NATAL PRESS

Começa nesta quarta-feira, 12, a 15ª edição do Congresso de Ciência da Comunicação na Região Nordeste (INTERCOM). A abertura oficial acontece às 19h com a conferência “Mídias Digitais e Interatividade”, ministrada pelo professor Pedro Nunes, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no Ginásio de Esportes da Universidade do Estado do Rio grande do Norte (UERN).


Para receber todos os participantes, logo após o encerramento das atividades acadêmicas no primeiro dia de evento, será realizada uma festa de abertura no Tenda Music Club, situado nas proximidades da UERN. Artur Soares, Dj Bruninho e Forró dos Três serão as atrações da festividade, com entrada gratuita para todos os congressistas.

Os professores do Departamento de Comunicação Social (DECOM) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) apoiam e participam do evento coordenando equipes ou mesmo grupos de trabalhos e discussões.

O INTERCOM Nordeste acontece em Mossoró, de 12 à 14 de junho, na UERN. O evento marca os 10 anos do Curso de Comunicação Social dessa instituição com o tema “Comunicação em tempos de redes sociais: afetos, emoções, subjetividades”. A coordenação local é da professora Marcília Gomes, do Departamento de Comunicação Social da UERN. De acordo com a organização do evento, foram inscritos mais de 1.300 candidatos oriundos dos nove estados da região Nordeste.

Para mais informações e a programação do evento acesse o site: http://www.intercomnordeste2013.com/.

alt

A Coordenadoria de Eventos, Cursos e Fomento à Educação Permanente, junto às Pró-Reitorias da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), lançou o concurso para criação do Cartaz da XIX Semana da Ciência, Tecnologia e Cultura (CIENTEC), a qual acontecerá de 22 a 25 de outubro, visando a selecionar uma proposta temática alusiva ao tema: “Educação e Esporte”.

A CIENTEC celebra os 50 anos do método Paulo Freire e do desenvolvimento do Rio Grande do Norte com esse importante projeto político-pedagógico. Além de dar destaque ao fato de o Brasil ser o país – sede de grandes eventos esportivos, como a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.

Poderão participar do concurso servidores técnico-administrativos ativos e discentes matriculados em curso de graduação e de Escolas Técnicas da UFRN, desde que apresentem trabalhos originais e inéditos. As inscrições serão gratuitas e os candidatos deverão entregar a proposta do cartaz impressa em papel em branco, no formato A4 (210 X 297mm), gramatura mínima de 75g, assim como em formato PDF, gravada em mídia digital (CD ou DVD). A imagem deverá ocupar no máximo 20 cm da área a ser impressa.

O cartaz deve conter obrigatoriamente a marca oficial da CIENTEC e só poderá alterar as cores. Caso haja distorções, deformações, achatamentos ou mudança de fonte, na marca, a proposta não será aceita. Já no símbolo da UFRN, não será permitida sua omissão ou mudanças de cores, devendo ser respeitada em sua integridade. No cartaz, a edição do evento deve estar em algarismos romanos: “XIX” e com a frase “Mostra de Ciência, Tecnologia e Cultura”.

A proposta deve ser entregue em um envelope lacrado na Coordenadoria de Eventos da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), das 8h às 11h e das 14h às 17h. Os resultados serão divulgados no dia 25 de junho, no site www.cientec.ufrn.br/concurso2013, bem como por meio do correio eletrônico e do contato telefônico. A premiação do vencedor será um computador HP 8200 (Core i5/4gb/DVD-RW/Windows7).

Com o auditório lotado de pesquisadores em enfermagem de todos os Estados Brasileiros iniciou, na manhã de ontem(03/06), no Praiamar Hotel, em Natal/RN, o 17º Seminário Nacional de Pesquisa em Enfermagem – SENPE. O 17º SENPE é o mais importante evento científico temático, no Brasil, que discute a pesquisa da Enfermagem. O evento acontece entre os dias 3 e 5 de junho reunindo mais de 1.000 profissionais e cerca de 1300 trabalhos científicos. É voltado para um público que tem desenvolvido sua prática profissional nos campos da pesquisa, da docência ou assistência; estudantes de iniciação cientifica, estudantes de pós-graduação e estudantes dos cursos de graduação.

