NATAL PRESS

Os Invisíveis”, que estreia nesta quinta-feira, dia 11, no Cinema de Arte do Cinépolis Natal Shopping, é o primeiro longa-metragem do documentarista Claus Räfle. Autor do enredo ambientado na Alemanha de 1943, Räfle reconstitui as histórias de quatro judeus sobreviventes da caçada da Gestapo.
 
Na abertura de suas histórias, Claus enxerta os seus depoimentos, dando uma concepção de atualidade aos fatos que, aliás, estão praticamente ausentes nos livros sobre a 2ª Guerra Mundial. Ao final da guerra, 1945, dos 7.000 judeus escondidos em Berlim, apenas cerca de 1.500 sobreviveram.
 
CRÍTICA ESTRANGEIRA
Achamos que sabemos tudo o que há para saber sobre os horrores do nacional-socialismo, mas Os Invisíveis dá uma dimensão ao nosso entendimento (...) O que Os Invisíveisdocumenta e dramatiza é realmente muito incrível. Altamente recomendável.
Joe Bendel, jbspins/EUA
 
Sem falso sentimentalismo, Os Invisíveis traz o espectador para dentro de um capítulo subexposto da era nazista (...) E que impressiona. O resultado é uma visão profundamente humana da guerra na era nazista.
Antj Wessels, filmkritik/Alemanha
 
Os Invisíveis é um drama documental emocionante.
Wolfram Hannemann, Wolfram Hannemann.de/Alemanha
 
Em última análise, você nunca se livra da impressão de estar assistindo a um filme fascinante.
Falk Straub, Kino-Zeit/Alemanha
 
Emocional, autêntica, inteligentemente reconstituída, é uma história que não tem sido praticamente abordada: Os Invisíveis é um dos melhores filmes alemães do ano, um acontecimento real e imensamente emocionante!
Thomas Vonwerk, filmstarts/Alemanha
 
A PALAVRA DE CLAUS
Os Invisíveis se origina de meu (...) Documentário de televisão sobre o lendário bordel espião nazista conhecido como “Salon Kitty”. Era local frequentado por diplomatas e oficiais militares de alta patente interceptados pelas autoridades de inteligência alemãs. Mas uma judia de Berlim, com documentos falsos, também estava escondida lá. Isso despertou minha curiosidade (...). Comecei a pesquisar se mais judeus berlinenses tinham se escondido ilegalmente. Nossa busca se mostrou bem-sucedida, já que eles eram muito mais do que apenas alguns (...) Isso foi possível com a ajuda de bem-intencionados berlinenses cristãos que desafiavam as ordens das autoridades. A este respeito, o filme documenta parte da história da resistência. Isso foi importante para nós desde o início, independentemente do fato de que essas histórias são emocionantes e emocionalmente ricas.
Claus Räfe, cineasta
 
Sinopse
Após o Partido Nazista tornar oficial a perseguição ao povo judeu na Alemanha, muitos deles precisam se tornar praticamente invisíveis, entre eles a jovem órfã Hanni Lévy (Alice Dwyer); o habilidoso falsificador Cioma Schönhaus (Max Mauff); o apaixonado adolescente Eugen Friede (Aaron Altaras); e Ruth Arndt (Ruby O. Fee), que perde o contato com a família passando-se por viúva e trabalhando para um oficial alemão.
 
FICHA TÉCNICA
THE INVISIBLES – OS INVISÍVEIS
Alemanha, 2017
Direção: Claus Räfle
Elenco: Max Mauff, Alice Dwyer, Aaron Altaras, Ruby O. Fee, Victoria Schulz, Florian Lukas, Robert Hunger Bühler e Maren Eggert.
Drama, Guerra, Histórico, Documentário. 110 minutos. 14 anos.
Distribuição: Mares Filmes.
 
Serviço
Cinema de Arte Cinépolis Natal Shopping – sala 4
Av. Sen. Salgado Filho, 2234 - Candelária, Natal - RN, 59064-900
De Segunda-feira a Sexta-feira – 18h40
Sábado e Domingo – 14h
Mais informações: www.cinemadearte.com.br

 
Sobre a Cinépolis Brasil 
A Cinépolis é a maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, com um total de 607 cinemas, opera mais de 5.018 salas, 100% digitais, em treze países.
 
Desde sua chegada ao Brasil em 2010, é a rede com maior crescimento no mercado. Atualmente, opera 51 cinemas em todo o Brasil com 388 salas, com marcas destaque como Macro XE e IMAX e Junior. A Cinépolis é a maior operadora de salas VIP no mundo e no Brasil foi a pioneira na implantação da tecnologia 4DX – salas com poltronas com movimentos e instalações para gerar mais de 20 efeitos especiais sincronizados com o filme.
 
Em 2018, pela terceira vez, o Cinépolis JK Iguatemi foi eleito pelo Guia da Folha como o melhor cinema da cidade de São Paulo (2015, 2017 e 2018) e sua sala IMAX foi apontada como a melhor sala individual do circuito.  Em 2017 e 2016, a rede Cinépolis ficou em 1º lugar no “Prêmio Estadão Melhores Serviços”, na categoria redes de cinema.
 
A constante inovação e o bom desempenho tem sido reconhecidos com diversos prêmios, dentre eles: Melhor Exibidor por quatro anos consecutivos (2011, 2012, 2013 e 2014), concedido no Prêmio ED (Exibição & Distribuição), realizado pelo Sindicato das Empresas Exibidoras do Estado de São Paulo.
 
Mais informações, acesse: http://www.cinepolis.com.br
 
Siga-nos nas redes sociais ;)
Facebook: https://www.facebook.com/cinepolisbrasil/
Twitter: https://twitter.com/cinepolisbrasil
Instagram: @cinepolisbrasil 
 
Sobre O Cinema de Arte
O Cinema de Arte é um projeto criado em Fortaleza em 1963, que tem o objetivo de exibir filmes de arte no circuito comercial de cinemas. A Cinépolis inclui o projeto em sua programação em dez capitais do Brasil: Fortaleza, São Luís, Natal, Recife, João Pessoa, Salvador, Manaus, São Paulo, Jundiaí e Ribeirão Preto.
 
O Cinema de Arte visa criar acessibilidade e fidelização do público, já que traz filmes premiados em Festivais Nacionais e Internacionais, destacados pela crítica e imprensa e que habitualmente não chegariam na maioria das cidades, onde é realizado.
 
O projeto exibe produções francesas, espanholas, brasileiras, argentinas, canadenses, alemãs, iranianas, entre outras. A seleção é feita através do acompanhamento dos filmes em exibição em festivais no exterior e no Brasil. 



Twitter