NATAL PRESS

Nesta sexta-feira (03) o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, fez um balanço dos primeiros quatro meses de sua gestão aos membros do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Rio Grande do Norte (Sinduscon-RN). O encontro aconteceu no salão cultural da Federação das Indústrias do Estado (Fiern). Além do prefeito, o presidente do Sinduscon-RN, Arnaldo Gaspar Junior, o presidente do Sebrae-RN, Silvio Bezerra e o presidente da Fiern, Amaro Sales compuseram a mesa do evento.

Carlos Eduardo iniciou o balanço, destacando o empenho da administração para regularizar os serviços básicos da cidade. Ele lembrou as dificuldades encontradas ao assumiu o comando do município, quando encontrou Natal com ano letivo do município suspenso, os salários de parte dos servidores atrasados, as três maternidades municipais fechadas, a ameaça de perder os projetos de mobilidade para a Copa do Mundo e com a coleta regular de lixo parada. O chefe do executivo municipal disse que as ações emergências adotadas pela gestão devolveram todos esses serviços aos natalenses em tempo recorde. “Encontramos um cenário desolador, mas como prometemos tudo foi regularizado”, falou.

Depois de falar sobre as primeiras medidas adotadas pela sua administração o prefeito explicou aos membros do Sinduscon-RN que a principal preocupação dos técnicos da prefeitura era garantir as obras de mobilidade da Copa do Mundo. Carlos Eduardo revelou que a cidade inscreveu quatro projetos no PAC Copa, mas durante a gestão anterior nada foi realizado. O prefeito mostrou os resultados obtidos nesse curto período de governo, recordando que já assinou a ordem de serviço e as obras do 1º lote, que contemplam a construção do túnel de drenagem da Arena das Dunas, já iniciaram. “Serão investidos R$ 126 milhões nessa obra. Esse será o verdadeiro legado da copa para Natal”, disse.

O prefeito mostrou otimismo em relação às outras obras de mobilidade para a Copa do Mundo. As obras do complexo Viário da Urbana que fazem parte do 2º lote e o projeto para a padronização de 110 quilômetros de calçadas, obras do 3º lote devem ser licitadas até o inicio do mês de junho. Já o 4º lote, prevê a construção de túneis e passarelas nas proximidades do estádio Arena das Dunas, a expectativa de Carlos Eduardo é que em julho essas obras possam ser iniciadas. O chefe do executivo municipal afirmou que dentro de 15 dias as obras paralisadas de Capim Macio, Nossa Senhora da Apresentação, Passo da Pátria, África e da Comunidade do Maruim serão retomadas. De acordo com ele, isso só foi possível graças às reuniões periódicas entre os técnicos do município, os funcionários da Caixa Econômica Federal e os representantes do Ministério das Cidades que equacionaram os problemas, permitindo a reinicio das intervenções.

Ainda dentro dos planos de urbanização integrada dos bairros da cidade, Carlos Eduardo revelou que a Prefeitura aprovou dois projetos junto ao Ministério do Planejamento para realizar os serviços de saneamento básico, drenagem, pavimentação, construção de escolas, creches e unidades de saúde nos bairros do Planalto e Lagoa Azul. Para as obras do Planalto estão previstos investimentos de R$ 163 milhões, já nas intervenções em Lagoa Azul serão aplicados R$ 196 milhões.

Os projetos para a melhoria do turismo da cidade também mereceram destaque. O prefeito enfatizou a importância do inicio das obras de recuperação do calçadão da Praia de Ponta Negra, fato que estava depreciando o destino Natal perante a indústria do turismo. Para alavancar ainda mais a vinda de turistas para a cidade, anunciou que serão investidos R$ 17 milhões na recuperação completa da orla marítima de Ponta Negra a Redinha com a construção de banheiros, novos quiosques, ciclovias e a instalação de equipamentos esportivos. Carlos Eduardo ainda adiantou que em setembro será instalada na capital potiguar a sinalização eletrônica. Serão investidos R$ 4 milhões nesse projeto. O chefe de executivo municipal acrescentou que o processo de construção da Marina de Natal é irreversível.

Empresários da Espanha e da França brigam para assumir o projeto que prevê, em um primeiro momento, a construção de uma Marina molhada para receber os barcos e posteriormente a construção de uma Marina seca, que terá um centro comercial com lojas e restaurantes. “Estou muito otimista. Espero que em meados de 2014, Natal tenha a sua Marina”, revelou.

