NATAL PRESS

Foi a escola da vida
Que tudo me ensinou
Que me trouxe a onde estou
E me dotou de saber
Aprendi a conviver
Com o bem, com a maldade
Com a pluralidade
De ideais, de pensamentos
De emoções, sentimentos
Com a mentira e a verdade

Foi a escola da vida
Que me tornou crente e cético
A nunca ficar patético
Ante ao sagrado, ao profano
A entender que o ser humano
Vive em franca evolução
E que às vezes perde a razão
Atenta contra seu eu
Feliz de quem aprendeu
A enxergar com o coração

Aprendi com meus percalços
Meu cair, meu levantar
Vivo sem medo de errar
E num eterno aprender
Assim pretendo viver
Condenando a esperteza
Buscando sempre a beleza
Nas várias situações
Sendo sempre minhas ações
De respeito à natureza

Entendo ser a natureza
A casa que me acolheu
Por isso o respeito meu
E meu cuidado em preservá-la
Aos meus pretendo deixá-la
Para que na posteridade
Não exista dificuldade
Para um salutar bem viver
O caminho a percorrer
É a SUSTENTABILIDADE



Twitter