NATAL PRESS

O exemplo que vem do alto

Entre o certo, o errado tão perto do menos duvidoso, difícil mesmo está aonde eles querem chegar. E se é que querem mesmo chegar...

Próximo ao que a pouco ouvimos falar sobre supersalários, verbas e mais verbas liberadas a quem e a quais diversos setores sem controle algum, diga-se de passagem, a fome de muitos, como dos nordestinos continuam corroendo além de terras dos sem fim. E é uma ´´bandejada´´ de benefícios para tudo o quanto é lado e ainda sobra troco para a farra não se distanciar muito do que estamos carecas de saber.

Como sempre a fala é a da retomada do crescimento e o mais incrível mesmo é que parece que não crescemos. Saúde, Educação, Segurança, tudo isso parece nunca sair do rol de negociações. ´´Ah, sim, o recesso parlamentar está em andamento´´. O que no momento não pode ser aprovado mais nada. Pois sim, somente quando agosto chegar com até certo adiamento para setembro. Aqui tudo é possível, afinal, temos quantos mesmos representantes nas Casas e que lutam por melhorias próprias, heim? O povo eles deixam sempre para o dia seguinte à medida que as contas chegam e adivinhem quem vai ter que pagar?

De fato, e também, de Medidas Provisórias é algo que mais ganhamos notícias! ´´O país precisa voltar a crescer´´, não custa repetir. E dá-lhe novo enxame de denúncias, delações premiadas, investigações como do COAF que foram barradas no país das apurações. Balelas à parte, ou coisa de ´´crisezinhas´´ políticas enquanto demais atípicos bem bonificados continuam se empilhando. ´´Por onde andará o Queiroz, heim? Aquele risonho vendedor de caros usados que enricou mais que agências nenhuma? Nenhuma nota fiscal, tudo na amizade junto a compradores companheiros de fachada?´´ E dá-lhe mais uma nova leva de verbos e verbetes em sessões no Congresso, onde os ´´esbravejamentos´´ não medem censura. Em CPI´s nem se fala? Aliás, falam além dos cotovelos principalmente em habituais trocas de gentilezas nível/desnível de Vossas Excelências numa verdadeira ´´Casa de Irene´´.

Novos ruídos sobre a badalada Reforma da Previdência, por exemplo, entre o ministro da Economia, Paulo Guedes com Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, só para não perder o fio da meada por aqui? Irritações que não passam batidas os ataques dos Congressistas batem no martelo. O que não dispensa nunca, mas nunca mesmo a boa ordem do toma lá, dá cá, quando o incrível eles chegam mesmo a argumentar em voz baixa (idem) sobre a negociação da matéria. E que matéria perguntamos nós – talvez – esperançosos de que mudem mesmo o quadro da nossa atmosfera caótica-política Brasil!

Psiu, silêncio, agora todos estão descansando pelo bem do país! Logo todos voltam a votar e principalmente fazer jus aos seus supersalários por todos nós!

 

Celso Fernandes, jornalista, escritor. Colunista de Moda, TV e Literatura. Assessoria de imprensa. Blog: 

Follow me: http://twitter.com/celsocolunista  

www.facebook.com/celsocolunista



Twitter