NATAL PRESS

A Assessoria de Comunicação do Governo do Estado informa que os técnicos da Secretaria Estadual de Planejamento e Finanças junto com o Ipern – Instituto de Previdência do RN – estão reunidos desde o início da manhã para identificar a origem do problema e dar uma solução o mais rápido possível. A expectativa é que o pagamento seja feito ainda hoje.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SEDEC) e da Junta Comercial do RN (JUCERN), firmou convênio de cooperação técnica com a Receita Federal para implantação da Rede Nacional de Simplificação do Registro de Empresas e Negócios (Redesim). Com a assinatura, passa a ser possível a integração e o intercâmbio de informações entre o Cadastro Sincronizado Nacional (CadSinc) e o sistema aplicativo de integração estadual (SIGFácil).

A integração facilitará a vida dos empreendedores junto à Receita Federal, Secretaria de Estado de Tributação, JUCERN e órgãos estaduais e municipais com o mínimo de burocracia, além de conferir agilidade na emissão de documentos. De acordo com o titular da SEDEC, Rogério Marinho, a Redesim trará um ambiente seguro para gerar a formalização dos negócios com a garantia de um maior número de empregos e mais competitividade dos empreendimentos.

A Redesim - que tem como objetivo reduzir o tempo para abertura, alteração e fechamento de empresas em todo o Rio Grande do Norte - funcionará como um portal na internet onde o empresário terá acesso a todos os procedimentos para legalizar seus negócios. Com o serviço, o empresário não precisará mais percorrer diversas instituições, além de poder acompanhar todo o andamento do processo por meio eletrônico.

Para garantir um atendimento ágil e a oferta de equipamentos de tecnologia moderna no atendimento ao público, a SEDEC viabilizou com a Receita Federal a doação de equipamentos de informática para a Secretaria e JUCERN.

No Rio Grande do Norte, a Redesim será integrada por representantes do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Secretaria de Tributação, Junta Comercial, Corpo de Bombeiros e Idema, Receita Federal, prefeitura de Natal e as demais representadas pela Femurn, Conselho Regional de Contabilidade e SEBRAE/RN.

*Em anexo, imagens da doação de equipamentos com a presença de Rogério Marinho; Marcos Hubner, da Receita Federal e Fernando Virgílio, da JUCERN.

alt

A Moura Dubeux entregou na noite da última terça-feira (27), mais um empreendimento em Natal, o Jardins de Lagoa Nova. O edifício residencial possui apartamentos com área privativa de 117m², com três quatros, sendo duas suítes, dependência de empregada, três elevadores sociais e ainda uma ampla área de lazer, dotada de piscinas adulto e infantil, deck molhado, churrasqueira lan house, sala de ginástica, salão de festas, salão de jogos, playground, copa e hall social. Todas as áreas comuns foram entregues decoradas e equipadas.

A apresentação dos detalhes construtivos e diferenciais do residencial aos proprietários contou com a presença do diretor regional da MD no Rio Grande do Norte, Fernando Amorim. "Estamos muito orgulhosos de realizar a entrega de um mais um dos nossos empreendimentos e continuamos buscando superar a expectativa dos nossos clientes, apostando em qualidade, localização, pontualidade na entrega e compromisso pós-obra", destacou Amorim.

Desde a sua chegada na capital potiguar, em 2008, a construtora já realizou 25 lançamentos, dos quais 11 empreendimentos já foram entregues rigorosamente dentro do prazo, uma das maiores marcas da construtora. Além do edifício residencial Jardins de Lagoa Nova, entregue neste final de agosto, e o José de Almeida, no Tirol, no último mês de julho, ainda neste ano serão entregues mais outros três em Natal: Geraldo Pinho, Alameda Lagoa Nova e Bossa Nova.

alt

A agência do Banco do Brasil localizada no Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) informa que ficará fechada por tempo indeterminado. A informação é do gerente geral José de Arimatéia Campos.