O prefeito revelou também projetos para a cultura natalense, em especial para a Zona Norte, com a construção de um teatro na região. A Prefeitura do Natal e o Ministério da Cultura já iniciaram as conversas para viabilizar a construção da casa de espetáculos. A administração natalense pleiteia R$ 18 milhões para realizar o projeto. Ele ainda falou sobre a construção do Centro Administrativo municipal, afirmando que a administração já foi procurada por várias empresas interessadas em fazer uma Parceria Público Privada com o município. Segundo Carlos Eduardo, a Prefeitura está estudando quatro terrenos para instalar o complexo. “Com todas essas intervenções acreditamos que até o inicio de 2014, a cidade receberá investimentos na ordem de R$ 1 bilhão e 200 milhões”, enfatizou.

Carlos Eduardo mostrou muito entusiasmo com a adesão de Natal ao Movimento Brasil Competitivo e a consultoria da Falconi. Com a assinatura dos contratos a cidade passará por uma profissionalização da gestão, diminuindo gastos e aumentando as receitas. “Vamos atuar fortemente para fechar os gargalos que impedem o desenvolvimento da cidade. A nossa meta é recuperar a capacidade de investimentos do município para levar bem estar aos cidadãos”, disse.

O presidente do Sinduscon-RN, Arnaldo Gaspar Júnior, agradeceu a presença do prefeito e elogiou as medidas adotadas, revelando que o empresariado local sente mais segurança em investir em Natal. “Ficamos muito felizes em saber que a cidade voltou a ter no seu comando uma equipe responsável e preocupada em economizar para ter a possibilidade de investir”, firmou. O presidente do Sebrae-RN, Silvio Bezerra, corroborou com a opinião do Arnaldo Gaspar e parabenizou Carlos Eduardo por ter resgatado em tão pouco tempo a auto-estima do cidadão natalense. Silvio aproveitou a oportunidade para colocar o Sebrae-RN a disposição para firmar parcerias com a Prefeitura do Natal para desenvolver os projetos dos micro e pequenos empreendedores locais.

Foi na manhã desta terça-feira (30) que a franquia natalense de O Boticário inaugurou a nova loja conceito de O Boticário. O espaço está situado no primeiro piso do shopping Midway Mall e faz parte da primeira fase da implantação das lojas-piloto pela marca. Além de Natal, as cidades de Curitiba (PR), Goiânia (GO), Belo Horizonte e Governador Valadares (MG), Salvador e Ilhéus (BA), Porto Alegre e Pelotas (RS), São Paulo e Ribeirão Preto (SP) também receberão a nova loja. A partir de 2014, o novo conceito será espalhado para toda a rede, gradativamente.

A solenidade de abertura contou com a presença do franqueado Glauber Gentil, representantes da indústria de O Boticário, profissionais da imprensa e convidados. Entre os representantes da marca estava Isabella Wanderley, diretora de Marketing de Produtos de O Boticário.

Mais do que um simples momento de compra e venda, O Boticário quer que o contato com cada consumidor em seus 3.550 pontos de venda em todas as regiões do País seja uma verdadeira experiência de beleza. Por isso, a marca vai investir R$ 1 bilhão nos próximos quatro anos, por meio da sua rede de franqueados, para apresentar um novo conceito de loja, ainda mais atraente e interativa, reunindo o que há de mais moderno no varejo. O pontapé inicial desse movimento ocorreu no dia 25 de abril com a inauguração da nova loja O Boticário no Morumbi Shopping, em São Paulo.         

“Como a maior rede de franquias do Brasil, O Boticário tem um papel relevante no varejo nacional. Desde a origem, trabalhamos para acolher o consumidor de forma diferenciada em nossas lojas e proporcionar a melhor experiência de compra no segmento de beleza. Ao longo de 36 anos de história, rompemos paradigmas, derrubamos o balcão que separava o consumidor das consultoras e estimulamos a experimentação. Agora, unimos tecnologia e conteúdo em um projeto ousado e inovador, que vai tornar essa experiência ainda mais marcante”, diz o presidente do Grupo Boticário, Artur Grynbaum. “Mais uma vez, mostramos que a inovação está no DNA do Grupo Boticário.”

A nova loja O Boticário foi pensada para valorizar a exposição dos produtos e incentivar ainda mais a experimentação, combinada à oferta de conteúdo aos consumidores de maneira envolvente e relevante. Por isso mesmo, a tecnologia é uma das estrelas do espaço. Em diversos pontos, o consumidor poderá se aprofundar nos conceitos das marcas por meio de tablets, sonorização e guias que apresentam vídeos, músicas e tutoriais que transportam o consumidor para o universo de cada produto.

