NATAL PRESS

prover

O compartilhamento de postes entre distribuidora de energia elétrica e operadora de telecomunicações pode deixar equipamentos sobrecarregados? E como pode se estabelecer a convivência pacífica e vantajosa entre distribuidoras e operadoras? Pois bem, compartilhamento de postes é importante e necessário para os provedores de internet assim como para as companhias de energia elétrica, porém com muita responsabilidade. Esse é apenas mais um dos assuntos que serão esclarecidos durante o 4º Congresso RTI Provedores de Internet que acontece em Natal, no dia 14 de abril no Praiamar Natal Hotel & Convention.  

O emaranhado de cabos e fios é mais que um problema visual, tanto que em 2014 a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) conjuntamente com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovaram regras para o compartilhamento de postes, entre elas: seguir o plano de ocupação de infraestrutura da distribuidora de energia elétrica, e as normas técnicas aplicáveis, em especial as que se referem à faixa de ocupação, ao diâmetro de conjunto dos cabos e cordoalha de um mesmo ponto de fixação; às distâncias mínimas de segurança dos cabos e equipamentos da rede de telecomunicações em relação ao solo e aos condutores da rede de energia elétrica, e à disposição da reserva técnica de fios ou cabos nos pontos de fixação.

Apesar da resolução conjunta da Aneel e Anatel que foi criada para regularizar a problemática da fiação e valores, ainda há muitas divergências sobre o assunto. Durante o 4º Congresso, Guilherme Gilson Souza de Oliveira, do Grupo Neoenergia – Cosern vai esclarecer alguns dos pontos citados acima na palestra “Compartilhamento de postes com redes de telecomunicações”.

O Congresso organizado pela Aranda Eventos é voltado para diretores/proprietários de ISPs, gerentes de TI, engenheiros, analistas de sistemas, gerente de infraestrutura, instaladores, prestadores de serviços técnicos, consultores e estudantes de toda a região Nordeste. As inscrições podem ser realizadas através do www.rtiprovedoresdeinternet.com.br/ onde também está disponível a tabela com os valores e descontos.

O maior concurso científico de agrociência do mundo, o Alltech Young Scientist, está chegando ao fim e contará com duas brasileiras na fase final. Na etapa regional da América Latina, as estudantes Andressa Moraes (IFC/SC) e Manuela Fischer (UFRG) apresentaram trabalhos científicos de alto nível e venceram nas categorias graduação e pós-graduação, respectivamente. Agora, elas irão para os Estados Unidos participar do One: Simpósio de Ideias Alltech (22 a 25 de maio) e disputar o prêmio final.

Com as pesquisas nas áreas de probióticos e imunidade, da Andressa, e em nutrição e saúde para cães e gatos, da Manuela, as estudantes representarão o Brasil em Lexington (KY), na matriz da Alltech. A viagem para o simpósio é o prêmio para os primeiros lugares, junto a uma quantia em dinheiro. E os destaques nacionais não param por aí, já que os segundos colocados na fase latino-americana também são brasileiros: Antonia Silveira (IFCE/CE), na categoria de graduação, e Caio Takiya (USP), na de pós-graduação, receberam o prêmio em dinheiro.

Andressa e Manuela concorrem com outros seis finalistas de vários países nas categorias correspondentes. Os dois vencedores a nível global deste ano serão contemplados com uma bolsa de estudos para pós-doutorado ou Ph.D., dependendo da atual escolaridade do estudante, em uma universidade parceira da Alltech ao redor do mundo, em um curso de acordo com a área do trabalho inscrito. Além, é claro, de reconhecimento internacional e remuneração em dinheiro.

A premiação do Alltech Young Scientists ocorrerá durante o One: Simpósio de Ideias Alltech, evento que visa motivar a inovação no setor e propõe, neste ano, debates sobre tecnologia e negócios. Entre os principais palestrantes estão o cofundador da Apple, Steve Wozniak, e o ex-CEO da Ford, Alan Mulally, que devem contribuir para atrair um público recorde de participantes, passando dos 3 mil presentes no ano passado.