O motivo do fechamento e a consequente paralisação na prestação dos serviços, ainda segundo o gerente geral, foi um incêndio ocorrido na tarde de quarta-feira, 28 de agosto, durante a queda repentina no fornecimento de energia elétrica (apagão), que acometeu praticamente toda a região Nordeste.

O incêndio, conforme explicou José de Arimatéria Campus, ocorreu na sala do serviço online, danificando o computador-mãe, que distribui os sinais para os demais equipamentos eletrônicos.

De acordo com o gerente José de Arimatéia Campos, a superintendência do Banco do Brasil no Rio Grande do Norte já determinou a troca imediata dos equipamentos danificados, mas, apesar disso, não há ainda uma previsão do retorno dos serviço bancários à comunidade.

A orientação para os clientes que são servidores da UFRN é que procurem a Agência Setor Público, situada à Avenida Miguel Castro, 1095, 7º andar, no bairro Lagoa Nova, em Natal (telefone: 3673-5900), para realizar as suas ordens bancárias.

À comunidade em geral, o gerente orienta que se dirijam a qualquer outra agência do Banco do Brasil mais próxima.

O apagão elétrico que atingiu todo o Nordeste na tarde desta quarta-feira, dia 28, impediu a conclusão da transmissão dos arquivos eletrônicos da folha de pagamento do Governo do Estado para o Banco do Brasil.

Em razão dessa interrupção na transmissão de dados, o pagamento relativo ao primeiro dia útil de alguns órgãos da administração direta poderá não estar creditado à meia noite desta quarta-feira (28), como programado, e sim até o meio-dia desta quinta-feira (29).

alt

Natal Shopping Center recebe loja de produtos temáticos como brinquedos, eletrônicos,

jogos, bolsas e artigos para casa

A Fantasia (www.fantasia.com.br <">http://www.fantasia.com.br>;), maior rede de franquia especializada em produtos licenciados de personagens infantis, inaugura no dia 12/09 uma loja no Natal Shopping Center, maior e mais antigo centro comercial da região, localizado na Av. Brancas Dunas, BR – 101. Esta será a terceira loja da rede, que já conta com mais de 47 quiosques espalhados por 15 estados brasileiros. A franqueada Denise Krummenauer Pahim, 50, será responsável pela unidade na capital e espera iniciar um negócio de sucesso e contribuir para a consolidação da marca Fantasia.

“A Fantasia nos dá a possibilidade de reunir num só espaço todo um mix de produtos licenciados dos mais famosos personagens infantis, como Mickey, Minnie, Pateta & cia. Com isso esperamos surpreender o público e oferecer uma experiência única aos nossos clientes com muito encanto e magia”, diz a empresária.

A rede oferece mais de mil itens que vão de R$ 8,90 a R$ 800, como materiais de papelaria, brinquedos, eletrônicos, jogos interativos, bolsas, roupas e artigos para a casa. São fornecedores nacionais e internacionais licenciados, que agradam todas as idades.

O investimento de uma unidade quiosque Fantasia é R$ 164 mil, incluindo taxa de franquia, instalação da unidade, estoque, capital de giro e marketing inaugural. A projeção de retorno médio é de 24 meses e o faturamento médio de R$ 35 mil. Os quiosques têm 6 m, com cerca de cinco funcionários por ponto. Já o modelo de loja tem investimento de R$ 300 mil. A taxa de franquia é de R$ 50 mil e a projeção de retorno é de 18 a 30 meses. O faturamento deve ficar em uma média de R$ 65 mil. A loja tem cerca de 45 m² e 5 funcionários.

