NATAL PRESS

 

Demis Roussos/ASSECOM/RN

 

O Governo do Estado instituiu um grupo de trabalho para traçar o plano de retomada da produção do sisal em larga escala no Rio Grande do Norte. O grupo deve reunir diversos atores, a nível estadual, federal e municipal, com o objetivo de recolocar a fibra na cadeia econômica potiguar.

A formação do grupo foi firmada durante reunião realizada na Governadoria na tarde desta quinta-feira (4). A ideia partiu da articulação entre os atores governamentais – Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn) e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater-RN) – e a empresa Sisaltec, instalada no Distrito Industrial de Extremoz com uma indústria de beneficiamento e exportação da fibra de sisal.

A governadora Fátima Bezerra conduziu a reunião e destacou a importância da articulação entre o Estado e o setor produtivo para o sucesso do plano. “O projeto deve sair do grupo de trabalho totalmente estruturado, com um arranjo produtivo concatenado que leve emprego ao interior do nosso estado. De parte do Governo, a prioridade é criar o ambiente de trabalho e de negócios mais favorável possível”, destacou a chefe do Executivo.

A região nas proximidades do município de Touros, no Litoral Norte Potiguar, já teve a maior área contínua com produção de sisal no Brasil. Porém, a queda do mercado da fibra orgânica encerrou a produção em diversas áreas do estado. Atualmente, a produção está praticamente restrita à região do Mato Grande, que se fez presente à reunião com representantes dos trabalhadores rurais, vereadores e representantes da Prefeitura de João Câmara.

A Sisaltec hoje adquire toda a produção do RN e trabalha com apenas 20% de sua capacidade produtiva. Por isso, a decisão do Governo de investir na retomada do sisal foi bem recebida pelo empresário Harry Polman, um dos sócios da Sisaltec. Para o empreendedor, o momento é ideal tanto no mercado nacional como internacional. “A produção caiu porque o fio sintético ganhou mercado. Porém, a situação mudou com o foco na questão ecológica. E o sisal é um material totalmente sustentável, desde a sua produção, sem causar problema para o meio ambiente. É muito importante ter todos esses atores envolvidos no plano, como nunca aconteceu antes”, destacou Polman.

A expectativa inicial externada na reunião é de que o plano de recuperação da produção rural alcance entre 3 a 5 mil hectares de plantação apenas para atender a atual capacidade de beneficiamento da Sisaltec. “Nós também vamos envolver os municípios na construção desse plano. Espero que dentro de 30 a 40 dias possamos concluir os estudos e montar o modelo produtivo com um acordo de cooperação. Será um esforço grande para revitalizar uma cadeia produtiva que está parada”, explicou o secretário Guilherme Saldanha, titular da Sape.

O rearranjo da produção do sisal também incluirá entidades como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Banco do Nordeste, que estiveram no encontro realizado pelo Governo. A Embrapa, em parceria com o Governo, participará das capacitações para os trabalhadores rurais, apresentando novas técnicas de produção como as que já foram desenvolvidas em conjunto com a Emparn. Enquanto o Banco do Nordeste, que já vem fazendo estudos no setor, apresentará linhas de crédito para os agricultores. A primeira reunião do grupo de trabalho, que ainda deverá contar com a participação de entidades como o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do RN (Sebrae-RN) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) acontecerá até o final deste mês.

divulgação

 

A Evolux® Sistemas está entre as 100 Melhores Empresas Para Trabalhar, ocupando a 14ª colocação no ranking nacional das Pequenas Empresas do guia  Great Place To Work (GPTW) - 2019. O anúncio foi realizado nesta terça-feira (02 de julho), em São Paulo, durante cerimônia de premiação promovida pelo escritório brasileiro do GPTW, em parceria com a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios e o Grupo HEL.  

A empresa potiguar que desenvolve uma suíte de ferramentas para atendimento por voz (Call Centers) já possui o selo de certificação GPTW há dois anos. Porém, é a primeira vez que concorre aos rankings. Com a classificação, agora passa a integrar o seleto grupo das melhores organizações do Brasil com até 99 funcionários. Essas empresas se destacam em termos de clima organizacional, remuneração, benefícios, oportunidade de crescimento, infraestrutura, transparência na gestão e autonomia dos colaboradores. 