Serviço:

One: Simpósio de Ideias Alltech

Data: 22 a 25 de maio de 2016
Como participar: interessados deverão enviar solicitação para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou entrar em contato pelo telefone (41) 3888-9288

Desconto: inscrições efetuadas até 31 de março garantem um desconto de US$ 200

Mais informações: http://one.alltech.com/pt/.

*Tradução simultânea para português. Consultar disponibilidade nas salas.

 ---

Sobre a Alltech

Fundada em 1980 pelo empresário e cientista irlandês, Dr. Pearse Lyons, as soluções da Alltech melhoram a saúde e o desempenho de animais e plantas, por meio da nutrição natural e da inovação científica. Para isso, conta com mais de 4.700 colaboradores, que seguem os princípios de sempre buscar o benefício para os animais, os consumidores e o meio-ambiente em suas atividades. A sede mundial da Alltech está localizada em Lexington, Kentucky (EUA), e a empresa tem uma forte presença em todas as regiões do mundo com operações em 128 países, sendo que o Brasil é o segundo maior volume de produção mundial do Grupo. A Alltech do Brasil é formada por uma unidade fabril em São Pedro do Ivaí (PR) e por um centro administrativo e planta industrial em Araucária (PR) e uma unidade em Indaiatuba (SP).

A proposta da Alltech é melhorar a saúde e desempenho adicionando valor nutricional naturalmente com uso inovador de fermentação como leveduras, tecnologia enzimática, algas e nutrigenômica.

tecnologia345

A reitora Angela Paiva Cruz, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, assinaram na manhã desta terça-feira, 15, no auditório do Instituto Metrópole Digital (IMD), o projeto de lei que dispõe sobre a criação de área especial para implantação do Parque Tecnológico Metrópole Digital e, na mesma solenidade, fez o encaminhamento à Câmara Municipal de Natal.

Ainda na solenidade desta manhã, foi assinado um protocolo de intenções entre a UFRN e o Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), com o objetivo de criar e compartilhar formas de participação, colaboração e apoio, assim como definir ações que serão desenvolvidas pelas instituições para operacionalização do Parque Tecnológico, estimulando e apoiando o empreendedorismo, a inovação e a geração de novos negócios. Assinaram o protocolo a reitora Angela Paiva, o diretor do IMD, José Ivonildo do Rêgo, o superintendente do SEBRAE/RN, José Ferreira de Melo Neto, e o seu  diretor Operacional, José Eduardo Ribeiro Viana.

Na presença de autoridades, professores, alunos e funcionários do IMD, a assinatura do projeto de lei e do protocolo de intenções foi antecedida por uma explanação do professor José Ivonildo do Rêgo, que mostrou aos presentes o funcionamento do IMD e seus objetivos, destacando que o Instituto é um projeto de integração multidisciplinar que envolve várias áreas do conhecimento e cuja preocupação maior é com a inclusão e a inovação. Ivonildo Rêgo afirmou também que desde o início (como projeto em 2009 e já institucionalizado em 2011), o IMD tem como meta fomentar a criação de um parque tecnológico na área de informática no estado do Rio Grande do Norte.

A reitora Angela Paiva Cruz, aludindo à confluência de interesses, afirmou que a concretização do Parque Tecnológico pode ser traduzido na força que tem o esforço solidário. “E se a criação do Instituto Metrópole Digital representou um salto na direção do futuro, pode-se imaginar o que representará o parque para as empresas de tecnologia da informação e para o próprio desenvolvimento e a qualidade de vida dos potiguares”, frisou a reitora.

Angela Paiva destacou também o esforço em oferecer oportunidades para os jovens, pois o Parque abre possibilidades de novos empregos, e concluiu: “Esse é o projeto de universidade que ajudamos a construir neste estado ao longo de seus 57 anos. E hoje estamos dando um passo importante na sua consolidação, viabilizando nessas parcerias sua presença forte e impactante no nosso Rio Grande do Norte”.

