em estratégia, gestão e finanças pelo Amana-Key e pela Fundação Dom Cabral. É professor de estratégia empresarial da pós-graduação da UFRN e Ex-CEO da Alesat Combustíveis.

Inscrições e informações
As inscrições para a XVI Convenção do Comércio e Serviços do RN já estão abertas no valor de R$ 200,00 para os associados as CDL de qualquer município do Estado e estudantes, e R$ 250,00 para não associados. Os interessados já podem entrar em contato com a FCDL/RN ou com a CDL Mossoró, através dos telefones (84) 3211-8842 ou (84) 3422.0300.

Parcerias
A XVI Convenção do Comércio e Serviços do RN é uma realização da FCDL/RN e da CDL Mossoró. Para esta edição, o evento conta com a parceria do Governo do Estado do RN, Prefeitura de Mossoró, Governo Federal, Banco do Nordeste, FIERN.

alt

Esse é mais um capítulo na novela da TelexFREE, que vem ganhando notoriedade desde o final do mês passado, quando a justiça bloqueou os ativos da empresa

Diogo Max, de Exame.com


"A TelexFREE está se defendendo de forma vigorosa perante o Poder Judiciário do Acre e confia plenamente na Justiça Brasileira que certamente reparará uma das decisões judiciais mais danosas da história do empreendedorismo brasileiro", diz o comunicado. A empresa também afirmou que seu modelo de negócios é "economicamente viável".

O recurso ainda não foi analisado, porque, de acordo com a TelexFREE, os magistrados estavam de férias e o juiz substituto se encontra na cidade de Manoel Urbano, mais de 200 km de distância da capital Rio Branco.

Esse é mais um capítulo na novela da TelexFREE, que vem ganhando notoriedade desde o final do mês passado, quando a justiça bloqueou os ativos da empresa e a Polícia Federal foi chamada para investigá-la devido a um suposto esquema de pirâmide financeira.

Proibido no Brasil, o modelo se mantém por meio do recrutamento progressivo de pessoas, até chegar a níveis que tornam o retorno financeiro insustentável. Estima-se que a TelexFREE tenha arregimentado pelo menos 1 milhão de pessoas no país.

Devido ao imbróglio na Justiça, franqueados da empresa norte-americana vêm fazendo várias manifestações pelo Brasil. Eles fazem carreatas pelas capitais e reclamam que estão sem poder receber por trabalhos prestados desde a decisão que suspendeu as atividades da TelexFREE.

Atuando no Brasil desde março de 2012, a TelexFREE vende planos de minutos de telefonia voz sobre protocolo de internet (VoIP), que permitem ligações ilimitadas para 41 países por US$ 49 mensais. Para o ministério da Justiça, o modelo de negócio da empresa é apenas fachada para o esquema de pirâmide financeira.

Texto atualizado às 14h

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/telexfree-oferece-r-660-milhoes-para-voltar-a-funcionar

Uma pesquisa realizada pelo painel online CONECTA, divulgada pelo jornal Brasil Econômico de São Paulo aponta que 85% dos internautas brasileiros frequentam shoppings centers e ainda 10% vão diariamente. O dado interessante da pesquisa é que a região Nordeste concentra a maior quantidade de frequentadores assíduos: 17% dos internautas nordestinos declaram ir a shoppings diariamente, enquanto as demais regiões a proporção fica entre 5% e 9%.

O Norte Shopping tem um fluxo médio mensal de aproximadamente 700 mil visitas, "o crescimento do fluxo tem sido constante e acreditamos que o fato dos centro comerciais agregarem opções de lazer faz com que esse numero cresça ainda mais. O Norte Shopping prepara-se para receber 10 salas de cinema até o final do ano e desta forma, podemos prever um aumento significativo de fluxo", acrescenta a gerente de marketing, Karla Botelho.



Twitter