Para Gustavo Diógenes, CEO da Evolux®, o reconhecimento de uma entidade de atuação e credibilidade internacional como o GPTW, "Coroa um trabalho de vários anos de fortalecimento contínuo do pilar de talentos da Evolux®. Enxergamos este resultado com satisfação, mas não ficaremos acomodados. Já estamos empolgados com o próximo ciclo de melhorias que vamos implementar buscando atingir níveis cada vez mais altos de excelência", declarou o líder. 

Índices campeões 

O GPTW avalia empresas em mais de 60 países através das pesquisas Trust Index (respondida pelos funcionários) e Culture Audit (relatório de práticas organizacionais). O intuito é identificar e propagar as melhores políticas de desenvolvimento profissional adotadas; e certificar e premiar as empresas que possuem um ótimo ambiente de confiança na visão dos profissionais que as compõem. 

Sobre os índices da Evolux®, o gestor elenca dois principais fatores como responsáveis pela ótima avaliação por parte dos funcionários: a cultura de forte preocupação com a qualidade de vida das pessoas e os processos de melhoria contínua por meio de constantes feedbacks. "Nós da gestão buscamos diariamente por transparência e pelo aumento da autonomia da operação. Assim ganhamos produtividade, reduzimos atritos e geramos oportunidades de crescimento para as pessoas", explicou Gustavo. 

O empresário também ressalta que é muito importante prezar pela transparência e considerar o alinhamento cultural na hora da contratação. "Você pode até ensinar novas habilidades, mas dificilmente vai conseguir encaixar uma pessoa na cultura da sua empresa. Constantes medições e ações corretivas também são fundamentais. Mostrar as expectativas de forma clara, e acima de tudo, nunca faltar com a transparência", aconselhou o CEO.  

Sobre a Evolux® 

Com 10 anos de atuação nos mercados de Tecnologia e Telecomunicações, a Evolux® é fabricante de uma suíte de atendimento por voz feita para Call Centers com foco na experiência do cliente, que possuam operações críticas e alto valor agregado. Atendendo empresas de médio e grande porte do Brasil, EUA e Europa que buscam uma ferramenta robusta, gerenciável e integrada com sistemas de CRM e Help Desk.

 

Neoenergia/Divulgação

 

A Cosern conquistou o reconhecimento de Melhor distribuidora do Nordeste e Segunda Melhor do Brasil (logo atrás da Elektro, outra distribuidora da Neoenergia que atende 2,6 milhões de clientes em 223 municípios de São Paulo e em cinco no Mato Grosso do Sul) na 21ª edição do Prêmio da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee) 2019.

O resultado foi divulgado em cerimônia na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília (DF), nesta quarta-feira (03).

Além de Melhor do Nordeste e Segunda Melhor do Brasil, a Cosern figurou ainda como a Segunda Melhor em Responsabilidade Social e Terceira Melhor na categoria Qualidade da Gestão. A Coelba, que fornece energia elétrica para seis milhões de baianos em 415 municípios, ficou na terceira colocação em Evolução de Desempenho, ao lado da Celpe, que atende 3,8 milhões de clientes em 184 municípios de Pernambuco.

Pela primeira vez, as quatro distribuidoras da Neoenergia (Coelba, Celpe, Cosern e Elektro), empresa controlada no Brasil pelo Grupo Iberdrola, estiveram entre as finalistas do Prêmio Abradee.

A premiação tem a finalidade de reconhecer e disseminar as melhores práticas entre todas as distribuidoras associadas, propiciando uma rápida e sustentada melhoria na qualidade dos serviços de energia elétrica oferecida à população.

O Prêmio Abradee é conferido anualmente desde 1999. Participam da Associação 51 concessionárias de distribuição de energia elétrica, atuantes em todas as regiões do país e responsáveis pelo atendimento de aproximadamente 99,6% do mercado brasileiro de energia elétrica.

 

Sobre a Neoenergia

Com 13,9 milhões de unidades consumidoras atendidas por suas quatro distribuidoras - Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP / MS) -, a Neoenergia é responsável pelo fornecimento de energia para 34 milhões de pessoas, quase 20% da população brasileira. Controlada pelo grupo espanhol Iberdrola, está presente em 18 estados e é uma empresa integrada de energia, atuando nos segmentos de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização. Na área de geração, entre ativos em operação ou em construção, o grupo possui capacidade instalada de 4,5 GW. Sua área de concessão é de 836 mil quilômetros quadrados e abrange quase 1.000 municípios. É reconhecida como a empresa mais transparente do Brasil, segundo o ranking 2018 da ONG Transparência Internacional.