“Trabalhamos intensamente neste projeto durante meses, realizando pesquisas com consumidores, estudando comportamentos de compra e hábitos no mercado de beleza e buscando novidades em arquitetura e tecnologia. Cada detalhe foi pensado para que o consumidor possa fazer um mergulho em nossas marcas, experimentar, cheirar e testar cores e texturas, estimulando todos os sentidos”, explica a diretora executiva de O Boticário, Andrea Mota. “Cada detalhe do que fazemos em O Boticário é pensado para encantar o cliente. E isso não é diferente nas nossas lojas, nosso mais importante ponto de contato com ele. Esse encantamento norteia todo o projeto desenvolvido para a nova loja.”

No espaço de exposição e experimentação da fragrância Zaad, por exemplo, os consumidores serão levados a vivenciar marca por meio do storytelling relacionado a cheiro e um som diferente do restante do ambiente – tocado em um sistema instalado no teto da loja. O eau de parfum Lily, outra perfumaria premium de O Boticário, também terá um espaço especial e sofisticado – destaque para as fitas olfativas para experimentação da fragrância, feitas em cetim.

Outra grande inovação na exposição de produtos é a criação de “bares” de perfume e de maquiagem. No Bar do Perfume, as fragrâncias são divididas por estados de espírito e estilos associados a cada marca. Assim, o consumidor pode escolher a opção que mais combina com ele. A experimentação ganha um toque todo especial com cápsulas perfumadas criadas especialmente para O Boticário, em formato de gota. E as principais marcas – Floratta, Linda, Quasar e Malbec – são também apresentadas por elementos que materializam os conceitos de cada uma.

No Bar de Maquiagem, além de experimentar os produtos da linha premium Make B., o cliente vai encontrar sugestões de uso e combinação de texturas e cores. O espaço terá tutorial com looks exclusivos, que serão renovados a cada nova coleção.

A nova loja também traz um espaço especial para quem vai presentear e para os produtos destinados aos homens. No espaço “Monte seu presente”, será possível customizar as embalagens com fitas e laços, canetas coloridas e cartões. Além disso, será possível fazer e imprimir uma foto na hora, para compor a caixa de presente.

De portas abertas

A inovação estará também do lado de fora. A fachada da loja deixa de ter vitrines tradicionais e ganha uma versão virtual, com tela touchscreen e conteúdo interativo, que estará disponível enquanto as portas estiverem fechadas (em lojas de shoppings).

Em sua nova loja, O Boticário investirá em cores fortes e marcantes. Uma frente marrom, em tom sofisticado, vai emoldurar a entrada.  A logomarca, estampada na parte superior, terá um tom alegre e feminino: o cereja.

Sobre O Boticário

              Inaugurado em 1977, em Curitiba/PR, O Boticário é a maior rede de franquias do Brasil. Unidade de negócio controlada pelo Grupo Boticário, a empresa conta com mais de 900 franqueados e 3.550 pontos de vendas em cerca de 1.700 cidades brasileiras. Seus produtos têm preços acessíveis, sofisticação e tecnologia de ponta. São mais de 1.100 itens, entre maquiagem, perfumaria e cuidados pessoais, como cremes, protetores solares, loções, desodorantes, shampoos, sabonetes, entre outros.

A Secretaria de Planejamento, Fazenda e Tecnologia da Informação (Sempla) realiza nesta terça-feira (30), a partir das 8h, no auditório do IFRN da Cidade Alta, o Seminário de Participação Popular na elaboração do Plano Plurianual de Natal para o Quadriênio 2014-2017. O encontro visa discutir as prioridades do Plano Plurianual, no intuito da construção futura, da Lei de Diretrizes Orçamentárias e da Lei Orçamentária Anual, em conjunto como a participação da população no ciclo orçamentário municipal.

O Plano Plurianual (PPA) tem como objetivo principal a orientação das políticas públicas e planejamento dos gastos orçamentários para os próximos quatro anos da gestão do Municipio de Natal. O PPA está sendo elaborado pela Sempla, em conjunto com todas as secretarias da Prefeitura do Natal e representantes da Sociedade Civil, priorizando cinco eixos temáticos referentes, ao Desenvolvimento Humano e Cidadania, Desenvolvimento Socioespacial, Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Gestão Democrática da Cidade e Desenvolvimento Regional.