Nessa edição o evento trouxe como central “O clássico e o emergente : desafios da pesquisa em enfermagem”, orientado por três eixos temáticos: - Os desafios da ética e bioética na produção do conhecimento em enfermagem; - Questões antigas e novas da pesquisa em enfermagem; - O quê e para quê pesquisar: limites e possibilidades das linhas e grupos de pesquisa em enfermagem.

A solenidade de abertura que aconteceu na manhã de ontem (03) e contou com a presença da Presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn), Ivone Evangelista Cabral, da Presidente da ABEn - Seção RN, Maria Coeli Azevedo, da presidente do Coren-RN, Enfª Alzirene Nunes de Carvalho, e demais autoridades da enfermagem brasileira.

Os crescentes avanços da enfermagem na área da pesquisa, na última década,foram destacados, pela Dra. Denise Cristina de Oliveira, coordenadora de Enfermagem no CNPQ na solenidade de abertura: “Há cerca de 12 anos eram 264 projetos de enfermagem inscritos no CNPQ e hoje já são 630 projetos em andamento. Como pode ser observado é um expressivo crescimento. Hoje podemos afirmar que a enfermagem brasileira está no espaço das ciências, tecnologia e inovação.”, expôs a coordenadora.

Para Dra. Ivone Evangelista Cabral, o evento traz a tona a responsabilidade social da enfermagem e a relevância da pesquisa da enfermagem na formulação das políticas de saúde pública que visem o bem estar social e a melhoria da qualidade da assistência em saúde e do cuidado de enfermagem. Lembrou que o principal desafio da pesquisa em enfermagem é unir quantidade e qualidade. "A enfermagem já soma 1800 mil profissionais no Brasil e nós já temos pesquisadores de qualidade. Hoje percebemos um grande incentivo à produção científica, mas precisamos fazer com que nossos pesquisadores atuem como pesquisadores sociais, construindo a pesquisa como ação promotora de saúde".

O evento prossegue nessa terça-feira(04), com Mesas Redondas, Cursos, Fóruns e Painéis Temáticos que tratarão de temas como “Responsabilidade social na pesquisa e impacto na produção de conhecimento”, “Violência como problema de pesquisa em saúde e Enfermagem”, Panorama da Educação em Enfermagem”, entre outros.

Hanseníase

Nessa terça-feira um dos destaques da programação é a realização de curso de Monitoramento e avaliação das ações do controle a Hanseníase viabilizado através do convênio FNS/MS nº 0749148/2010 com o apoio da MORHAN (Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase). O curso é voltado para docentes de curso de graduação e profissionalizante de enfermagem, estudantes e enfermeiros assistenciais.

O Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promove, de 3 a 7 de junho, a Semana da Tecnologia da Informação e Sociedade. As atividades acontecem no Anfiteatro B do CCET, sempre às 14h30.

Composto por aulas que ensinam desde a criação de um e-mail à utilização de blogs, o evento é uma iniciativa dos estudantes da disciplina Tecnologia e Sociedade, do bacharelado de Tecnologia da Informação, e é aberto à população.

A semana conta com a seguinte programação: Informática básica, nos dias 3 e 4 de junho, Tecnologia Saudável e Internet Confiável, no dia 5, Blogs e Empreendedorismo, no dia 6, e Redes Sociais, no dia 7.

Segundo Adja Ferreira, professora da disciplina, a ideia de realizar a atividade é uma forma de aplicar a democratização de conhecimentos sobre tecnologia discutida nas aulas. Ainda de acordo com Adja, a intenção é tornar a realização de atividades como essa cada vez mais frequente, abordando outros assuntos relacionados às novas tecnologias e funcionalidades disponibilizadas na internet.

As inscrições para a Semana da Tecnologia da Informação e Sociedade podem ser feitas pela internet, no endereço http://bit.ly/semanatics, ou presencialmente nos dias do evento, de acordo com a disponibilidade de vagas.

Foram prorrogadas até o dia 24 de maio as inscrições no Edital University of Manchester/GCUB nº 001/2013, convênio que concederá uma bolsa de doutorado pleno em Física na Faculty of Engineering and Physical Sciences da Universidade de Manchester.

