Neste momento de enfrentamento à pandemia do coronavirus, a Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão (EDTAM), administrada pela Fundação José Augusto, prossegue as suas atividades, utilizando as redes sociais. As aulas da escola estão suspensas desde 17 de março como medida de prevenção determinadas pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte. 

A escola mantém suas aulas, através de videosaulas de balé, tutoriais de maquiagens, e coques de cabelo durante o período de isolamento social. As atividades são direcionadas aos alunos, que estão em suas residências, enviadas diariamente pelos grupos de watssapp da EDTAM.

Através de videos são realizados aquecimentos, exercícios e tarefas aos alunos, além de cuidados preventivos para evitar o contagio e recomendações para a permanência em suas casas.

As aulas são ministradas pelos  professores Bruno Borges, Everlly Christinny, Fábio Matheus, Gabriela Gorges, Júlia Vasques, Lidiane Soares e Margoth Lima, sob a coordenação da diretora da EDTAM, Wanie Rose.

Diariamente às 15h ocorrem videoaulas ao vivo ministradas pelo professor Fábio Matheus, através da plataforma Zoom, para bailarinos do 4o ao 8o ano.

“Neste momento de isolamento social delegamos algumas funções aos nossos professores, para que utilizassem as mídias sociais e criatividade para transmitir os conteúdos das aulas enviando vídeos, filmes de ballet, alongamentos, entre outras atividades. Dessa forma estamos todos ativos, trabalhando normalmente, nos adaptando ao momento que estamos vivendo. Afinal de contas não estamos de férias. Nem professores, nem alunos, nem direção. Todos trabalhando em suas residências, a distância, mas com muito compromisso e responsabilidade. E aprendendo e criando várias possibilidades diante dessa importante ferramenta de trabalho que é a tecnologia”, explicou a diretora Wanie Rose.