Serviço:
Natal Shopping Center - Av. Brancas Dunas, BR – 101
http://www.natalshopping.com.br/site2011/

Foto: Alex Viana

alt

A diretoria da Companhia Docas do RN (Codern) juntamente com membros dos Conselhos deliberativos da Federação das Indústrias (Fiern) e Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) fizeram uma visita ao Porto Ilha, localizado em em Areia Branca-RN, durante a tarde desta quarta-feira (21). O objetivo da visita foi mostrar ao empresariado do Rio Grande do Norte a importância que o Porto Ilha – que assim como o Porto de Natal também é administrado pela Codern – tem para o Estado.

Como explica o presidente da Codern, Pedro Terceiro de Melo, o Rio Grande do Norte ainda não atentou para a importância que o Porto Ilha tem para o desenvolvimento do Estado. "Esta é uma obra única no mundo e a gente sabe que o próprio RN não tem o conhecimento que deveria ter. Nós queremos que os industriais e empresários tomem conhecimento do Porto Ilha e da importância que ele tem para a economia do Estado do RN", explica o presidente da Companhia.

O Porto Ilha está localizado a 14Km mar à dentro, partindo da costa de Areia Branca, de onde partiram dois barcos com os empresários da Fiern, Sebrae, Codern e profissionais da imprensa. Duas horas de percurso foram necessárias até se chagar no terminal de Sal (Porto Ilha). Em alto mar, os presentes contemplaram a ilha artificial - obra de engenharia exclusiva no mundo – cujo projeto foi elaborado pela empresa norte-americana Soros Associates Consulting Engineers. A obra foi inaugurada em 3 de fevereiro de 1970.

Estiveram presentes na visita ao Porto Ilha o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Zeca Melo; o presidente da Associação Comercial do RN, Itamar Manso; o vice-presidente da Fecomércio, Luiz Lacerda; o empresário e diretor da Fiern, Leônidas de Paula e ainda empresários e líderes de sindicatos no Estado.

Ampliação

Recentemente o Porto salineiro passou por uma ampliação iniciada em 2009 e finalizada no ano passado. Com a reforma o porto passou a ter maior velocidade de carregamento bem como maior capacidade de escoamento. A gerente do Terminal Salineiro de Areia Branca, Tássyla Barbosa, explica o que mudou com a ampliação. "Com a reforma nós passamos a contar com um incremento em torno de 60% da nossa. Além disso, a ampliação da plataforma permite agora que a gente armazene 50% a mais de sal; se antes nós armazenávamos 100 mil toneladas, hoje conseguimos armazenar 150 mil", explica a gerente.

Além dessa potencialização na movimentação do terminal o Porto passa a contar com um cais de 144 metros de comprimento, mais um descarregador de barcaça, um sistema de esteira com a capacidade de movimentar 2,5 mil toneladas/hora e a modernização das instalações administrativas. A obra fez parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal e foi investido o valor de R$ 270 milhões. Essa foi a segunda grande obra estruturante desde a sua construção original; a primeira foi a repotencialização do sistema de atracação de navios, concluída em 2008.

Perspectivas

Durante todo o ano de 2012 o Porto Ilha registrou uma movimentação de 997 mil 296 toneladas de sal. Segundo prevê a gerente Tássyla Barbosa, os números apontam para a superação da movimentação geral de 2012 durante o ano de 2013. Somente de janeiro a agosto o terminal salineiro de Areia Branca escoou 788.242 toneladas do produto – só em julho agosto foram somados 164 mil. "Com mais 200 mil toneladas de sal nós superamos a marca do ano passado. A tendência é que a gente supere isso, porque a gente ainda tem aí quatro meses pela frente, o que é tempo suficiente pata batermos essa marca, já que estamos com uma média mensal de mais de 100 mil toneladas/mês. Podemos chegar até 1,2 milhão de toneladas de escoadas pelo Porto".