O estudante selecionado será orientado por um dos pesquisadores contemplados com o Prêmio Nobel de Física em 2010, por experimentos inovadores com o grafeno, material mais forte já demonstrado composto por átomos de carbono densamente compactados. O programa será na modalidade presencial, com início em setembro de 2013 e duração de quatro anos.

O convênio foi firmado entre a Universidade de Manchester e o Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB), organização da qual a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) faz parte.

As inscrições são gratuitas e, de acordo com a secretaria do GCUB, deverão ser realizadas nas Pró-Reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação ou nas Assessorias de Relações Internacionais das instituições vinculadas.

Mais informações através do telefone da Secretaria de Relações Internacionais da UFRN (3215-3114) e do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

No último dia 17, uma equipe de pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) fez o anúncio da descoberta da estrela gêmea solar conhecida como a mais distante da Via Láctea, que recebeu o nome de CoRot Sol 1. A estrela possui valor de massa e composição química equivalente a do Sol.

A equipe de cientistas responsável pelo anúncio é composta por José Dias do Nascimento, da UFRN, que lidera o grupo; Jefferson Soares Costa e Matthieu Castro, também da UFRN; Yochi Takeda, do Observatório Astronômico Nacional do Japão (NAOJ); Gustavo Porto de Mello, do Observatório do Valongo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Jorge Melendéz, da Universidade de São Paulo (USP).

A descoberta permite desvendar o futuro próximo da estrela central do nosso sistema solar, além de dar aos astrônomos a oportunidade de testar as atuais teorias da evolução estelar e solar, em uma estrela gêmea solar evoluída e observada. A notícia foi repercutida em jornais do mundo todo.

Além da UFRN, a pesquisa recebeu o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Prosseguem até o dia 10 de junho as inscrições para a residência em Engenharia de Software, conforme edital publicado pelo Instituto Metrópole Digital (IMD), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). São ofertadas 30 vagas anuais, que serão preenchidas por edital específico.


A parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) vai permitir o pagamento de bolsas no valor de R$ 825 a alguns alunos indicados pelo programa.

As inscrições estão abertas no site do IMD (www.imd.ufrn.br) e os interessados devem se candidatar ao programa indicando um plano de trabalho que aponte resultados para a sociedade, em especial para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte, e que esteja em concordância com a empresa que irá receber o residente.

O preenchimento das vagas ocorre por meio de processo classificatório, obedecendo à ordem decrescente das notas dos candidatos que apresentarem plano de trabalho considerado viável em termos de execução.

O resultado da seleção está previsto para o dia 17 de junho e a matrícula será feita no período de 24 de junho a 2 de julho. As aulas terão início no dia 8 de julho e acontecem nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 7h às 9h, e aos sábados à tarde, podendo mudar de acordo com restrições de infraestrutura e professores.

Para custear o programa de residência, a instituição acolhedora do residente ou o próprio estudante ficam responsáveis pelo pagamento de uma contrapartida de R$ 6 mil, que pode ser dividido em até 12 vezes, com parcelas de R$ 500.

Inspirado na residência médica, o programa objetiva colocar seus participantes em ambientes e projetos reais e, ao mesmo tempo, promover a capacitação em nível de pós-graduação lato sensu (especialização) com aulas, palestras e um trabalho de conclusão de curso.

As atividades práticas serão realizadas em instituições públicas ou privadas com sede no Rio Grande do Norte, sob a supervisão de profissionais dessas empresas. Os trabalhos semanais serão divididos em 10h para capacitação e as demais horas para atuação na empresa que acolher os residentes.

Para mais informações, acesse o link do IMD: www.imd.ufrn.br/residencia_engsoftware.php.

A Microsoft soltou um alerta de um novo malware que, disfarçado de extensão para Google Chrome e add-on de Firefox, começou a circular tendo como alvo o sequestro de contas do Facebook. Detalhe: até aqui o vírus parece funcionar com foco nas páginas de Facebook de brasileiros, inclusive com comandos específicos em português.

Segundo um boletim da Microsoft, o arquivo tenta manter uma atualização legítima para os navegadores. Uma vez baixado, o Trojan monitora se o computador infectado está logado em uma conta do Facebook e tenta fazer o download de um arquivo ‘config’ que inclui uma lista de comandos para a extensão do browser.