Em sua fala, o prefeito Carlos Eduardo destacou a função social do projeto Parque Tecnológico Metrópole Digital, que cria a expectativa de empregabilidade na cidade. Para viabilizá-lo, está criando incentivos fiscais através desse projeto de lei para que empresas de tecnologia da informação possam ser instaladas em Natal. “Acredito que vamos atrair essas empresas e a UFRN e o IMD irão cumprir o seu papel de formação, com foco especial na juventude, para que essa juventude possa sonhar”, afirmou Carlos Eduardo.

O representante da Câmara Municipal de Natal, vereador Hugo Manso (presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação) conclamou a união de esforços para projetos dessa natureza e destacou a relevância do IMD na formação de pessoas. Ele defendeu que o trabalho desenvolvido pelo IMD deve ter sua divulgação amplificada para que todos tomem conhecimento de sua importância.

Voltar ao topo

tecnolgoia

O Instituto Internacional de Física (IIF) inaugura na próxima segunda-feira, 21, às 15h, uma nova sede no campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A cerimônia vai contar com a presença de pesquisadores do Conselho Assessor Internacional do Instituto (IAC), dos laureados pelo prêmio Nobel Gerard‘t Hooft e David Gross, cientistas de universidades brasileiras e internacionais, autoridades federais e locais, além da reitora Ângela Paiva e do diretor do IFF, Álvaro Filho.

Localizada próxima ao Setor ll da UFRN, a Infraestrutura do prédio, conta com 4 mil m² e vai proporcionar ao instituto condições ideais para abrigar em gabinetes próprios um maior número de pesquisadores, visitantes e eventos internacionais de pesquisa de longa duração.

Outra finalidade do novo ambiente a ser inaugurado na Universidade é o de permitir o treinamento especializado de alto nível para pós-doutores e jovens professores brasileiros.

Um dos convidados esperados no evento é o físico Mitchell J. Feigenbaum, do The Laboratory of Mathematical Physics, da Universidade de Rockefeller, Nova Iorque (EUA), confirmado para aula a magna deste semestre letivo, no próximo dia 23.

A Oi lança hoje no Mobile World Congress, em Barcelona, a solução SmartApp, desenvolvida em parceria com a Gemalto, líder mundial em segurança digital. O novo canal de marketing, que é inovador e pioneiro no mercado mundial, foi desenvolvido para otimizar a experiência do cliente no recebimento de campanhas publicitárias com conteúdo multimídia pelos smartphones melhorando a sua atratividade. A combinação com a solução LinqUs Mobile Engagement and Monetization da Gemalto permite que a Oi ofereça campanhas multicanal para atingir 100% de seus clientes, inclusive aqueles que não usam smartphones e possuem aparelhos mais simples.

O SmartApp oferece uma experiência mais atrativa através de campanhas multimídias inovadoras, garantindo que os clientes tenham um melhor entendimento dos serviços e produtos ofertados no momento da contratação, otimizando os resultados em publicidade.  “A expansão da plataforma de marketing móvel da Oi com a inclusão do SmartApp possibilitará que o cliente tenha uma experiência rica e interativa ao receber campanhas publicitárias", avalia o diretor de Produtos de Mobilidade Varejo da Oi, Roberto Guenzburger. "Comunicar produtos e serviços com qualidade e explorando recursos multimídia contribuirá para estreitar o relacionamento com os nossos clientes , além do crescimento e rentabilização da nossa base”.

"O uso de smartphones está explodindo no Brasil, com apps de compras móveis aumentando progressivamente de um ano para o outro", acrescentou Rodrigo Serna, presidente para a América Latina da Gemalto."O SmartApp da Gemalto oferece às operadoras de telefonia móvel uma solução ideal para ir além do seu canal de marketing de “walled garden” para captar novas receitas através do envolvimento com consumidores que exigem conteúdo para celular interessantes e serviços de valor agregado para melhorar seus estilos de vida digitais."

A Oi quer oferecer a melhor experiência de uso de seus serviços e produtos aos clientes e esse lançamento é mais um pilar da estratégia da companhia da atitude pró-cliente. Em novembro do ano passado, a Oi iniciou, após estudos, um novo modelo de cobrança, desafiando a lógica atual em que os consumidores usam múltiplos chips e restringem o uso de sua comunicação de dados para evitarem tarifas elevadas. Através dos novos planos, o Oi Livre (pré-pago) e o Oi Mais (pós-pago e controle), a empresa passou a oferecer ofertas com ligações para qualquer operadora em todo o Brasil (ligações locais e DDD), pelo mesmo valor, além de um forte aumento na franquia de dados, para o cliente usar da forma que quiser, sem restrições, inclusive na rede 4G.