alt

Preocupadas em relacionar-se bem com os clientes, que estão cada vez mais exigentes, e buscando compreender os comportamentos de consumo, as empresas estão investindo na relação em redes sociais, principalmente no Facebook. O site de relacionamento é o mais utilizado atualmente por ser um canal de comunicação prático, rápido e de fácil acesso. Com o objetivo de interagir ainda mais com os clientes, a Moura Dubeux acaba de lançar a sua fan page (facebook.com/mouradubeuxoficial). “A entrada nas redes sociais é mais um passo para dar atenção total a ele. A Moura Dubeux tem no seu DNA a prestação de serviços com excelência em todos os níveis de relacionamento, sejam parceiros, colaboradores ou compradores”, afirma Suzana Zarzar, gerente da Central de Relacionamento com o Cliente da incorporadora. A página da empresa no Facebook irá atender todas as praças, a matriz Pernambuco e as filiais Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará, Bahia e Paraíba.

No primeiro semestre deste ano, a Moura Dubeux centralizou em uma única diretoria todos os processos que envolvem diretamente o cliente, estruturando melhor os canais de comunicação e o fluxo de tratativa destes assuntos, permitindo agilidade na solução e melhor acompanhamento das pautas demandadas pelos clientes. “A CRC passou recentemente por uma remodelação e hoje contamos com uma equipe de profissionais aptos a prestar um atendimento ágil e acompanhado da solução final ao cliente”, completa Zarzar.

Uma pesquisa realizada pelo IBRC – Instituto Brasileiro de Relacionamento com o Cliente – publicada recentemente pela revista Exame, mostrou que, pela primeira vez, houve uma queda na nota geral de algumas empresas. De acordo com a publicação, essa queda é consequência da redução ou não investimento nas áreas de relacionamento com o cliente. Para a Moura, o importante é dispor para o consumidor canais de comunicação acessíveis que proporcionem um atendimento eficaz. Atualmente, a incorporadora está reestruturando o site oficial e o MDNet – central de serviços hospedado na web – que já disponibiliza para os seus clientes informações como o “acompanhe a obra” e acesso a documentos diversos referentes a cada empreendimento.

Em busca constante por excelência em tudo o que faz a Moura Dubeux, visando estreitar laços com o cliente por meio da percepção do mesmo na entrega do serviço, vem trabalhando na construção de um relacionamento conquistado no dia a dia sendo pautada pela transparência e verdade. “Com estes alicerces, acreditamos cativar nossos clientes e fazer deles o maior recurso e propaganda do comprometimento e qualidade dos nossos produtos e serviços”, finaliza Suzana.

Como anunciado na última segunda-feira (19), na FIERN, durante a abertura do Seminário Motores do Desenvolvimento do RN, a governadora Rosalba Ciarlini enviou à Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei Complementar que prevê a simplificação do licenciamento ambiental de ações de pequeno impacto no Rio Grande do Norte.

O projeto vai dinamizar a emissão das licenças ambientais para empreendimentos de baixo impacto, por meio eletrônico em que, de qualquer parte do Estado, o empresário vai poder solicitar o licenciamento. A resposta eletrônica sobre a aprovação da licença requerida será emitida no prazo de 3 a 15 dias. O Projeto de Lei Complementar foi entregue hoje (21), à presidência da casa legislativa e deverá ser lida durante a sessão parlamentar desta tarde.

O novo sistema irá descentralizar o licenciamento ambiental e, por consequência, beneficiar o pequeno empreendedor, que poderá dar entrada em seu pedido de licenciamento ambiental por meio da internet ou em qualquer Escritório Regional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Além disso, a ideia do órgão ambiental é estender o sistema aos municípios que já possuem secretarias de meio ambiente.

O uso da ferramenta dispensará o deslocamento dos pequenos produtores até a Central de Atendimento na sede do Idema quando da requisição de sua licença. Com isso, o pequeno empreendedor economizará tempo e recursos, além de garantir maior agilidade na análise de seu processo.

