NATAL PRESS

Trabalho realizado pela Seja Digital na região envolveu mais de 140 voluntários, mais de 20 mil atendimentos e mais de 5 mil instalações



A Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pelo processo de migração do sinal de TV no Brasil, informa que às 23h59 desta quarta-feira, 9 de janeiro, o sinal analógico de TV será desligado em Mossoró. A decisão foi tomada pelo Gired (Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização dos Canais de TV e RTV), liderado pela Anatel e homologada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Com o objetivo de informar e orientar a população sobre a mudança, além de campanhas em TV, rádio, impressos, portais, redes sociais e do trabalho nas ruas, a Seja Digital realizou eventos e parcerias. “Os diversos projetos desenvolvidos pela Seja Digital no município foram uma construção coletiva junto à comunidade, poder público, mídia, lideranças, organizações sociais e religiosas, na zona urbana e rural, atingindo todos os cantos da cidade”, disse Marcello Espírito Santo, gerente regional da Seja Digital.
As ações de mobilização social foram realizadas em diferentes bairros e comunidades da região. Dentre as ações, se destacou a Gincana Comunidade Digital que mobilizou várias associações comunitárias, cooperativas, ONGs, grupos de mães e coletivos da cidade, que orientaram a população sobre o que precisava ser feito para ter acesso ao sinal digital.

Também foram realizados 60 mutirões de agendamento e instalação em diversos bairros da cidade, incluindo a Zona Rural formada por 133 comunidades e projetos de assentamento. Os mutirões contaram com a participação de mais de 100 voluntários - todos focados em tirar dúvidas da população, verificar quem tinha direito ao kit gratuito e agendar a retirada dos equipamentos -, e de 10 antenistas que foram responsáveis por mais de cinco mil instalações. Nos treze CRAS – Centros de Referência em Assistência Social de Mossoró foram feitos 15 mil atendimentos, trabalho realizado por mais de 40 servidores municipais capacitados pela Seja Digital.

Uma das beneficiadas pelas ações da Seja Digital foi a moradora do Sítio Hipólito, zona rural de Mossoró, Rizolene Vitorino, que agendou a retirada dos equipamentos pelo telefone 147. “Lá em casa a gente não tinha, muito o que fazer, não, principalmente à noite”, diz Rizolene. “Aí veio o kit gratuito e o sinal digital e a família passou a gostar de TV de verdade. A gente sempre assiste junto o jornal e quase todas as novelas.”

Para facilitar o acesso da população aos equipamentos que permitem que televisores antigos tenham acesso ao sinal digital, a entidade também promoveu dois Feirões da TV Digital que, em parceria com comércio local, que promoveu descontos na compra de novos televisores, conversores e antenas digitais.

Distribuição de kits gratuitos

Desde o começo das ações, a Seja Digital distribuiu mais de 36 mil kits gratuitos, com antena digital e conversor, permitindo que diversas famílias tivessem acesso ao sinal digital.

Após o desligamento do sinal analógico, a Seja Digital continuará distribuindo os kits gratuitos por pelo menos mais 30 dias. A expectativa da entidade é que a região siga os passos de Brasília, São Paulo e Recife, e em pouco tempo 100% dos domicílios tenham acesso ao sinal digital. Os canais de atendimento também continuarão à disposição da população para oferecer todo suporte necessário mesmo após o desligamento: o site www.sejadigital.com.br e a central telefônica 147 (ligação gratuita).

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios tiveram o sinal analógico desligado até Janeiro de 2019.



Twitter