A proposta do encontro visa também, à proposição de novas ações, na perspectiva de que os anseios e os interesses da comunidade sejam contemplados no Plano Plurianual 2014/2017, tendo como foco a retomada do desenvolvimento sustentável da nossa cidade, de forma transparente e democrática, respeitando a equidade e a participação social.

O projeto MAIS RN integrou a pauta da reunião da diretoria da Federação das Indústrias do RN (FIERN), realizada nesta sexta-feira (26), em Natal. O detalhamento de todo o projeto foi apresentado pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Rogério Marinho, que debateu com a diretoria da Federação e os representantes dos sindicatos a importância da parceria entre Governo e classe empresarial.

Lançado no último dia 15 em uma parceria entre Governo do Estado e Fiern, o MAIS RN será responsável pelo planejamento do futuro econômico do Rio Grande do Norte com todas as informações necessárias para investimentos e formatação de negócios. Com o objetivo de reunir de forma sistematizada, analisada e trabalhada todas as atividades potenciais o projeto mostrará os caminhos possíveis para o desenvolvimento.

Durante a reunião o secretário Rogério Marinho destacou a parceria com a Federação e com os empresários para traçar uma nova política industrial para o RN e para garantir o fortalecimento da economia local. “O MAIS RN será uma agenda do desenvolvimento econômico do RN com um plano de negócios capaz de apontar todas as necessidades e caminhos para o fortalecimento industrial e logístico do estado”, destacou Rogério.

Elaborado por uma consultoria especializada que dará o apoio técnico na construção do “banco de dados”, o MAIS RN reunirá as informações mais importantes relativas às atividades econômicas, dados estatísticos, meio físico, social, infraestrutura, além de análises das potencialidades, oportunidades e gargalos.

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico a ideia é entender não só o ponto de equilíbrio entre a utilização dos recursos naturais, mas conhecer o potencial competitivo, identificando projetos, ações e oportunidades que levem a definição das diretrizes para uma política de desenvolvimento sócio - ambiental e econômico.

Para assegurar a continuidade do projeto MAIS RN, a elaboração do trabalho será feita em parceria, onde o setor privado terá participação efetiva em todos os momentos, desde a formatação do banco de dados até a identificação das ações, projetos e diretrizes.

Segundo o presidente da Fiern, Amaro Sales, o MAIS RN é um projeto audacioso e que pensará o estado a curto, médio e longo prazo e “deixará um legado para economia do RN com políticas públicas e industriais importantes”.

Responsável pela contratação da consultoria, a Federação fará a inter-relação com os demais setores produtivos do estado para organização das demandas e das informações.

Em reunião realizada na quarta-feira (24), com as lideranças dos 10 territórios de abrangência do RN Sustentável, no auditório da Secretaria do Planejamento e das Finanças-SEPLAN, foi discutida a minuta da Lei que vai reger a organização dos Conselhos Municipais. A minuta agora será levada para discussão e aprovação nos municípios.

Na reunião, coordenada pela Unidade de Gerenciamento de Projetos (UGP) - que é responsável pela administração executiva do RN Sustentável - também foi aprovada o mínimo de 09 e o máximo de 15 integrantes de cada Conselho Municipal. Foi definido, ainda, que cada conselho vai se chamar Conselho Municipal de Desenvolvimento Integrado e Solidário.

Na abertura da reunião, a coordenadora do Projeto RN Sustentável, Ana Cristina Guedes, destacou a importância do RN Sustentável e o volume de recursos destinados a agricultura familiar e economia solidária, metas do Governo atual, em comparação a projetos de financiamentos anteriores. “O projeto vai viabilizar assistência técnica permanente e capacitação, além de identificar potencialidades para direcionamento de investimentos”, exemplificou. “Tudo isso na lógica da agricultura familiar”, complementou.

Depois de formados, os Conselhos Municipais vão avaliar a relevância do investimento para o município, além da transparência e elegibilidade dos projetos e da idoneidade dos proponentes. Por isso, os conselhos são tidos como “porta de entrada” no RN Sustentável. O acordo entre o Estado e o Banco Mundial prevê a liberação de US$ 360 milhões nos primeiros cinco anos e US$ 180 milhões nos últimos dois dos sete anos previstos para duração do Projeto.

alt

Nesta quinta-feira (25), os presidentes de Federações da Agricultura do Nordeste se reuniram, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com o presidente Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, senador Benedito Lira. Capitaneado pela presidente da CNA, senadora Kátia Abreu, a reunião tratou sobre ações de combate aos efeitos da seca, suspensão de execuções fiscais entre outros assuntos.


De acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (Faern), José Álvares Vieira, a reunião foi proveitosa e terá efeitos práticos em breve. “Discutimos sobre a suspensão das execuções fiscais, as que estão em andamento e as que poderão entrar. Também pedimos ao senador uma cobrança maior com relação ao milho disponibilizado pelo Governo Federal para os estados nordestinos e os seus produtores rurais”, ressaltou Vieira.


O presidente da Faern também falou sobre o crédito emergencial para os produtores do Nordeste atingidos pela seca. “Esperamos um maior aporte em crédito emergencial para os nossos produtores rurais. Somente assim, com esse fôlego, é que os trabalhos poderão ser promovidos em suas propriedades”, comentou José Vieira.


Entrega de documentário e sugestões para o campo

Na reunião desta quinta-feira, o presidente da Faern entregou ao senador Benedito de Lira uma cópia do DVD Retratos da Seca, documentário produzido pela entidade em fevereiro, e que retrata o drama da seca no campo potiguar. “Ele nos comunicou que tentará passar o vídeo em uma audiência próxima. Com isso, esperamos que o nosso recado seja transmitido ao maior número de parlamentares e que ações concretas sejam tomadas para amenizar os efeitos da estiagem”, ressaltou Vieira.


No dia 19 de abril, as sugestões da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) ao Plano Agrícola e Pecuário (PAP) para 2013/2014, que deve ser anunciado pelo governo no início de junho, foram debatidas em audiência na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Um dos objetivos é garantir R$ 850 milhões para o seguro rural, mais do que o dobro dos recursos reservados para a safra 2012/2013, segundo informou a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu.


O presidente da CRA, senador Benedito de Lira, apoiou a proposta da CNA e ressaltou a gravidade da situação dos produtores nordestinos com a atual estiagem. “Muito séria e merecedora de uma maior atenção por parte do Governo Federal”, finalizou o senador.

alt

O Hôtelier News, uma das mais conceituadas publicações sobre turismo e hotelaria no Brasil, destacou em sua última edição a excelência do Hotel Best Western Premier Majestic, empreendimento cinco estrelas que fica localizado no bairro de Ponta Negra, em Natal. A qualidade da infraestrutura e do serviço que é prestado pelo estabelecimento foram enfatizados na matéria.

Intitulado “Hotel Majestic completa um ano sendo referência em Natal”, o texto jornalístico valoriza os aspectos de luxo e glamour que o estabelecimento detém: “os móveis de todos os quartos vêm da Europa. O lustre do saguão central, com 3,2 metros de comprimento, é importado da França, bem como os papéis de parede. A partir desse conceito único de luxo e tratamento diferenciado, que o Hotel Best Western Premier Majestic se tornou referência em Natal, pouco mais de um ano de sua abertura”, ressalta.

Comandado pelo grupo empresarial potiguar “Arituba”, do empresário Abdon Gosson, o empreedimento foi eleito neste ano pelo site TripAdvisor como um dos 25 melhores hotéis do Brasil, ficando em 11º lugar no ranking de avaliação.

Neste mês de abril, o Majestic completa um ano de abertura e se consolida como referência em sofisticação e atendimento diferenciado no segmento de hotéis 5 estrelas.

A ocupação do empreendimento nesse primeiro ano de funcionamento girou em torno dos 70%, e nos três meses iniciais de 2013, já aumentou para 80%. Desde a sua abertura, o hotel também vem investindo na realização de eventos sociais, como casamentos e jantares de gala.

O hotel também dispõe de um restaurante francês de alto padrão, o La Brasserie de La Mer, com cardápio assinado pelo badalado chef francês Erick Jacquin. Possui ainda 135 apartamentos, todos com vista para o mar, divididos em oito andares, além de piscina, deck, sala de ginástica, salão de jogos e auditório com capacidade para 416 lugares.

O Rio Grande do Norte participa no período de 30 de abril a 02 de maio do 3º Encontro Anual de Investimentos, em Dubai, nos Emirados Árabes, para uma plataforma de discussão de temas relacionados ao desenvolvimento econômico dos países emergentes e atração de investimentos estrangeiros diretos.

Comandada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a delegação brasileira reúne presidentes de agências do Governo Federal, secretarias estaduais, entidades do setor privado e empresários.

Representante do Governo do Estado, o secretário adjunto do Desenvolvimento Econômico, Silvio Torquato, apresentará durante rodadas de negócios o projeto da ferrovia ligando Natal- Mossoró e o projeto do pólo Sal Químico com destaque para a planta de barrilha, na região de Macau/Areia Branca.