"Trata-se de um processo onde todos ganham. O Idema ganha em agilidade e suficiência técnica para a análise dos processos de licenciamento ambiental, enquanto o empreendedor economiza tempo e dinheiro na requisição e aquisição de sua licença. Posso afirmar, sem sombra de dúvidas, que a implantação desse sistema será um divisor de águas no tocante ao licenciamento ambiental no Rio Grande do Norte", comemora Jamir Fernandes, diretor- geral do Instituto de Desenvolvimento Sustentável (Idema).

O Sistema On-line

O Sistema de Licenciamento Ambiental Eletrônico, o SISLIA foi desenvolvido pelo Idema, em parceria com Sebrae/RN, e irá permitir a análise de pedidos de licença ambiental que se enquadrem nos parâmetros da licença simplificada. Por meio do sistema, será possível desburocratizar algumas etapas do processo de licenciamento ambiental que demandam mais tempo ao trâmite processual.

De acordo com a consultora do projeto Letícia Von Shosten, o SISLIA configura-se como a ferramenta eletrônica que irá viabilizar o procedimento do licenciamento ambiental por meio virtual. "O processo que tramita fisicamente passará agora para a forma digital, através da juntada de documentos digitais e informações prestadas via sistema pelo empreendedor. Todavia, é muito importante ressaltar que não será ‘queimada' nenhuma etapa do licenciamento ambiental. Todos os aspectos legais para a emissão da licença continuarão sendo respeitados. Os processos tramitarão normalmente no órgão, passando pela vistoria e pela análise dos técnicos".

Segundo Jamir Fernandes, o modelo adotado para o licenciamento eletrônico teve como inspiração o sistema utilizado pela empresa responsável pelo fornecimento de água, coleta e tratamento de esgotos do Estado de São Paulo, a Sabesp. Ainda de acordo com o diretor, 60% dos processos que tramitam no Idema são requisições para licença simplificada, licença de regularização de operação, autorização especial, renovação de licença simplificada e dispensa de licença - demanda que será atendida pelo sistema.

"A partir desse dado podemos concluir que, com a implantação do SISLIA e a conseqüente otimização de tempo que ele irá proporcionar, o Idema será capaz de agilizar a emissão das licenças ambientais e seu corpo técnico terá maior disponibilidade para analisar os processos de grande complexidade que carecem de estudos mais aprofundados e minuciosos", observa o diretor.

O Rio Grande do Norte, por intermédio da Setur/Emprotur, estará presente na 41ª Feira de Turismo das Américas, promovida pela Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav). O evento é considerado dos mais importantes do calendário do segmento. Este ano, a Feira terá 58,2 mil m². E será realizada no Anhembi, em São Paulo, entre os dias 4 e 8 de setembro.

O estande do Estado potiguar terá 86 m², sendo maior do que o espaço conquistado em 2012, com 60 m². Vários municípios já demonstraram interesse em participar da representação do RN na Feira. No estande será distribuído vasto material de divulgação, brindes e mostra de artesanatos típicos, organizados pela Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Sethas).

“A Feira da Abav é reúne os principais atores do turismo nacional. Assim como nos últimos anos, o Rio Grande do Norte se fará presente para ratificar sua missão de consolidar o turismo potiguar em nível nacional e internacional, além de reconhecer a importância do papel dos agentes de viagem”, comentou o secretário de Estado do Turismo, Renato Fernandes.

Na Feira, todos os segmentos do turismo estarão representados. A diversidade é representada pela presença do turismo rural, de luxo, de lazer, de esporte, produtos de lua de mel, companhias aéreas, corporativas, operadoras, empresas de tecnologia, o maior grupo hoteleiro do mundo, entre outras, além das centenas de estandes espalhadas pela área.

Paralelo à Feira da Abav, o RN participa de outros dois eventos agregados: o Salão de Turismo e o 40º Encontro Comercial Braztoa, este último promovido pela Associação dos Operadores de Turismo do Brasil e com o objetivo de criar um espaço adequado aos negócios e o fortalecimento das relações entre os operadores e as agências de viagens de todo o país.



Twitter