 

Sobre a Cosern

Melhor Distribuidora do Nordeste e 2ª Melhor do Brasil no Prêmio Abradee 2019, eleita em pesquisa da Aneel sobre satisfação dos clientes como a 3ª Melhor Distribuidora do Brasil e premiada em 2018 e 2019 como a Melhor Ouvidoria do país, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresa do Grupo Neoenergia, é a sexta maior distribuidora de energia elétrica do Nordeste em número de clientes e a quinta em volume de energia fornecida. Presente nos 167 municípios potiguares, a Cosern tem uma área de concessão de 53 mil quilômetros quadrados.  A empresa atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).

Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:

  • Enviar um SMS para 26560, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone;
  • Baixar o aplicativo da Cosern, utilizar a função “Falta de Energia” para agilizar o atendimento; ou
  • Telefonar para o 116.

DICAS DE SEGURANÇA COSERN

Não faça ligações clandestinas de energia elétrica. Além de crime, o “gato” coloca em risco a vida de quem faz e de quem está próximo. Denuncie a irregularidade de forma anônima no telefone116 da Cosern.

Nos dias 10 e 11 de julho, a capital potiguar recebe o 4º Fórum Nordeste de Gestão de Pessoas, das 8h às 18h, no Holiday Inn – Natal, próximo ao Arena das Dunas. Com o tema “Cenários e Tendências de Transformação na Gestão de Pessoas”, o evento é referência na área de Gestão e no segmento de Recursos Humanos e neste ano traz, como novidade, o Salão de Negócios – local para networking.

“O espaço proporciona estreitamento entre as pessoas para a troca de contatos profissionais e, logo em sua estreia, já conta com vários expositores levando seus produtos e serviços. Isso tudo regado a muito café”, explica Antônio Roberto Rocha, diretor da Argus Eventos – empresa responsável pela organização do Fórum. Entre as companhias já confirmadas estão Fortes Tecnologia, Atle Consultoria, MRH Gestão, Odontoprev, DataShow, Uniproteção, EAD e Café Santa Clara.

Para Gustavo Porpino, também diretor da Argus Eventos, já faz algum tempo que a área de gestão de pessoas passou a ter grande relevância dentro das empresas, inclusive com gestores que participam ativamente da condução dessas organizações. “O Fórum visa disseminar o conhecimento para profissionais de RH e demais áreas administrativas, além de apresentar metodologias e ferramentas que proporcionem melhorias da produtividade nas instituições. Por isso, já conta com a participação de muitas empresas, líderes, coordenadores e gestores de iniciativas privadas e públicas.”

 

E, como todo bom evento, uma programação atualizada, seguindo tendências do mercado e com profissionais renomados. No primeiro dia (10), após a Solenidade de Abertura, às 9h30, a gerente de desenvolvimento de RH do grupo Odontoprev, Rosana Vaiano, conversa sobre “Metodologias Ágeis em uma Abordagem de Desenvolvimento de Pessoas”; em seguida, às 10h30, o gestor de educação corporativa do Grupo 3 Corações, Rodrigo Leite, fala do “Poder da Escutatória: A Arte do Feedback por Meio da Escuta”. No período da tarde, às 14h, a fundadora da Startup Atena Jobs, Magda Damasceno, aborda “O Papel Das Mulheres no Futuro do Trabalho” e, encerrando o dia, às 16h, o diretor fundador da TIMENI Consultoria, Semio Timeni, expõe o “Intraempreendedorismo: A Capacidade de Inovar nos Setores Públicos e Privados através de Comportamentos Empreendedores”.

