NATAL PRESS



Pressinto teu olhar banhando de luz meu corpo ansioso.
As tuas mãos de seda na sede da minha pele cheia de esperança.
Sombra tua, dorme junto ao meu peito ardente, beija-me beijando esse lençol.
Nasci sem medo. Mas medo tenho de perder-te .
Derrama sobre meu ombro o teu silêncio. Guarda-me contigo. Unta com teu mel a minha boca.
Quero viver, sonhar, amar-te de novo.



Twitter