Em janeiro desse ano, a companhia lançou programa de compra de aparelhos usados para incentivar a troca por um novo smartphone pela população, dando continuidade a sua estratégia de mudança iniciada no ano passado. A empresa quer participar do processo de popularização do smartphone e oferecer a seus atuais e futuros clientes, acesso a tecnologia 4G com um custo mais acessível com a melhor experiência de uso.

Sobre a Oi

A Oi, empresa pioneira na prestação de serviços convergentes no país, oferece transmissão de voz local e de longa distância, telefonia móvel, banda larga, TV por assinatura e a maior rede wi-fi do Brasil. A companhia está presente em todo o território nacional e é a empresa que tem a maior capilaridade de rede do Brasil, chegando às áreas remotas do país e promovendo a inclusão digital da população. Além de serviços de telecomunicações para os mercados varejo e corporativo, a Oi oferece soluções de TI inovadoras, hospedadas em plataforma de computação em nuvem, para empresas de todos os portes.

Em setembro de 2015, a empresa possuía, no Brasil, cerca de 72 milhões de Unidades Geradoras de Receitas (UGRs), das quais cerca de 47 milhões estavam no segmento Móvel Pessoal, 17 milhões no segmento Residencial e 8 milhões no segmento B2B (grandes corporações e PMEs). Atualmente, a Oi ainda conta com mais de 2 milhões de hotspots da rede Oi WiFi em todo o Brasil.

A companhia integra pelo quinto ano consecutivo, a carteira do Índice de Carbono Eficiente (ICO2) da BM&F Bovespa e, desde 2013, faz parte da carteira do índice Dow Jones Sustainability Index, na categoria Mercados Emergentes. A Oi também faz parte do ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial – da BM&FBovespa.

A Oi, por meio de seu instituto de responsabilidade social, o Oi Futuro, apoia projetos nas áreas de educação, sustentabilidade, esporte e cultura, através de leis de incentivo, com o intuito de democratizar o acesso ao conhecimento para acelerar e promover o desenvolvimento humano. A Oi é uma das maiores patrocinadoras da cultura no país e busca gerar oportunidades para projetos de todas as regiões do Brasil.

Sobre a Gemalto

A Gemalto (Euronext NL0000400653 GTO) é líder mundial em segurança digital com receitas anuais de € 2,5 bilhões em 2014 e clientes de primeira linha em mais de 180 países.

A Gemalto ajuda as pessoas a confiar umas nas outras em um mundo digital cada vez mais conectado.  Bilhões de pessoas no mundo inteiro querem cada vez mais liberdade para se comunicar, viajar, comprar, realizar operações bancárias, divertir-se e trabalhar - a qualquer hora, em qualquer lugar - de maneiras agradáveis e seguras.  Nesse ambiente móvel e digital em rápida evolução, a Gemalto permite que as empresas e administrações ofereçam uma ampla gama de serviços digitais confiáveis e convenientes com proteção das transações financeiras, serviços móveis, nuvens públicas e privadas, sistemas de saúde eletrônica (eHealthcare), acesso aos serviços de governo eletrônico (eGovernment), a Internet e a Internet das Coisas e o sistema de bilhetes eletrônicos para o transporte público.

O portfólio exclusivo de tecnologia da Gemalto - que vai desde software de criptografia avançada incorporado em uma variedade de objetos familiares até plataformas de autenticação para operações de apoio altamente robustas e escaláveis, criptografia e gestão de credenciais digitais - é oferecido por nossas equipes de prestação de serviços de alto nível. Nossos 14.000 funcionários estão distribuídos em 99 escritórios, 34 centros de personalização e de processamento de dados e 24 centros de pesquisa e desenvolvimento de software, localizados em 46 países.

Para saber mais, visite http://www.gemalto.com.br, www.justaskgemalto.com.br, blog.gemalto.com, ou siga @gemaltolatam no Twitter.

O Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia está com inscrições abertas até o dia 7 de março. A iniciativa é da Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia (RECyT) e dos organismos de ciência e tecnologia dos países membros e associados ao Mercosul, organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil (MCTI) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Para quem deseja participar, a inscrição é de caráter individual ou equipe e deve ser efetuada exclusivamente no endereço: www.premiomercosul.cnpq.br.

Tendo como objetivo reconhecer os melhores trabalhos de estudantes, jovens pesquisadores e equipes de pesquisa que representem potencial contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico dos países membros e associados ao MERCOSUL, a premiação incentiva a realização de pesquisa científica e tecnológica para a inovação.

Anualmente é indicado um tema importante para o desenvolvimento científico e tecnológico dos países membros e associados ao Mercosul. O tema escolhido para todas as categorias na edição de 2015 é “Inovação e Empreendedorismo”.

O projeto ou trabalho de pesquisa deve abordar uma ou mais das seguintes linhas: Inovação tecnológica; Geração de startups e aceleradoras; Gestão da inovação, compreendendo os processos, serviços, estratégias e recursos envolvidos;  Modelos e propostas de ambiente gerador de ideias, dentro da empresa ou instituição, voltadas para a inovação tecnológica e o empreendedorismo; Ferramentas e treinamentos facilitadores da criação e manutenção de uma cultura empreendedora na empresa ou instituição.

O Prêmio – que conta com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e do Movimento Brasil Competitivo (MBC), bem como do patrocínio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) – é atribuído a cinco categorias: Iniciação Científica; Estudante Universitário; Jovem Pesquisador; Pesquisador Sênior; e Integração.

Mais informações estão disponíveis no endereço: http://www.premiomercosul.cnpq.br/web/pmct/inicial.

tecnoti

Abril será um mês para novas ideias e soluções no mercado de provedores aqui no Rio Grande do Norte e estados da região Nordeste. Acontece no dia 14 de abril, no Praiamar Natal Hotel, das 8h às 18h, um dos maiores eventos desse segmento realizado no RN, o 4º Congresso RTI de Provedores de Internet.

Organizado pela Aranda Eventos, a quarta edição do Congresso traz representantes de renome para um ciclo de palestras referentes aos vários pontos polêmicos e relevantes com relação aos provedores de internet, além de uma área com quase 40 estandes. O evento busca em suas realizações, tornar-se referência no segmento no estado, reunindo diretores/proprietários de ISPs, gerentes de TI, engenheiros, analistas de sistemas, gerente de infraestrutura, instaladores, prestadores de serviços técnicos, consultores e estudantes.

Entre os palestrantes, Artur Coimbra de Oliveira do Ministério das Comunicações com o tema “Políticas públicas para provedores de internet regionais”; Guilherme Gilson Sousa do Grupo Neoenergia – Cosern com a palestra “Compartilhamento de postes com redes de telecomunicações”; Rafael Galdino da Cunha da UP Telecom para conversar sobre “Vandalismo em Telecomunicações”, entre outros convidados que também abordarão temas importantes para o atual cenário dos provedores de internet.

As inscrições podem ser realizadas através do www.rtiprovedoresdeinternet.com.br/ onde também está disponível a tabela com os valores e descontos.

PROGRAMAÇÃO

8h – Credenciamento

9h – Questões jurídicas para TI: legislação, temas recorrentes nos Tribunais brasileiros e orientações para a elaboração de políticas jurídicas preventivas

Adriana Cardoso de Moraes Cansian/Peres & Zola Advogados Associados

9h45 – Visão atual das redes ópticas aéreas e novas tecnologias para redes subterrâneas

Carlos Frederico Valle Noyma/Integer Engenharia

10h30 – Coffee-break e Trade Show

11h – Solução de microcabos ópticos como alternativa a redes aéreas e seu baixo impacto

Luiz Felipe Lorenzoni de Oliveira/Level 3 Comunicações

11h45 – Geração distribuída fotovoltaica em softhouses, ERBs e datacenters no Brasil