 

Já para o segundo dia (11) de evento, às 9h, o educador corporativo, consultor organizacional e mentor de carreiras, Flávio Emílio, traz o “Diagnóstico Organizacional como Ferramenta de Melhoria de Gestão de Pessoas”; em seguida, às 11h, a professora, consultora, coordenadora da Comissão das Mulheres CRC, Liêda Amaral, fala sobre “E-Social: O Olho Digital das Relações Trabalhistas”; a partir das 14h, a coordenadora de gestão de pessoas da Caixa-RN e presidente da ABRH-RN, Ligia Ukstin Campello trata de “Business Partner como Estratégia de Recursos Humanos nos Setores Público e Privado”. Para encerrar, às 16h, o médico psiquiatra, Raniere Luna, conversa sobre “Inteligência Emocional Como Processo de Desenvolvimento Profissional”.

 

O 4º Fórum Nordeste de Gestão de Pessoas tem organização da Argus Eventos; apoio

da Prefeitura do Natal; Fortes Tecnologia; DataShow; Associação Brasileira de Recursos Humanos – ABRH/RN; Associação Brasileira dos Profissionais de RH - Abprh/RN; Café Santa Clara e G7 Comunicação.

 

Inscrições disponíveis através do site https://www.forumgestaodepessoas.com.br/inscricoes-on-line/.  As vagas são limitadas e o auditório conta com capacidade para receber 400 pessoas.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou na última sexta-feira (28) que a bandeira tarifária para o mês de julho será Amarela, com custo de R$ 1,50 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

De acordo com o informe divulgado pela Aneel, “julho é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios.

A Cosern, empresa controlada pela Neoenergia, ressalta que é possível minimizar os efeitos da bandeira Amarela definida pela Aneel para julho com algumas mudanças de hábitos e atitudes do dia a dia para evitar o desperdício de energia elétrica e, claro, reduzir o valor da conta. Confira:

 Adquira aparelhos elétricos eficientes (e use com eficiência)

Eletrodomésticos mais antigos costumam ser menos eficientes. Se puder, substitua-os por aparelhos mais novos e com selo PROCEL de eficiência energética. Isso irá ajudar muito na economia de energia e na redução das contas. Pesquise os modelos e funções para saber quais são mais eficientes. Na hora de usar, estude o manual para maximizar o uso e minimizar o gasto de energia.

 

Desligue o computador se não for utilizá-lo dentro de uma hora

Algumas pessoas acham que deixar o computador ligado 24 horas consome menos energia do que ligá-lo e desligá-lo a cada uso, mas não funciona assim. O monitor pode ser desligado sempre que o usuário se ausentar do ambiente. Se as pausas entre os usos forem longas, de mais de uma hora, por exemplo, o ideal é desligar tudo. Se puder, opte por laptops, que costumam ser mais econômicos.

 

Fique de olho no carregador de celular

Não deixe o carregador de celular na tomada sozinho ou depois que o aparelho estiver completamente carregado. Além de evitar acidentes domésticos, mesmo por poucos instantes, ele consome energia elétrica.

 

Aproveite a luz natural

Além de ser confortável para os olhos, aproveitar a luz natural do dia ajuda a reduzir o desperdício de energia. Evite acender luzes em ambientes já naturalmente iluminados, dê preferência por lugares com janelas amplas e paredes claras.

 

Evite usar a função stand-by dos aparelhos

Nunca deixe os aparelhos ligados na tomada em "stand-by", o famoso "modo espera" que permite ligar o equipamento diretamente. Não há necessidade de continuar consumindo energia se você não os está utilizando. Prefira tirar o eletrodoméstico da tomada quando não estiver em uso, mesmo que você não ache prático. Neste caso, a comodidade não compensa o desperdício.

 

Escolha lâmpadas LED

Mesmo que as lâmpadas LED sejam mais caras, a economia de longo prazo compensa os custos iniciais porque elas duram mais. Dê preferência a lâmpadas LED para a cozinha, área de serviço e outros locais que fiquem com as luzes acesas mais de quatro horas por dia. Retire as lâmpadas fluorescentes compactas queimadas do bocal. O reator acoplado pode consumir energia, caso o interruptor esteja ligado.

 

Utilize a função “timer” das TVs

O televisor é responsável por cerca de 5% a 15% do consumo total de uma residência, por isso, evite dormir com televisores ligados. É um consumo de energia desnecessário. Se você já sabe que costuma pegar no sono assistindo à televisão, utilize a função “timer” ou “sleep”, presente na maioria dos modelos e programe o aparelho para que ele desligue sozinho.