A partir daí, o malware é capaz de executar ações típicas do Facebook, como ‘gostar’ de uma página, compartilhar, postar, se juntar a um grupo e conversar via ‘chat’ com os amigos que fazem parte da conta “infectada”.

Algumas variações do malware incluem comandos para postar mensagens provocativas em português e com links para outras páginas do Facebook. Segundo a Microsoft, o número de ‘likes’ e de compartilhamentos em uma dessas páginas cresceu durante a análise do Trojan – sugerindo que as infecções continuam.

Há informações que faltam ainda. Por exemplo, não está claro como o maware se instala ou mesmo quantas infecções já podem ter ocorrido. Além disso, a capacidade do vírus pode ser maior: ele é capaz de modificar mensagens, URLs, páginas de Facebook a qualquer momento.

Finalmente, embora o malware pareça ter sido concebido com foco em alvos brasileiros, a Microsoft conclui que esse Trojan pode facilmente ser modificado para atacar usuários em outras regiões.
* Da CNET News

alt

O I Curso de Especialização em Arqueologia do Nordeste brasileiro foi criado pelo Departamento de História da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) com o objetivo de discutir e aprofundar o debate em torno da arqueologia brasileira, em especial a desenvolvida no nordeste. O público alvo são os graduados nas áreas das ciências humanas e sociais, como antropologia, história, geografia, artes e turismo.

O curso é coordenado pelos professores Roberto Airon Silva e Francisca de Souza Miller e será realizado no período de agosto de 2013 a dezembro de 2014. As aulas irão acontecer aos sábados em dois módulos, pela manhã, das 8 às 12h e à tarde, das 14 às 18h. A carga horária total do curso é de 400 horas.

Estão disponíveis 33 vagas. Os interessados podem realizar inscrição mediante o pagamento de uma taxa no valor de R$30 e investimento de 18 parcelas de R$300 no decorrer do curso. O período de inscrição vai até o dia 24 de maio.

Os documentos necessários são: Formulário de inscrição devidamente preenchido através do site www.sigaa.ufrn.br, cópia autenticada do diploma de graduação em instituição legalmente reconhecida pelo MEC, Histórico escolar do curso de Graduação, Curriculum vitae, uma foto 3X4, cópia do CPF, documento de identidade e comprovante de residência, e, para os candidatos estrangeiros, cópia do passaporte e visto de permanência.

alt

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) abriu inscrições, até o dia 30 de agosto, para o XXVII Prêmio Jovem Cientista, que este ano elegeu como tema “Água: Desafios da Sociedade”.

O Prêmio Jovem Cientista foi instituído pelo CNPQ, em 1981, com o objetivo de revelar talentos, impulsionar a pesquisa no país e investir em jovens estudantes pesquisadores que procuram inovar na solução dos desafios da sociedade.

O Prêmio possui quatro categorias: “Mestre e Doutor”, para os portadores desses títulos que tenham menos de quarenta anos; “Estudante do Ensino Superior”, para alunos de mais de trinta anos que estão cursando ou concluíram a graduação entre 31 de dezembro de 2012 até 30 de agosto de 2013; “Estudante do Ensino Médio”, em que podem se inscrever alunos com menos de 25 anos, matriculados regularmente nas escolas públicas ou privadas do Ensino Médio; “Mérito Institucional”, categoria em que é premiada uma instituição do Ensino Superior e outra do Ensino Médio, as quais estejam vinculadas ao maior número de trabalhos inscritos por seus estudantes e pesquisadores.


Em cada categoria, os três melhores candidatos serão premiados com uma bolsa de estudo. Será concedido ainda o “Mérito Científico” a um pesquisador com título de doutor considerando sua qualificação, experiência, capacidade de formação de pesquisadores e sua produção científica na área de conhecimento do tema do evento.


A inscrição será efetuada exclusivamente no endereço: www.jovemcientista.cnpq.br para as categorias “Mestre e Doutor” e “Estudante do Ensino Superior”. Já para “Estudante do Ensino Médio”, a inscrição deve ser feita pelos Correios, para o endereço: Fundação Roberto Marinho - Rua Santa Alexandrina, 336, 1º andar - Rio Comprido – Rio de Janeiro – RJ - CEP 20261-232. Caso o candidato se inscreva pelo site e pelos Correios, simultaneamente, será eliminado.



Twitter