NATAL PRESS

Fantasias se criam e se destroem,

Em torno dos sonhos, sonhos constroem,

Sonhar é um luxo bem acessível,

Basta pra isso não ser insensível.

Para aquele infeliz que de dia labuta,

Seria um luxo pagar prostituta.

À noite na cama, amor solitário;

De dia, o mesmo problema:Salário.

Mas tem Internet. Se achar a comparsa,

Dizer que a ama seria uma farsa?

Não pode dizer que ama, afinal?

Eis o problema do pobre mortal.

E se lhe disser que é um qualquer,

Será que terá um segundo sequer?

Daquela que entra no chat como “Musa”,

Beldade hodierna um tanto obtusa.

O “chat”, é sabido, é neologismo.

Palavra importada, um anglicismo.

Lugar é de príncipe, nunca de sapo,

O antro sagrado do “Bate-papo”

De um lado, se tem um pobre coitado,

Só pena na vida, foi rejeitado.

Do outro, está a beldade obesa

Que ora é madona, ora marquesa.

Ele escreve: Eu sou um mancebo.

Ela responde: É claro, percebo.

Ele retruca: Sou executivo

E sou isso mesmo, sem diminutivo.

E a doce rainha tecla de onde?

Com muita vergonha de onde se esconde,

Responde a Ofélia “Quer mesmo saber”?

Eu sou sua musa, não uma qualquer.

Deusa eu sou, eu moro no Olimpo,

Com vista bonita e o céu sempre limpo.

Sou doce, sensível, já fui Miss Brasil,

Com corpo perfeito e alma febril.

Queria saber alguns outros detalhes.

O seu palácio é o de Versalhes?

Corada, a musa, no quarto alugado,

Responde: Olha como é abusado!!

Fingindo morar no palácio francês,

Responde com erros de português.

E chega a hora de o outro falar,

Chegou sua vez de querer inventar.

Cara senhora, minha alma é pura,

Evite com isso qualquer conjetura.

Sou viúvo, sou rico, procuro um par,

Espero, princesa, poder-lhe agradar.

O papo já dura faz mais de uma hora,

O nobre senhor e a doce senhora.

Cada qual construindo um mundo farsesco

No qual o real deu lugar ao burlesco.

Alexandru Solomon, empresário, escritor. Formado pelo ITA em Engenharia Eletrônica e mestrado em Finanças na Fundação Getúlio Vargas, autor de ´Almanaque Anacrônico`, ´Versos Anacrônicos`, ´Apetite Famélico`, ´Mãos Outonais`, ´Sessão da Tarde`, ´Desespero Provisório` , ´Não basta sonhar`, ´Um Triângulo de Bermudas`, ´O Desmonte de Vênus` ´Plataforma G` (Ed. Totalidade), ´Bucareste`  e ´A luta continua` (Ed. Letraviva). Livrarias: Saraiva (www.livrariasaraiva.com.br), Cultura (www.livrariacultura.com.br), Loyola (www.livrarialoyola.com.br), Letraviva (www.letraviva.com.br). | E-mail do autor: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



Twitter