 

Estabilize a temperatura do ar condicionado

Para economizar energia, não é preciso sofrer e desligar o ar condicionado no calor. Deixar o aparelho em uma temperatura estável refresca e ajuda a reduzir o valor das contas. Uma dica é regular o termostato para uma temperatura confortável, entre 23 e 25 graus. 

 

Para saber mais

O que são as bandeiras tarifárias?

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração. Com as bandeiras, a conta de luz ficou mais transparente e o consumidor tem a melhor informação, para usar a energia elétrica de forma mais eficiente, sem desperdícios. Com o anúncio da bandeira amarela, é necessário intensificar as ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia.

 

Sobre a Cosern

Eleita em pesquisa da Aneel sobre satisfação dos clientes como a 3ª Melhor Distribuidora do Brasil e premiada em 2018 e 2019 como a Melhor Ouvidoria do país, além de estar na final do Prêmio Abradee 2019 concorrendo em quatro categorias, entre as quais a melhor do Brasil, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresa do Grupo Neoenergia, é a sexta maior distribuidora de energia elétrica do Nordeste em número de clientes e a quinta em volume de energia fornecida. Presente nos 167 municípios potiguares, a Cosern tem uma área de concessão de 53 mil quilômetros quadrados.  A empresa atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).

Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:

  • Enviar um SMS para 26560, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone;
  • Baixar o aplicativo da Cosern, utilizar a função “Falta de Energia” para agilizar o atendimento; ou
  • Telefonar para o 116.

DICAS DE SEGURANÇA COSERN

Não faça ligações clandestinas de energia elétrica. Além de crime, o “gato” coloca em risco a vida de quem faz e de quem está próximo. Denuncie a irregularidade de forma anônima no telefone116 da Cosern.

Especialistas do setor ferroviário nacional defenderam, nesta quinta-feira, dia 27, o melhor aproveitamento das áreas no entorno das linhas de trens urbanos. Eles participaram de debate da Comissão de Infraestrutura sobre o Projeto de Lei 261/18, relatado pelo senador Jean Paul Prates (PT-RN).

Para o secretário nacional de mobilidade urbana do Ministério do Desenvolvimento Regional, Jean Carlos Pejo, o país necessita aperfeiçoar e valorizar melhor os espaços urbanos, bem como fazer uma melhor ocupação dos espaços em torno das linhas de trens.

“Dentro do sistema de transporte sobre trilho, aquelas estações que tem uma movimentação maior de passageiro, podem muito bem ser um sistema de inclusão social, com centro do lazer, unidade poliesportiva”, avaliou. “O trem tem que ser um fator de inclusão social e o entorno precisa ser trabalhado de maneira efetiva”, completou.

O projeto em discussão no Senado, considerado o novo marco legal das ferrovias, autoriza à iniciativa privada ou consórcios a construção e a operação de linhas ferroviárias no país, fundamental para o desenvolvimento econômico do país e para o Rio Grande do Norte. A proposta de autoria do senador José Serra (PSDB-SP) ainda necessita de melhorais em alguns pontos na legislação sobre desapropriações. “Queremos fazer com que as pessoas que foram desapropriadas recebam melhorias com a vinda das linhas de trens”, explica Jean Paul.

O parlamentar avaliou que, embora seja um capitulo pequeno dentro da proposta, os artigos que tratam das desapropriações de terras abrem um imenso debate acerca da mobilidade urbana. “Esse assunto é enorme, um verdadeiro hiperlink, para a realidade urbana adjacente a ferrovias e serviços públicos de transporte”, afirmou. “Quando debatemos os quatros artigos sobre desapropriações, eles abrem um arcabouço de previsões que existem e que podem ser levantadas a partir do debate”.

O entorno das obras públicas em todo país, principalmente as de mobilidade urbana, foram criticadas na reunião. O consultor legislativo do Senado, Victor Carvalho Pinto, afirmou que as cidades que foram seccionadas por obras públicas não tiveram o tecido urbano antigo alterado. “Em vez de gerar receitas, valor econômico, em muitos casos estamos vendo desvalorização do entorno. É preciso reordenar todo entorno, para que ela não gere efeitos negativos, mas positivos”.