Gustavo Malagoli Buiatti/Alsol Energias Renováveis

12h30 – Almoço

14h – Políticas públicas para provedores de Internet regionais: como viabilizar a expansão de redes de alta velocidade

Artur Coimbra de Oliveira/Ministério das Comunicações

14h45 – Compartilhamento de postes com redes de telecomunicações

Guilherme Gilson Sousa de Oliveira/Cosern

15h30 – Coffee-break e Trade Show

16h15 - Vandalismo em telecomunicações

Rafael Galdino da Cunha/UP Telecom

17h – Serviços de valor agregado: como aumentar os serviços e a receita de provedores

Ricardo Pence Cigliuti/Jacada

17h45 – Encerramento e Coquetel

tecnolgoia

As empresas incubadoras “ESIG Software e Consultoria” e “Web One System”, do Inova Metrópole do Instituto Metrópole Digital (IMD) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realizam, nesta segunda-feira, 22, o pré-lançamento do sistema EWClinic - Sistema Integrado de Gestão de Clínicas Médicas na Internet.

O EWClinic permite o gerenciamento dos pacientes, atendimentos, marcação de consultas online, prontuário eletrônico, gestão financeira e diversos relatórios e indicadores.

Baseado no conceito de Software como Serviço (SaaS) de computação nas nuvens, o EWClinic está disponível pela internet e as clínicas não precisam ter o software instalado para começar a utilizar.

Os serviços oferecidos pelo sistema podem ser acessados por meio do link: https://www.ewclinic.com.br/.

O Setor de Infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI) do Instituto Metrópole Digital (IMD) da UFRN anuncia o lançamento do IMDCloud, um serviço de nuvem computacional de código-aberto implantado no datacenter do Centro Integrado de Vocação Tecnológica do IMD.

Segundo o professor Wellington Souza, esta nova ferramenta representa um marco no empoderamento tecnológico de nossos usuários, que poderão utilizar os recursos computacionais do datacenter do IMD nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e inovação.

Por meio de uma plataforma web amigável e intuitiva, os usuários terão autonomia e flexibilidade para criar e administrar seus servidores virtuais. Estes últimos serão executados em um ambiente computacional de alta disponibilidade, garantindo assim a integridade, acessibilidade e segurança dos dados e serviços hospedados. Futuramente, outras funcionalidades serão agregadas ao serviço.

A ferramenta já está disponível para todos os docentes do IMD, por meio do endereço: https://nuvem.imd.ufrn.br. As empresas incubadas vinculadas ao Instituto também poderão usufruir da plataforma, bastando solicitar o cadastramento na secretaria do INOVA Metrópole. Para uma segunda etapa do projeto, o serviço também será disponibilizado para empresas de TI de todo o RN.

fisicasa

O Instituto Internacional de Física (IIF) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza, entre os dias 04 e 15 de abril, o Workshop "Física e Matemática de Sistemas Complexos: Interfaces de Crescimento, Dinâmica Não-Linear, Integrabilidade", evento que reunirá líderes de pesquisa de todo o mundo e jovens pesquisadores de diferentes campos da Física de não-equilíbrio e Matemática.

O principal objetivo do workshop é promover trabalhos conjuntos entre especialistas da Física e da Matemática aplicada e pura, a fim de abordar os desafios teóricos mais importantes nas duas áreas.

Entre os temas a serem abordados no programa estão: dinâmica de fluidos de interface, dinâmica de fraturas, sistemas de crescimento biológico, dinâmicas de sólidos amorfos, análise complexa aplicada, e sistemas integráveis.

Este será o primeiro evento a ser realizado na sede permanente do IIF dentro do campus da UFRN. Uma estrutura especialmente projetada para receber conferências científicas de grande porte e que ampliará a capacidade do Instituto de receber visitantes durante sua programação anual.

As inscrições para o workshop estarão abertas até o dia 04 de março, no site do IIF (www.iip.ufrn.br), em que mais informações sobre taxas, tópicos de discussão e lista de oradores estão disponíveis. A gerência de eventos do IIF estará disponível para prestar assistência por meio do e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ou pelo telefone +55 (84) 3215-9220 (r. 24).



Twitter