NATAL PRESS

Elementar, meu caro Watson. Mascarado em manifestações de rua é indicação de badernas. Deve ser abordado e investigado. Sem delongas e com autoridade.

Dentro do meu métier de acompanhar o crime, em todas as partes, não só aqui em Londres, fiquei surpreso com o que vem ocorrendo no Brasil. Você, com sua mania de Índia, conhece pouco do país. Mas eu passei alguns dias por lá, convidado por Jô Soares (que até escreveu um livro sobre essa visita e disse que a caipirinha foi invenção minha; brincadeira dele, um gozador; mas tomei e gostei). Vi como o povo é simpático, tranqüilo, agradável e pacífico. Portanto, grande surpresa nessas manifestações maciças de rua, descambando para a violência.

Dei logo o meu diagnóstico. Minha experiência no assunto, que você bem sabe não ser pequena, nem precisou ser usada com intensidade. Estava evidente: mascarados indicam intenção maléfica. Quem está bem intencionado, não usa máscaras. Especialmente no Brasil, onde a máscara é símbolo de Carnaval. Portanto, competia à Policia abordar esses mascarados e ver se estavam armados, com pedras, porretes, armas, o que fosse. Não fizeram isso e deu no que deu.

Finalmente, o Chefe de Polícia (lá eles são chamados de Secretários disso ou daquilo) de uma cidade do Nordeste, Recife (que não conheci, pois fiquei o tempo todo no Rio), tomou uma decisão óbvia. Ordenou aos policiais de lá que prendessem esses baderneiros assim os encontrassem mascarados no meio da multidão. Alguns protestaram contra a medida; ilegal, segundo eles. Mais ilegal é o quebra-quebra, a destruição do patrimônio público e privado, a interrupção da liberdade de ir e vir das pessoas, entre outros danos à cidadania.

Confesso, Watson, minha surpresa com essas grandes manifestações, e por todo o país. Algo tem que estar muito errado. Foram extensas e, pelos cartazes, por muitas e diferentes razões. Basicamente, porém, foram contra os desmandos do governo e dos políticos em geral. E o diabo é que, diminuída a intensidade de povo nas ruas (praticamente só lá estão os mascarados), os responsáveis pelo país voltaram a “dormir em berço esplendido”, como diz o Hino deles.

E me pergunto. Quando será que esses caras vão acordar? Do jeito que está, é claro, não pode continuar. Têm que assumir suas responsabilidades, enxergar as dificuldades que o povo enfrenta e buscar soluções. Não sei se você sabe, Watson, mas os impostos por lá, hoje, são equivalente a qualquer pais do chamado Primeiro Mundo, mas os serviços públicos são desastrosos. A economia do país é a sexta ou a sétima do mundo. Parece que já passaram até a Inglaterra. Dinheiro, portanto, há. O que falta é vergonha na cara desses supostos dirigentes. (Traduzido do inglês por DMA).



Twitter