alt

O Instituto Internacional de Física (IIF), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), encerra nesta quarta-feira, 27, o workshop Novos Horizontes na Teoria de Campos na Rede.


Cerca de cinquenta cientistas do Brasil e do exterior estão reunidos desde o último dia 14, no Auditório do Departamento de Física Teórica e Experimental (DFTE), da UFRN, para discutir acerca da Teoria Quântica de Campos na Rede e suas aplicações.

O principal objetivo do encontro é alavancar essa área da ciência no Brasil, que ainda está dando seus primeiros passos. As palestras foram programadas de modo a fornecer um quadro de aprendizagem ideal para jovens brasileiros pesquisadores e estudantes de doutorado.


Trata-se de um tema ainda de pouca expressividade no Brasil, segundo informou a professora Tereza Mendes, do Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da USP, que integra o grupo de coordenadores do workshop.

Teoria Quântica de Campos


A Teoria Quântica de Campos seria uma maneira de descrever os surgimentos e aniquilações de partículas, fenômenos cuja compreensão é necessária para entender tais interações. O evento abordou teoricamente as interações fundamentais que ocorrem na natureza, como o magnetismo e a gravitação.

"Embora a gravitação ainda não possa ser explicada, esta teoria é muito bem-sucedida para o eletromagnetismo, pois permite explicar propriedades eletromagnéticas em um alto nível de precisão", segundo a professora Tereza Mendes. "Por outro lado, sua aplicação descreve a chamada "força nuclear forte", necessária para explicar porque os prótons e nêutrons permanecem ligados no núcleo atômico, garantindo sua estabilidade", completou Tereza.

Nesse último caso, explicou a professora, “os métodos usuais de cálculo falham, sendo impossível descrever propriedades importantes das interações fortes. Já no caso da interação nuclear forte, o estudo da Teoria Quântica de Campos associada à QCD (sigla em inglês para cromodinâmica quântica), pode ser feito sem a necessidade de aproximações usuais, mas por meio da teoria na rede e o estudo por simulações computacionais”, finalizou.

Outras informações no site do evento: (http://www.ifsc.usp.br/~lattice/lqcdschool-iip) ou na página do IIF: (http://www.iip.ufrn.br).