Além de Jean Carlos Pejo e Victor Carvalho Pinto, estiveram presentes no debate o assessor especial do Ministério de Desenvolvimento Regional, Geraldo Freire Garcia, e o procurador do município de Belo Horizonte (MG), Fernando Couto Garcia.

divulgação

Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP/MS) receberam prêmio Ouro em Atendimento na categoria Visionário. A experiência de sucesso deve concorrer em premiação da América Latina, que ocorre no México, em 2020

 

As distribuidoras da Neoenergia (Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP/MS) receberam o reconhecimento máximo em Atendimento na categoria Visionário do Prêmio Clientes SA 2019. Em premiação realizada em São Paulo, na última terça-feira (25), as empresas foram reconhecidas com o case: O cliente é tudo pra gente, recebendo a titulação Ouro. A campanha foi marcada por novas práticas de atendimento, que promoveram maior aproximação com os consumidores, disseminação de melhores práticas e o alcance da máxima satisfação dos usuários. 

Por meio da campanha, desenvolvida nas quatro distribuidoras da Neoenergia, os 13,9 milhões de clientes puderam ter contato com uma nova perspectiva de atendimento. Baseada em três pilares: Simplificar, Dialogar e Comprometer, foram reforçadas as melhores práticas e desenvolvidas novas iniciativas que melhoraram o fluxo dos atendimentos e satisfação do cliente. Alguns pontos que receberam destaque especial nesse processo foram: inovação de procedimentos, melhoria da comunicação com o cliente, workshops internos com lideranças e equipes, além dos novos canais digitais das concessionárias. Em um trabalho que envolveu desde a cultura interna, com o programa O cliente é tudo pra gente foram conseguidos resultados positivos que trouxeram a premiação máxima para a Neoenergia. 

Anualmente, desde em 2014, a premiação é realizada com o intuito de reconhecer as melhores práticas nas relações com o cliente no Brasil. Além da premiação Ouro, conquistada pela Neoenergia, o prêmio também reconhece outras iniciativas nas categorias Prata e Bronze. Para receber o reconhecimento máximo, a Neoenergia mostrou que, mesmo em um ambiente regulado como o setor elétrico, as distribuidoras (Coelba, Celpe, Cosern e Elektro) conseguem promover uma profunda transformação na forma de se relacionar com os clientes em suas áreas de concessão, com foco na jornada e na Experiência do Cliente.

O case conta algumas dessas ações e o impacto em nossas distribuidoras. A próxima meta é concorrer na etapa América Latina (Latam) da premiação, que ocorre, em 2020, no México.

O Governo do Estado recebeu os diretores da Cascar Brasil Mineração para discutir o plano de investimento da empresa para extração de ouro em Currais Novos, denominado Projeto Borborema. O grupo de origem australiana estima iniciar as operações até o final de 2020, após ter recebido dia 22 de abril deste ano a licença de instalação emitida pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).

A governadora Fátima Bezerra dialogou diretamente com o diretor presidente da Cascar, o australiano Andrew Roberts, sobre os investimentos da empresa, que giram em torno de R$ 200 milhões apenas na fase inicial, e a perspectiva de geração de 200 a 300 empregos diretos na 1ª fase do empreendimento, além de outros 1500 empregos indiretos.

“A agilidade do Idema em conceder a licença de instalação proporcionará a gerar de empregos dignos para a população do Rio Grande do Norte, ainda mais importante por ser no interior do estado e à luz da tradição de mineração do Seridó. Nossa política de governo é desconcentrar a geração de empregos e o projeto Borborema conecta-se diretamente. O Governo do Estado está aqui para ser parceiro dos empreendedores, com diálogo e transparência, dando segurança jurídica e patrimonial”, destacou a governadora.

De acordo com o diretor presidente da Cascar Brasil, o projeto que vai recolocar Currais Novos no mapa mineral do país é o foco da empresa, que abriu mão de empreendimentos em outras regiões para concentrar esforços no RN. “Vamos trazer a expertise e o investimento da Austrália, mas os empregos serão todos voltados para o Brasil. Este é um trabalho de longo prazo e temos fé que ele tem tudo para ser lucrativo”, concluiu Andrew Roberts, que esteve acompanhado do diretor operacional Júlio Nery e a geóloga Jucieny Barros, responsável pelo projeto.

