NATAL PRESS

tecnologia345

A reitora Angela Paiva Cruz, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, assinaram na manhã desta terça-feira, 15, no auditório do Instituto Metrópole Digital (IMD), o projeto de lei que dispõe sobre a criação de área especial para implantação do Parque Tecnológico Metrópole Digital e, na mesma solenidade, fez o encaminhamento à Câmara Municipal de Natal.

Ainda na solenidade desta manhã, foi assinado um protocolo de intenções entre a UFRN e o Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), com o objetivo de criar e compartilhar formas de participação, colaboração e apoio, assim como definir ações que serão desenvolvidas pelas instituições para operacionalização do Parque Tecnológico, estimulando e apoiando o empreendedorismo, a inovação e a geração de novos negócios. Assinaram o protocolo a reitora Angela Paiva, o diretor do IMD, José Ivonildo do Rêgo, o superintendente do SEBRAE/RN, José Ferreira de Melo Neto, e o seu  diretor Operacional, José Eduardo Ribeiro Viana.

Na presença de autoridades, professores, alunos e funcionários do IMD, a assinatura do projeto de lei e do protocolo de intenções foi antecedida por uma explanação do professor José Ivonildo do Rêgo, que mostrou aos presentes o funcionamento do IMD e seus objetivos, destacando que o Instituto é um projeto de integração multidisciplinar que envolve várias áreas do conhecimento e cuja preocupação maior é com a inclusão e a inovação. Ivonildo Rêgo afirmou também que desde o início (como projeto em 2009 e já institucionalizado em 2011), o IMD tem como meta fomentar a criação de um parque tecnológico na área de informática no estado do Rio Grande do Norte.

A reitora Angela Paiva Cruz, aludindo à confluência de interesses, afirmou que a concretização do Parque Tecnológico pode ser traduzido na força que tem o esforço solidário. “E se a criação do Instituto Metrópole Digital representou um salto na direção do futuro, pode-se imaginar o que representará o parque para as empresas de tecnologia da informação e para o próprio desenvolvimento e a qualidade de vida dos potiguares”, frisou a reitora.

Angela Paiva destacou também o esforço em oferecer oportunidades para os jovens, pois o Parque abre possibilidades de novos empregos, e concluiu: “Esse é o projeto de universidade que ajudamos a construir neste estado ao longo de seus 57 anos. E hoje estamos dando um passo importante na sua consolidação, viabilizando nessas parcerias sua presença forte e impactante no nosso Rio Grande do Norte”.

Em sua fala, o prefeito Carlos Eduardo destacou a função social do projeto Parque Tecnológico Metrópole Digital, que cria a expectativa de empregabilidade na cidade. Para viabilizá-lo, está criando incentivos fiscais através desse projeto de lei para que empresas de tecnologia da informação possam ser instaladas em Natal. “Acredito que vamos atrair essas empresas e a UFRN e o IMD irão cumprir o seu papel de formação, com foco especial na juventude, para que essa juventude possa sonhar”, afirmou Carlos Eduardo.

O representante da Câmara Municipal de Natal, vereador Hugo Manso (presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação) conclamou a união de esforços para projetos dessa natureza e destacou a relevância do IMD na formação de pessoas. Ele defendeu que o trabalho desenvolvido pelo IMD deve ter sua divulgação amplificada para que todos tomem conhecimento de sua importância.

Voltar ao topo



Twitter