Os projetos do Rio Grande do Norte integram o catálogo de Oportunidades para Investimentos no Brasil, que será apresentado pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel e reúne os principais projetos de investimentos brasileiros.

A estrutura do evento prevê para delegação brasileira rodadas de negócios, conferência para líderes executivos, apresentação de países, encontros G2G (entre governos) e B2B (entre empresas), feira com estandes de vários países, entrega de prêmios de investimentos, workshops de capacitação, além de eventos para formação de rede de contatos.

Já confirmaram presença no Encontro, Canadá, Rússia, Estados Unidos, Angola, Camarões, Equador, Gana, Indonésia, Kuwait, Arábia Saudita, Turquia, entre outros.

O Rio Grande do Norte dará início nesta quarta-feira (24) a uma experiência inovadora no país. Através da Secretaria de Estado da Tributação (SET), o novo sistema de Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor (NFC-e) será testado e permitirá que clientes recebam a nota de compras associada a pagamento com cartão (TEF). O comprovante emitido terá código de barras bidimensional, o QR Code. Isso permitirá que a descrição completa da nota seja consultada a qualquer momento por celular, utilizando-se um leitor de código de barras disponível gratuitamente na rede. O teste será feito na Miranda Computação da avenida Prudente de Morais, às 8h.

O RN faz parte de um projeto-piloto de implantação da NFC-e, em conjunto com Amazonas, Sergipe, Acre, Rio Grande do Sul e Mato Grosso, mas é o pioneiro no Nordeste e o primeiro estado do Brasil adotar a NFC-e interligada ao TEF, ou seja, o cupom fiscal associado ao cartão de débito ou de crédito convencional. Na prática, a Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor substitui a nota fiscal física e passa a ser uma informação compartilhada em tempo real com a Secretaria de Estado da Tributação.

A adoção do novo método permitirá que os comprovantes das operações sejam guardados, por exemplo, no email ou pen drive, o que favorece uma relação de consumo mais segura, evitando que dados importantes de compras sejam apagados por manuseio errado, mau arquivamento ou por simples perda.

No RN, além da Miranda Computação, outras empresas participarão do projeto-piloto. Lojas Riachuelo e o posto Escola da Petrobras adotarão o projeto experimental que terá conclusão do cronograma nacional em julho. A partir da verificação do fluxo de informações da nova tecnologia adotada serão dimensionadas as necessidades de investimento para massificação do mecanismo.

O Secretário de Tributação acentuou que esse projeto faz parte de um conjunto de ações que estão sendo tomadas para modernizar a SET, diminuir a burocracia e criar um ambiente tributário mais ágil, seguro, transparente e amigável: "Desde o primeiro dia temos trabalhado para preparar o RN para o futuro. O que vamos fazer amanhã é pioneiro. Quando chegar o dia em que as operações de compra nas lojas serão feitas eletronicamente, já estaremos prontos".

alt

O trade turístico potiguar visitou as obras do Estádio Arena das Dunas na tarde desta terça-feira (23). O intuito da visita - solicitada durante a última reunião do Conselho Estadual de Turismo (Conetur) ao presidente e secretário estadual de Turismo, Renato Fernandes - foi conhecer este monumental atrativo ao turísmo de Natal e do Rio Grande do Norte.

Renato Fernandes também esteve presente e ressaltou a importância do legado deixado durante a Copa e após o evento. "Sejamos multiplicadores dos resultados que esta Copa trará à capital e ao Estado", e frisou ainda os ganhos imateriais, com capacitação profissional, sobretudo via Pronatec - Programa Federal de capacitação coordenado pela Setur.

O gerente de marketing do Consórcio da Arena das Dunas, Artur Couto, projetou a maquete eletrônica do Estádio, apresentou números, escutou sugestões e sanou dúvidas de hoteleiros presentes. A intenção do trade foi a de propor atrativos turísticos na área interna da Arena, com lojas de artesanato, exposições culturais e eventos de negócios.

Segundo Artur Couto, o Arena das Dunas comportará pequeno anfiteatro para 250 lugares, 23 quiosques para alimentos e bebidas, praça externa com 20 mil m2 para eventos variados e previsão de 29 lojas no lugar de 10 mil assentos que serão retirados após os jogos da Copa, diminuindo a capacidade de 42 mil (para atender exigência da Fifa) para 32 mil lugares.



Twitter