Além da licença de instalação, o Governo também já fechou acordo, por meio da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), para cooperar com o empreendimento. O processo de extração do ouro reaproveitará o esgoto tratado de Currais Novos, com a instalação de uma adutora de 30 km ligando a estação de tratamento da cidade até a mina. O empreendimento também contará com uma política de sustentabilidade, sem a utilização de metais pesados na exploração e beneficiamento do ouro e com a produção de rejeito seco.

O próximo passo da relação entre Governo e Cascar será a assinatura de um protocolo de intenções, que está em fase de finalização. Durante a reunião, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, relatou também o trabalho da gestão estadual para reformular o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi). “Dentro dos próximos 30 dias vamos apresentar a reformulação do Proadi, com novas alíquotas, incluindo um diferencial de benefício para as empresas que gerarem empregos no interior do estado, dentro da política de desenvolvimento sustentável”, afirmou o secretário.

A reunião ainda contou com a presença da senadora Zenaide Maia, do vice-governador Antenor Roberto, do deputado estadual Francisco do PT, dos secretários-adjuntos do Sílvio Torquato (Desenvolvimento Econômico) e Manoel Assis (Tributação), do diretor presidente da Caern Roberto Sérgio Linhares e do prefeito de Currais Novos Odon Júnior.

canindé soares

 

Por Flávio Rezende

A rede de padarias Gosto de Pão, há 27 anos no mercado com quatro lojas, recebe mais um prêmio em sua área, desta feita o Top of Mind, nesta quarta, em evento no Centro de Convenções. A Gosto de Pão vem recebendo há décadas as mais importantes premiações em seu setor, em promoções de renomados veículos de comunicação do Rio Grande do Norte. A empresa foi representada na ocasião, pelo gerente da unidade Jaguarari, Mário Sérgio, que recebeu o prêmio das mãos do presidente do sistema Fecomércio Marcelo Queiroz. 

A Gosto de Pão está situada em Natal, em quatro pontos estratégicos, tais quais a Roberto Freire, Jaguarari, Hermes da Fonseca e a Prudente de Morais e, vem sendo ao longo das últimas décadas, recordista de citações em seguidas edições de aferições de marcas e preferências, inclusive neste Top of Mind 2019 da revista Foco Nordeste.

A filosofia da Gosto de Pão está focada na fórmula de variedade, bons preços, qualidade, localização privilegiada, resultando em fidelidade do público, com incorporação permanente de mais opções, como self-service, kits temáticos em datas comemorativas, equipe bem treinada e qualificada, além de excelente atendimento e especialização constante de padeiros.

A exposição de produtos típicos, as refeições do café da manhã ao jantar, passando pelo almoço, presença da marca de maneira positiva entre a clientela desde o início das atividades, como também um estudo apurado dos costumes e das necessidades dos consumidores, constituem ainda pilares da Gosto de Pão ao longo de sua existência.

A permanência da rede de padarias Gosto de Pão no topo do Top of Mind 2019, reafirma a condução correta da maneira como as padarias são geridas, agregando ao DNA da cidade do Natal uma marca tão presente, forte e lembrada, como a da Gosto de Pão.

arquivo
 
Considerada uma das maiores companhias do setor em todo o Nordeste, a empresa potiguar Interfort Segurança recebeu o “Prêmio Mérito 2019”, concedido às mais tradicionais empresas com atuação no mercado de segurança no País. A homenagem foi outorgada pela Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist), durante a realização do “Encontro das Empresas de Segurança Privada da Região Sudeste”, que se encerra nesta quinta-feira, 27, no Expo Center Norte, em São Paulo.
 
O empresário norte-rio-grandense Edmilson Pereira de Assis (FOTO), presidente do grupo Interfort, que emprega mais de oito mil profissionais em todo o Brasil, destacou que a premiação vem coroar o trabalho de “homens e mulheres que contribuíram para que uma companhia genuinamente potiguar ganhasse o mercado nacional e pudesse levar a bandeira do Rio Grande Norte para estados do Nordeste e Sul do país”.
 
 
Edmilson revela que apesar de a economia do País atravessar uma fase de crise, a Interfort tem conseguido ampliar espaços no mercado nacional, tendo inclusive conquistado recentemente a conta de “uma gigante da telefonia”, da qual ficará responsável pela segurança em oito estados do Nordeste.
 
 
*Fonte: assessoria de imprensa da Interfort Segurança*


Twitter