NATAL PRESS

 
Mahila significa “Mulher” em híndi, língua oficial da Índia, país que tem a segunda maior população feminina do mundo, atrás apenas da China. São mais de 600 milhões de mulheres no país, três vezes mais do que toda a população brasileira. Na próxima quinta-feira (9) será realizado em Natal o evento “Mahila - Expedição Feminina à Índia”, que terá exposição fotográfica Mulheres da Índia, prática de yoga e depoimentos de mulheres que já visitaram o país. O evento acontece a partir das 18h, no Mahalila Café & Livros, em Potilândia, e tem entrada gratuita.

Em diversas pesquisas, a Índia tem sido apontada como um dos países em que as mulheres mais sofrem com a desigualdade no mundo. Por outro lado, no país têm surgido diversos projetos que têm atuado no apoio às mulheres, através da educação, empreendedorismo entre outros meios, para que elas possam ascender economicamente e também serem mais respeitadas.

O evento Mahila faz parte de um projeto do blog e agência Compartilhe Viagens, em parceria com a Marquise Art Media (empresa com atuação na mídia), que em outubro deste ano, irá levar um grupo de brasileiras para a Índia. “A ideia é que seja mais do que uma viagem de turismo. Será uma imersão pelo universo feminino. Iremos sim visitar os pontos turísticos famosos como o Taj Mahal, mas nossa intenção maior é visitar e conhecer projetos sociais e de empreendedorismo que atuem diretamente com as mulheres indianas. Também devemos realizar um jantar de networking com empresárias e personalidades indianas”, conta Karla Larissa, diretora da Compartilhe Viagens.

Segundo uma das diretoras da Marquise Art Mídia, Karen D´Paula, que vive entre Brasil e Índia, as mulheres indianas são desvalorizadas desde antes de nascerem. “Na Índia é até proíbido por lei fazer ultrassom, pois se a família descobre que é menina, as chances de um aborto são grandes”, explica e continua “porém nos anos em que vivi no país conheci muitos projetos incríveis que têm mudado a realidade dessas mulheres. Nossa ideia é apresentar às brasileiras essas iniciativas e promover essa troca entre as mulheres brasileiras e as indianas. Inclusive, o roteiro da viagem é baseado nas experiências que vivi lá”.

 

A exposição

A exposição Mulheres da Índia é assinada pelo designer gráfico e fotógrafo natalense Filipe Aires. Serão dez fotos, feitas entre 2016 e 2019, que mostram mulheres indianas em suas diversas representações. São pastoras no campo, joguinises, meninas muçulmanas, artistas, trabalhadoras têxteis. “A exposição é um pequeno recorte de uma experiência de 2 anos e meio, por diferentes regiões, onde se pode constatar que embora sendo tão desvalorizadas e subjugada por seu próprio povo e mesmo diante de todo caos e dificuldade, a mulher indiana consegue ainda revelar sua beleza e virtude, toda sua força e inteligência, suas cores e alegria”, destaca Filipe.

Yoga e depoimentos

O evento Mahila terá ainda prática de yoga com a instrutora Maíra Ramos e depoimentos de mulheres que já viajaram à Índia, entre elas, a jornalista Glácia Marillac, a psicóloga Taciana Chiquetti e uma das organizadoras do evento, a diretora da Marquise, Karen D´Paula.

 

Serviço

Mahila - Expedição Feminina à Índia

Quando? 9 de janeiro (quinta-feira), a partir das 19h

Onde? Mahalila Café & Livros

Rua Doutora Nívia Madruga, 19, Potilândia

Entrada gratuita - aberto à mulheres e homens

 



Twitter