O sofrer que mais marca e machuca
Eu creio que seja a melancolia
Essa tristeza vaga, essa apatia
Que traduz a carência de afeto
A saudade aflora e vem direto
Num rompante instiga o coração
Que se alia a desmotivação
E maltratam o corpo e ferem a alma
Só a presença fortalece e nos traz calma
E promove uma real transmutação

Não sabia o espaço que ocupavas
Só que moravas no meu coração
Quando partistes e já na estação
Percebi o vazio que ficou
A saudade apressada se mudou
Como quem chega de mudança pra morar
Sem forças não consegui evitar
A visita dessa tal melancolia
A esperança anseia pela alegria
Que de braços com você vai retornar.